BLOG DE: ESTUDOS DA ESCRITURA SAGRADA - YHVHSHÚA:


11/02/2012


['EL]: 'ELOHÍM - DEUS - deuses - THÉOS - KYRIOS - SENHOR - TÍTULOS QUE NÃO SALVAM:

 

TÍTULOS O QUE SIGNIFICAM? NÃO SÃO NOMES!

Títulos de “DEUSES” (‘EL):




- Comum = “deus”:



410: (‘El) forma curta 352; força; com adjetivo forte; especialmente o Todo-Poderoso (mas usada também para qualquer divindade): - Deus (deus), bondoso, grande, ídolo, força, o poderoso, poder, forte. Compare com nomes com “el”.

Substantivo masculino que significa Deus, deus, o poderoso, herói. Este é um dos termos mais antigos para Deus, deus ou divindade. Ocorre com mais freqüência nos livros de Gênesis, Jó, Salmos e Isaías, e não aparece em alguns livros. O significado básico da palavra poderoso pode ser visto em Jó 41,25 [27] e Mq 2,1. Esta palavra é usada ocasionalmente para outros deuses (Êx 34,14; Dt 3,24; Sl 44,20 [21]; Ml 2,11) porém é mais frequentemente usada para designar o único Deus verdadeiro (Sl 5,4 [5]; Is 40,18). {É, só que estão se esquecendo de Êx 20,7!!! Grifo meu. Que esse termo comum leva a mesma adoração de um único Deus – à “deuses”: (2Ts 2,11-12; 1Co 8,5-7; Dn 8,12; 2Co 2,4-10; 2Co 4,2-6)} grifo meu.

Escrito por anselmo.estevan às 18h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

Ela expressa várias idéias de divindade de acordo com o seu contexto. As mais comuns podem ser observadas abreviadamente: O Deus Santo em contraste com os seres humanos (Os 11,9); o Supremo Deus El (Gn 14,18; lê,13; Ez 28,2); o SENHOR (Yahweh) como um TÍTULO de Israel, segundo a própria alegação do Senhor (Gn 33,20; Is 40,18); Deus ou deus, em geral (Êx 34,14; Dt 32,21; Mq 7,8); o Deus de Israel, o Senhor (Nm 23,8; Sl 118,27); Deus (Jó 5,8).

Esta palavra é usada com vários adjetivos descritivos ou atributos: ‘El é Deus dos deuses (Sl 50,1); Deus de Betel (Gn 35,7); um Deus perdoador (Sl 99,8). Ele é o Santo Deus (Is 5,16). Especialmente significativas são as declarações de que ‘El está conosco, Emanuel (Is 7,14); e Ele é o Deus da nossa Salvação (Is 12,2); um Deus clemente (Ne 9,31); um Deus zeloso (Êx 20,5; 34,14). A intimidade deste Deus é expressa na mão de Deus (Jó 27,11).

NA ESFERA HUMANA, A PALAVRA TAMBÉM DESIGNA HOMENS DE PODER OU DE ALTA POSIÇÃO (Ez 31,11); homens poderosos (Jó 41,25 [-27]); ou fortes guerreiros (Ez 32,21). A palavra é usada para designar coisas superiores e poderosas na natureza, tais como montanhas imensas ou elevadas (Sl 36,6. [7]), imponentes, cedros altos, ou estrelas (Sl 80,10.[11]; Is 14,13).

Combinadas com outras palavras descritivas, aparece como ‘El Sa-day (7706), “Deus Todo-poderoso” (Gn 17,1; 28,3; Êx 6,3), ou ‘El ‘Elyôn (5945), “Deus Altíssimo” (Gn 14,18.19; Sl 78,35). Usada com mão (Yadh), em algumas situações, a palavra transmite a ideia de poder, força (Gn 31,29; Dt 28,32; Pv 3,27), ou capacidade.

(7706): (Saday) de (7703); o Todo-Poderoso: - Todo-Poderoso. Substantivo masculino e nome para Deus, que significa Shaddai, Todo-Poderoso. A palavra aparece apenas quarenta e oito vezes na Bíblia Hebraica, e trinta e uma vezes no livro de Jó. Saday é um nome para o Senhor – uma vez que o povo de fé do Antigo Testamento se referia a Ele como El Shaddai, Deus Todo-Poderoso. O termo é encontrado nas passagens que narram as promessas que Deus fez, seja de fertilidade, seja de terra e abundância ao povo. Indica que o ETERNO, o Todo-Poderoso, pode cumprir todas as suas promessas (Gn 17,1; 28,3; 35,11). Agora veja grifo meu: “POR QUE TANTOS ‘APELIDOS’ – QUE SÃO: “NOMES” – PARA OUTRO TÍTULO: “DEUS” – QUE LEVA OUTRO APELIDO – “SENHOR” – QUE: COMO “NOME” – É BAAL!!”. SE ELE TEM NOME PRÓPRIO (QUE POR SUA VONTADE ASSIM O DETERMINOU – YHVH – ASSIM ELE QUER SER CHAMADO ‘EU SOU’)! SÓ POR VONTADE HUMANA – LHE ACRESCENTARAM TANTOS TÍTULOS E NOMES QUE LEVAM A “BELZEBU E NINGUÉM ENXERGA ISSO.....?????”. E, “(‘EL)” – REPRESENTA: “[DEUSES]” – ENTÃO FICA IGUALMENTE COMO O TERMO ERRÔNEO DE: “deuses” – TODO-PODEROSO!?. QUANDO O CERTO SERIA: “UL – SADDAY – ‘SUPREMO’ - TODO-PODEROSO”.

Escrito por anselmo.estevan às 18h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

Voltando ao texto: O SENHOR apareceu a Abraão quando este tinha noventa e nove anos de idade, e se identificou como El Shaddai, Deus Todo-Poderoso (Gn 17,1).

Como não temos a Escritura original – o “homem”, pode ter colocado esses termos....!? Grifo meu.

Todos os três Patriarcas o conheciam por esse nome (Gn 28,1-3; 35,11); também José (Gn 48,3; cf. Êx 6,3). O profeta Ezequiel conhecia também a tradição de Shaddai (Ez 10,5). Balaão, Noemi, o salmista, Joel e Isaías empregaram o termo Shaddai, Todo-Poderoso (Nm 24,4; Rt 1,20; Sl 68,14.[15]; Is 13,6; Jl 1,15). Mas, especialmente Jó, que usa o vocábulo apropriadamente, como um não-israelita (Jó 5,17; 13,3; 24,1; 37,23), uma vez que se trata de um termo universal para Deus Saday é sempre encontrada em seções poéticas.

O livro de Jó também usa o nome de SENHOR, YAHWEH, vinte e sete vezes, porém só encontramos cinco vezes nas seções em prosa [AQUI, TENHO QUE COLOCAR MEU GRIFO NOVAMENTE]: VEJA QUE: “YAH” – ESTÁ CORRETO POIS É O NOME CORRETO DE DEUS! O QUE FICA ERRADO É O FINAL (“WEH”) – POIS ESTA FORMA DERIVA A “SENHOR” – UMA CORRUPTELA GENTÍLICA PARA DENOMINAR O NOME DE DEUS QUE DO SEU POVO HEBREU DA ADULTERAÇÃO – VEIO ESSA FORMA CORROMPIDA QUE BLASFEMA SEU NOME!!!!!). O CORRETO DO FINAL SERIA: (“HU”) – QUE SIGNIFICA “ELE” – E MESMO PORQUE O “H” NO HEBRAICO É MUDO NÃO SE FALA OU SE LÊ!). E O (“W”) NÃO EXISTE NO ALFABETO HEBRAICO....PELO MENOS NÃO NO MODERNO..... SENDO TUDO ISTO DO TETRAGRAMA SAGRADO QUE NÃO PODE SER FALADO OU PRONUNCIADO E, É GRANDEMENTE TEMIDO.....COMO? VEJA A PRÓPRIA BÍBLIA: LV 24,10-16; DT 28,15-43; 58-59; ÊX 20,1-17) E A BLASFÊMIA É PRINCIPALMENTE PORQUE ESSE DEUS COM NOME PRÓPRIO NÃO PEDIU NADA DISSO POIS SÓ QUERIA QUE SEU NOME NÃO FOSSE FALADO EM VÃO: (ÊX 20,7), MAS NÃO ESCONDIDO: Hb 13,5-13; Ml 3,16-18; Jr 14,9; Zc 14,9 – Mas isto, sem a corrupção do texto bíblico ok. Pois quem endurece seu coração lhe é mandado a operação do erro...por isso é tão difícil falar do seu verdadeiro Nome para que os outros aceitem: 2Ts 2,7-12; Zc 7,12-14; Os 4,6; Jr 2,1-37; 2Co 4,1-6; Rm 1,18-27; então faça a diferença: Rm 11,1-4; (1Rs 18; 19,18) – Rm 11,9-36. Pois esse Deus é único: Ef 4,5; At 26,14; Fp 2,9-11; At 17,23; Êx 3,2-7.15; 6,3; Jo 1,1-14; Ap 19,13; Mt 1,21; Lc 6,31; At 10,13; 1Tm 2,5-6; Jo 14,6; At 4,12! Mas o texto sem corrupção...!!! Ok.}. Voltando ao texto: (Jó 1 – 2; 42,7-17; veja concordância para referências especificas).

GRIFO MEU: AQUI, FICA, BEM CLARA, A ADULTERAÇÃO: DE SENHOR NOME! MAS LHE DERAM ESSE SUBSTANTIVO POR NOME! POIS ONDE TEM O “DO” LEVA À OUTRO NOME! MAS YAHWEH – É “SENHOR”! PS. O TERMO “SENHOR” – SOMENTE FOI INTRODUZIDO NAS BÍBLIAS PORQUE DA TRADUÇÃO DE QUE NÃO ENTENDIAM (“YEHOVA”) UMA FORMA JÁ ADULTERADA PELO POVO HEBREU – FOI TRADUZIDA PARA “YAHWEH” ONDE A ADULTERAÇÃO FOI PARA O NOME QUE É DE UM TÍTULO “SENHOR” QUE NUNCA FOI SEU NOME OU SUA VONTADE MAS POR ERRO ENGANO MEDO FALSIDADE DE HOMENS QUE NEGAM QUE ERRARAM E FICOU ASSIM MESMO.....!!!!!!! VEJA QUE DA FORMA ERRÔNEA DO SEU POVO PARA AS OUTRAS LÍNGUAS ATÉ VEIO O NOME CORRETO SÓ O YAH! MAS A ADULTERAÇÃO FOI O FINAL WEH – QUE LEVARIA A SER TRADUZIDO “SENHOR”!!!!!! AÍ O ERRO GRAVE! GRIFO MEU. VOCÊ TEM DÚVIDAS???? ENTÃO LEIA MINHA INTRODUÇÃO A TRINDADE NO MEU BLOG!!!!!!!! POIS SENDO UMA TRINDADE TODOS DEVEM OBRIGATORIAMENTE TER O MESMO NOME QUE SALVA! E NÃO TEM: JESUS ESPÍRITO SANTO! E NÃO TEM SENHOR ESPÍRITO SANTO! E DEUS TEM NOME E SENHOR NÃO CARREGA SALVAÇÃO NO NOME! E NO TEXTO DE JOÃO 1,1-14 E APOCALIPSE 17, 13 NADA FALA DE SENHOR! MAS SIM DE VERBO! E FILIPENSES 2,9-11: COMO MOSTRA QUE O FILHO É O PAI E O PAI TAMBÉM É O FILHO – MAS O FILHO RECEBEU UM NOME ACIMA DE TODO NOME! QUAL? ENTÃO NÃO É FALADO PORQUE FALARIA O NOME DO PAI. REVELARIA SEU NOME E A SUJEIRADA TODA QUE INTRODUZIRAM NAS BÍBLIAS......!!!!! E NÃO TEMOS VÁRIOS DEUSES! MAS UM SÓ DEUS E UM SÓ NOME QUE SALVA! OU NÃO? VEJA ATOS 4,12! 1 TIMÓTEO 2,5-6; EFÉSIOS 4,5; ETC. OU A PALAVRA SE CONTRADIZ? DE FORMA ALGUMA!!!!! ENTÃO SE VC. ADORA SEU DEUS? PORQUE NÃO BRIGA PELA VERDADE?! PORQUE NÃO O DEFENDE OU PELO MENOS VÊ SE É ISSO MESMO!!!!! NÃO FAÇA COMO SEU POVO: JEREMIAS 2,1-37.... GRIFO MEU.

(7703): (Sadhadh) raiz primitiva; (propriamente) ser robusto, i.e., (figurado) poderoso (passivo, inexpugnável); (por implicação) assolar: - MORTO, DESTRUIR, DESTRUIDOR, OPRIMIR, LADRÃO, SAQUE, SAQUEADOR, COMPLETAMENTE, ASSOLAR, DEVASTAR.

GRIFO MEU “SOBRE O TEMA CITADO ACIMA”: Ta vendo aonde leva os “TÍTULOS de Deus!?????” Grifo meu Anselmo Estevan.

Escrito por anselmo.estevan às 18h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

Voltando ao texto do livro: Verbo que significa Ser Robusto, Pilhar, Destruir, Oprimir, Assaltar, Saquear, Devastar. O sentido primário do verbo é devastar ou destruir. O vocábulo é usado para narrar a DESTRUIÇÃO DOS DESLEAIS, UMA AÇÃO TOMADA POR CAUSA DE SUA FALSIDADE (Pv 11,3). O verbo também é usado na profecia de Isaías contra Moabe para expor a ação que teria efeito sobre suas cidades (Is 15,1). As ações de um BANDIDO ou LADRÃO são retratadas pelo verbo, ações relacionadas pelo verbo, ações relacionadas com a casa de uma pessoa justa (Pv 24,15). O termo expressa o juízo de Deus sobre o Egito e a destruição de suas multidões (Ez 32,12). O verbo também é usado para descrever as ações de sujeitos como um leão, um lobo ou um leopardo no sentido figurado com resposta às rebeldias e apostasias de Jerusalém (Jr 5,6). Jeremias usou a palavra para descrever a destruição do tarbenáculo e a aridez, no tempo em que tudo seria tirado (Jr 10,20).

(5945): (‘Elyôn) de (5927); Uma elevação, i.e., (Adjetivo) elevado (comparativo); COMO TÍTULO, O SUPREMO: - ALTÍSSIMO, MAS ALTO, EXALTAR, EXALTADA, DE CIMA, ALTA, SUPERIOR, MAIOR, MAIS ELEVADO.

Substantivo masculino que significa altíssimo, o altíssimo. A palavra serve de epíteto para Deus e é usada trinta e uma vezes no Antigo Testamento. O mais célebre emprego desta palavra se dá em Gênesis 14,18-20: Melquisedeque era sacerdote do Deus Altíssimo (‘El ‘Elyôn). [aqui, sendo usado um termo que se refere a “deuses” – “(‘el)”. Quando o correto – seria “(‘Ul)” seria como o “Supremo Altíssimo do Deus”! Mas fica como: ‘El – deuses ALTÍSSIMO TODO-PODEROSO!!!!! O QUE DISCORDO EM GRAU, GÊNERO E NÚMERO]. GRIFO MEU. ANSELMO. Voltando ao texto, de modo que a palavra no contexto define o Deus a quem Melquisedeque servia. Mas nesta mesma passagem, Abraão igualou o Deus Altíssimo ao Senhor seu Deus, o Criador do céu e terra (Gn 14,20). Em Nm 24,16, este epíteto está em paralelo com o epíteto Deus e Shaddai; ele descreve o Deus que deu a Balaão seu conhecimento e suas visões. Este termo também vem em PARALELO COM OUTROS NOMES DE DEUS, tais como o SENHOR (Dt 32,8; 2Sm 22,14; Sl 18,13[14]); e Deus (Sl 46,4[5]; 50,14).

Vamos ao meu grifo: “Outros nomes? E o seu NOME verdadeiro? Temível e Terrível, Santíssimo e Sagrado que por homens estudiosos da Palavra falam que não somos dignos de nossos lábios pronunciarem seu NOME! Como fica? Seu NOME????? Um nome que foi blasfemado (Lv 24,10-16; Dt 28,15-58.59; etc)”. Grifo meu Anselmo Estevan.

(5927): (‘Alah) raiz primitiva; subir, intransitivo (ser alto) ou ativo (ascender); usado numa grande variedade de sentidos, primários e secundários, literais e figurados (como segue): - (fazer, ao) subir (da alva), romper [o dia], sair, cair, ter subido, passar, ser posto, ser registrado, escalar, sobrepujar, ser excelente, ser superior, trepar, curar, certamente, oferecer, ser tomado, pesar, rebento, brotar, crescer, retirar (-se), ir crescendo, importar, remontar, levantar, cobrir, acender, lançar, deitar [pó] sobre, reduzir, fazer tributário, preferir, suscitar, restaurar, RUMINAR.

Verbo que significa subir, ascender, retirar, levantar, oferecer. Esta palavra hebraica traz consigo a conotação de um movimento ascendente. É usada, de modo geral, para indicar uma ascensão a um lugar mais elevado (Nm 13,17); uma partida em direção ao norte (Gn 45,25); o vôo de uma ave (Is 40,31); o brotar das plantas (Is 34,13); a preferência de uma coisa por outra (Sl 137.6); e a oferta de um sacrifício (Jz 6,28; 2Rs 3,20). Teologicamente significativo é o fato de que este verbo é usado para o comparecimento de uma pessoa diante de Deus. A pessoa precisa subir para comparecer diante do SENHOR (Êx 34,24; veja também Gn 35,1).

Escrito por anselmo.estevan às 18h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL


(428): (‘Elleh) forma prolongada de “(411)”; estes ou aqueles: - um outro, o outro, um tipo, assim, alguns, estes, eles, estes mesmos, ele, aqueles, assim, os quais, QUEM, A QUEM.

(411): (‘EL) PARTÍCULA DEMONSTRATIVA [MAS SOMENTE NUM SENTIDO PLURAL] ESTES OU AQUELES – ESTES.

COMPARE COM (428). {VIRAM???!!!! ESSE NÃO É MEU GRIFO! É O QUE EXATAMENTE A PALAVRA “EL” – SIGNIFICA – PLURAL – OU SEJA: “DEUS” NO PLURAL – “DEUSES” – QUEM? ESTES? AQUELES? VIRAM????? POR ISSO MESMO LEVANTO SEU NOME ÚNICO At 4,12; 1Tm 2,5-6! OU ESTOU ERRADO? E DEVO CONTINUAR COM “SENHOR”! DE FORMA ALGUMA!!!!!! ANSELMO ESTEVAN – AGORA SIM TEM MEU GRIFO....MAS COM PASSAGENS DA BÍBLIA QUE FALAM A MEU FAVOR.....E A PALAVRA DE YAOHU DEUS COM NOME NÃO SE CONTRADIZ......ÉÉÉÉÉ!!!!!}. GRIFO MEU.

(352): (‘Ayil) da mesma raiz que (193); provavelmente força; donde alguma coisa forte, particularmente um chefe (em termos políticos); também um carneiro (por sua força); uma pilastra (por ser forte apoio); um carvalho ou outra árvore resistente: - (HOMEM) PODEROSO, verga de porta ou janela, carvalho, pilar, carneiro, árvore.

[193] (‘UL) de UMA RAIZ DESUSADA QUE SIGNIFICA TORCER, I.E., (POR IMPLICAÇÃO) SER FORTE; O CORPO (POR SER TODO ENROLADO); TAMBÉM PODEROSO: - FORTE, PODEROSO, FORÇA.

Agora, vamos ao meu Grifo: Ta vendo como são as coisas? O único termo de UM TÍTULO NOBRE QUE DENOTA UM ÚNICO “DEUS” COM NOME PRÓPRIO! QUE NÃO LEVA “SENHOR” – OU “DEUSES” – “DIVINDADES”; ETC. NÃO É USADA....!!!!!! Vamos a alguns termos títulos nobres de YHVH Yahu:

Escrito por anselmo.estevan às 18h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

- ODMORUL (GOVERNANTE).

- ‘UL SHUAODAI (SUPREMO – TODO-PODEROSO).

- ‘UL ULION (SUPREMO ALTÍSIMO).

- ‘UL OLMAN (SUPREMO ETERNO).

- ‘UL CABOR (SUPREMO VALENTE).

- [YAOHU] ULHIM (SUPREMO COMPOSTO).

- [YHVH] TZAVULIÃO (YHVH DOS EXÉRCITOS)!

Por isso mesmo que esse “Deus” – foi esquecido.....!!!!! E o que corrobora com a situação toda – são somente: “Títulos” e mais títulos – que além de não serem nobres obtiveram tão alto grau de padrão – a fazer-se esconder SEU NOME ÚNICO E PRÓPRIO DE UM ÚNICO DEUS VIVO, E PARA PIORAR POR VONTADE HUMANA E NÃO DELE PRÓPRIO; QUE É UM DEUS DE AMOR, DE PODER E DE LUZ INACESSÍVEL A QUALQUER HOMEM MORTAL, – MAS COM PODER DE MUDAR A SUA GLÓRIA EM IMAGENS E NOMES DE ÍDOLOS MORTAIS QUE NADA VALEM E DE NENHUMA SERVENTIA TEM, ISSO FIZERAM COM O “DEUS” QUE ADORAM.....Rm 1,18-21; 2,24; 11,1-4.....!!!!!! Veja também: (Gn 3,3.6-7.22; 1Co 8,5-7; 2Co 4,1-6). Pois a nós “MORTAIS” cabe, a nós mesmos, em nossas consciências VOLTARMOS NOVAMENTE EM ARREPENDIMENTO E O “CONHECIMENTO” – COM “ENTENDIMENTO [Os 4,6] – A ADORA-LO EM VERDADE E ESPÍRITO NO SEU NOME CORRETO PRÓPRIO E ABSOLUTO ACIMA DE QUALQUER COISA SOMENTE {JOÃO 8,32; JOÃO 4,22-24 – POIS SÓ UM NÃO FOI LIBERTO PELA VERDADE POIS ESCOLHEU A MENTIRA: JOÃO 8,44 [Jo 8,31-58]; POR ISSO CITO JOÃO 4,23; ROMANOS 8,15!” GRIFO MEU – ANSELMO ESTEVAN}.



BEM, AGORA VAMOS: A, MAIS UM ESTUDO TIRADO DO DICIONÁRIO BÍBLICO: HEBRAICO-PORTUGUES. EDITORA: PAULUS. AUTOR: LUIZ ALONSO SCHÖKEL. {OBS. O Texto acima é retirado da Bíblia de Estudo “PALAVRAS-CHAVE – HEBRAICO – GREGO DA EDITORA CPAD”}. Anselmo.

Escrito por anselmo.estevan às 18h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL


dEUSES (OUTROS deuses):



Êx 20,3; Dt 6,4; Js 23,16; Jz 2,10; 1Sm 8,8; Jr 1,16; Os 3,1; Gn 35,2.4; Dt 31,16; Js 24,20.23; 1Sm 7,3; Jr 5,19 – (deuses estrangeiros). [Todos os deuses]: Êx 18,1; Sf 2,11; Sl 69,4; 97,7; 135,5.

(Deuses das Nações): 2Rs 18,33; 19,18 = Is 36,18; 37,12.

(Imagem dos deuses): Dt 7,25; 12,3; Is 21,9.

(Deus dos deuses): Sl 136,2

(Rodeado de deuses): 86,8.

(Com numerosos): Jr 2,28; 11,13.

(Com distributivo: cada deus, seu povo): 1Rs 18,33 – Is 36,18; (cada povo com seu deus): Jr 1,5; Mq 4,5.

Sinais mentais (contexto literário ou histórico): Êx 22,19; dos cananeus dos egípcios etc.34,15; Nm 33,4; 2Rs 18,43s – Is 36,19s; 2Cr 32,15.



PLURAL: Plural gramatical



(‘Elôha). Pode significar:

1. Deuses, no plural, divindades.

2. A natureza ou não, divindade.

3. Deus, no singular, numa palavra, ou o Deus Supremo, o único. Muitas vezes é difícil distinguir a categoria. Para faze-lo podem ajudar: Sinais lingüísticos, sinais mentais. Alguns exemplos de ambigüidade não resolvida e resolvida.

Não resolvida: Is 8,19. Não consultam um povo a seu deus/a seus deuses? Os 12,4, lutou com Deus/com deuses.

Resolvida: Jl 2,27. Eu sou vosso Deus [Um Entre VÁRIOS?, o vosso e não alheio, e não há outro (portanto ÚNICO); Dt 32,37 onde está seu deus/seus deuses? Jr 2,11 de Deus/de deus; etc].

Escrito por anselmo.estevan às 18h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

TEXTO MASORÉTICO: (normalmente abreviado como “TM”, é uma expressão criada e utilizada pelo mundo acadêmico. Tal denominação refere-se a um grupo de manuscritos hebraicos da Bíblia, datados desde os primeiros séculos da Idade Média, sendo que todos apresentam notáveis semelhanças entre si).



SEPTUAGINTA E TEXTO MASORÉTICO:

Entre as duas formas da Bíblia, em hebraico e em grego, há divergências textuais quando analisadas. Várias passagens do texto hebraico teriam sido modificadas na LXX, algumas interpretadas ou reduzidas, e isso por causa de diversos fatores. A LXX não teria sido produzida para ser uma versão, rigorosamente, precisa para ser usada pelos judeus de Alexandria ou mesmo pelos de outras comunidades da diáspora judaica. Os tradutores não conheciam com precisão os significados dos vocábulos e das expressões hebraicas e algumas traduções são apenas conjecturas. Diferenças entre a LXX e o TM são inúmeras e para ter-se uma breve noção da complexidade do processo de traduções do hebraico para o grego, são dados a seguir alguns exemplos baseados no aparato crítico da BHS.

Em Êxodo 19,3a, a LXX possui uma adição: TM: E Moisés subiu a Deus (....).

LXX: E Moisés subiu a montanha de Deus (...).



Em Êxodo 24,10a , a LXX apresenta adições:

TM: E viram o Deus de Israel (.....).

LXX: E viram o lugar onde tinha se colocado ali o Deus de Israel (...).



Em Deuteronômio 6,4, há várias palavras adicionadas na LXX:

TM: Ouça Israel, YHVH é nosso Deus, YHVH é um.

Etc.

LXX: E estas são as prescrições e os juízos, numerosos como ordenou o Senhor aos filhos de Israel no deserto na saída deles da terra do Egito. Ouça, Israel: O Senhor é nosso Deus, o Senhor é único.



Em Deuteronômio 31,1, a LXX apresenta outra formula textual:

TM: E foi Moisés e falou estas palavras a todo Israel.



LXX: E concluiu Moisés falando todas estas palavras para todos os filhos de Israel.



Em Josué 4,24a, a LXX interpreta a palavra (Heb. Yad, mão) como sendo poder.

TM: (....) a mão de YHVH (....).

LXX: (....) o poder do Senhor (....).



Além dos exemplos mencionados, há divergências textuais entre a LXX e TM em outras passagens, como Amós 1,6.14 e 4,3. Existem diversas divergências de redação entre a LXX e o TM nos livros de Gênesis (divergências nos dados cronológicos nas genealogias), Êxodo (divergências no relato sobre a construção do tabernáculo nos capítulos de 35 a 45), números (diferença de seqüências, adições e diminuições de versículos), Deuteronômio (o trecho de 6,4 é mais longo, além de diferente....) E, quando falo que o nome do ETERNO é adulterado e blasfemado... estou errado e dizem que fico me preocupando com essas coisas??? Que deveria estar evangelizando (...) ao invés de perder meu tempo com isso, e etc. Só que não posso guiar “outros” – se fico “cego” para as verdades de um único ETERNO com nome próprio que é blasfemado!

Seria um cego guiando outro cego – todos cairiam no buraco...... Grifo meu.

Material tirado: Manual da Bíblia Hebraica (introdução ao texto Masorético) – Bíblia Hebraica Stuttgartensia. Edson de Faria Francisco 3ª Edição Revista e Ampliada. Pág. 439 – 441.

Escrito por anselmo.estevan às 18h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

“VEJA, AGORA: QUE ATÉ O TERMO ‘DEUS’ É ERRÔNEO FALAR”:





OLA CAROS LEITORES! VAMOS AGORA, A UM ESTUDO DE ALTA QUALIDADE PARA EVANGELIZAR...! VAMOS AO ESTUDO DA “BÍBLIA – ‘PESHITTA’ (OU MELHOR DA: BÍBLIA HEBRAICA PESHITTA) – EDIÇÃO 2011 ISBN 383.265 LIVRO – CONTENDO A: TORAH E A B’RIT HADASHA!”:



VAMOS AO ESTUDO DO NOME DO PAI ETERNO: YHVH



YHVH

Expressão como Ye’chua, lê-se Yerrua Eu sou Espírito [Rúkha] – grifo meu. Não se deve Ler como Ye’shua Lido da direita para esquerda: - [a forma hebraica] – grifo meu. (E a transliteração): YHVH – Y (iud) ou [Iôd] – grifo meu. H(r{ê}] V (vav) H(r{ê}]. Obs. {estou usando o “V” e na Bíblia Peshitta traz o “W” no Tetragrama – grifo meu}.

O Nome do Eterno nas Escrituras Hebraicas, o Tetragrama, lê-se (Há’ Shem(i) o “Há” como o fonema da palavra “Razão” e o “Shem” do verbo chegar e uma menção tão leve da vogal “I” a ponto do fonema dela confundir-se com a vogal “E” Há Shem(i) [Rachem(i)], que traduzido para o português quer dIzer “O NOME” é atribuída ao “Eterno” dAquele que no universo ilimitado do puro hebraísmo é o Absoluto, Criador e de Eternidade a Eternidade a Causa Causadora, O Ser Eternissímo, Bem como o Único Princípio Eternizante, nosso Pai Celestial, o Eterno.

Entre Judeus e Hebraistas é comum mencionar e registrar “Há’-Shem” diante da ocorrência do Tetragrama, ainda que muitos prefiram menciona-lo como Eterno e outros títulos de grandeza. Nisto, elogiamos e concordamos com nossos conterrâneos mestres, estudantes e apreciadores. Entretanto, Ha’ Shem é mencionado há mais de cinco mil anos.

Já no que diz respeito ao uso do Nome: Javé, Jeová ou outros iniciados com a consoante “J” advertimos que são deturpações abusivas dos sons originais. Cabe-nos recordar aos interessados que “Je” e “Já” não eram fonemas no hebraico original, inclusive em todos os nomes citados na bíblia ou outras fontes “Javé”, pelas respectivas razões literárias, fonéticas e morfo-lingüística é estranho ao mundo hebraico.

Adjetivos usados nos respectivos idiomas como, por exemplo: Senhor; Eterno; Absoluto, é permitido usar, desde que não se choquem com a cultura hebraica, e não se torne uma substituição definitiva para o Tetragrama!

Escrito por anselmo.estevan às 18h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

Em relação ao termo “Deus”, convidamos ao estudante das Escrituras a exercer o Máximo da sua atenção espiritual, e mesmo a orar para ampliar a pureza de suas motivações e intenções. Eis o que é digno de tão séria meditação e dedicação:

“Deus” do Grego “Zeus” cujas declinações:

(Do Grego) – Ó Zeu.

(Do Grego) – “Zeus” o mesmo que “Iupiter” Para os Romanos.

(Do Grego) – Dios.

(Do Grego) – Dií.

(Do Grego) – Dia.

Da palavra “Zeus” surgiu Théos em grego, que em latim é o mesmo que Júpiter. A Palavra “Teologia” surgiu desta raiz pagã, que significa o “Estudo de Deus”, ou seja, “Estudo de Zeus”.

A partir destas declinações anteriores descritas surgiram palavras latinas como “Deus” dentre muitas outras da mesma natureza. É obvio que houve uma evolução da língua grega, e alguém o denominado foneticamente por esse nome a partir do egípcio antigo “Zeuth”. Vemos claramente que as formas do sincretismo são muito antigas.Querer justificar que “Zeus” ou “Deus” é o mesmo que Pai dos Céus, e que por isso, não é errado usar esta palavra, é o mesmo que dizer, que na índia, usar o termo Bíblia Sagrada “Shiva” Salvação dos céus está correto; ou referente a “Buda” considerar a utilização desse termo na “Bíblia” como “Deus” ou ser Poderoso; bem assim, Confúcio em outro Pais, e assim sucessivamente. Todos esses termos têm origem Pagã representando os deuses ligados à adoração ao “SOL”.

Escrito por anselmo.estevan às 18h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL


No Dicionário: “Deuses e Heróis da Antiguidade Clássica”, de Tassilo Orpheu Spadilg (Cultrix Mec) do Ministério da Educação e Cultura, primeira Edição de 1974 pág., 169 a 171 podemos observar que: “Júpiter ou Zeus (genitivo aíos), em grego, que corresponde ao Sânscrito Diaus pitar e ao Latim Juppter (Ju ou Iu – ppiter)”. Diaus significa céu ou luz do céu, (Igual ao Sol) que, por sua vez já indica o caráter desta antiga divindade indo-européia. Para os gregos e romanos, Júpiter era filho de Saturno e Réia.

O Nome indo-europeu deus ou Deus, que se encontra em Sânscrito, Lituano, antigo prussiano, velho Islandês, Galês, Latim e Grego, significa brilhante, inseparável do vocabulário dia, Zeus (em grego), Dies em Latim.

Isso Transcreve claramente o que diz Isaías 14,12 a 14 “COMO CAÍSTE DOS CÉUS, TU, O RESPLANDECENTE, FILHO DA ALVA! COMO FOSTES CORTADO POR TERRA TU QUE DEBILITAVA AS NAÇÕES! E TU DIZIAS NO TEU CORAÇÃO: EU SUBIREI AOS CÉUS, ACIMA DAS ESTRELAS DE ELORRIM E EXALTAREI O MEU TRONO. E SEREI SEMELHANTE AO ALTÍSSIMO”.

Como vemos a estrela da manhã “Brilhante” ou “Dia” se refere a Zeus ou Deus. O culto de Iúpiter ou Zeus graças ao helenismo, estendeu-se à vários povos e a várias línguas.

O Helenismo do primeiro século combatia arduamente a maneira Helênica, pois se afastava completamente da “Torah”!.... Os Helênicos nunca deixaram de adorar a “Zeus” ou a “Deus” enquanto os que amam as Escrituras Hebraicas reconhecem somente Há ‘Shem. Por esse motivo, não usamos e não recomendamos esse termo fonético grego “Zeus” ou “Deus”.

Por conseguinte, O “Hebraico” é o idioma primordial de toda esfera da vida. Neste idioma está codificada toda a “Criação” do Eterno. Seu nome está inserido no nome de Yeshua, onde Ele se manifesta como Yeh; Eu Sou, Shua, SALVAÇÃO. “Ehie Asher Ehie” ou O GRANDE “EU SOU”; AQUELE QUE CAUSA QUE VENHA A SER. Quanto à pronúncia, foi amplamente conhecida, enquanto existiu o Templo de Yeruchalayim. Sendo a tradição passada de pai para filho e de mestre para discípulo, com respeito e reverência aos nomes sagrados. Por este motivo recomenda-se a expressão Há ‘Shem (O NOME) como melhor forma de preservar a Santidade de Seu Eterno “Nome”.







APRENDENDO COM MEU “BLOG!”. INFELIZMENTE, POR NÃO ME SENTIR A VONTADE DENTRO DE UMA COMUNIDADE DE BLOGUEIROS EVANGÉLICOS. QUE SÃO: “APROXIMADAMENTE – 16000 PESSOAS.....!!!! (ONDE, DEVERIA SER AO CONTRÁRIO......!!!), ESSE ESTUDO VEM MOSTRAR O QUE DEVEMOS, FAZER, QUANDO ESTAMOS SOBRE FOGO SERRADO DE IRMÃOS QUE SE DIZEM IRMÃOS MAS, QUANDO NÃO ACEITAM OPINIÕES CONTRÁRIAS QUE ACHAM DESMASCARAR A SUA ‘VERDADE’ OU SE JULGAM AMEAÇADOS COMO ‘OVELHAS DO REBANHO......’ ETC – VIRAM: LOBOS FEROZES E DEVORADORES! QUE PENA”. ESSE ESTUDO É PARA TAL: (Diferenças de opiniões [saudáveis, sim!], mas, ataques gratuitos por falta de “entendimento....” NÃO):

Escrito por anselmo.estevan às 18h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

1 Timóteo 1,4: Nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de ‘Elo(rr)hím(i), que consiste na Emunah; assim o faço agora.



1Timóteo 1,6: Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas.



1 Timóteo 4,9-10: Sabendo isto, que a Torah não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas, para os homicidas.

Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina.



1 Timóteo 4,7: Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas e exercita-te a ti mesmo em piedade.



1 Timóteo 6,4.5.20.21: É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas.

Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da êmeth (verdade) cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.

Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência. A qual, professando-a alguns, se desviaram da Emunah. A Hessed seja contigo. Amém.



2 Timóteo 2,14.16.23.24-26: Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada a aproveitam e são para perversão dos ouvintes.

E rejeitas as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas.

E ao servo do senhor não convém contender, (prefiro: “e aos coerdeiros de ‘Yah-YHVH’ – Maschiyah”) grifo meu, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, SOFREDOR; instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura ‘Elo(rr)hím(i) lhes dará arrependimento para conhecerem a êmeth, (verdade),

E tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do Acusador, em que à vontade dele estão presos.



1 Timóteo 4,8-10: Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir.

Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação; porque para isso trabalhamos e lutamos, pois superamos no ‘Elo(rr)hím(i) vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente do fiel.



1 Timóteo 5,21: Conjuro-te diante de ‘Elo(rr)hím(i), e do Senhor Ye’SHUA Ha’ Maschiyah e dos melarríms eleitos (anjos eleitos), que sem prevenção guardes estas

Escrito por anselmo.estevan às 18h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

coisas, nada fazendo por parcialidade.



Tito 3,9.10-11: Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates com mestres acerca da Torah; porque são coisas inúteis e vãs.

Ao Homem Herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o.

Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado.



Tito 1,14: Não dando ouvidos às fábulas de alguns Yahudim (povo de ‘Elo(rr)hím(i) – Yah-YHVH – Ha’ Shem = Yaohu) grifo meu, nem aos mandamentos de Homens que de desviam da êmeth!



Tito 1,15-16: Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.

Confessam que conhecem a ‘Elo(rr)hím(i), mas negam-no com obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.



Romanos 16,17-20: E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissenssões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles.

Porque os tais não servem a nosso Senhor Ye’SHUA Ha’ Maschiyah, mas ao seu ventre, e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples.

Quanto à vossa obediência, é ela conhecida de todos. Comprazo-me, pois, em vós; e quero que sejais sábios no bem, mas simples no mal.

E o ‘Elo(rr)hím(i) da Shalôm esmagará em breve Ha’ Satan debaixo dos vossos pés. A Hessed de nosso Adonay Ye’ SHUA Ha’ Maschiyah seja convosco. Amém!



Isaías 29,13: Porque o YHVH YERRUA (EU SOU ESPÍRITO) disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu

Escrito por anselmo.estevan às 18h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído.



Mateus 18,20: Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em MEU NOME, aí estou Eu no meio deles! [É EXATAMENTE AQUI QUE QUASE TODOS DA COMUNIDADE UBE NÃO ACEITAM QUE A SALVADOR TENHA OUTRO NOME, A NÃO SER O QUE LÊEM NA BÍBLIA...!! COMO PODE ESSA PASSAGEM SE TORNAR VERDADE SE NÃO ACEITAM NEM ESTUDAR O ASSUNTO.... O REPELEM DE IMEDIATO E NÃO É DE PENSAMENTO NÃO! MAS, SIM, COM BRIGAS, INSULTOS, DESMERECIMENTOS, ETC. ISSO NÃO É QUESTÃO DE OPINIÃO, MAS SIM DE PURA DISCÓRDIA.....LEVANDO AS PASSAGENS CITADAS ACIMA.....]. GRIFO MEU.



Romanos 14,17-19: PORQUE O REINO DE ‘ELO(rr)HÍM(i) NÃO É COMIDA NEM BEBIDA, MAS JUSTIÇA, E SHALÔM, E ALEGRIA NO RÚKHA hol – RODSHUA.

PORQUE QUEM NISTO SERVE O MASCHIYAH AGRADÁVEL É A ‘ELO(rr)HÍM(i) E ACEITO AOS HOMENS.

SIGAMOS, POIS, AS COISAS QUE SERVEM PARA A SHALÔM E PARA A EDIFICAÇÃO DE UNS PARA COM OS OUTROS.





Essa é a minha vontade: de que um dia ao menos todos estudem e reconheçam o seu Nome Pessoal, sem medo da verdade.......!!! Anselmo Estevan. {REFLITA, MUITO EM: “DANIEL 8,12!”}.



Material tirado da: “Bíblia Hebraica Peshita (Torah)” – Com grifos meus. Com formação de Bacharel em Teologia pela Faculdade Ibetel em Suzano!



Diga: “Não a: discórdia, violência por falta de entendimento ao ‘conhecimento – ou a falta dele’!”.

Escrito por anselmo.estevan às 18h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL



Anselmo Estevan.









Filipenses 2,9: Pelo que também ‘Elo(rr)hím(i) o exaltou soberanamente e lhe DEU um NOME que é sobre todo o nome.



(VAMOS AO ESTUDO DE: “NOME”):



BÍBLIA DE ESTUDO PALAVRAS-CHAVE HEBRAICO-GREGO:



(3686): DO GREGO: [ONOMA] de um suposto derivado da base de (1097) – {episynagoge} de [1996] um ajuntamento completo, particularmente uma congregação cristã. (Compare com [3685] – (oninemi) – forma prolongada de um verbo aparentemente primário [onomai – caluniar]); um “nome” {literal ou figurado} (autoridade, caráter): - chamado.



Substantivo que significa nome; o nome próprio de uma pessoa, ou a maneira como a chamamos:

(I) Em particular e de modo geral (Mt 1,21.23.25; 10,2; Mc 3,16.17; 6,14; Lc 1,61.63; 10,20; At 13,8; 1Co 1,13.15; Fp 4,3; Ap 13,1; 17,3; 21,14). Como metonímia , “NOME”, às vezes, REPRESENTA A PESSOA OU AS PESSOAS QUE TÊM ESSE NOME (Lc 6,22; At 1,15; Ap 3,4; 11,13).

(II) Usada para indicar autoridade, por exemplo, vir ou fazer algo em nome de alguém, com o significado de usar o seu nome; como seu mensageiro, enviado,

Escrito por anselmo.estevan às 18h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

representante: pela sua autoridade, com a sua sanção (Mt 10,41.42; 18,5; 21,9; 23,39; Mc 9,39; 16,17; Lc 9,49; ; 10,17; 24,47; Jo 5,43; 10,25; 14,13.14.26; At 3,6; 4,7.17.18; 5,28.40; 9,27; 1Co 5,4; 2Ts 3,6; Tg 5,14); SOBRE IMPOSTORES ({Mt 7,22: MUITOS ME DIRÃO NAQUELE DIA: ADONAY, ADONAY, NÃO PROFETIZAMOS NÓS EM TEU NOME? E EM TEU NOME NÃO EXPULSAMOS DEMÔNIOS? E EM TEU NOME NÃO FIZEMOS MUITAS MARAVILHAS? [Mt 7,23: E ENTÃO LHES DIREI ABERTAMENTE: NUNCA VOS CONHECI; APARTAI-VOS DE MIM, VÓS QUE PRATICAIS A VIOLAÇÃO DA TORAH! “BÍBLIA HEBRAICA PESHITA – TORAH”]}; Mc 9,38 [SUPOSTAMENTE]; 13,6; Lc 21,8).

(III) Usado para indicar caráter, dignidade, referindo-se a um apelativo honroso, um título (Ef 1,21; Fp 2,9: {POR ISSO, TAMBÉM ‘ELO(rr)HÍM(i) O EXALTOU SOBERANAMENTE, E LHE DEU UM NOME QUE É SOBRE TODO O NOME; (Fp 2,10-11): PARA QUE AO NOME DE YA ‘SHUA – GRIFO MEU, SE DOBRE TODO O JOELHO DOS QUE ESTÃO NOS CÉUS, E NA TERRA, E DEBAIXO DA TERRA, E TODA A LÍNGUA CONFESSE QUE (YA ‘SHUA – “YAOHUSHUA”) GRIFO MEU, HA’ MASCHIYAH É O ADONAY, PARA DEVOD DE ‘ELO(rr)HÍM(i) AVINU. [BÍBLIA HEBRAICA PESHITA]}: VEJA At 4,12; Hb 1,4; Ap 19,16: (Atos 4,12: E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo que devamos ser salvos). (Hebreus 1,4: Feito tanto mais excelente do que os melarríms, quanto herdou mais excelente nome do que eles). (Apocalipse 19,16: E no seu manto e na sua coxa tem escrito este NOME: Rei dos reis e Senhor dos Senhores!). UM MESMO NOME, EM OPOSIÇÃO À REALIDADE (Ap 3,1). “E ao melarrim da congregação que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete ruarhs de ‘Elo(rr)hím(i), e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estas morto. (Da Bíblia Hebraica Peshita).

(IV) Usada enfaticamente o nome de ‘Elo(rr)hím(i), do Senhor, de Maschiyah, como metonímia, como a expressão total do próprio ‘Elo(rr)hím(i), o próprio Maschiyah, em toda a sua existência, em seus atributos, relacionamentos, manifestações (Mt 6,9; 18,20; 28,19):

(A) Com respeito a ‘Elo(rr)hím(i), onde o seu NOME é descrito como santificado, revelado, invocado, honrado (Mt 6,9; Lc 1,49; 11,2; Jo 12,28; 17,6.11.12; At 2,21; 9,14,21; 15,14.17; Rm 9,17; 10,13; 15,9; 1Co1,2; Hb 2,12; 6,10; 13,15; Ap 11,18); batizar no NOME do Ha ‘Shem Yah – YHVH – grifo meu (Mt 28,19; At 2,38; 8,16; 10,48; 19,5); como antítese, batizar em nome de Paulo (1Co 1,13.15); BLASFEMAR O NOME DO YHVH (Rm 2,24; 1Tm 6,1).

(B) com referência a Maschiyah, como o Messias, onde o seu NOME é descrito como honrado, reverenciado, digno de crédito, invocado (Mt 12,21; 18,20; Jo 1,12; Ap 2,13; 3,8); onde se diz que serão recebidos benefícios no NOME do Maschiyah, ou por intermédio dele (Jo 20,31; At 4,10.30; 10,43; 1Co 6,11; 1Jo 2,12); onde alguma coisa é feita no seu NOME, significando ser feito por Ele, ou nele, pela fé nele (Ef 5,20; Cl 3,17; 3Jo 7). Onde males e sofrimentos são suportados em NOME do Maschiyah (Mt 10,22; 19,29; Mc 13,13; Lc 21,12; Jo 15,21; At 5,41; 9,16; 21,13; 1Pe 4,14; Ap 2,3). Onde uma pessoa se opõe e blasfema o NOME DO MASCHIYAH (At 26,9; Tg 2,7). Atos 26,9: Bem tinha eu imaginado que contra o Nome de [Ya’SHUA] grifo meu, Natziri deveria eu praticar muitos atos.

Tiago 2,7: Porventura não blasfemam eles o bom NOME que sobre vós foi invocado?

(C) Com respeito do Rúkha hol – RODSHUA, para batizar no SEU NOME (Mt 25,19).

Escrito por anselmo.estevan às 18h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

Deriv.: euonymos (2176), de bom nome; onomadzo (3687), nomear; pseudonymos (5581), TER UM FALSO NOME! VAMOS RAPIDAMENTE A ESSES ESTUDOS: {5571/5574/5581}:



5571: (PSEUDES) de [5574]; FALSO, DESLEAL, i.e., ERRÔNEO, ENGANOSO; ÍMPIO – FALSO, MENTIROSO!



5574: (PSEUDOMAI) VOZ MÉDIA DE UM VERBO APARENTEMENTE PRIMÁRIO, PROFERIR UMA INVERDADE OU TENTAR ENGANAR COM FALSIDADES: - FALSIDADE, MENTIRA.



5581: (PSEUDONYMOS) DE [5571] E {3686}; NOMEADO FALSAMENTE: - FALSAMENTE ASSIM CHAMADO!



{3686}: VOLTARIA AO ESTUDO ACIMA! OK. ENTÃO SE VOCÊ SE DIZ UM CRENTE DE VERDADE E AMA REALMENTE O FILHO DO ETERNO – “YEHOVAH” MAS SEM “J” OK. PARA NÃO BLASFEMAR SEU NOME SANTO COM “BAAL” – REFLITA SÓ UM POUQUINHO DO SEU TEMPO NESSE ESTUDO DO: “NOME” HA ‘SHEM – YAH-YHVH!!!! HONRE PELO MENOS COM INTELIGÊNCIA A QUEM DEU A SUA VIDA POR TODOS NÓS..............!!!!!!!!!! ISSO, DEVEMOS A ELE!

ANSELMO ESTEVAN.



BÍBLIA DE ESTUDO: PALAVRAS-CHAVE – HEBRAICO/GREGO. E A BÍBLIA HEBRAICA PESHITA. FORAM USADAS NESSE ESTUDO! COM GRIFOS MEUS. ANSELMO ESTEVAN. COM FORMAÇÃO DE PASTOR E BACHAREL EM TEOLOGIA – FORMADO PELA FACULDADE IBETEL DE SUZANO. COM TODO AMOR DO FUNDO DA MINHA NEFESH PARA LEVANTAR A VERDADE DO SEU NOME EM AMOR SOMENTE! ANSELMO ESTEVAN. SHALÔM A TODOS!!!!



P.S. “O NOME ‘Dele’ não dever ser proferido em outras línguas! Por que? Porque é um NOME sobre todo nome........ E, se trocarmos o seu NOME.....acarretará aos estudos acima de falsidade, mentira, invocando alguém a quem não vais nos conhecer na outra vida......!!!!!! Mateus 7,22! Mas por que? Porque somente quem o ama em verdade e espírito (rûah) obedece a suas Palavras e faz a VONTADE DO PAI QUE ESTÁ NO CÉU SOMENTE!!!!!!! Ou estou errado em falar assim???? Decida-se enquanto ainda há tempo....................!”.

"QUEM, EU DISSE QUEM ESTÁ LIVRE DO: PAGANISMO!!!!!!!!!!!!!!!!" VEJA:

CERTOS NOMES NUNCA DEVERIAM SER MUDADOS:

Escrito por anselmo.estevan às 18h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

VAMOS A OUTRO ESTUDO UM POUCO LONGO. (SEI QUE NÃO SOU BEM VINDO NA COMUNIDADE UBE. MAS O QUE ME IMPORTA MESMO É LEVANTAR A VERDADE!): VAMOS A UM ESTUDO QUE PODE SER CONSTRANGEDOR MAS NÃO POSSO DEIXA-LO DE FAZER O MESMO – “DEUS” – VEJA NO QUE DEU AO SE MUDAR O NOME DE UMA LÍNGUA PARA OUTRA:



Vamos ao estudo da palavra “Deus” na língua original:



(João 20,28): E Tomah respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e {‘Elo(rr)hím(i)} meu! [Estudo tirado da: Bíblia Hebraica Peshita].



Vamos ao estudo da palavra “Deus” na linguagem de hoje (corrompida...):



(João 20,28): Tomé respondeu e disse-lhe: Senhor meu, e {Deus} meu! [Estudo tirado: da Bíblia de Estudo – Palavras-chave Hebraico-grego].



O que vamos estudar é a palavra (Deus) que, na Antiga Aliança da “Torah” não se pronunciava!!!! Era pronunciado assim: ‘Elo(rr)hím(i)! Ok.

Só que com a Nova Aliança, a mudança de língua essa palavra [‘Elo(rr)hím(i)] – passou para o termo [Deus}. Vamos estudar esse termo:



(2316): [THÉOS] – do grego. De origem incerta; uma divindade, especialmente (com 3588) a suprema Divindade; (figurado) um magistrado; pelo hebraico muito – excelente, Deus, deus, devoto, para Deus.

(I) Deus de tudo, Jeová (Mt 1,23; 6,24; Lc 2,14.52; Jo 3,2; 4,24; Rm 16,26; 1Co 4,1). Também “o Senhor Deus” (Mt 4,10; 22,37; Mc 12,29.30; Lc 1,16.32; 1Pe 3,15; Ap 4,8). Em construção:

(A) Sobre pessoas: o Deus de alguém, i.e., o seu protetor, benfeitor, o objeto de sua adoração (Mt 22,32; Mc 12,26; Lc 1,68; At 5,30); sobre coisas, i.e., Deus como o autor e doador, a fonte (Rm 15,5; Fp 4,9; Hb 13,20; 1Pe 5,10).

(B) A respeito do que surge, é enviado, é dado, indicado por Deus (Mt 3,16; Lc 11,49; At 23,4; 2Tm 3,17).

(II) A respeito de Cristo, o logos, que é declarado como sendo Deus (Jo 1,1; 20,28; Rm 9,5; Fp 2,6; 1Tm 3,16; Hb 1,8; 1Jo 5,20).

(III) Do hebraico, a respeito dos líderes de Israel como representantes de Deus na teocracia dos judeus (Jo 10,34.35, citação de Sl 82,1.6).

(IV) No sentido grego: um deus, uma divindade (At 7,43; 12,22; 14,11; 19,26; 1Co 8,4.5; Gl 4,8). Assim, Satanás é chamado de “o deus deste século”, o seu líder etc. (2Co 4,4).

Deriv.: atheos (112), sem Deus, thea (2299), deusa; theios (2304), divino; theiotes (2305), divindade, com referência ao poder de Deus, mas não ao seu caráter e natureza essenciais; theodidaktos (2312), ensinado por Deus; theomachos (2314), alguém que luta contra Deus; theopneustos (2315), inspirado por Deus; theosebes (2318), reverente a Deus; theostyges (2319), alguém que odeia a Deus; theotes (2320), divindade, com referência à essência e natureza de Deus; philotheos (5377), amigos de Deus, aquele que ama a Deus ou gosta de Deus.

Sin.: Kyrios (2962), Deus, Senhor, mestre, amo, supremo em autoridade; pantokrator (3841), Onipotente, Todo-poderoso.



Bem, agora vamos aos desmembramentos desse estudo:



[3588]: Ó (ho) incluindo o feminino (he) e a forma neutra tó (to) em todas as suas inflexões; o artigo definido; o, a (às vezes inserido, às vezes omitido, no idioma Inglês): - o, a, este, esta, isto, aquele, aquela, aquilo, um, uma, ele, ela etc.



[112]: (atheos) de 1 (como prefixo negativo) e (2316); sem Deus: - sem Deus.

Adjetivo derivado do privativo a (1), sem, e Théos (2316), Deus. Ateu, ímpio. Em o Novo Testamento, alheio do conhecimento e adoração do verdadeiro Deus. Ocorrência única em Efésios 2,12.



[2299]: (thea) feminino de (2316); uma divindade do sexo feminino – deusa.



[2304]: (theios) de (2316); semelhante a deus (neutro como substantivo, divindade): - divino, divindade.

Adjetivo de Théos (2316). Deus, Divino, o que é exclusivamente de Deus e procede dele (2Pe 1,3.4); a natureza divina, divindade (At 17,29).



[2305]: (theiotes) de (2304); divindade (abstrato): - divindade.

Escrito por anselmo.estevan às 18h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL


Substantivo de Theios (2304), divino. Divindade, natureza divina. Usada apenas em Romanos 1,20.



[2312]: (theodidaktos) de (2316) e {1321} – {A SER ESTUDADO APARTE.....!}; instruído divinamente: - ensinado por Deus. (theologos), (2316 e {3004})[a ser estudado aparte!].um “teólogo”: divino. OBS.: COMO ESSE ESTUDO DO Nº 3004 FICA MUITO EXTENSO. VOU FAZER ESSE ESTUDO SEPARADO DESSE. POIS LEVA À,VÁRIAS INTERPRETAÇÕES. E FOGE UM POUCO DO QUE QUERO PASSAR!

OBS.: “VAMOS AO ESTUDO DO Nº {1321} MAS, SEM DESMEMBRÁ-LO (POR SER MUITO GRANDE TAMBÉM E POR FUGIR AO INTUITO DO ESTUDO DA PALAVRA: ‘DEUS’)”: {1321}: (didasko) uma forma expandida (causativa) de um verbo primário (dão, aprender); ensinar (na mesma aplicação abrangente); - ensinar.

De dão (s.f.), conhecer ou ensinar. Ensinar, instruir : (......).



[2314]: (theomachos) de (2316) e {3164}; um oponente à divindade: - lutar contra Deus. {3164}: {machomai} forma média de um verbo aparentemente primário; guerrear, i.e., (figurado) brigar, disputar: - lutar, combate.



[2315]: (theopneustos) de (2316) é uma palavra supostamente derivada de {4154},{que leva a outro estudo muito extenso que vamos ver só uma parte pois sai fora do contexto do estudo!}; soprado divinamente – fornecido por inspiração de Deus.

Adjetivo de théos (2316), Deus, e pneo {4154}, respirar ou soprar. Literalmente, “soprado por Deus”. Dado por Deus, inspirado divinamente. Aparece apenas em 2 Timóteo 3,16.



[2318]: ANTES DE CONTINUARMOS COM ESSE ESTUDO VAMOS A UM BREVE COMENTÁRIO DO DEUS GREGO THÉOS:

Escrito por anselmo.estevan às 18h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

Mitologia grega



Os mitos gregos e sua influência na cultura ocidental



Da Página 3 Pedagogia & Comunicação



Poseidon ou Netuno, o deus dos mares



Ao escutarmos a palavra "mitologia", quase automaticamente a associamos à palavra "grega". De fato, a mitologia grega ganhou destaque sobre a mitologia de vários outros povos pela própria influência que a civilização e o pensamento grego exerceram sobre o mundo, em particular sobre o Ocidente. Para se ter uma idéia dessa influência, basta lembrar que a filosofia e a matemática, por exemplo, são "invenções" gregas.



Da mesma maneira, a maioria das palavras que dão nome às ciências tem origem grega: física, geografia, biologia, zoologia, história, etc. Também vêm do grego as palavras que designam os relacionamentos dos seres humanos entre si e em sociedade. É o caso de palavras essenciais, como ética, política e democracia.



Herança grega



Se conseguirmos compreender a importância da herança grega para nossa civilização contemporânea - que está cerca de 3000 anos distante dela - não é difícil imaginar a influência que os gregos exerceram nas civilizações que lhes eram mais próximas em termos temporais. É o caso dos romanos, por exemplo, que dominaram a Grécia política e militarmente. No entanto, culturalmente, adaptaram-se aos modelos gregos.



Mas podemos ir mais além. Se o fim do Império Romano do Ocidente, em 476 d.C., representa o fim da influência greco-romana nos padrões culturais do mundo ocidental, que passou a ser modelado pelo cristianismo, por outro lado, a cultura e a mitologia greco-romana são retomadas ao fim da Idade Média no período que ficou conhecido como Renascimento, bem como no século 18, quando se desenvolve um movimento cultural conhecido como Neoclassicismo.



Religião e arte



Por outro lado, é importante deixar claro que a mitologia grega ou greco-romana, em suas origens mais remotas está ligada a uma visão de mundo de caráter religioso. Ao contrário, à medida que avançamos no tempo em direção aos nossos dias, a mitologia vai se esvaziando do significado religioso e ganhando, principalmente, um caráter artístico. Em outras palavras, no século 15, ao retratar uma deusa greco-romana como Vênus, o pintor Sandro Botticelli não a encarava como uma entidade religiosa, mas como um ideal estético de beleza.



Na verdade, mesmo em termos de Antigüidade, é muito difícil fazer uma separação entre mitologia e arte. A arte da Grécia antiga, por exemplo, trata essencialmente de temas mitológicos. E foi através da arte que tomamos contato com a mitologia grega: além de uma grande quantidade de templos (arquitetura), de esculturas, baixo-relevos e pinturas, a literatura grega é a principal fonte que temos dessa mitologia. Em especial, podemos destacar a obra de Homero, a "Ilíada" e a "Odisséia", que datam provavelmente do século 9 a.C., e a de Hesíodo, "Teogonia", escrita possivelmente no século seguinte.



Homero e Hesíodo



Essas três obras podem ser consideradas as fontes básicas para o conhecimento da

Escrito por anselmo.estevan às 18h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

mitologia grega. A "Teogonia" narra a origem dos deuses (Theos, em grego, significa deus). Já a "Ilíada" e a "Odisséia" tratam de aventuras de heróis, respectivamente Aquiles e Odisseu, embora a participação dos deuses em ambas as narrativas sejam fundamentais. No entanto, além delas existem ainda muitas outras obras antigas que têm como personagens entidades mitológicas - sejam deuses, semi-deuses ou heróis.



Entre elas, merecem destaque as tragédias (obras teatrais) de Ésquilo, Sófocles e Eurípedes, pois através delas conseguimos perceber com maior facilidade o significado simbólico que os mitos têm para a própria existência humana. Por meio delas, talvez se evidencie mais o significado que os mitos têm em termos psicológicos, que acabaram levando psiquiatras como Sigmund Freud e Carl Jung a analisar o significado dos mitos.



Vamos deixar de lado, porém, o significado ou os significados dos mitos. Tudo o que se disse até agora teve como exclusiva função apresentar o contexto que envolve os mitos apenas para podermos apresentar a você, leitor, os próprios mitos, ou melhor, pelo menos alguns deles.



A luta pelo poder



É interessante começar dizendo que os gregos não acreditavam que o universo tivesse sido criado pelos deuses. Ao contrário, eles acreditavam que o universo criara os deuses. Antes de mais nada, existiam o Céu e a Terra, que geraram os Titãs, também chamados de deuses antigos. O mais importante deles foi Cronos (ou Saturno, para os romanos), que reinou sobre todos os outros. No entanto, o Destino - uma entidade à qual os próprios deuses estavam submetidos - determinara que Cronos seria destronado por um de seus filhos. Por isso, mal eles saíam do ventre materno, Cronos os devorava.



Réia, sua mulher, resolveu salvar seu último filho, escondendo-o do marido. Este filho, Zeus, cumpriu a profecia, destronou Cronos e retirou de seu estômago todos os irmãos que haviam sido devorados. Com eles, Zeus passou a reinar sobre o mundo, de seu palácio no topo do monte Olimpo. A corte de Zeus era formada por outros onze deuses, seus irmãos, sua esposa e seus filhos, como se vê no quadro que segue:

Escrito por anselmo.estevan às 18h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

Os doze deuses olímpicos



Nome grego Nome latino Características



Zeus Júpiter Era o senhor do céu, o deus das nuvens e das chuvas, e tinha no raio a sua maior arma. No entanto, não era onipotente. Era possível opor-se a ele ou mesmo enganá-lo.



Poseidon Netuno Irmão de Zeus, era o senhor dos mares e ocupava o segundo lugar na hierarquia do Olimpo.



Hera Juno Irmã e mulher de Zeus. Era a protetora dos casamentos. Muito ciumenta, vingava-se sempre dos constantes relacionamentos adúlteros do marido.



Hades Plutão Dominava o mundo subterrâneo, onde habitavam os mortos: o Tártaro, onde eram punidos os vilões, o Elíseo, onde eram recompensados os heróis.



Palas Atena Minerva Gerada da cabeça de Zeus, era sua filha favorita e a deusa da sabedoria.



Apolo Febo Filho de Zeus e Leto, era identificado com o Sol e considerado o deus da música e da cura - artes que ensinou aos homens



Ártemis Diana Irmã gêmea de Apolo, era a deusa da caça e da castidade.



Afrodite Vênus Deusa do amor e da beleza, que a todos seduzia, fossem deuses ou simples mortais.



Hermes Mercúrio Filho de Zeus e mensageiro dos deuses, dos quais era o mais esperto ou astuto. Por isso, protegia comerciantes e ladrões.



Ares Marte Filho de Zeus e Hera, é o deus da Guerra, considerado, por Homero, "a maldição dos mortais".



Hefesto Vulcano Deus do fogo, ferreiro e artesão, que fabricava os utensílios e as armas de deuses e heróis.



Héstia Vesta Era o símbolo do lar e foi mais cultuada pelos romanos que pelos gregos.

Escrito por anselmo.estevan às 18h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

VOLTANDO AO ESTUDO ACIMA: [2318]: (theosebes) de (2316) e [4576]; reverente a Deus, i.e., piedoso: - adorador de Deus.

Adjetivo de théos (2316), Deus, e sebomai {4576}, reverenciar. Piedoso, devoto, traduzida como “temente a Deus” (Jo 9,31).

Deriv.: theosebeia (2317), santidade, semelhança a Deus.

Sin.: eulabes: {2126}, aquele que recebe bem alguma coisa, devoto, mas de uma maneira mais passiva do que eusebes {2152}, pio, piedoso, reverente, devoto, mostrando a própria reverência, em uma atitude de adoração, philotheos {5377}, amigo de Deus. Também theophilos (2321), um amigo de Deus, palavra usada apenas como o nome do próprio Teófilo.



Bem, como podem ver o termo (Théos) é muito grande e está em tudo o que se pode pensar. E, infelizmente esse termo vem de um deus grego pagão!!! E está em tudo mas tudo mesmo.... Vivemos numa comunidade pagã....... Sendo assim, vamos somente a um breve comentário dos “números acima que indubitavelmente, levam a mais números de outras colocações.......!!! Vamos estudar brevemente os números”: 4576; 2126; 2152; 5377.:

- 4576: (sebomai) voz média de um verbo aparentemente primário, reverenciar, i.e., adorar – devoto, religioso, adorar.

Adorar, reverenciar. Em o Novo Testamento usada apenas na voz média (Mt 15,9; Mc 7,7; At 16,14; 18,13; 19,27). O particípio, usado como substantivo, um adorador do Deus verdadeiro. (.....). Olha para onde este estudo leva a mais números: asebes 765: ateu; eusebes 2152: piedoso; 2318; 4586; 2125; 3000; 4352 – Sendo infinitamente o estudo.....!!!!



2126: (eulabes): de 2095 e 2983; considerar bem, (cuidadosamente), i.e., circunspecto (religiosamente, piedoso): - devoto.

Adjetivo de eu (2095), bom, bem, correto, corretamente, e lambano (2983)...... Nas páginas do Novo Testamento: somente usada a Deus.... Lc 2,25; At 2,5; 8,2. Leva a outros números: 2124; 2125!



2152: (eusebes): de 2095 e 4576; reverente i.e., piedoso...... Isso nos leva a ideia dos “Papas” padres. Que significa “Papa pio? Significa: Pai piedoso” E, o próprio Filho fala na Palavra para não chamares ninguém de “Pai” pois só existe um...... E, esse termo é pagão........adorando um deus grego ou até mesmo com “D” maiúsculo pois o termo deus ou DEUS OU Deus – é pagão!!!!!! Grifo meu. E esse estudo leva a mais números: 2095; 4576. E, que leva a passagens da própria Bíblia: 2Pe 2,9; At 10,2.7; 22,12! Ok. São atos piedosos. Bons......mas o termo em si vem de um termo pagão.... Como fugir DELE?????????????!!!!!!! Grifo meu.



2125: (eulabeomai) forma média de 2126; ser circunspecto, i.e., (conseqüentemente) ser apreensivo, religiosamente, reverenciar...... de 2126......da Bíblia: At 23,10; Hb 11,7.



3000: (latreuo) de (latris, um serviçal contratado); servir (a Deus), i.e., prestar homenagem religiosa – servir, fazer o serviço adorar, adorador. Cita várias passagens da Bíblia: Rm 1,25; Hb 8,5; 9,9....; Ap 7,15.... E, leva a vários números: 2999; 2151; 4352; 4573; 4576; 1247; 3008!



4352: (proskyneo) de 4314 e um provável derivado (2965) (com o significado de beijar, COMO UM CÃO LAMBENDO A MÃO DE SEU DONO); ADULAR OU AGACHAR-SE, I.E., (LITERALMENTE OU FIGURADO) PROSTRAR-SE EM HOMENAGEM (APRESENTAR REVERÊNCIA À, ADORAR): - ADORAR. ESSA REFERÊNCIA ME LEMBRA MUITO: “1 REIS 19,18”!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! GRIFO MEU. [Melahim Alef 19,18: Também deixei ficar em Ysrael sete mil: todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda a boca que não o beijou!]. Grifo meu. (1Rs 19,18).



PUXA VIDA. SE VOLTARMOS AO ESTUDO ORIGINAL, OU MELHOR, A SEQÜÊNCIA DO ESTUDO ACIMA: AINDA FALTA VER OS NÚMEROS: 2319; 2320; 5377; 2962; 3841 – SENDO ASSIM, VAMOS A UM BREVE ESTUDO DESSAS SEQÜÊNCIAS, QUE ACHO QUE JÁ DEU PARA O LEITOR ENTENDER A MINHA LINHA DE RACIOCÍNIO. VAMOS LÁ.:



- (2319): [theostyges] de (2316) e a base de {4767}; odioso a Deus, i.e., ímpio – aquele que odeia a Deus.

Adjetivo de théos (2316), Deus, e stygeo (s.f., veja apostygeo [655]), odiar, abominar. Em o Novo Testamento: alguém que odeia a Deus, ímpio. A palavra aparece apenas em Romanos 1,30.

- (2320): (theotes) de (2316); divindade (abstrato): - divindade.

Substantivo de Théos (2316), Deus, Divindade, a natureza e as perfeições divinas. Somente em Colossenses 2,9.

Escrito por anselmo.estevan às 18h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL




- (5377): (philotheos) de {5384} e (2316); pessoa que ama a Deus, i.e., piedoso – pessoa que ama a Deus.



- (2962): AGORA SIM, ENTREI ONDE QUERIA MAS O TEXTO É LONGO... PUXA VIDA VOU VER SE CONSIGO FAZER TUDO AGORA OU DOU UM TEMPO.....BEM VAMOS LÁ:



(KYRIOS) (KYROS, SUPREMACIA); SUPREMO EM AUTORIDADE, I.E., (COMO SUBSTANTIVO) CONTROLADOR. (CONSEQÜENTEMENTE) SENHOR (COMO TÍTULO DE RESPEITO): - DEUS, SENHOR, AMO. SUBSTANTIVO DE KYRIOS (S.F.), FORÇA, PODER. SENHOR, AMO, DONO.



(I) DE MODO GERAL:

(A) COMO O POSSUIDOR PROPRIETÁRIO, AMO, POR EXEMPLO, DE PROPRIEDADE (Mt 20,8; 21,40; Gl 4,1); AMO OU CHEFE DE UMA CASA (Mt 15,27; Mc 13,35); SOBRE PESSOAS, SERVOS, ESCRAVOS (Mt 10,24; 24,45.46.48.50; At 16,16.19; Rm 14,4; Ef 6,5.9; Gl 3,22; 4,1). COM RESPEITO A UM MARIDO (1Pe 3,6). SENHOR, AMO DE ALGUMA COISA, COM ABSOLUTA AUTORIDADE SOBRE ELA, POR EXEMPLO, SENHOR DA PLANTAÇÃO (Mt 9,38; Lc 10,2); SENHOR DO SÁBADO (Mt 12,8; Mc 2,28).

(B) SOBRE UM SENHOR SUPREMO, SOBERANO, POR EXEMPLO, O IMPERADOR ROMANO (At 25,26); OS DEUSES PAGÃOS (1Co 8,5).!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

(C) COMO TÍTULO HONROSO DE TRATAMENTO, ESPECIALMENTE COM RELAÇÃO A SUPERIORES, EQUIVALENTE A SENHOR, COMO UM SERVO SE DIRIGE AO SEU AMO (Mt 13,27; Lc 13,8); UM FILHO A SEU PAI (Mt 21,30); UM ESTUDANTE OU SEGUIDOR A UM PROFESSOR, MESTRE (Mt 8,25; Lc 9,54). VEJA TAMBÉM Mt 7,21.22; Lc 6,46. COM RESPEITO A UMA PESSOA DE DIGNIDADE E AUTORIDADE (Mc 7,28; Jo 4,11.15.19.49); A UM PROCURADOR ROMANO (Mt 27,63). USADO QUANDO SE TRATA ALGUÉM COM RESPEITO (Jo 12,21; 20.15; At 16,30).

(II) USADA A RESPEITO DE DEUS E CRISTO.

(A) SOBRE DEUS, COMO O SENHOR E SOBERANO SUPREMO DO UNIVERSO, NORMALMENTE NA “LXX”, CORRESPONDENDO À PALAVRA HEBRAICA YEHOWAH (3068,

Escrito por anselmo.estevan às 18h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

ANTIGO TESTAMENTO), JEOVÁ, SENHOR. COM O ARTIGO, HO KYRIOS (Mt 1,22; 5,33; Mc 5,19; Lc 1,6.28; At 7,33; Hb 8,2; Tg 4,15). SEM O ARTIGO, KYRIOS (Mt 27,10; Mc 13,20; Lc 1,58; At 7,49; Rm 4,8; Hb 7,21; 1Pe 1,25). COM AUXILIARES, POR EXEMPLO, KYRIOS HO THÉOS ([2316], DEUS), O SENHOR DEUS (Mt 4,7.10; 22,37; Lc 1,16; KYRIOS SABAOTH) {Vejam de onde vem os termos de “títulos” que os irmãos tanto usam e adoram..........!!!!!!! Simplesmente estão adorando a deuses no paganismo........!!!!!!!!}.Grifo meu. ([4519], exércitos), SENHOR DOS EXÉRCITOS; UM TÍTULO MILITAR DE DEUS (Rm 9,29; Tg 5,4); KYRIOS. PANTOKRATOR (3841), SENHOR TODO-PODEROSO, UM GOVERNADOR DE TUDO (2Co 6,18); KYRIOS HO PANTOKRATOR , SENHOR DEUS, O TODO-PODEROSO (Ap 4,8; 11,17); KYRIOS TON KYRIEUONTON (2961), SENHOR DOS SENHORES, UMA REFERÊNCIA AOS QUE ESTÃO NO GOVERNO (1Tm 6,15): SENHOR DO CÉU E DA TERRA (Mt 11,25; Lc 10,21; At 17,24).

(B) SOBRE O SENHOR JESUS CRISTO (1) COM REFERÊNCIA À SUA MORADA NA TERRA, COMO MESTRE E PROFESSOR, EQUIVALENTE A RHABBI (4461), RABINO, E EPISTATES (1988), MESTRE, SUPERINTENDENTE (Mt 17,4 [Cf. Mc 9,5; Lc 9,33]. VEJA TAMBÉM Jo 13,13.14). PRINCIPALMENTE NOS EVANGELHOS, ANTES DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO (Mt 21,3; 28,6; Lc 7,13; 10,1; Jo 4,1; 20,2.13; At 9,5; 1Co 9,5). COM AUXILIARES, POR EXEMPLO, HO KYRIOS KAI HO DIDASKALOS ([1320], PROFESSOR), MESTRE E SENHOR (Jo 13,13.14): HÁ KYRIOS IÊSOUS (2424), O SENHOR JESUS (Lc 24,3; At 1,21; 4,33; 1Co 11,23). (2) COMO O SENHOR SUPREMO DA DISPENSAÇÃO DO EVANGELHO, “SENHOR DE TODOS, RICO PARA COM TODOS OS QUE O INVOCAM” (Rm 10,12; Ap 17,14); COMO SIMPLESMENTE “SENHOR”, OU “O SENHOR” (Mt 22,44; Mc 16,20; At 8,25; 19,10; 2Co 3,16.17; Ef 5,10; Gl 3,23; 4,1; 2Ts 3,1.5; 2Tm 4,8; Hb 7,14; Tg 5,7; 2Pe 3,10; Ap 11,8). COMO AUXILIARES, POR EXEMPLO, “JESUS, NOSSO SENHOR” (Rm 4,24; 10,9; 1Co 5,5; Fp 2,19; Hb 13,20); “O SENHOR JESUS CRISTO” OU JESUS CRISTO, “O SENHOR” (At 16,31; Rm 1,3.7; 13,14; 16,18; 1Co 1,2.9.10; Gl 6,18; Ef 3,11; Fp 1,2; 1Tm 1,2); CHRISTÓS KYRIOS, COMO O SIGNIFICADO DE O MESSIAS (Lc 2,11).

Deriv.: KYRIA (2959), SENHORA; KYRIAKOS (2960), DO SENHOR; KYRIEUO (2961), SER SENHOR ; KYRIOTES (2963)

Sin.: ARCHEGOS (747), LÍDER; ARCHON (756), GOVERNANTE; DESPOTES (1203), MESTRE, AMO; ETHNARCHES (1481), LÍDER DE UMA NAÇÃO; HEGEMON (2232), GOVERNANTE; KOSMOKRATOR (2888), GOVERNANTE DO MUNDO; PANTOKRATOR (3841), TODO-PODEROSO.



Bem, como os caros leitores viram, o estudo fica muito extenso e, não vamos ver todos os artigos.......vamos ao último artigo da seqüência lógica do estudo.....e, também porque acho que já deu para ver que os títulos usados na Bíblia vem de um único termo pagão.....ou melhor, quase tudo vem desse termo......!!!! retornando ao estudo:

Escrito por anselmo.estevan às 18h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

(3841): (pantokrator) de (3956) e (2904); aquele que governa tudo i.e., Deus (como soberano absoluto e universal): - Todo-Poderoso.



Como deu pra ver o estudo ainda se prolongaria......mas já deu pra ver o quanto o termo pagão abrange quase tudo........ Claro acho que muitos discordam da minha opinião.....então vejam o que a Bíblia Peshita Hebraica fala sobre esse assunto:







OLA CAROS LEITORES! VAMOS AGORA, A UM ESTUDO DE ALTA QUALIDADE PARA EVANGELIZAR...! VAMOS AO ESTUDO DA “BÍBLIA – ‘PESHITTA’ (OU MELHOR DA: BÍBLIA HEBRAICA PESHITTA) – EDIÇÃO 2011 ISBN 383.265 LIVRO – CONTENDO A: TORAH E A B’RIT HADASHA!”:



VAMOS AO ESTUDO DO NOME DO PAI ETERNO: YHVH



YHVH

Expressão como Ye’chua, lê-se Yerrua Eu sou Espírito [Rúkha] – grifo meu. Não se deve Ler como Ye’shua Lido da direita para esquerda: - [a forma hebraica] – grifo meu. (E a transliteração): YHVH – Y (iud) ou [Iôd] – grifo meu. H(r{ê}) V (vav) H(r{ê}). Obs. {estou usando o “V” e na Bíblia Peshitta traz o “W” no Tetragrama – grifo meu}.

O Nome do Eterno nas Escrituras Hebraicas, o Tetragrama, lê-se (Há’ Shem(i) o “Há” como o fonema da palavra “Razão” e o “Shem” do verbo chegar e uma menção tão leve da vogal “I” a ponto do fonema dela confundir-se com a vogal “E” Há Shem(i) [Rachem(i)], que traduzido para o português quer dIzer “O NOME” é atribuída ao “Eterno” dAquele que no universo ilimitado do puro hebraísmo é o Absoluto, Criador e de Eternidade a Eternidade a Causa Causadora, O Ser Eternissímo, Bem como o Único Princípio Eternizante, nosso Pai Celestial, o Eterno.

Escrito por anselmo.estevan às 18h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

Entre Judeus e Hebraistas é comum mencionar e registrar “Há’-Shem” diante da ocorrência do Tetragrama, ainda que muitos prefiram menciona-lo como Eterno e outros títulos de grandeza. Nisto, elogiamos e concordamos com nossos conterrâneos mestres, estudantes e apreciadores. Entretanto, Ha’ Shem é mencionado há mais de cinco mil anos.

Já no que diz respeito ao uso do Nome: Javé, Jeová ou outros iniciados com a consoante “J” advertimos que são deturpações abusivas dos sons originais. Cabe-nos recordar aos interessados que “Je” e “Já” não eram fonemas no hebraico original, inclusive em todos os nomes citados na bíblia ou outras fontes “Javé”, pelas respectivas razões literárias, fonéticas e morfo-lingüística é estranho ao mundo hebraico.

Adjetivos usados nos respectivos idiomas como, por exemplo: Senhor; Eterno; Absoluto, é permitido usar, desde que não se choquem com a cultura hebraica, e não se torne uma substituição definitiva para o Tetragrama!

Em relação ao termo “Deus”, convidamos ao estudante das Escrituras a exercer o Máximo da sua atenção espiritual, e mesmo a orar para ampliar a pureza de suas motivações e intenções. Eis o que é digno de tão séria meditação e dedicação:

“Deus” do Grego “Zeus” cujas declinações:

(Do Grego) – Ó Zeu.

(Do Grego) – “Zeus” o mesmo que “Iupiter” Para os Romanos.

(Do Grego) – Dios.

(Do Grego) – Dií.

(Do Grego) – Dia.

Da palavra “Zeus” surgiu Théos em grego, que em latim é o mesmo que Júpiter. A Palavra “Teologia” surgiu desta raiz pagã, que significa o “Estudo de Deus”, ou seja, “Estudo de Zeus”.

A partir destas declinações anteriores descritas surgiram palavras latinas como “Deus” dentre muitas outras da mesma natureza. É obvio que houve uma evolução da língua grega, e alguém o denominado foneticamente por esse nome a partir do egípcio antigo “Zeuth”. Vemos claramente que as formas do sincretismo são muito antigas.Querer justificar que “Zeus” ou “Deus” é o mesmo que Pai dos Céus, e que por isso, não é errado usar esta palavra, é o mesmo que dizer, que na índia, usar o termo Bíblia Sagrada “Shiva” Salvação dos céus está correto; ou referente a “Buda” considerar a utilização desse termo na “Bíblia” como “Deus” ou ser Poderoso; bem assim, Confúcio em outro Pais, e assim sucessivamente. Todos esses termos têm origem Pagã representando os deuses ligados à adoração ao “SOL”.

No Dicionário: “Deuses e Heróis da Antiguidade Clássica”, de Tassilo Orpheu Spadilg (Cultrix Mec) do Ministério da Educação e Cultura, primeira Edição de 1974 pág., 169 a 171 podemos observar que: “Júpiter ou Zeus (genitivo aíos), em grego, que corresponde ao Sânscrito Diaus pitar e ao Latim Juppter (Ju ou Iu – ppiter)”. Diaus significa céu ou luz do céu, (Igual ao Sol) que, por sua vez já indica o caráter desta antiga divindade indo-européia. Para os gregos e romanos, Júpiter era filho de Saturno e Réia.

O Nome indo-europeu deus ou Deus, que se encontra em Sânscrito, Lituano, antigo prussiano, velho Islandês, Galês, Latim e Grego, significa brilhante, inseparável do vocabulário dia, Zeus (em grego), Dies em Latim.

Isso Transcreve claramente o que diz Isaías 14,12 a 14 “COMO CAÍSTE DOS CÉUS, TU, O RESPLANDECENTE, FILHO DA ALVA! COMO FOSTES CORTADO POR TERRA TU QUE DEBILITAVA AS NAÇÕES! E TU DIZIAS NO TEU CORAÇÃO: EU SUBIREI AOS CÉUS, ACIMA DAS ESTRELAS DE ELORRIM E EXALTAREI O MEU TRONO. E SEREI SEMELHANTE AO ALTÍSSIMO”.

Como vemos a estrela da manhã “Brilhante” ou “Dia” se refere a Zeus ou Deus. O culto de Iúpiter ou Zeus graças ao helenismo, estendeu-se à vários povos e a várias línguas.

O Helenismo do primeiro século combatia arduamente a maneira Helênica, pois se afastava completamente da “Torah”!.... Os Helênicos nunca deixaram de adorar a “Zeus” ou a “Deus” enquanto os que amam as Escrituras Hebraicas reconhecem somente Há ‘Shem. Por esse motivo, não usamos e não recomendamos esse termo fonético grego “Zeus” ou “Deus”.

Por conseguinte, O “Hebraico” é o idioma primordial de toda esfera da vida. Neste idioma está codificada toda a “Criação” do Eterno. Seu nome está inserido no nome de Yeshua, onde Ele se manifesta como Yeh; Eu Sou, Shua, SALVAÇÃO. “Ehie Asher Ehie” ou O GRANDE “EU SOU”; AQUELE QUE CAUSA QUE VENHA A SER. Quanto à pronúncia, foi amplamente conhecida, enquanto existiu o Templo de Yeruchalayim. Sendo a tradição passada de pai para filho e de mestre para discípulo, com respeito e reverência aos nomes sagrados. Por este motivo recomenda-se a expressão Há

Escrito por anselmo.estevan às 18h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

‘Shem (O NOME) como melhor forma de preservar a Santidade de Seu Eterno “Nome”.





VIRAM? ENTÃO, FAÇA SUA ESCOLHA: UM CRENTE PAGÃO? OU UM CRENTE LIBERTO PELA VERDADE ACEITE SEU NOME POIS SÓ UM NOME É DADO ENTRE OS HOMENS QUE SALVA........ATOS 4,12! ANSELMO ESTEVAN.



BÍBLIAS PESQUISADAS: PALAVRAS CHAVE HEBRAICO-GREGO. BÍBLIA PESHITA HEBRAICA. E MATERIAL TIRADO DA INTERNET. “MITOLOGIA GREGA”!



(....): OU VC. PODE FICAR COM TÍTULOS....!!!! E SER ETERNAMENTE UM: “CRENTE QUE ADERE AO PAGANISMO....”!



Anselmo Estevan.

BAAL UM DEMÔNIO OU UM DEUS: ("2Co 4,1-6"): DE QUAL LADO VC. ESTÁ?

MUITAS PESSOAS FALAM: POR QUE SABER SEU NOME? SE TIVESSE SALVAÇÃO “ELE” JÁ TERIA FEITO ALGO PARA SALVAR OS SEUS! ELE NÃO DEIXARIA PASSAR TANTO TEMPO. POIS, JÁ ESTAMOS SALVOS MESMOS...O NOME NÃO IMPORTA! ETC.....

 

          SE, VOCÊ É MAIS UM DESSES QUE PENSA DESSE JEITO, ENTÃO DEVERIA VER ESSE ESTUDO E REFLETIR MAIS SOBRE SUAS ATITUDES.....!!!!!

 

[O NOME QUE ESTÁ ACIMA DE TODO O NOME]:

 

[JESUS CRISTO DE NAZARÉ O UNGIDO, ESSE NOME TEM PODER.]:

 

 

 

 

         [Não me causa preocupação o nome. O que realmente faz a diferença , ou seja, é a diferença que faz a diferença é se somos ou não de Jesus Cristo, o ungido filho de Deus. É isso que faz a diferença e somos nascidos de novo ou não].

        [É também a Salvação no UNGIDO, não depende de nós, mas daquele que DECRETOU, antes da fundação do Mundo. Se você tem certeza da Salvação, mesmo não sabendo explicar como foi alcançado pela graça, agradeça a Deus].

          [A verdade é que o Cristo, o UNGIDO QUE CONHECEMOS é o verdadeiro Deus. O nome aqui não nos interessa muito... Não acredito que JEOVÁ iria deixar passar mais de 2000 anos em branco, se isso realmente colocasse em perigo a nossa salvação que já está garantida].

          [Parabéns pelo seu excelente comentário. Continue exercendo a sua fé no UNGIDO FILHO DE DEUS, VERDADEIRO HOMEM E VERDADEIRO DEUS].

 

 

[GRAÇA E PAZ]      Você pensa assim??? Então veja o estudo a seguir:

 

 

          O material tirado da Bíblia: (“as pessoas tinham a mesma convicção de que estavam super certas!”). {Material tirado da Bíblia de estudo: GENEBRA – EDIÇÃO REVISTA e AMPLIADA 2ª EDIÇÃO. SENDO, O ESTUDO, FEITO POR MIM: ANSELMO ESTEVAN. COM FORMAÇÃO EM “BACHAREL EM TEOLOGIA” NA FACULDADE IBETEL. E, SOU UM ESTUDIOSO DA PALAVRA HÁ MAIS DE 13 ANOS! ENTÃO NÃO É QUALQUER UM QUEM LHES FALA! E, SÓ QUERO LEVAR A VERDADE POIS ACREDITO QUE A PALAVRA DE UM DEUS ÚNICO E COM NOME (YAOHU) DEVE SER SOMENTE A VERDADE...! NÃO FALO PARA AGRADAR A HOMENS MAS AO MEU DEUS-YAOHU VERDADEIRO E ÚNICO}:

 

          ROMANOS 11,4: Que lhe disse, porém, a resposta divina?

          Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal!

Escrito por anselmo.estevan às 18h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

 

          Só espero que você que está lendo este texto não se encaixe neste aqui: ROMANOS 11,8: Como está escrito: Deus lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir, até ao dia de hoje!

 

          Bem, vamos começar o estudo: De Rm 11,4; a referência nos leva a outro capítulo e versículo: (2Rs 1,1-4. vamos ver exatamente como está este texto “adulterado” sem a correção devida para não falarem que é idéia minha):

 

          2 REIS 1,1-4: Depois da morte de Acabe; revoltou-se Moabe contra Israel.

          E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, em Samaria, e adoeceu; enviou mensageiros e disse-lhes: Ide e consultai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença. Mas o anjo do SENHOR disse a Elias, o tesbita: Dispõe-te, e sobe para te encontrares com os mensageiros do rei de Samaria, e dize-lhes: Porventura, não há Deus em Israel, para irdes consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom?

         

          Estudo de 2Rs 1,2: Baal-Zebube.Senhor das moscas”, uma alteração proposital do seu nome verdadeiro, Baal-Zabul, “O Senhor é Príncipe” feita pelos israelitas para zombar desse Baal.

 

          Referência, desse versículo para: Mateus 10,25:

 

          Mt 10,25: Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo como o seu senhor.

          Se chamaram BELZEBU ao dono da casa, quanto mais ao seus domésticos?

          Estudo de Mateus 10,25:

 

          Mt 10,25: Belzebu: O Príncipe dos demônios, identificado como Satanás em Mt 12,24-27. Sua derivação pode ser do hebraico “Senhor das moscas”, “Príncipe Baal ou talvez mesmo “Senhor do esterco”.

 

          Baal – no hebraico é Senhor!

          “Senhor como substantivo para denominar autoridade, tratar alguém como respeito... – é uma coisa!!!”. Agora, como NOME (e um NOME que foi dado por mãos humanas) – representa um “deus – pagão” – com nome de BAAL! Sendo o nome próprio de SATANÁS!! Caindo no erro de pecar contra o Rúkha Qadôsh (o Espírito Santo) pela adulteração e corrupção do texto Sagrado da Sagrada Escritura (Ha kaotav), [Mt 12,31-32; 1Jo 5,16; Mc 4,12; Is 6,9-10]: UM PECADO QUE NÃO HÁ PERDÃO!

          Rm 8,9; Ef 4,5; At 4,12; 17,23; Êx 20,7; Fp 2,9-11! (Grifo meu).

 

        Sofonias 1,4-6: Estenderei a mão contra Judá e contra todos os habitantes de Jerusalém; exterminarei deste lugar o resto de Baal, o nome dos

 

Escrito por anselmo.estevan às 18h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'EL

ministradores dos ídolos e seus sacerdotes; os que sobre os eirados adoram o exército do céu e os que adoram ao SENHOR e juram por ele e também por Milcom; os que deixam de seguir o SENHOR e os que não buscam o SENHOR, nem perguntam por ele.

 

          Estudo de Sofonias 1,4-6:

 

          Sf 1,4-6: Contra Judá. Três pecados específicos de Judá são denunciados: A idolatria (v.4), o sincretismo (v. 5) e a indiferença religiosa (v.6).

 

          Sf 1,4: Estenderei a mão. Essa frase refere-se ao poder de Deus (Yaohu) desencadeando contra os seus antagonistas (Sf 2,13; Êx 3,20; Dt 4,34; Is 5,25). O resto de Baal. Ou seja, todos os vestígios do culto a Baal. A expressão talvez estabeleça uma comparação entre a geração de então e as anteriores.

          Dos ídolos ministrantes: Esses sacerdotes funcionavam nos lugares altos e “incensavam a Baal, ao sol, e à lua, e aos planetas, e a todo exército dos céus (2Rs 23,5)”.

 

          Sf 1,5: Aos que sobre os eirados adoram o exército do céu. O culto a Baal e o culto aos exércitos do céu eram pecados que haviam contribuído para a extinção do reino do norte (2Rs 17,16). Os altares aparentemente eram erigidos sobre os telhados das casas (2Rs 23,12; Jr 19,13). Milcom ou “Moloque”. O culto a esse deus amonita era especificamente proibido (Lv 18,21; 20,2-5). O hediondo ritual do sacrifício infantil fazia parte do culto dos amonitas (veja: 1Rs 11,5; 2Rs 23,10; Jr 32,35).

 

          “Há, o que, que eu tenho a ver com esse Baal???? Reflita sobre as passagens da Bíblia”: Somente isto...........!!!

 

          Rm 11,1-4; 1Rs 18; 1Rs 19,18; Sf 1,4; Os 2,16; (Os 2,13.16-17).

 

          Oséias 12,5 – Corrupção! Por que eu tenho que me preocupar com isso?????

 

          Resposta: Ez 36,21-23; Ml 2,2; Zc 14,9; Is 42,8; 26,8; Êx 20,7; Hb 13,5-13; Ml 3,16-18; Ef 4,5!

 

          Pois não foi a sua vontade de ser chamado de SENHOR: (Êx 3,15; 6,2-3). Lv 24,10-17; Dt 28,15-43; 58-59; 32,37-39. Mas, à vontade de homens que também, são: “Senhores”! Por isso somente. E, como Ele o Criador, falou por parábolas aos incrédulos.....pode neste exato momento, estar -  falando também por parábolas.....!!! Para que os incrédulos ou de coração endurecido jamais vejam a verdade....eu cito Romanos 8,9: pois se o amo o amo em verdade e Espírito.............Jo 4,22-24; Ef 4,5; At 4,12, Êx 20,7; 2Co 2,14-17; 3,6; Fp 1,28; 2,9-11. E porque quero fazer parte do seu tesouro particular: Ml 3,16-18; e o louvor pelos seus sacrifícios de sangue por nós: Hb 13,5-13 – Por isso eu procuro seu Nome verdadeiro e exclusivo para poder adora-lo. Não como sendo à Baal!!!! Anselmo Estevan.

 

Escrito por anselmo.estevan às 18h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'YÔD -'HÊH - 'VAV - 'HÊH - AS LETRAS SAGRADAS DO CRIADOR: [TETRAGRAMA]:

TETRAGRAMA

               Esse é o nome que se dá  às quatro letras que representam o inefável nome de Deus, YAHWEH,[A FORMA “ERRÔNEA” DE SE ESCREVER O NOME DE DEUS PELOS MOTIVOS DAS LETRAS “EMPRESTADAS - {“A” e “E” - DE: ADONAI; ELOHIM]; ou seja, YHWH. Esse nome nunca foi e nunca é pronunciado pelos judeus, embora suas vogais tenham sido emprestadas dos nomes Adonai ou Elohim. Uma corruptela de criação gentílica é Jeová, QUE NADA SIGNIFICA PARA O POVO HEBREU!  (Palavras do autor): “Quando estudei o hebraico, na Universidade de Chicago, os estudantes judeus sempre distorciam o som do nome (Yaohushua), O NOME CORRETO DO MESSIAS, quando liam o texto bíblico em voz alta, a fim de não se tornarem culpados de pronunciá-lo”. Ver o artigo geral sobre Deus, Nomes Bíblicos de, que inclui maiores informações sobre esse nome divino.

 

 

 

               DEUS, NOMES BÍBLICOS DE

 

               Esboço:

               I Caracterização Geral

               II Lista dos Nomes Divinos

               III Comentário sobre os Principais Nomes

 

 

               I Característica Geral

 

            (Com a “ajuda do querido, Irmão – José de Camargo [um estudioso da palavra, como eu, que estudamos a mesma há mais de 9 anos; esta apostila, tomou um caminho correto! Graças a sua ajuda. Obrigado irmão. Que o MESSIAS, guarde os seus caminhos]. {“CAÇANDO PISTAS . TSOFEHATALAIA@BOL.COM.BR Luís Cláudio – estudos Hebraicos.}. PESQUISAS FEITAS PELO: (Sr. José de Camargo.):

               NOME SAGRADO DO CRIADOR DAS ESCRITURAS SAGRADAS.

 

               Muitas pessoas chamam o “Criador de Deus”. Porem Deus não é nome próprio!

               Deus é um substantivo comum como é a palavra “Senhor”; “Médico”; “Advogado”; etc. Se Deus é um substantivo e não um “nome” próprio, qual é o nome divino e sagrado do Criador?

 

               O TETRAGRAMA sagrado encontrado mais de 6.800 vezes nos mais arcaicos dos manuscritos, contém as quatro consoantes hebraicas Yod – He -Vav – He.

               TETRAGRAMA transliterado = YHWH. As quatro consoantes hebraicas do nome sagrado, escrito da direta para esquerda (no Hebraico) He – Vav – He – Yod = Transliterado YHWH.

               Conhecer o nome original do Criador é fundamental para aqueles que querem o servir em espírito e em verdade.

 

               Conheça a grafia e a pronúncia do nome sagrado – tetragrama:

            YOD = têm o som de I ou E transliterado como “Y”.

Escrito por anselmo.estevan às 18h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

HE = têm o som de H aspirado no meio da palavra: no final da palavra é “mudo”.

               VAV = têm o som de W Quando é consoante. E pode ter o som de “O” ou de “U” - quando recebe uma vogal MASSORÉTICA! (Sendo assim: “Vav” = O; “He” = HU).

 

               YHWH – tomou a forma (YAHWEH) – errada! Pois, as vogais “a” e “e” - foram emprestadas  (tomadas de Adonai, elohim). Dando a forma errada ao tetragrama por motivos do texto massorético essas vogais não são corretas no “hebraico”. Ou seja: O texto massorético, trouxe as letras (QAMETZ ; OU HOLAM = “T”. ESSE “A”, SE TORNOU UM DITONGO - “AO” - “YAOHWH” (SEM O “E”). ONDE, NO FINAL DO TETRAGRAMA – O “H” NÃO SE PRONÚNCIA - “É MUDO” - FICANDO O SOM “YAOHU” - YAOHU-UL).

 

               (Recapitulando: “Depois que entrou o sinal massorético “T” – qametz ou holam, o “A”, se tornou um DITONGO - “AO” - E, POR SER UM DITONGO, CAMINHAM JUNTOS.).

               (UL = “ETERNO”).

               O HODSHUA de UAOSHORUL – o ALTISSÍMO. YAO UL 2,32(Joel) At 2,21.

               UL” de ULHIM denominação de YAOHU - “DO ETERNO” =  YHWH se pronunciaUL” - Significa = “SUPREMO” - Pv 30,4.

               “UL” - AQUELE QUE VAI ADIANTE.

               (“Vem de forma acadiana “ILHU” do verbo “UL” Hebraico “ULHIM” BERISHIT.”).

               Romanos 10,13: PORQUE TODO AQUELE QUE INVOCAR O NOME DE YAOHU SERÁ SALVO!

            * (VEJA, NO FINAL DA APOSTILA: MAIS EXPECIFICAÇÕES DO “NOME DE DEUS”)§. IRMÃO – JOSÉ DE CAMARGO.

 

   

Escrito por anselmo.estevan às 18h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

  1. Nomes Pagãos.

               A fértil imaginação dos homens tem atribuído inúmeras funções ao Ser divino, e, ao enfatizar muitas delas, tem-lhe conferida grande variedade de nomes. Essa atividade é universal, não se circunscrevendo à Bíblia. Nas religiões politeístas, vemos os deuses realizando muitos tipos de serviço, e os nomes a eles atribuídos refletem as atividades específicas de cada divindade em questão Cronos (tempo, e eterno) era um dos principais deuses da mitologia grega. Zeus, um de seus filhos, finalmente o derrubou. Sob Zeus, os deuses organizaram-se, com seus muitos tipos de autoridade e funções. - O nome de Zeus significa “céu brilhante”, tendo sido assim chamado porque a princípio foi identificado com o céu e seus fenômenos. Os raios sempre foram suas armas principais, por meio dos quais ele preservava a disciplina entre os deuses e os homens. Gaea (terra) era a deusa da vida, a mãe de todos. Os homens reconhecem a sua dependência de terra, quanto à sua vida física, o que explica o nome e as funções dessa deusa. Na angelologia judaica posterior, anjos com nomes apropriados assumiram funções atribuídas a muitos dos deuses pagãos. Haveria até mesmo anjos controladores dos elementos da natureza, como o vento, a chuva, a saraiva, o calor e o frio.

               A) Os nomes de Deus na Bíblia, embora provenientes de um processo mais elevado e mais nobre do que aquele que produziu os nomes dos deuses pagãos, refletem o mesmo tipo de atividade. Os nomes de Deus refletem suas qualidades e atividades, coisas às quais os homens dão atenção especial. Na verdade, a leitura de uma lista dos nomes divinos encontra paralelo parcial na leitura da lista dos atributos e atividades de Deus.

C)    Empréstimos. Como já seria de se esperar, nem todos os nomes divinos, dados no AT, pertenciam originalmente à cultura hebreia, mas foram tomados por empréstimo de um fundo comum de nomes que havia na cultura mesopotâmica. El, nome básico de Deus, que se encontra em diversas combinações, é uma das mais antigas designações da deidade no mundo antigo. Forma o componente básico dos nomes de Deus na Babilônia e na Arábia, e, naturalmente, na cultura israelita. O sentido original de El parece ser “forte”, dando a entender as capacidades de controlar, de obrigar, pelo que é evidente, um poder que os homens julgavam ser uma necessidade aos atributos da divindade, tornou-se o próprio nome divino. Quase todos os outros nomes divinos originaram-se desse modo.

Instrumentos da Revelação. Embora houvesse a atividade humana por detrás do desenvolvimento dos nomes divinos, podemos dizer, igualmente, que esses nomes foram discernimentos quanto à natureza de Deus, pelo que esses nomes também fazem parte da revelação, tanto a natural quanto a sobrenatural. O nome de uma pessoa revela algo de distintivo sobre essa pessoa, de acordo com os costumes dos hebreus. Quanto mais isso deve ser verdade, quando falamos a respeito de Deus.

Escrito por anselmo.estevan às 18h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

        

               E) Respeito pelo Nome Divino. Acima de todos os outros povos, os hebreus respeitavam e temiam a Deus. Por essa razão, não usavam o nome de Deus frivolamente. Eles pronunciavam os nomes de Deus como alterações que lhes permitiam não terem de verbalizar os sons exatos desses nomes. Os escribas registravam os nomes de Deus lavando frequentemente as mãos. Um dos mandamentos mosaicos, o terceiro, proibia o uso frívolo do nome divino (Êx 20,7). Sabemos que as culturas antigas acreditavam no poder mágico dos nomes. Saber qual nome de uma divindade ou de um demônio, supostamente dava à pessoa certo poder sobre essa divindade ou demônio, em momentos de necessidade. No caso dos demônios, o conhecimento dos nomes deles poderia ser um meio de expeli-los. Esses fatos demonstram o respeito que algumas pessoas tinham pelos nomes e talvez esse fosse um dos motivos pelo extremo respeito que os judeus tinham pelo nome divino. No judaísmo posterior, encontramos o uso mágico de nomes; mas não temos evidências a esse respeito quanto à primitiva cultura judica, embora isso deva ter existido em algum grau e de alguma maneira.

 

 

2.      Lista dos nomes divinos. (Aqui que começou toda confusão de traduções da Septuaginta com as línguas: Hebraico, Aramaico, Grego e as alterações gentílicas): Para o inglês, francês, e o português – {sendo que a primeira tradução foi para o “grego”}; observação minha (Anselmo Estevan).

Apresentamos abaixo certa variedade de nomes de Deus, a fim de dar ao leitor uma ideia sobre a extensa natureza dos nomes divinos. Deus. El, Elohim, Eloah. Esses nomes são de ocorrência muito frequente, aparecendo em muitas combinações, o que comentamos na seção (3).

(Nomes tomados erroneamente) Anselmo.

Yahweh. As consoantes desse nome foram combinadas com as vogais de Adonai, aparecendo de modo frequente e em muitas combinações.

Rocha. Tradução da palavra hebraica tsur, “rocha” (Is 44,8). Correto.

Adonai. No hebraico, Adonai; no grego, Théos, usualmente traduzidos em português por Deus. (Não acho correto, pois o significado é tomado por “senhor”).

Senhor. No hebraico, Adonai; no grego, Kúrios. (TOTALMENTE ERRADO).

Divindade. No grego, Theótes (Cl 2,9), ou Theios (At 17,29).

Deus Altíssimo. No hebraico, Elyon (Sl 18,13).

Santo (de Israel). No hebraico, Qadosh (Sl 71,22).

Escrito por anselmo.estevan às 18h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

 

Poderoso. No hebraico, El (Sl 50,1); ou Gibbor (Dt 10,17). [forma errada – transliterada].

Deus dos Deuses. Dt 10,17. (Estranho. Parece blasfemar do nome, não concordo...).

Senhor dos Senhores. Dt 10,17; no grego, Kúrios (Ap 17,14). (Não Concordo com o “Senhor”).

Doador da Luz. No hebraico, Maor (Gn 1,16). Ok!

Pai. No hebraico, Aba (Sl 89,26); transliteração grega do aramaico abba (Rm 8,15).

Juiz. No hebraico, Shaphat (Gn 18,25).

Redentor. No hebraico, Gaal (Jó 19,25).

Salvador. No hebraico, Yasha (Is 43,3); no grego, Soter (Lc 1,47).

Libertador. No hebraico, (Palat, Sl 18,2).

Escudo. No hebraico, Magen (Sl 3,3).

Força. No hebraico, Eyaluth (Sl 22,29).

Todo-Poderoso. No hebraico, Shaddai (Gn 17,1).

Deus que Vê. No hebraico, El Roi (Gn 16,13).

Justo. No hebraico, Tsaddiq (Sl 7,9).

Senhor dos Exércitos. No hebraico, Elohim Sabaoth (Jr 11,20); no grego Kúrios (Rm 9,29; Tg 5,4). (Não acho correto o título de 'senhor', novamente!).

Rei dos Reis. No grego, basileus basiléon (Ap 17,14).

Deus Vivo. No hebraico, Elohim (Dt 5,26).

Pai das Luzes. No grego, Pater (Tg 1,17).

Eu sou. No hebraico, Hayah, no grego, Ego eimi (Jo 8,58).

{Veja: a mistura de “nomes divinos corretos” com “títulos”corretos e não corretos – que por muitas vezes representam divindades pagãs! Daí a total confusão das “línguas”, e suas traduções com a mistura da vontade humana.}. Observação: Anselmo Estevan. Ps. E, acredito que há um só nome divino = YAOHU-UL. - ÚNICO!!!

2.      Comentário sobre os Principais Nomes

- El, um termo para indicar Deus (deus), ou seja, a deidade verdadeira ou falsa, ou mesmo um ídolo que os homens chamem de “deus” (Gn 35,2), como o Deus de Betel (Gn 31,13). El era o nome do deus supremo da religião cananeia, cujo filho era Baal. O plural de El é Elohim, palavra que também pode significar deuses, ou que pode ser usada como um aumentativo para referir-se a um elevado poder, o Deus supremo. (Ver sobre a palavra seguinte). O sentido básico de El, é “força”.

- Elyon, El Elyon, o Deus Altíssimo, título usado em conexão com a adoração de Melquisedeque (Nm 24,16). Em salmos 7,17 a palavra aparece composta com Yahweh. Em Daniel 7,22.25 há um plural aramaico dessa palavra.

- Elohim, embora seja plural, podendo ser traduzida por “deuses”, essa palavra pode indicar o Ser supremo, sendo usado o plural para enobrecer a palavra, e não para que pensemos no verdadeiro plural. A própria palavra é um plural de El e retém, por isso mesmo, o sentido básico de “força”, “poder”. A presença desse nome, na narrativa da criação (no plural), tem dado origem à interpretação trinitariana da palavra, ali; mas isso é uma cristianização da passagem, e não uma verdadeira interpretação. Gênesis 1-1 faz com que esse seja o primeiro nome de Deus na Bíblia.

- Eloah, uma forma singular de Elohim, e com o mesmo sentido de El. Essa forma variante encontra-se principalmente na linguagem poética, pelo que aparece, com mais frequência, no livro de Jó.

- El 'Olam, com base na forma original, El dhu-'Olami, que significa Deus da Eternidade. Em Gênesis 21,33 aparece em combinação com (Yahweh) = Senhor.

- 'El-Elahe-Israel, que significa “Deus é o Deus de Israel”. Foi nome usado por Jacó em Siquém (Gn 32,20), comemorando o seu encontro com o Anjo de (Yahweh). Foi ai que ele, e, portanto, Israel, dedicou-se a Deus usando a forma (Senhor). Errado!

 

Escrito por anselmo.estevan às 18h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

Jeová. Esse nome foi artificialmente criado: O tetragrama YHWH (Yahweh) era considerado sagrado demais para ser pronunciado. As vogais de Adonai (meu Senhor) foram combinadas com as consoantes yhwh, e o resultado foi a forma Jeová. Não se trata, realmente, de um nome de Deus, mas de uma corruptela do nome, a fim de que pudesse ser proferido, sem nenhum temor pelos judeus. Mas nunca aparece, com essa forma , no século XII D.C. Antes disso, - cada vez que aparecia YHWH, os judeus pronunciavam “Adonai”.[VEJA, O QUE ISSO PROVOCOU ATÉ HOJE, OS ERROS E A BLASFÊMIA DO NOME PESSOAL “YAOHU-UL”. O NOME DE DEUS, {SENDO “DEUS” - SOMENTE UM “TÍTULO”, - NÃO SEU NOME}]. VEJAMOS:

-Yahweh, com formas mais breves com Yah (Êx 15,2, etc), Yahu e (Yehoque não existe, “somente na forma errada”). Entre os nomes sagrados dos documentos de Ras Shamra, no norte da Mesopotâmia, da época do século XV A.C., temos a forma Yaw. Esse nome era pré-mosaico, o que fica implícito no fato de que aparece com uma nova revelação feita a Moisés (Êx 3,13-15; 6,4). Que não era um nome originalmente israelita fica patenteado em Gênesis 4,26. É questão contestada exatamente sob quais circunstâncias ocorreu a adoração a (Yahweh), ou a incorporação desse nome na teologia judaica. YHWH, a forma hebraica mais longa, é confirmada desde o século IX a.C., em fontes extrabíblicas. - Assim aparece na pedra moabita. Vem do verbo ser, dando a entender o Deus vivo e eterno. Êx 3,14, onde temos o nome de Deus “EU sou”. (Yahweh) tornou-se o nome predominante de Deus, por demais sagrado para ser pronunciado, Notemos o que diz Êxodo 3,15: “O Senhor (no hebraico, Yahweh), o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó...”, onde Deus é qualificado com Yahweh, como Seu nome especial. Portanto, tornou-se um nome próprio, em contraste com Elohim, que pode ser o simples abstrato para “deus” ou “deuses”.

-Yahweh Elohim (Gn 2,4 e cap. 3). Uma combinação comum.

-Várias combinações com Yahweh:

 

  • Yahweh yireh, que significa “Senhor que provê” (Gn 22,8.14).
  • Yahweh nissi, “o Senhor é a minha bandeira” (Êx 17,5), usado pela primeira vez para comemorar a vitória de Israel sobre os amalequitas.
  • Yahweh shalon, “o Senhor é paz” (Jz 6,24).
  • Yahweh tsdquenu, “o Senhor é a nossa justiça” (Jr 23,6; 33,16),
  • Yahweh samma, “o Senhor está alí” (Ez 48,35).
  • Estritamente falando, esses nomes não são nomes divinos, mas apenas combinações com frases, para aludir a eventos especiais. Só que pra piorar, devido a confusão com o nome próprio de “Deus”, blasfemam o seu nome com a de uma divindade – pagã – Baal.(colocação minha – Anselmo Estevan.).
  • Yahweh Sabaoth, Esse é um verdadeiro nome divino, que significa “Senhor dos Exércitos”. Não se acha no Pentateuco, aparecendo no Antigo Testamento somente em 1Sm 1,3. Deus era adorado por esse título em Silo. Foi usado por Davi, quando desafiou os filisteus (1Sm 17,45), e em seu cântico de vitória (Sl 24,10). Tornou-se comum nos livros proféticos, sendo usado por oitenta e oito vezes somente no livro de Jeremias. Esse título refere-se a Deus como Capitão dos Exércitos, protetor de seu povo, aquele que obtém qualquer tipo de vitória que se possa imaginar (Sl 46,7.11). Os “exércitos”, nesse caso, são os poderes celestiais, sempre prontos a cumprir a vontade de Deus e a produzir qualquer tipo de vitória de que o povo de Deus precise.
  • Yahweh Elohe Yisrael, “o Senhor Deus de Israel”, uma forma composta encontrada, pela primeira vez no cântico de Débora (Jz 5,3), mas frequente depois disso (Is 17,6; Sf 2,9; Sl 59,5), em outras combinações.
  • Quedosh Ysrael, “o Senhor de Israel”, usada por vinte e nove vezes em Isaías (Is 1,4 etc.). Também encontrada em Jeremias e em Salmos.
  • Abir Ysrael, “o Poderoso de Israel” (Is 1,24)
  • Nesah Yisrael “a Força de Israel” (Sm 15,29).
  • 'Attiq Yomin, expressão aramaica que significa “o Antigo de Dias” (Dn 7,9.13.22).

'IIIya, 'Elyonin, “O Altíssimo”, expressão aramaica que aparece em (Dn 7,18.22.25.26, alternada no texto com a expressão de número dezesseis, acima).

Escrito por anselmo.estevan às 18h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

               A GERAÇÃO DOS DEUSES

 

               Hesíodo forneceu uma tentativa interessante e explicar como os deuses surgiram. A sua Teogonia (a geração dos deuses) explana a geração e a descendência dos deuses, quem era o principal deles, quem veio em seguida, e então como os deuses foram surgindo ordem após ordem. Ele tentou criar um sistema com base na teologia pagã, o que não foi tarefa pequena e fácil. Outras noções sobre isso emergem de obras como o Timeu, de Platão e a De Natura Deorum, de Cícero. Vários dos pais da Igreja antiga, como Justino Mártir, Tertuliano, Amóbio, Eusébio,  Agostinho e Teodoreto expressaram seu espanto diante da extensão da idolatria pagã. Havia divindades superiores, inferiores, nobres, vis, no céu, na terra, nos prados, nas águas, no ar, no céu distante e no hades, debaixo da terra. Cada lugar existente simplesmente estaria repleto de deuses.

               Marcus Terentius Varro Reatinus, o mais erudito dos romanos (cerca de 116 a.C.), teria escrito mais de seiscentos livros! Ele contou nada menos de trinta mil deuses pagãos. Mas, na realidade, seu número é incalculável.

 

               Como o artigo é muito extenso, vou citar só os nomes para efeito de pesquisa e registro:

               ADRAMELEQUE; ANAMELEQUE;  ASIMA;  ASERÁ;  ASTARTE; BAAL; BAAL-BERITA; BAALINS; BAAL-PEOR; BAAL-ZEBUBE; BEL; ADORAÇÃO AO BEZERRO DE OURO; CASTOR E PÓLUX, (FILHOS DE JÚPTER); CAMOS; QUIUM; DAGOM; DEUS. LAT. PARA O GREGO ZEUS, deus DOS CÉUS; DIANA; GADE; JÚPTER; MALCÃ; MENI (NO HEBRAICO SIGNIFICA = DESTINO); MERCÚRIO; MERODAQUE; MILCOM; NEBO; NEUSTÃ = COBRE NO HEBRAICO; NERGAL = DEUS SOL BABILÔNICO; NIBAZ; NISROQUE. SENAQUERIBE – REI DA ASSÍRIA, ADORAVA ESSA DIVINDADE; PÓLUX – VER CASTOR E PÓLUX.; REFÃ – CORPOS CELESTIAIS (ADORADA PELO ISRAEL NO DESERTO ATOS 7,43; RIMON; SÁTIRO = PELUDO; SICUTE; SUCOTE-BENOTE; TAMUZ; TARTAQUE).

 

 

               NOMES E SUAS CURIOSIDADES:

 

               Os nomes dos poderes divinos e dos seres humanos são mais fáceis de entender quanto ao modo como surgiram. Assim, El é o nome de Deus que destaca o seu “poder”; Yaohu é o nome do Deus que existe eternamente; Adão significa “homem”; Hodes nasceu na época da “lua nova”; Benori quer dizer “filho da minha dor”; um nome que lhe foi dado quando nasceu; Lia significa “cansada”; Edon quer dizer “vermelho”; Corá indica “calvo”. As meninas davam-se nomes de flores ou de animais. Assim, Raquel quer dizer “ovelha”; e Susana significa “lírio”. Motivos religiosos também foram usados na outorga de nomes às crianças, como Maalalel, “louvor a El”; Elionai, “meus olhos voltam-se para Yaohu”; Israel significa “príncipe de El”; Josué, “Yaohushua é salvação”. Nomes assim eram dados a pessoas piedosas, na esperança de que as pessoas assim chamadas deixar-se-iam influenciar pelos mesmos, e que suas vidas fossem espiritualizadas. Certos nomes pessoais exprimiam esperanças secundárias, como José, que parece significar “Deus me dê outro filho”. Nomes como Nabal são mais difíceis de explicar. Pois qual pai daria a seu filho um nome que significa “estúpido”? Mais compreensível é um nome como João, cuja forma original, em hebraico, Johanan, significa “Yah é gracioso “. É provável que certos nomes próprios sejam dados complemente à revelia de seus significados originais. Quantos pais chamariam uma filha de Margarida, se soubessem que esse nome quer dizer “pérola”?; ou um filho, de Lucas, que significa “luz”?; ou Mateus, “presente de Deus”?; ou Hortência, “jardim”? Os nomes de família também têm seus respectivos sentidos. Damos alguns exemplos: Melo, “plenitude”; Peres, “rompimento”; Almeida, “unitário”; Silva, “silvestre”; Valverde, “vale verde”; Castro “fortaleza”; Bentes, “vento”; Souza, “se susã (Pérsia)”.

               No antigo Israel, muitos pais davam a seus filhos nomes alicerçados em apelativos de divindades, como Baal-Hanã, Isabaal, Zorobabel, etc. Todavia, nesses casos, não é muito provável que houvessem a tentativa consciente de honrar as divindades estrangeiras. Simplesmente os pais israelitas apreciavam o som de tais nomes, tal e qual sucede entre todos os demais povos do mundo.

Escrito por anselmo.estevan às 18h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

DEUS” – QUAL A ORIGEM DESSE TERMO?

 

            Olá, caros irmãos e irmãs. Neste estudo, vamos discutir o “título Deus!” de onde, veio esse termo!!! SÓ QUE, QUERO DEIXAR BEM CLARO:  QUE ESTAMOS FALANDO DO TERMO! E, NÃO DESMENTINDO OU QUERENDO DESACREDITAR DE “DEUS”!

 

 

            A GERAÇÃO DE Deuses:

 

            Hesíodo forneceu-nos uma tentativa interessante de explicar como os deuses sugiram. A sua Teogonia (a geração dos deuses) explana a geração e a descendência dos deuses, quem era o principal deles, quem veio em seguida, e então como os deuses foram surgindo ordem após ordem. Ele tentou criar um sistema com base na teologia pagã, o que não foi tarefa pequena e fácil. Outras noções sobre isso emergem de obras como o Timeu , de Platão e De Natura Deorum, de Cícero. Vários dos pais da Igreja antiga, com Justino Mártir, Tertuliano, Amóbio, Eusébio, Agostinho e Teodoreto expressaram seu espanto diante da extensão da idolatria pagã. Havia divindades superiores, inferiores, nobres, vis, no céu, na terra, nos prados, nas águas, no ar, no céu distante e no hades, debaixo da terra. Cada lugar existente simplesmente estaria repleto de deuses.

            Marcus Terentius Varro Reatinus, o mais erudito dos romanos (cerca de 116 a.C.), teria escrito mais de seiscentos livros! Ele contou nada menos de trinta mil deuses pagãos. Mas, na realidade, seu número é incalculável.

 

            Alguns Deuses Falsos Referidos na Bíblia

 

            (Bem, como o artigo é muito extenso, alguns desses deuses, vou somente relatar seus respectivos nomes, e ao que são mais relevantes para o estudo vou falar deles):

 

            1) Adrameleque. 2) Anameleque. 3) Asima. 4) Aserá. 5) Astarte. 6) Baal. 7) Baal-Berite. 8) Baalins. 9) Baal-Peor. 10) Baal-Zebube. 11) Bel. 12) Adoração ao Bezerro. 13) Castor e Pólux. 14) Camus. 15) Quium. 16) Dagom. 17) DEUS, LAT. PARA O GREGO “Zeus”, deus dos céus. É este aqui que vamos estudar daqui há pouco!!! 18) Diana. 19) Gade. 20) Júpiter: Esse é o nome latino da divindade chamada, em grego, Zeus. Na mitologia romana, Júpiter era a divindade máxima, tal como Zeus o era para os gregos. Essa palavra significa “pai dos céus”. Portanto, é interessante notar que essa divindade pagã superior é identificada com o conceito da paternidade de Deus. O termo Júpiter poderia ser traduzido por “Pai celeste”. Na mitologia romana, Júpiter é considerado filho de Saturno e de Ópis, nomes correspondentes aos gregos Urano e Réa respectivamente. Júpiter seria a luz brilhante, o alvorecer a lua cheia. Os idos , dias treze a quinze de cada mês, eram sagrados em homenagem a Júpiter. Acredita-se que ele controlava todas as manifestações celestes, como as condições atmosféricas, embora também fosse o doador do vinho e o juiz daqueles que deveriam vencer nas batalhas, o doador da vitória e o deus dos juramentos. O trecho de Atos 14,12.13 tem uma alusão a Júpiter, onde lemos que ele teria aparecido como Barnabé, ao passo que Mercúrio (mensagem de Júpiter) foi identificado com Paulo, que era o orador principal. A passagem de Atos 19,35 mostra que os efésios criam que a estátua de Diana (Ártemis), que adoravam, havia caído de parte de Júpiter. Sem dúvida, era um fragmento de meteorito. Ver esse versículo, no NT, quanto a maiores detalhes. 21) Malcã. 22) Meni. 23) Mercúrio. Esse era o nome do deus do comércio dos romanos, protetor do comércio de cereais Era identificado com o grego Hermes, filho de Zeus e Naiade, filha de Atlas. Diziam-no inventor da lira, e que, com freqüência, era empregado como arauto dos deuses. Também era o encarregado de guiar as almas ao hades. Foi o deus da mineração, da agricultura e das estradas. Era o deus patrono da oratória. Em Atos 14,12, Paulo é confundido com Mercúrio, e Barnabé com Júpiter. A palavra latina é Mercurius, que se deriva de Merx, “comércio”. 24) Merodaque. 25) Milcom. 26) Moleque ou Moloque. 27) Nebo. 28) Neustã. 29) Nergal. 30) Nibaz. 31) Nisroque. 32) Pólux. 33) Refã. 34) Rimon. 35) Sátiro. 36) Sicute. 37) Sucote-Benote. 38) Tamuz. 39) Tartaque. Os aveus, que foram levados a Samaria para ocupar o lugar deixado vago pelo exílio dos israelitas, por parte dos assírios, trouxeram com eles vários cultos religiosos, incluindo aquele que girava em trono de Tartaque. Ver 2 reis 17,31.

 

         Zeus: Principal divindade do panteão grego, o qual, conforme se acreditava, vivia no monte Olimpo. Era o deus dos céus e também do trovão e controlava as condições climáticas. Entre os romanos, era conhecido com Júpiter. Seu mensageiro, na mitologia grega, era chamado de Hermes (Mercúrio, em Roma). É mencionado nas Escrituras somente no relato da visita de Paulo e Barnabé à cidade de Listra. O apóstolo pregou o evangelho e curou um homem coxo de nascença. O povo imediatamente supôs que os dois missionários fossem deuses. Chamavam Barnabé de Zeus e Paulo de Hermes – porque este falava mais, e concluíram que era o mensageiro (At 14,12.13). O sacerdote do templo de Zeus trouxe ofertas aos dois, as quais foram veemente recusadas. Para mais detalhes sobre a resposta de Paulo e sua pregação na ocasião, veja Hermes.

Escrito por anselmo.estevan às 18h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            HERMES. 1. O terceiro nome de um grupo de messiânicos de Roma, saudados por Paulo em sua carta aos Romanos (16,14). O cuidado pessoal e a preocupação pastoral que o apóstolo tinha pelos seguidores de Yaohushua, que se refletiam em suas saudações, é algo digno de atenção.

            2. Divindade grega, que se supunha ser o filho de Zeus, considerado um mensageiro divino e o deus da oratória. Os romanos chamavam-no de Mercúrio. Essa relação entre Zeus e Hermes explicam por que, em Atos 14,12, os moradores de Listra, maravilhados com um grande milagre esperado por Paulo, ao crerem que se tratava de um deus, chamaram-no de Hermes e a Barnabé, de Zeus (Júpiter). Pensaram que o apóstolo dos gentios era um mensageiro dos deuses e por isso o sacerdote de Júpiter veio de um templo, a fim de oferecer-lhes sacrifícios (v. 13). Atônito com tal blasfêmia e falta de entendimento. Paulo dirigiu-se à multidão, dizendo: “Senhores, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, e a terra, o mar e tudo o que neles há” (v. 15). A seguir, mostrou como o YHWH que anunciava não deixou de dar testemunho de sua bondade e graça, ao proporcionar-lhes chuvas, colheitas e alimentos. Embora essas palavras tenham pelo menos impedido os sacrifícios, a Bíblia não diz se ele teve chance de prosseguir na exposição do Mashiach e ver essas pessoas experimentar a SALVAÇÃO!

            O fato de Paulo apelar para a revelação geral de Deus  a todas as pessoas, antes de dar os detalhes sobre o Evangelho do Mashiach, é um excelente exemplo tanto de sua convicção de que a revelação geral podia ser vista por todos, como do seu método de falar e pregar, que freqüentemente começava com aquilo com que sua audiência tivesse afinidade.

            [TA VENDO O PORQUE DA IMPORTÂNCIA DE NOSSO ETERNO SALVADOR TER UM NOME??? POR CAUSA DISSO TUDO. POR QUE – ATÉ O TERMO OU TÍTULO: “DEUS” – SER DERIVADO DA PALAVRA “ZEUS” UM DEUS GREGO. MAS ACHO QUE É AO CONTRÁRIO: DA NOSSA LÍNGUA VAI PARA A LÍNGUA LATINIZADA COMO ZEUS!!! MAIS, DE QUALQUER FORMA, O DEUS DA BÍBLIA É ÚNICO! O RESTO É INVENÇÃO DE HOMENS MAS COMO FOI DESCRITO, TEMOS QUE TOMAR O MÁXIMO DE CUIDADO COM OS NOMES QUE DAMOS COMO JÁ TENHO UM ESTUDO QUE NÃO COLOQUEI NESSE, MAS FALA DE BAAL UM DEUS QUE É CHAMADO DE SENHOR NA NOSSA LÍNGUA E COM “S” MAIÚSCULO.......!!! POR ISSO TEMOS QUE SABER SEU VERDADEIRO NOME PARA NÃO SERMOS IGUAIS AOS POVOS DA ANTIGUIDADE DA BÍBLIA QUE ELA MESMA FALA QUE YHWH VAI REIVINDICAR SEU SANTO NOME....].Atos 17,23. Pois, se não caímos nesse mesmo termo de deuses... desconhecido por pregar um Deus sem nome! GRIFO MEU: Anselmo Estevan.

 

         ZELO, ZELOSO. No Antigo Testamento encontramos a palavra hebraica qissa, “ardor”, “ciúme”, que aparece por quarenta e três  vezes no Antigo Testamento. Para exemplificar, ver 2 Reis 10,16; Salmos 69,9; 119,139; Isaias 9,7; 37,32; 59,17; 63,15; Ezequiel 5,13. O termo grego equivalente é zelos, “zelo”, que ocorre por dezesseis vezes: João 2,17 (citando Salmo 69,10) Atos 5,17; 13,15; Romanos 10,2; 13,13; 1 Coríntios 3,3; 2 Coríntios 7,7.11; 9,2; 11,2; 12,20; Gálatas 5,20; Filipenses 3,6; Hebreus 10,27; Tiago 3,14.16. Ainda no hebraico, temos a forma qana, “ser zeloso”, “ciumento”, que ocorre por trinta e quatro vezes no Antigo Testamento, conforme se vê, por exemplo, em Números 25,11.13; 2 Samuel 21,2; 1 Reis 19,10.14; Joel 2,18; Zacarias 1,14; 8,2. O termo grego zeloso, “ter zelo” aparece por onze vezes: Atos 7,9; 17,5; 1Coríntios 12,31; 13,4; 14,1.39; 2 Coríntios 11,2; Gálatas 4,17.18; Tiago 4,2. Ver Salmos 69,9 e 2 Coríntios 7,7, quanto ao zelo em sentido positivo. Mas também há um zelo negativo, indicando uma atitude egoísta, segundo se vê, por exemplo, em Números 5,14 e Atos 5,17. [Foi, exatamente o que o seu próprio povo fez com seu nome YHWH – que não podendo ser pronunciado, acrescentaram as “consoantes” vogais – e, essas vogais nunca representaram seu nome verdadeiro que por zelo negativo – de não falar seu Nome, acrescentaram as vogais de um Deus grego – Adonay! E, assim foi e veio para nossa língua com a transliteração – SENHOR – REPRESENTANDO UM

Escrito por anselmo.estevan às 18h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

DEUS PAGÃO COMO DESCRITO LOGO ACIMA...!! E, ISSO SÓ POR “ZELO-NEGATIVO”! E O YHWH É ZELOSO E ZELA PELO SEU NOME!!!! OU NÃO? O QUE VOCÊ ACHA??] GRIFO MEU. Além disso, o zelo pode ser bom, embora opere de acordo com maus motivos (ver Romanos 10,2; Filipenses 3,6). Paulo tinha um bom zelo em favor das Igrejas que havia fundado, para que prosperassem no sentido espiritual (2 Coríntios 11,2). Deus é um Deus zeloso (ver Êxodo 20,5; 34,14; Deuteronômio 4,24; 5,9). [Se a Bíblia fala que “Deus é um Deus zeloso” – Ele sabia o que aconteceria com seu Nome.....!!! Mas o que é feito? Relatado na Bíblia por várias passagens:“BLASFEMARAM MEU NOME....” Mas isso é para saber quem que está com ele e lhe vai dar glória ao seu Nome não há um “nome inventado por zelo....!!! Ele tem que ver qual é a nossa reação! Senão isso não estaria na Bíblia??? (Romanos 2,24; Isaias 52,5; Ezequiel 16,27; Isaias52,5-6; 2,10-22; Malaquias 2,2-3; 1,6; Zacarias 14,9; Oséias 2,16; Ezequiel 36,20-23). Há, isso não é importante! É o que muita gente pensa!!!! Pra mim que o amo em ESPÍRITO E EM VERDADE, COMO DIGO: A BÍBLIA PRA MIM É SE SUMA IMPORTÂNCIA. POIS QUANDO ELE REIVINDICAR SEU NOME VOU FALAR O QUE? HÁ ACHO QUE É SENHOR!!! NÃO TE CONHEÇO! AFASTA-TE DE MIM MALDITO.......POR QUE FALO ASSIM? PORQUE “DEUS - QUE TEM UM NOME, E, ESSE DEUS – QUE É ESPÍRITO E NÃO MATÉRIA – IMPORTA QUE O ADORE EM ESPÍRITO E EM VERDADE! POIS SÓ ASSIM O RECONHECEREIS PELO ESPÍRITO NÃO ADIANTA FALAR SEU NOME MESMO QUE VERDADEIRO SÓ DA BOCA PRA FORA!! PORQUE? POR ISTO: MATEUS 22,37-39; JOÃO 3,6; 4,23-24; 1 CORÍNTIOS 2,11-16! AGORA. SE VOCÊ QUE ESTÁ LENDO ESTÁ MENSAGEM. NÃO ACHA IMPORTANTE SABER SEU NOME PORQUE TEM TANTA COISA MAIS IMPORTANTE....ENTÃO CONTINUE ADORANDO-O EM CARNE COMO UM “DEUS” DE PEDRA............!!!! COMO MUITOS O FIZERAM E FAZEM E PERECEM....!!!!”)]. GRIFO MEU. P.s. como um deus pagão...!!! E com nome em!

            A palavra grega zeein, “borbulhar”, “ferver”, acha-se à raiz da ideia de “zelo”. A palavra portuguesa vem daí, passando pelo termo latino, zelus. Uma ideia cognata é entusiasmo, o estado de quem está “cheio de Deus”, divinamente impulsionado. O zelo puro pode realizar mais do que o conhecimento: mas sem esse fator, geralmente mostra-se mais orientado ou exagerado, para nada dizermos que pode ser até abertamente prejudicial. O zelo por alguma causa errada é perigosa e arruinador. E até o zelo mal orientado por uma boa causa pode criar um espírito acalorado e prejudicial, se não for equilibrado pela razão e pelo conhecimento. {Exatamente isto que aconteceu com seu único NOME YHWH} GRIFO MEU.

            O zelo tem inspirado e levado a bom termo grades projetos espirituais que indivíduos destituídos de zelo ou tímidos jamais teriam realizado. Por outra parte, o zelo mais orientado tem provocado muitas perseguições, banimentos, encarceramentos e até mesmo crimes de sangue. Ver o artigo intitulado Tolerância. Talvez tenham razão àqueles que dizem que Deus é o inspirador do zelo deles. Por outro lado, podemos apenas supor que o ódio é inspirado por poderes malignos, se é verdade que homens maus precisam de ajuda externa. Assim, há um zelo piedoso e há também um zelo satânico!

            O Antigo Testamento vincula a piedade ao zelo (Êxodo 34,14; Deuteronômio 4,24; 5,9; 6,15; Josué 24,19; Naum1,12), fazendo assim o Ser divino entrar no quadro, presumivelmente uma qualidade a ser imitada de um Deus “zeloso”, promove o conceito de um zelo piedoso. No Novo Testamento, o Filho do Deus (ver João 2,17) e os filhos de Deus (ver 2 Coríntios 7,11; 11,2) é que se mostram zelosos na piedade.

         É o RÚKHA hol – RODSHUA (ESPÍRITO SANTO) quem inspira o zelo na vida espiritual do crente, porquanto o zelo faz parte integrante da espiritualidade. A inspiração e a iluminação espirituais produzem o seu próprio zelo. [Seja você também zeloso e procure dar honra a seu único, santíssimo e verdadeiro NOME – YAOHU!!!!]. GRIFO MEU ANSELMO ESTEVAN.  

Escrito por anselmo.estevan às 18h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

OS SÍMBOLOS DE:

 

WESTMINSTER

           

 

            (Primeiro, vamos à alguns estudos da bíblia para refletirmos o do por que esconderam seu único e verdadeiro nome...???): Aqui, coloco as consoantes “Originais de seu nome”:

 

            Dt 28,15-40: Será porém, que, se não deres ouvidos à voz do YHWH, teu Deus, para não cuidares em fazer todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então, sobre ti virão todas estas maldições e te alcançarão:

            Maldito serás tu na cidade e maldito serás no campo.

            Maldito o teu cesto e a tua amassadeira.

            Maldito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e a criação das tuas vacas, e os rebanhos das tuas ovelhas.

            Maldito serás ao entrares e maldito serás ao saíres.

            O YHWH mandará sobre ti a maldição, a turbação e a perdição em tudo que puseres a tua mão para fazer, até que sejas destruído e até que repentinamente pereças, por causa da maldade das tuas obras, com que me deixaste.

            O YHWH te fará pegar a pestilência, até que te consuma da terra, a qual passas a possuir.

            O YHWH te ferirá com a tísica, e com febre, e com a quentura, e com o ardor, e com a secura, e com destruição das sementeiras, e com ferrugem; e te perseguirão até que pereças.

            E os teus céus que estão sobre a cabeça serão de bronze; e a terra que está debaixo de ti será de ferro.

            O YHWH, por chuva da tua terra, te dará pó e poeira; dos céus descerá sobre ti, até que pereças.

            O YHWH te fará cair diante dos teus inimigos; por um caminho sairás contra eles, e por sete caminhos fugirás diante deles, e serás espalhado por todos os reinos da terra.

            E o teu cadáver será por comida a todas as aves dos céus e aos animais da terra; e ninguém os espantará.

            O YHWH te ferirá com as úlceras do Egito, e com hemorróidas, e com sarna, e com coceira, de que não possas curar-te.

Escrito por anselmo.estevan às 18h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            O YHWH te ferirá com loucura, e com cegueira, e com pasmo do coração.

            E apalparás ao meio-dia, como o cego apalpa na escuridade, e não prosperarás nos teus caminhos; porém somente serás oprimido e roubado todos os dias; e não haverá quem te salve.

            Desposar-te-ás com uma mulher, porém outro homem dormirá com ela; edificarás uma casa, porém não morarás nela; plantarás uma vinha, porém não lograrás o seu fruto.

            O teu boi será morto aos teus olhos, porém dele não comerás; o teu jumento será roubado diante de ti e não voltará a ti; as tuas ovelhas serão dadas aos teus inimigos; e não haverá quem te salve.

            Teus filhos e tuas filhas serão dados a outro povo, os teus olhos o verão, e após eles desfalecerão todo o dia; porém não haverá poder na tua mão.

            O fruto da tua terra e todo o teu trabalho o comerá um povo que nunca conheceste; e tu serás oprimido e quebrantado todos os dias.

            E ficarás aterrado pelo que verás com os teus olhos.

            O YHWH te ferirá com úlcera malignas nos joelhos e nas pernas, de que não possas sarar, desde a planta do teu pé até ao alto da cabeça.

            O YHWH te levará a ti e a teu rei, que tiveres posto sobre ti, a uma gente que não conheceste, nem tu nem teus pais; e ali servirás a outros “deuses”, feitos de MADEIRA e de PEDRA.

            E serás por pasmo, por ditado e por fábula entre todos os povos a que o YHWH te levará.

            Lançarás muita semente ao campo; porém colherás pouco, porque o gafanhoto a consumirá.

            Plantarás vinhas e cultivarás; porém não beberás vinho, nem colherás as uvas, porque o bicho as colherá.

            Em todos os termos, terás oliveiras; porém não te ungirás com azeite, porque a azeitona cairá da tua oliveira.

 

            Dt 25,58-59: Se não tiveres cuidado de guardar todas as palavras desta lei, que estão escritas neste livro, para TEMERES este “NOME” GLORIOSO E “TERRÍVEL”, O “YHWH”, teu “DEUS!”, Então, o YHWH fará maravilhosas as tuas pragas e as pragas de tua semente, grandes e duradouras pragas, e enfermidades más e duradouras.

 

            Dt 32,37-39: Então, dirá: Onde estão os seus deuses, a rocha em quem confiavam, de cujos sacrifícios comiam a gordura e de cujas libações bebiam o vinho? Levantem-se e vos ajudem, para que haja para vós escondedouro.

            Vede, agora, que eu, eu o sou, e mais nenhum deus comigo; eu mato e eu faço viver; eu firo e eu saro; e ninguém há que escape da minha mão! (NÃO TÊM UM deus ALÉM DE MIM!).

            O medo de pronunciar o NOME correto (TEU NOME):

            1Rs 8,43: Ouve tu nos céus, assento da tua habitação, e faze conforme tudo o que o estrangeiro a ti clamar, a fim de que todos os povos da terra conheçam o teu NOME, para te temerem como o teu povo de Israel e para saberem que o teu NOME é invocado sobre esta casa que tenho edificado.

 

            - A fim de que todos os povos da terra conheçam o teu Nome! Salomão orou para que, um dia, todos os povos entregassem sua vida ao ETERNO. Posteriormente, os profetas predisseram que isso aconteceria depois que o povo fosse restaurado do exílio, e o Novo Testamento proclama a mesma verdade por meio do ministério do evangelho (cf. Is 56,6-8; Zc 8,3; Mt 28,19). VAMOS LÁ VER CADA PASSAGEM SEM ADULTERAÇÃO OU CORRUPÇÃO DO SEU “NOME” PARA ENTENDER O ESTUDO:

Escrito por anselmo.estevan às 18h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            Is 56,6-8: E os filhos dos estrangeiros que se chegarem ao YHWH, para o servirem e para amarem o nome (“de”) YHWH, sendo deste modo servos seus, todos os que guardarem o sábado, não o profanando, e os que abraçarem o meu concerto, [Obs.: “O texto original trás: {“do”} -, se referindo a “alguém” à outro nome! Ficando assim: do SENHOR! Ora o “Senhor” aqui é uma forma de respeito – um substantivo que indica alguém que não foi falado na cena.....! Mas aí veio a corrupção de adotar esse termo comum como nome......veja mais pra frente a explicação!”]. Grifo meu. Voltando ao texto: , também os levarei ao meu santo monte e os festejarei na minha Casa de Oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar, porque a minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos.

            Assim diz o YHWHYaohu, que ajunta os dispersos de Israel: Ainda ajuntarei outros aos que já se ajuntaram.

 

            Zc 8,3: Assim diz o YHWH: Voltarei para Sião e habitarei no meio de Jerusalém; e Jerusalém chamar-se-á a cidade de VERDADE, o monte do YHWH dos Exércitos, monte da santidade.

 

            Mt 28,19 Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em Nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. [Veja que aqui um único Nome é falado! Então, todos, sendo uma Trindade – compartilhão de um ÚNICO NOME: SALVAÇÃO – SHUA. (sendo: Yaohu – Yaohushua – Rúkha hol – RODSHUA). Grifo meu.].

 

            Então o que aconteceu? O que deu errado para esconderem seu Nome??     

            Veja:

            Jd 11; 12; 13; 18: Aí deles! Porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Cora.

            Estes são manchas em vossas festas de fraternidade, banqueteando-se convosco e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas; ondas impetuosas do mar, que escumam as suas mesmas abominações, estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas.

            Os quais vos diziam que, no último tempo, haveria escarnecedores que andariam segundo as suas ímpias concupiscências.

 

            Ap 13,1.5-7; 16,8-9; 2,9; 14,8; 17,1-18: E eu pus-me sobre a areia do mar e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e, sobre os chifres, dez diademas, e, sobre as cabeças, um NOME DE BLASFÊMIA. E foi-lhe dada uma boca para proferir grandes coisas e BLASFEMAS: e deu-se-lhe poder para continuar por quarenta e dois meses.

            E abriu a boca em BLASFÊMIAS contra o ETERNO, para BLASFEMAR do SEU NOME, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu.

            E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos e vence-los; e deu-se-lhe poder sobre toda TRIBO, E LÍNGUA, E NAÇÃO!

            E o quarto anjo derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe permitido que abrasasse os homens com fogo.

            E os homens foram abrasados com grandes calores e BLASFEMARAM o NOME do ETERNO, que tem poder sobre estas pragas; e não se ARREPENDERAM PARA LHE DAREM GLÓRIA!

            Eu sei as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a BLASFÊMIA dos que se dizem judeus e não o são, mas são a sinagoga de SATANÁS!

            E O OUTRO ANJO SEGUIU, DIZENDO: CAIU! CAIU BABILÔNIA. AQUELA GRANDE CIDADE QUE A TODAS AS NAÇÕES DEU A BEBER DO VINHO DA IRA DA SUA PROSTITUIÇÃO!

            E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas, com a qual se prostituíram os reis da terá; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua prostituição.

            E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor escarlate, que estava cheia de NOMES DE BLASFÊMIA E TINHA SETE CABEÇAS E DEZ CHIFRES.

            E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, adornada com ouro, e pedras preciosas, e pérolas, e tinha na mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição.

            E, na sua testa, estava escrito o nome: MISTÉRIO, A GRANDE BABILÔNIA, A MÃE DAS PROSTITUIÇÕES E ABOMINAÇÕES DA TERRA.

            E vi que a mulher estava embriagada do sangue dos santos e do sangue das testemunhas de Yaohushua. E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração.

E o anjo me disse: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres.

            A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição. E os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão vendo a besta que era e já não é, mas que virá.

Aqui há sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada.

            E são também sete reis: cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo.

            E a besta, que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição.

            E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão o poder como reis por uma hora, juntamente com a besta.

Estes têm um mesmo intento e entregarão o seu poder e autoridade à besta.

            Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o YHWH dos “senhores” e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, eleitos e fiéis. (Por isso sou fiel ao seu verdadeiro Nome!). Grifo meu.

            E disse-me: As águas que vistes, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas.

            E os dez chifres que viste na besta são os que aborrecerão a prostituta, e a porão desolada e nua, e comerão a sua carne, e a queimarão no fogo.

            Porque o ETERNO tem posto em seu coração que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma ideia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras do ETERNO! (Operação do erro – quanto a seu nome...). 2Ts 2. Grifo meu.

            E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra.

 

            - O “mal” se uniu ao TEMOR! Mas isso não é exagero? Não! E, tenho uma prova concreta que, após esses estudos -,  que vão completar a minha linha de raciocínio – veja: A história “real” de uma “Bíblia” “Reformada” – PROTESTANTE, PARA PODER SER REDIGIDA, TEVE QUE FAZER UM “CONTRATO” – QUE ESSA “BÍBLIA” – ESTARIA, MESMO SENDO PROTESTANTE, DE ACORDO COM OS TERMOS CATÓLICOS...!!! MOSTRANDO QUE NÃO ERA UMA “HERESIA”! “O SÍMBOLO DE FÉ DAS IGREJAS REFORMADAS”.

            Veja logo após estes complementos do porque esconderam seu NOME...?????!

Escrito por anselmo.estevan às 18h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            Gn 4,26: A SETE NASCEU-LHE TAMBÉM UM FILHO, AO QUAL PÔS O NOME DE ENOS; DAÍ SE COMEÇOU A INVOCAR O NOME (DO) YHWH!

 

            (“DO”). Representa alguém!!! (Quem?). “DO”. Contr. Da Prep. “DE” com o artigo ou Pron. “O”.

            ARTIGO, s.m. Palavra que antecede os SUBSTANTIVOS para indicar determinação (artigo definido) ou GENERALIZAÇÃO (ARTIGO INDEFINIDO).

            SUBSTANTIVO. S.m (Gram). “NOME” “PALAVRA” pela qual “NOMEAMOS” OS “SERES”  as “IDÉIAS; adj. Que por si só DESIGNA a própria SUBSTÂNCIA; que designa uma coisa que subsiste.

 

            Aí, foi o começo do erro pois, fala “do” e, “do” lembra outra pessoa o certo seria colocar “de”; aí sim está falando do Nome da pessoa! A palavra “do” se refere a um termo que identifica outrem!!! Pelo menos assim eu entendo! E aí veio a corrupção! Pois um termo comum para representar como respeito a outrem virou Nome próprio!!! E, TUDO O QUE CONHECEMOS DE “DEUS” FOI ELE MESMO QUE REVELOU A NÓS. SUA CRIAÇÃO COMO NOSSO CRIADOR...!!! EM NENHUM PONTO DA BÍBLIA OU ESCRITURA SAGRADA É CITADO: “ME CHAMEM POR ESSE NOME....!!!! O QUE FOI REVELADO SÓ FICOU SUAS CONSOANTES SAGRADAS – “YHWH” SOMENTE ISSO E ESSAS CONSOANTES JAMAIS LÊ-SE – “SENHOR” SÓ SE LÊ “SENHOR” NA “ACRESCENTAÇÃO” PARA SE LER ESSE NOME POR VONTADE HUMANA. DAÍ, A CORRUPÇÃO.....!”.

 

            REFLITA:

            At 4,12: E em nenhum outro há SALVAÇÃO, porque também debaixo do céu nenhum OUTRO NOME HÁ, DADO ENTRE OS HOMENS, PELO QUAL DEVAMOS SER SALVOS.

            At 17,23: Porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais não o conhecendo é o que eu vos anuncio!

            Mt 17,23: E mata-lo-ão, e, ao terceiro dia, ressuscitará. E eles se entristeceram muito.

            Mt 6,9: Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu NOME!

Lv 24,10-16: E apareceu um filho de uma mulher israelita, o qual era filho de um egípcio, no meio dos filhos de Israel; e o filho da israelita e um homem israelita porfiaram.

            Então, o filho da mulher israelita BLASFEMOU o NOME DE YHWH (no original corrompido para não falar o nome correto usa-se o “doSENHOR) e o amaldiçoou, pelo que o trouxeram a Moisés; e o nome de sua mãe era Selomite, filha de Dibri, da tribo de Dã.

            E o levaram à prisão, até que se lhes fizesse declaração pela boca de YHWH.

            E falou o YHWH a Moisés, dizendo:

            Tira o que tem blasfemado para fora do arraial; e todos os que o ouviram porão as suas mãos sobre a sua cabeça; então, toda a congregação o apedrejará.

            E aos filhos de Israel falarás, dizendo: Qualquer que amaldiçoar o seu Deus levará sobre si o seu pecado.

            E AQUELE QUE BLASFEMAR O NOME DE YHWH CERTAMENTE MORRERÁ; TODA A CONGREGAÇÃO CERTAMENTE O APEDREJARÁ; ASSIM O ESTRANGEIRO COMO O NATURAL, BLASFEMANDO O NOME DE YHWH, SERÁ MORTO!

Is 26,8; 42,8: Até no caminho dos teus juízos, YHWH, te esperamos; no teu NOME e na tua memória está o desejo da nossa alma.

            EU SOU O YHWH; ESTE É O MEU NOME; A MINHA GLÓRIA, POIS, A OUTREM NÃO DAREI, NEM O MEU LOUVOR, ÀS IMAGENS DE ESCULTURA!

 

            (Após isso, o seu Nome foi esquecido...........!!!! Não mais foi pronunciado! E, para não cair em esquecimento a pronuncia correta de “YHWH” – UMA VEZ QUE NÃO PODIA SER PRONUNCIADO COM O MEDO DE BLASFEMAR OU FAZER OUTREM BLASFEMAR DO SEU NOME VEIO A CORRUPÇÃO..... ADONAY, SENHOR.....!). ÊXODO 20,7: NÃO TOMARÁS O NOME DE YHWH, TEU, DEUS, EM VÃO; PORQUE O YHWH NÃO TERÁ POR INOCENTE O QUE O TOMAR A SEU NOME EM VÃO!

 

            ENTÃO  REFLITA SOBRE ESTE ESTUDO....!!! VEJA AGORA A VERÍDICA HISTÓRIA DE UMA IGREJA:

 

 

            Símbolos de Fé das Igrejas Reformadas:

 

            Confissão Belga.

Escrito por anselmo.estevan às 18h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            Catecismo de Heidelberg.

 

            e Cânones de Dort.

 

            O primeiro dos padrões doutrinários da Igreja Reformada na Holanda foi chamado Confissão de Fé e se tornou conhecido com Confissão Belga por ter-se originado na área agora denominada Bélgica. Seu principal autor foi Guido de Brès, um pregador reformado, martirizado em 1567. Durante o século 16, as igrejas naquela região foram expostas às mais terríveis perseguições pelo governo católico. Para protestar contra essa cruel opressão e para provar aos opressores que os reformados não eram rebeldes revolucionários, como os acusavam, mas cidadãos cumpridores das leis, que professavam as verdadeiras doutrinas cristãs de acordo com as Sagradas Escrituras, de Brès preparou essa Confissão no ano de 1561. No ano seguinte, uma cópia dela foi enviada ao rei Felipe II, junto com uma declaração em que os signatários afirmavam estar prontos a obedecer ao governo em tudo que fosse legítimo, mas que se submeteriam à tortura e à morte antes de negar as verdades expressas na Confissão.

            O Catecismo de Heidelberg é o segundo dos padrões doutrinários da Igreja Reformada e originou-se no ano de 1563, na cidade de Heidelberg (daí seu nome), capital do eleitorado alemão do Palatinado. O príncipe eleitor Frederico III, que se tornou calvinista em 1560, encarregou Zacarias Ursinus (professor da faculdade de teologia de Heidelberg) e Caspar Olevianus (pregador da corte) de prepararem um manual de instrução doutrinária para consolidar a fé reformada em seus domínios. O novo catecismo foi aprovado e publicado em 1563. O sucesso foi imediato e, em sua terceira edição as perguntas e respostas foram agrupadas em 52 dias do ETERNO – YHWH, de modo que seu conteúdo pudesse ser estudado ao longo de um ano. O Catecismo de Heidelberg tornou-se o mais importante símbolo de fé das Igrejas reformadas, junto com a Confissão Belga e – a partir do Sínodo de Dort (1618-1619) – com os Cânones de Dort.

O terceiro padrão adotado pelas Igrejas reformadas chama-se Cânones de Dort. Jacobus Arminius, pastor da Igreja Reformada em Amsterdã (daí os “arminianos”, adeptos ou defensores dos seus ensinamentos), afirmava que a salvação depende da presciência de Deus, no que foi contestado. Depois da sua morte, em 1609, o grupo arminiano publicou, em 1610, “A Remonstrância” (pleito, pedido). O documento expunha o Arminianismo em cinco pontos: 1) Deus elegeu os que creriam; 2) o sacrifício do Christós é para todos, mas somente o crente o recebe; 3) a fé é um dom da graça de Deus; 4) essa graça, porém, pode ser rejeitada, e 5) os crentes também podem causar a própria perdição.

            Os teólogos fiéis à Escritura também publicaram um documento, a “Contra-Remonstrância” e esclareceram o ponto de vista bíblico em sete artigos: 1) Deus, em seu beneplácito, escolhe alguns a fim de salva-los por Christós, sendo as demais pessoas preteridas; 2) este decreto se aplica também a crianças; 3) aos eleitos, Deus da a fé; 4) para eles vale o sacrifício reconciliatório de Christós; 5) o Espírito Santo os renova; 6) o Espírito os guarda na fé, e 7) eles mostram gratidão por meio das obras.

            No dia 13 de novembro de 1618, o Sínodo reuniu-se em Dort, ou Dortrecht, na Holanda, para decidir a questão. Os cinco artigos dos arminianos foram discutidos e uma comissão preparou o texto dos “cânones” ou regras de doutrina em que se condenava a doutrina arminiana e se expunha a doutrina da Escritura.

            Os Cânones de Dort foram aceitos por todos os delegados e solenemente promulgados. As Igrejas reformadas dos Países Baixos tinham agora sua terceira confissão de fé; ao lado da Confissão Belga (1561) e do Catecismo de Heidelberg (1563); os Cânones de Dort tiveram influência também na preparação da Confissão de Westminster (1647), a confissão de fé mais conhecida no mundo presbiteriano.

 

            Os Símbolos de Westminster:

 

            A Confissão de .

            E os Catecismos Maior e Breve:

 

 

 

 

Escrito por anselmo.estevan às 18h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            A AUTORIDADE DA CONFISSÃO DE FÉ E DOS CATECISMOS.

           

            Há pessoas que estranham a Igreja Presbiteriana adotar uma Confissão de Fé e Catecismos como padrão doutrinário, quando sustenta sempre ser a ESCRITURA SAGRADA sua única regra de fé e de prática. A incoerência é apenas aparente. A Igreja Presbiteriana coloca a Bíblia em primeiro lugar. Só ela deve obrigar a consciência.

            É também princípio fundamental da Igreja Presbiteriana que toda autoridade eclesiástica é ministerial e declarativa; que todas as decisões dos concílios devem harmonizar-se com a revelação divina. A consciência não deve se sujeitar a essas decisões se elas forem contrárias à Palavra de Deus.

            Ainda outro princípio da mesma Igreja é que os concílios, sendo de homens falíveis, podem errar, e muitas vezes têm errado. Suas decisões, portanto, não podem ser recebidas como regra absoluta e primária de fé e prática; servem somente para ajudar na crença ou na conduta que se deve adotar. [É exatamente isto que venho pregando...!!! QUE AS BÍBLIAS SÃO DE COMPILAÇÃO HUMANA! AGORA AS ESCRITURAS SAGRADAS FORAM REVELADAS E INSPIRADAS PELO QADÔSH RÚKHA DE YAOHU!” E, AS BÍBLIAS TIVERAM POR ENGANO E ATE MESMO VONTADE HUMANA – ERROS! ELA NÃO SE CONTRADIZ! POIS AINDA ASSIM É A PALAVRA DE UM DEUS VIVO!!! MAS FOI INTRODUZIDA, NELA, CORRUPÇÕES, E ADULTERAÇÕES PARA O BEL PRAZER DE ALGUNS HOMENS QUE DETINHAM O PODER.... É ESSA BANDEIRA QUE LEVANTO...VEJA QUEM TIVER OUVIDOS PARA OUVIR E OLHOS PARA VER....]. GRIFO MEU. ANSELMO ESTEVAN. O supremo juiz de todas as controvérsias, em matéria religiosa é o Espírito Santo falando na  e pela Escritura. Por esta, pois, devem-se julgar toda e qualquer decisão dos concílios e toda e qualquer doutrina ensinada por homens.

            Admitir a falibilidade dos concílios não é depreciar a autoridade da Confissão de Fé e dos Catecismos para aqueles que de livre vontade os aceitem. Admitindo tal, a igreja somente declara que depende do Autor da Escritura e recebe a direção do seu Espírito na interpretação da Palavra e nas fórmulas de aplicar suas doutrinas. A Igreja Presbiteriana sustenta que a Escritura é a suprema e infalível regra de fé e prática; e que a Confissão de Fé e os Catecismos apresentam o sistema de doutrina ensinado na Escritura, dela deriva toda a sua autoridade e a ela tudo se subordina. [NO COMEÇO DE TUDO, O “HOMEM” JAMAIS PODERIA PERDER ESSA CHANCE DE PODER HÁ QUE TODOS SE SUBMETERIAM... E, POR ISSO PREFERIU AGRADAR A SI MESMO. “AS COISAS CRIADAS”, A ADORA-LAS AO INVÉS DO ÚNICO CRIADOR CHAMANDO-O MESMO DE SENHOR COMO HOMENS COMUNS RECEBEM ESSE MESMO TERMO! SE FAZENDO DEUSES...!!! ROMANOS 1, 18-23 {A IGREJA CATÓLICA} GRIFO MEU.].

            É justamente porque cremos que a Confissão de Fé e os Catecismos estão em harmonia com a Escritura, nossa regra infalível, que os aceitamos. Não existem, pois, na Igreja Presbiteriana, duas regras de fé, mas uma só, suprema e infalível. A outras fórmulas são subordinadas e falíveis, necessárias para a pureza, governo e disciplina da igreja. Assim, a experiência de muitos séculos o tem demonstrado.

 

            NOTA HISTÓRICA

Desde julho de 1643 até fevereiro de 1649, reuniu-se em uma das salas da Abadia de Westminster, na cidade de Londres, o Concílio conhecido na História pelo nome de Assembléia de Westminster. Esse Concílio foi convocado pelo Parlamento inglês, para preparar uma nova base de doutrina, uma forma de culto e um governo eclesiástico que devia servir para a igreja do Estado.

            Os teólogos mais eruditos daquele tempo tomaram parte nos trabalhos da Assembléia. A Confissão de Fé e os Catecismos foram discutidos ponto por ponto, aproveitando-se o que havia de melhor nas Confissões já formuladas. O resultado foi à organização de um sistema de doutrina cristã baseado na Escritura e notável pela sua coerência em todas as suas partes.(Se a escritura é perfeita...! Por que precisa disso....). Grifo meu. [Resposta: “A compilação da Bíblia” é que fez isso tudo....!!!].

Escrito por anselmo.estevan às 18h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

Grifo meu.

            A confissão de Westminster foi à última das confissões formuladas durante o período da Reforma. Até agora, houve na história da igreja somente dois períodos que se distinguiram pelo número de credos ou confissões que neles foram produzidos. O primeiro pertence aos séculos 4º e 5º, que produziram os credos formulados pelos concílios ecumênicos de Níceia, Constantinopla, Éfeso e Calcedônia; o segundo está sincronizado com período da Reforma. Os símbolos do primeiro período chamam-se de “credos”; os do segundo, “confissões”. Uma comparação entre o Credo dos Apóstolos, por exemplo, e a Confissão de Westminster mostrará a diferença. O Credo é a fórmula de uma fé pessoal e principia com a palavra creio. A Confissão de Westminster segue o plano adotado no tempo da Reforma, é mais elaborada e apresenta um pequeno sistema de teologia.

            A utilidade de uma Confissão de Fé evidencia-se na história das igrejas reformadas ou presbiterianas. Sendo a Confissão de Westminster a mais perfeita que elas conseguiram formular, une e estreita as relações entre os presbiterianos de todo o mundo. Os Catecismos especialmente têm servido para doutrinar os crentes nas puras verdades do evangelho.

John M. Kyle.

 

            Esse contrato redigido acima, contém 86 páginas com parágrafos e artigos. Igual a um contrato de registro de compra, venda, etc...Só que aqui, deixo uma pergunta: Se a Bíblia é perfeita... Por quê:  a “Reforma”, “Concílios”, “Credos”, e tudo o mais que se pode descobrir nela.....?

            RESPOSTA: “PORQUE, SOMENTE A ESCRITURA SAGRADA FOI PERFEITA! NÃO TEVE ALTERAÇÕES DE HOMENS!!! (1 e 2 TIMÓTEO; [2Tm 3,14-17] – NÃO A “BÍBLIA”, MAS, SIM, A ESCRITURA SAGRADA!!”. NÃO DESMENTINDO A PRÓPRIA BÍBLIA. MAS, SIM FALANDO DA ADULTERAÇÃO DO HOMEM EM RAZÃO DO PODER QUE TEVE NAS MÃOS....SOMENTE A ISTO ME REFIRO! ANSELMO ESTEVAN.

            “Presbítero”: 1Tm 4,14; At20,17,28; 1Tm 3,1-7; Tt 1,5-9. E, é somente isso que o ETERNO Yaohu – aguarda: “Que todos tenham um único pensamento...!!”.

 

 

LÍNGUA”:

 

         Ya’akov (Tiago): 1,26; 3,5-6.8:

 

            Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã.

         Assim, também a língua, pequeno órgão, se gaba de grandes coisas. Vede como uma fagulha põe em brasas tão grande selva! Ora, a língua é fogo; é mundo de

Escrito por anselmo.estevan às 18h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

iniquidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno. A língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero.

 

         MattitiYahu (Mateus): 12,33-37:

 

         Ou fazei a árvore boa  e o seu fruto bom ou a árvore má o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore. Raça de víboras, como podem falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração. O homem bom tira do tesouro bom coisas boas; mas o homem mau do mau tesouro tira coisas más. Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado.

 

         2 Timóteo 3, 14-16: Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em MaschiYah (MESSIAS) YahuShúa. Toda a Escritura é inspirada por ‘Ulhim Yahu e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de ‘Ulhim seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.

 

         “Vamos a um breve estudo dessa última passagem”:

 

         De, 2Tm 3,14-16:

 

         3,14: de quem o aprendeste: Uma referência não somente à mãe e à avó de Timóteo (1,5), mas também ao próprio Paulo. Paulo incentivou Timóteo a confiar na verdade do evangelho por causa do caráter de sua mãe e de sua avó.

 

         3,15: desde a infância: Ou desde a “meninice”. De acordo com o costume, o pai judeu deveria começar a instruir a criança na lei quando ela completasse cinco anos de idade. SABES AS SAGRADAS LETRAS. Os falsos mestres estavam interpretando de modo incorreto o Antigo Testamento (1Tm 1,7; Tt 3,9;). Timóteo precisava se lembrar da instrução correta que havia recebido de sua mãe e de sua avó. As “ESCRITURAS” aqui se referem aos livros do Antigo Testamento. O Novo Testamento ainda não existia como uma compilação; além disso, alguns dos livros do Novo Testamento não tinham nem mesmo sido escritos. Mesmo assim, à medida que a literatura do Novo Testamento se desenvolveu, ela também, foi chamada de “ESCRITURA” (veja 2Pe 3,15-16). QUE PODEM TORNAR-TE SÁBIO PARA A SALVAÇÃO PELA FÉ EM MASCHIYAH (MESSIAS) – YAHUSHÚA. O Antigo Testamento aponta claramente para o papel principal de MaschiYah YahuShúa no plano geral de ‘Ulhim (O ETERNO) para a sua criação:

 

         CAPITULO I

 

         DA ESCRITURA SAGRADA

 

         I. Ainda que a luz da natureza e as obras da criação e da providência manifestam de tal modo a bondade, a sabedoria e o poder de ‘Ulhim, que os homens ficam inescusáveis, contudo não são suficientes para dar aquele conhecimento de ‘Ulhim e de sua vontade, necessário à salvação; por isso, foi o YHVH servido, em diversos tempos e diferentes modos, revelar-se e declarar à sua Igreja aquela sua vontade; depois, para melhor preservação e propagação da verdade, para o mais seguro estabelecimento e conforto da Igreja contra  “CORRUPÇÃO DA CARNE” e MALÍCIA DE SATANÁS e do MUNDO, foi igualmente servido faze-la escrever toda. Isso torna indispensável à ESCRITURA SAGRADA, tendo cessado aqueles antigos modos de revelar ‘Ulhim a sua vontade ao seu povo.

         Referências bíblicas: Sl 19,1-4; Rm 1,32; 1,19.20; 2,14.15; 1Co 1,21; 2,13.14; Hb 1,1.2; Lc 1,3.4; Rm 15,4; Mt 4,4.7.10; Is 8,20; 1Tm 3,15; 2Pe 1,19!

 

 

 

         Ok! Esse texto é um pedacinho de um “estudo” tirado da Bíblia! A Bíblia que temos hoje em dia! Mas a ESCRITURA SAGRADA – O ORIGINAL foi feita por inspiração Divina e na língua HEBRAICA! Ok! Os originais se perderam, é verdade!!! Mas muita coisa ainda havia de acontecer....!!! Como sita essas passagens: (Lv 24,10-16; Dt 28,15-43.58-59; Êx 20,1-17; Rm 2,24; Ez 16,27; 36,20-23; entre outras!). O seu próprio povo teve temor e terror do SANTÍSSIMO NOME SAGRADO DO TETRAGRAMA YHVH e, temendo esse Nome, o adulterou a seu bel prazer...!!! Que, um dia, seria BLASFEMADO POR ISSO (PELA CORRUPÇÃO DO SEU VERDADEIRO NOME...!); e, por fim seria varrido da face da terra...!!!! Um Único Nome que Salva! E para isso, precisa ser INVOCADO: Joel 2,32; Atos 2,21; Romanos 10,13!

 

         AQUI, COMEÇOU TODA A CONFUSÃO:

 

Bem, como estamos falando do “Principio...”. Gostaria de colocar um assunto, que se refere ao: “NOME DE ‘ULHÍM”. - Como no “Principio”! (Que por tradições, etc. Foi esquecido...!). Ou seja, Seu Nome PESSOAL: (“Só que aqui, começaram os ‘erros’ traduzindo o TETRAGRAMA como “senhor”. Veja só”):

 

YHWH

 

               [Yahweh] (o Senhor). O vocábulo Yahweh, que geralmente é traduzido como “Senhor”, em nossas versões da Bíblia em Português, tem sido corretamente chamado de “o nome da aliança de ‘ULHÍM”. Foi por este título que o ‘ULHÍM de Abraão, Isaque e Jacó escolheu revelar-se a Moisés (Êx 6,3). Sem dúvida, os seguidores fiéis do Senhor já o conheciam por este nome antes da revelação da sarça ardente, mas com Moisés há mais revelações da fidelidade de [Yahweh] à aliança e de sua comunhão intima com seu povo. O nome em si é derivado do verbo hebraico “ser”. Moisés imaginou pessoas que lhe perguntariam pelo nome de Deus que lhe apareceu, quando voltasse para seu povo. O Senhor lhe respondeu: 'EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel : EU SOU me enviou a vós' (Êx 3,14). Yahweh, portanto, significa algo como “Ele é” ou talvez “Ele traz à existência”.

               Como o nome revelado de ‘ULHÍM, o título “[Yahweh]” trazia uma declaração da existência contínua do Senhor e sua presença permanente com seu povo. Foi Ele quem se apresentou a Moisés e ao povo de Israel através das gerações como o ‘ULHÍM da aliança, o que sempre seria fiel às suas promessas em favor de seu povo. Foi sob este nome que o povo da aliança adorou a ‘ULHÍM. No NT, os cristãos entenderam que o Senhor da aliança era YahuShúa MaschiYah e, assim, ideias e atributos do AT que pertenciam a Yahweh foram trazidos e aplicados a YahuShúa.

 

 

Senhor  E  SENHOR

Escrito por anselmo.estevan às 18h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

 

Os nomes e o Nome

 

               O antigo Testamento usa dois substantivos para “Deus”: um expressa “o Deus único e transcendente” (Heb. “El”: Is 40,18) e o outro “Deus na plenitude dos seus atributos divinos” (Heb. “Elohim”). De qualquer maneira, contudo, “Deus é um nome genérico para definir um certo Ser”, assim como o termo “homem” (Heb. Adam, Ish). O vocábulo “Senhor” tem dois significados:

traduz o hebraico “Adonai”, que significa “soberano” (Is 6,1; cf. v. 5), e descreve uma certa qualidade do Ser divino, ou seja, Ele reina e governa como um “diretor executivo”, absoluto em sua supremacia sobre as pessoas e os eventos. Por outro lado, Senhor (em algumas versões com letras Maiúsculas – SENHOR) traduz o nome próprio [Yahweh]. É como se Deus fosse seu sobrenome. Senhor representa sua posição ou status na ordem das coisas e “[Yahweh]” é seu nome pessoal ou próprio. À medida que o relacionamento entre o grande Deus e o seu povo desenvolvia-se, Ele esperava ser reconhecido com [Yahweh].

[Yahweh] e Senhor

 

               Mesmo no próprio texto do Antigo Testamento, claramente percebemos as hesitações quanto ao uso do nome divino. No Salmo 14,2 aparece o termo “o Senhor e no 53,2 utiliza-se o nome ‘ULHÍM! Geralmente isso é entendido como uma tendência dos escribas de evitar o uso do vocábulo “[Yahweh]”, considerado muito sagrado. Entre os testamentos, quando o judaísmo cresceu, esse processo se fortaleceu; quando os sinais masoréticos (sinais de vocalização) foram acrescentados aos textos hebraicos (século V d.C. Em diante), tornou-se impossível. Mesmo por acidente, pronunciar esse nome, [pois as consoantes YHWH receberam as vogais apropriadas para serem pronunciar-se “Adonai”]. Desta maneira, os leitores nas sinagogas, por exemplo, quando chegavam ao nome de ‘ULHÍM, na verdade substituíam o termo por “Senhor”; os tradutores da Bíblia em geral seguiram esta prática e distinguiram Yahweh  (SENHOR) de Adonai (Senhor). Para acrescentar mais um elemento nesta questão complicada, se tentarmos pronunciar as consoantes YHWH com as vogais da palavra Adonai (em hebraico), surgirá algo semelhante a “Jeová” - um termo que na verdade NUNCA EXISTIU!

 

               Bem, essa foi à contribuição do povo judeu (Yahudim)! Daqui a pouco, vamos a contribuição do povo gentio (goyim)! Antes, quero deixar bem claro que há outra colaboração errônea nisso tudo: O do “crente”, crente não! Pois até Satanás foi crente....!!! o Evangélico que diz com sua própria língua e boca, como o primeiro estudo, de que: “A LÍNGUA HEBRAICA É VAZIA! QUE, QUEM À FALA, ENGANA OS OUTROS! QUE ESTAMOS NO BRASIL E NÃO DEVEMOS FALAR EM HEBRAICO! ETC.” Mas sendo assim, o que Paulo disse, nos estudos acima mesmo??? Que a Sagrada Escritura (AS SAGRADAS LETRAS PODEM TORNAR-TE SÁBIO, PARA A SALVAÇÃO...!!!). Vejam, não sou eu falando, ou querendo que seje assim!!! É o próprio Paulo falando a Timóteo...Então, cuidado com o que falas...pois todo homem dará contas do que falou e deixou de falar.......para sua própria SALVAÇÃO!

 

VEJA ESSAS DISCUSSÕES:

 

 

Iv.,fica enganando os compatriotas com linguagens Hebraicas.Certamente esse cara não é Brasileiro.

O que ele aprendeu nas escolas do Brasil,não lhe serviu de nada,porque só fica usando linguagens hebraicas para tapear as pessoas.Porque que esse cara não muda para a Judéia?É la que precisa falar em Hebraico.Esse cara vai passar a vida inteira dele só filozofando.E se agente concordar com algum ponto certo dele,ele já acha que agente aprendeu dele.Seia bom que ele tivesse o que ensinar,mas não tem nada.

 

LUGAR DE FALAR HEBRAICO É LÁ NA JUDEIA CARA.DEIXA DE HISTÓRIAS FALSAS.

Escrito por anselmo.estevan às 18h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            Etc. (Estou reservando o “nome” dessas discussões para não virar um ataque pessoal ok! O intuito do estudo não é esse! É, sim em procurar a verdade pois só ela o podes libertar ok! Então, sendo assim, veja logo abaixo outro estudo tirado da internet com direitos autorais para vermos quem está realmente com a verdade ou quem engana quem: Shalôm!):

 

         Material tirado da Bíblia de Estudo de Genebra. Edição Revista e Ampliada. Bíblia hebraica Torah Peshitta. Bíblia Tradução Ecumênica Teb, também foram consultadas. Com grifos de Anselmo Estevan.

Quando o profeta de Deus, Moisés, começou a escrever a Bíblia há mais de 3.500 anos, apenas uma nação pequena podia lê-la. (Deuteronômio 7:7) Era assim porque as Escrituras estavam disponíveis apenas na língua original, hebraica, daquela nação. No entanto, isso ia mudar com o tempo.

A divulgação da mensagem da Bíblia e sua influência positiva no decorrer dos séculos se devem em grande parte à sua primeira tradução — a Septuaginta. Por que foi ela produzida? E pode-se mesmo dizer que esta é uma Bíblia que mudou o mundo?

Uma tradução inspirada?

Depois do seu exílio em Babilônia, durante o sétimo e o sexto século AEC, muitos judeus continuaram fora da terra dos antigos Israel e Judá. Para os judeus nascidos no exílio, o hebraico tornou-se uma língua secundária. Por volta do terceiro século AEC, havia uma comunidade judaica em Alexandria, no Egito — um grande centro cultural do Império Grego. Esses judeus achavam que era valioso traduzir as Escrituras Sagradas para o grego, que então era a sua língua materna.

Escrito por anselmo.estevan às 18h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

Até aquele tempo, a mensagem inspirada da Bíblia tinha sido registrada em hebraico, com pequenas partes no aramaico, que era bem parecido. Será que expressar a Palavra de Deus numa língua diferente diminuiria o efeito poderoso da inspiração divina, talvez resultando em interpretações erradas? Será que os judeus, a quem se confiou a Palavra inspirada, podiam arriscar-se a deturpar esta mensagem por meio duma tradução? — Salmo 147:19, 20; Romanos 3:1, 2.

Estas questões delicadas causaram apreensões. No entanto, a preocupação de que os judeus não mais entenderiam a Palavra de Deus finalmente sobrepôs-se a todas as outras considerações. Tomou-se a decisão de preparar uma tradução grega da Tora — os primeiros cinco livros da Bíblia, escritos por Moisés. O próprio processo de tradução ficou obscurecido por lendas. Segundo a Carta de Aristeu, o governante egípcio, Ptolomeu II (285-246 AEC), queria uma cópia do Pentateuco (ou: Tora) traduzida para o grego, para a sua biblioteca real. Ele comissionou 72 eruditos judeus, que vieram de Israel para o Egito e terminaram a tradução em 72 dias. Esta tradução foi então lida para a comunidade judaica, que declarou que ela era tanto bela como exata. Posteriores embelezamentos desta história afirmaram que cada tradutor foi colocado numa sala separada, e ainda assim suas traduções eram idênticas, letra por letra. Em vista da tradição a respeito dos 72 tradutores, esta tradução grega da Bíblia passou a ser conhecida como a Septuaginta, baseado numa palavra latina que significa “Setenta”.

A maioria dos atuais eruditos concorda que a Carta de Aristeu é um escrito apócrifo. Eles acreditam também que a iniciativa de se fazer a tradução não partiu de Ptolomeu II, mas dos líderes da comunidade judaica de Alexandria. Mas os escritos do filósofo judeu, alexandrino, Filo, e do historiador judeu Josefo, bem como o Talmude, mostram todos a crença geral entre os judeus do primeiro século, de que a Septuaginta foi inspirada no mesmo grau que as Escrituras originais. Essas tradições, sem dúvida, deviam-se a um esforço para tornar a Septuaginta aceitável para a comunidade judaica em todo o mundo.

Embora a tradução inicial envolvesse apenas os cinco livros de Moisés, o nome Septuaginta passou a ser aplicado às inteiras Escrituras Hebraicas traduzidas para o grego. Os livros restantes foram traduzidos aproximadamente nos cem anos que se seguiram. Em vez de ser um esforço coordenado, a produção da Septuaginta inteira foi uma realização fragmentada. Os tradutores diferiam nas suas habilidades e no seu conhecimento do hebraico. A maioria dos livros foi traduzida literalmente, às vezes de forma extrema, ao passo que outras traduções eram bastante liberais. Uns poucos deles existem tanto em versões longas como curtas. Por volta do fim do segundo século AEC, todos os livros das Escrituras Hebraicas podiam ser lidos em grego. Embora não houvesse uniformidade de resultados, o efeito da tradução das Escrituras Hebraicas para o grego foi muito além daquilo que os tradutores podiam esperar.

Jafé nas tendas de Sem?

Considerando a Septuaginta, o Talmude cita Gênesis 9:27: “Jafé . . . habite nas tendas de Sem.” (Megillah 9b, O Talmude Babilônio) O Talmude dá a entender figurativamente que, pela beleza da língua grega da Septuaginta, Jafé (pai de Javã, de quem descendiam os gregos) morava nas tendas de Sem (o antepassado da nação de Israel). No entanto, também se poderia dizer que, por meio da Septuaginta, Sem habitava nas tendas de Jafé. Como?

Escrito por anselmo.estevan às 18h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

Depois das conquistas de Alexandre, o Grande, na última parte do quarto século AEC, fez-se um esforço intenso para difundir a língua e a cultura gregas em todos os países conquistados. Esta política foi chamada de helenização. Os judeus sofriam um constante ataque cultural. Se a cultura e a filosofia gregas prevalecessem, a própria religião dos judeus ficaria minada.

O que poderia impedir o aumento deste ataque?

Referente a um possível motivo de os judeus fazerem a tradução da Septuaginta, o tradutor bíblico judeu Max Margolis comenta: “Se pudermos mesmo atribuir o projeto à comunidade judaica, terá havido outro motivo para ele, a saber, abrir a Lei judaica para a inspeção pela população gentia e para convencer o mundo de que os judeus tinham uma cultura que rivalizava com a sabedoria da Hélade [Grécia].” Portanto, a colocação das Escrituras Hebraicas à disposição do mundo de língua grega pode ter sido tanto uma forma de autodefesa como de contra-ataque.

A política de helenização, de Alexandre, fez do grego a língua internacional do mundo. Mesmo quando seu domínio foi tomado pelos romanos, o grego comum (ou: coiné) continuou a ser a língua do comércio e da comunicação entre as nações. Quer isso tenha resultado dum esforço deliberado, quer tenha sido um desenvolvimento natural, a versão Septuaginta das Escrituras Hebraicas começou logo a penetrar nas casas e nos corações de muitos não-judeus, que antes desconheciam a Deus e a Lei dos judeus. O resultado foi espantoso.

Prosélitos e tementes a Deus: No primeiro século EC, Filo podia escrever que “a beleza e a dignidade da legislação de Moisés não são honradas apenas pelos judeus, mas também por todas as outras nações”. Referente aos judeus que no primeiro século moravam fora da Palestina, o historiador judeu Joseph Klausner diz: “É difícil de acreditar que todos esses milhões de judeus se tenham ajuntado por emigrarem só da pequena Palestina. É necessário dizer que este grande aumento resultou também da aceitação de grande número de prosélitos do sexo masculino e feminino.”

No entanto, esses pontos impressionantes não contam toda a história. O autor Shaye J. D. Cohen, professor de história judaica, declara: “Muitos gentios, tanto homens como mulheres, converteram-se ao judaísmo nos últimos séculos AEC e nos primeiros dois séculos EC. Ainda mais numerosos, porém, foram os gentios que aceitaram certos aspectos do judaísmo, mas não se converteram a ele.” Tanto Klausner como Cohen chamam esses não-convertidos de tementes a Deus, uma expressão que ocorre frequentemente na literatura grega daquele

Escrito por anselmo.estevan às 18h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

período.

Qual é a diferença entre um prosélito e um temente a Deus? Prosélitos eram os que se converteram plenamente, sendo considerados judeus em todos os sentidos, porque aceitaram o Deus de Israel (rejeitando todos os outros deuses), submeteram-se à circuncisão e juntaram-se à nação de Israel. Em contraste, Cohen diz a respeito dos tementes a Deus: “Embora esses gentios observassem muitas práticas judaicas e venerassem de uma ou de outra forma o Deus dos judeus, eles não se consideravam judeus e não eram encarados pelos outros como judeus.” Klausner descreve-os como “ocupando uma posição intermediária”, pois aceitavam o judaísmo e “observavam parte dos seus costumes, mas . . . não se tornaram judeus completos”.

Alguns talvez se interessassem em Deus por causa de conversas com judeus empenhados em atividades missionárias ou por observarem como eles diferiam em conduta, costumes e comportamento. No entanto, a Septuaginta foi o instrumento principal que ajudou esses tementes a Deus a aprender algo sobre Deus. Embora não haja modo de se saber o número exato dos tementes a Deus do primeiro século, a Septuaginta, sem dúvida, divulgou algum conhecimento sobre Deus por todo o Império Romano. Por meio da Septuaginta lançou-se também uma base importante.

Escrito por anselmo.estevan às 18h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A Septuaginta ajudou a preparar o caminho: A Septuaginta se destacou muito na divulgação da mensagem do cristianismo. Muitos judeus de língua grega estavam entre os presentes na fundação da congregação cristã no Pentecostes de 33 EC. Havia também prosélitos entre os que se tornaram discípulos de Cristo naquela fase inicial. (Atos 2:5-11; 6:1-6; 8:26-38) Visto que os escritos inspirados dos apóstolos e de outros dos primeiros discípulos de Jesus se destinavam à mais ampla assistência possível, eles foram registrados em grego. Por isso, muitas citações das Escrituras Hebraicas (AT) que aparecem nas Escrituras Gregas Cristãs (NT) se baseiam na Septuaginta.

Outros, além dos judeus naturais e dos prosélitos, estavam dispostos a aceitar a mensagem do Reino Messiânico. O gentio Cornélio era “homem devoto e que temia a Deus, junto com toda a sua família, e ele fazia muitas dádivas de misericórdia ao povo e fazia continuamente súplica a Deus”. Em 36 EC, Cornélio, sua família, e outros que se haviam reunido na casa dele, foram os primeiros gentios batizados como seguidores de Cristo. (Atos 10:1, 2, 24, 44-48; note Lucas 7:2-10.) Quando o apóstolo Paulo viajou pela Ásia Menor e pela Grécia, ele pregou a muitos gentios que já temiam a Deus, bem como a “gregos que adoravam a Deus”. (Atos 13:16, 26; 17:4) Por que estavam Cornélio e esses outros gregos dispostos a aceitar as boas novas? A Septuaginta havia ajudado a preparar o caminho para isso. Um erudito presume que a Septuaginta “é um livro de tanta importância, que sem ela tanto a cristandade como a cultura ocidental não seriam concebíveis”.

Escrito por anselmo.estevan às 18h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

A Septuaginta perde a sua suposta inspiração: O uso extenso da Septuaginta, por fim, provocou uma reação entre os judeus. Em conversas com cristãos, por exemplo, os judeus afirmavam que a Septuaginta era uma tradução errada. Por volta do segundo século EC, a comunidade judaica havia virado completamente as costas para a tradução que antes havia louvado como inspirada. Os rabinos rejeitaram a lenda dos 72 tradutores, declarando: “Aconteceu certa vez que cinco anciãos escreveram a Tora em grego para o Rei Ptolomeu, e esse dia foi tão sinistro para Israel como o dia em que se fez o bezerro de ouro, visto que a Tora não podia ser traduzida com exatidão.” Para garantir um acordo mais estrito com os conceitos rabínicos, os rabinos autorizaram uma nova tradução grega. Esta foi feita no segundo século EC por um prosélito judeu de nome Áquila, discípulo do rabino Akiba.

A Septuaginta deixou de ser usada pelos judeus, mas tornou-se o “Antigo Testamento” padrão da emergente Igreja Católica, até ser substituída pela Vulgata latina de Jerônimo. Embora uma tradução nunca possa tomar o lugar do original, a Septuaginta desempenhou um papel importante na divulgação do conhecimento sobre Yehowah e seu Reino por Jesus Cristo. Deveras, a Septuaginta é uma tradução da Bíblia que mudou o mundo.

Escrito por anselmo.estevan às 18h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

 

Vulgata é a forma latina abreviada de vulgata editio ou vulgata versio ou vulgata lectio, respectivamente "edição, tradução ou leitura de divulgação popular" - a versão mais difundida (ou mais aceita como autêntica) de um texto.

No sentido corrente, Vulgata é a tradução para o latim da Bíblia, escrita entre fins do século IV início do século V, por São Jerónimo, a pedido do Papa Dâmaso I, que foi usada pela Igreja Católica e ainda é muito respeitada.

Nos seus primeiros séculos, a Igreja serviu-se sobretudo da língua grega. Foi nesta língua que foi escrito todo o Novo Testamento, incluindo a Carta aos Romanos, de São Paulo, bem como muitos escritos cristãos de séculos seguintes.

No século IV, a situação já havia mudado, e é então que o importante biblista São Jerónimo traduz pelo menos o Antigo Testamento para o latim e revê a Vetus Latina.

A Vulgata foi produzida para ser mais exata e mais fácil de compreender do que suas predecessoras. Foi a primeira, e por séculos a única, versão da Bíblia que verteu o Velho Testamento diretamente do hebraico e não da tradução grega conhecida como Septuaginta. [carece de fontes?] No Novo Testamento, São Jerônimo selecionou e revisou textos. Ele inicialmente não considerou canônicos os sete livros, chamados por católicos e ortodoxos de deuterocanônicos. Porém, seus trabalhos posteriores mostram sua mudança de conceito, pelo menos a respeito dos livros de Judite, Sabedoria de Salomão e o Eclesiástico (ou Sabedoria de Sirac), conforme atestamos em suas últimas cartas a Rufino. Chama-se, pois, Vulgata a esta versão latina da Bíblia que foi usada pela Igreja Católica Romana durante muitos séculos, e ainda hoje é fonte para diversas traduções.

O nome vem da expressão vulgata versio, isto é "versão de divulgação para o povo", e foi escrita em um latim cotidiano, usado na distinção consciente ao latim elegante de Cícero, do qual Jerônimo era um mestre.

A denominação Vulgata consolidou-se na primeira metade do século XVI, sobretudo a partir da edição da Bíblia de 1532, tendo sido definitivamente consagrada pelo Concílio de Trento, em 1546. O Concílio estabeleceu um texto único para a Vulgata a partir de vários manuscritos existentes, o qual foi oficializado como a Bíblia oficial da Igreja e ficou conhecido como Vulgata Clementina.

Após o Concílio Vaticano II, por determinação de Paulo VI, foi realizada uma revisão da Vulgata, sobretudo para uso litúrgico. Esta revisão, terminada em 1975, e promulgada pelo Papa João Paulo II, em 25 de abril de 1979, é denominada Nova Vulgata e ficou estabelecida como a nova Bíblia oficial da Igreja Católica .

[editar] Prólogos da Vulgata

Além do texto bíblico da Vulgata, ela contém prólogos dos quais a maioria foi escrita por Jerônimo. Esses prólogos são escritos críticos e não eram destinados ao público em geral.

O tema recorrente dos prólogos se refere à primazia do texto hebraico sobre os textos da Septuaginta (LXX), em grego koiné.

Escrito por anselmo.estevan às 18h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

 

Entre os mais notáveis prólogos se destaca o Prologus Galeatus, no qual Jerônimo descreve um Cânon bíblico judaico composto de 22 livros. Independentemente disto, Jerônimo traduziu e incluiu no Antigo Testamento da Vulgata os livros Deuterocanônicos.

O prólogo Primum Quaeritur, de autoria desconhecida, defende a autoria paulina para a carta aos Hebreus.

Prólogos

  • Pentateuco
  • Josué
  • Reis - Prologus Galeatus
  • Crônicas
  • Esdras
  • Tobias
  • Judite
  • Ester
  • Salmos (LXX)
  • Livros de Salomão
  • Isaías
  • Jeremias
  • Ezequiel
  • Daniel
  • 12 Profetas (menores)
  • Os evangelhos
  • Epístolas Paulinas - Primum Quaeritur

Notas

  • Salmos (Hebreus)
  • Adições de Ester

BEM, TENHO QUE TERMINAR POR AQUI, POIS O TEXTO FICARIA MUITO EXTENSO.....MAS DESSAS DUAS VERSÕES E CÓPIAS VEIO TODAS AS CÓPIAS QUE TEMOS HOJE EM DIA DA: “BÍBLIA”! MAS, QUE AINDA ASSIM FUNCIONA MUITO BEM (1 CORÍNTIOS 1,28-29: “E ‘ULHÍM ESCOLHEU AS COISAS HUMILDES DO MUNDO, E AS DESPREZADAS, E AQUELAS QUE NÃO SÃO, PARA REDUZIR A NADA AO QUE SÃO! A FIM DE QUE NINGUÉM SE VANGLORIE NA PRESENÇA DE ‘ULHÍM – YAHU!”). POR ISSO MESMO, NINGUÉM PODE DIZER: EU ACHEI A VERDADE NA BÍBLIA........!!!! E SE VANGLORIAR NA SUA FRENTE! POIS A SALVAÇÃO É PELA: “FÉ” QUE VEM DELE, E O BUSCAR A VERDADE EM SEU RÚKHA (ESPÍRITO) E SE LIBERTAR

Escrito por anselmo.estevan às 18h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

DA ESCRAVIDÃO DA MENTIRA....!!!!! 1Co 10,12-13! 1Co 14,20! 1Co 15,26! 2Co 2,14-17! (Gl 1,10-11)! 2Co 4,1-6! 2Co 11,1-6! (Zc 4,6)!

 

MATERIAL TIRADO DA INTERNET COM DIREITOS AUTORAIS: BIBLIOTECA BÍBLICA! E, WIKIPÉDIA! COM GRIFOS DE: ANSELMO ESTEVAN.

A Vulgata de São Jerônimo – A Bíblia Latina da Igreja Católica.

            Devido às dificuldades reinantes no século III d.C., grandes divergências dogmáticas agitaram o mundo cristão e provocaram sanguinolentas perturbações, até que o imperador Teodósio conferiu a supremacia ao papado, impondo a opinião do bispo de Roma à cristandade.

 

            A fim de por termo a essas divergências de opinião, no momento em que vários concílios discutiam acerca da natureza de Jesus, uns admitindo e outros rejeitando sua divindade, o Papa Damásio confia a São Jerônimo, no ano 384, a missão de redigir uma tradução latina do Antigo e do Novo Testamento. Essa tradução passaria a ser a única reputada ortodoxa e aceita pela  Igreja!

 

            Veja um resumo da resposta de São Jerônimo ao Papa Damásio:

            “Da velha obra me obrigais a fazer obra nova?” Quereis que, de alguma sorte, me coloque como árbitro entre os exemplares das Escrituras que estão dispersos por todo o mundo (...). É um perigoso arrojo, da parte de quem deve ser por todos julgado, julgar ele mesmo os outros, querer mudar a língua de um velho e conduzir à infância o mundo já envelhecido.

            “Qual de fato, o sábio e mesmo o ignorante que, desde que tiver nas mãos um exemplar novo, depois de o haver percorrido apenas uma vez, vendo que se acha em desacordo com o que está habituado a ler (...). Não se ponha imediatamente a clamar que eu sou um sacrilégio, um falsário, porque terei tido a audácia de acrescentar, substituir, corrigir alguma coisa nos antigos livros?”.

 

 

Bem, vamos ver de onde o termo: “ADONAY” – surgiu...!!! Qual seu significado? Etc. Veja vc. Mesmo e tire suas conclusões......segue a parte um estudo do termo ‘El! Que leva a senhor, Senhor e SENHOR – que como nome nada mais é do que BAAL! Veja os estudos do termo hebraico:

 

 

            ADAN: Forma intensiva, da mesma origem que (113); firme; Ada, um israelita – adã.

Escrito por anselmo.estevan às 18h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            113: (‘ADHÔN) ou (ABREVIADO) – (‘ADHON). De uma raiz desusada (SIGNIFICANDO GOVERNADOR); soberano, i. e., controlador (HUMANO OU DIVINO): - Senhor, mestre, amo, dono. Comparar também com os nomes que começam com “ADONI-“.

            Substantivo masculino que significa Senhor, mestre ou amo. Seu uso mais frequente é para um senhor humano, mas a palavra também é usada para se referir a Deus. Em geral, traz as nuanças de autoridade em vez de propriedade. Quando usada a respeito de humanos, refere-se à autoridade sobre escravos (Gn 24,9; Jz 19,11); pessoas (1Rs 22,17); uma esposa (Gn 18,12; Am 4,1); ou uma casa (Gn 45,8; Sl 105,21). Quando usada para Deus, frequentemente aparece como YEHOWAH (3068), indicando sua soberania (Êx 34,23; Js 3,13; Is 1,24.) Veja substantivo hebraico ‘Adonay.

 

            136: (‘ADONAY) forma enfática de 113; O SENHOR (usada como um nome próprio apenas para Deus): - (meu) SENHOR. [Bem, não tenho como concordar com isso pois Baal leva exatamente esse nome e sendo um nome próprio leva letra maiúscula – Senhor! E, nada difere de SENHOR maiúsculo! Pois esse nome que é substantivo foi acréscimo de homens e não a pedido do ETERNO...!!! Os 2,16; Rm 11,1-4; 1Rs 18; 19,18; At 4,12; Fp 2,9-11; Êx 20,7; Ef 4,5; etc. e, veja que esse termo só leva à termos humanos e a divindades pagãs como ídolos............!!!]. Grifo meu.(Pois, como pode se comparar um DEUS ETERNO COM SUA CRIAÇÃO??? ELE É O CRIADOR! POIS SENÃO ENTRAMOS NESSE ERRO: “ROMANOS 1,18-27!”).

         Substantivo masculino usado exclusivamente para Deus. Uma forma enfática da palavra ‘Adhôn (113), esta palavra significa literalmente “meu Senhor” (Gn 18,3). Ela é usada frequentemente em lugar do Nome divino YHVH (3068), que a crença judaica posterior considerou santo demais para ser proferido. Esta designação indica a suprema autoridade ou o poder de Deus [mas, exatamente aí é que está o problema! Não foi o “Deus” que pediu para esconder seu Nome...! Mas a comunidade judaica que por medo preferiu acrescentar um apelido ao nome verdadeiro...vindo a blasfemar seu nome...!!! Ou não???? (Rm 2,24; Os 2,16; Zc 14,9; Ml 1,6; 2,1-3; Ez 16,27; 36,20-23; Is 2,10-18; 3,7.17; 7,18.20-21.23;Lv 24,10-16; Dt 28,15-43; 58-59; Ap 13,1.5-7; 16,19. Pois pela operação do erro – 2Ts 2,9-12 – 1Co 8,4-6 – 2Co 4,1-6! Porque: “as coisas espirituais só o espírito entende: 1Co 2,9-16! Pois, seu Nome não foi dado por vontade humana e é acima de todo nome: At 4,12; Fp 2,9-11; Jo 1,1-14; Êx 3,15,6,3; Ap 19,13!”.)] Grifo meu. Voltando ao texto: (Sl 2,4; Is 6,1). A palavra foi de modo frequente combinada com o Nome de Deus, para reforçar a noção da incomparabilidade de Deus (por exemplo Ez 20,3; Am 7,6). AÍ QUE HOUVE ENGANO SOMENTE DE HOMENS PORQUE O DEUS COM NOME NÃO FALOU QUE ISSO ERA PRECISO...!!!!! OU FALOU???? GRIFO MEU.

Escrito por anselmo.estevan às 18h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            3068: (YEHOWAH) de 1961; (o) auto – existente ou eterno; Jehovah, nome nacional judaico de Deus – Jeová, o Senhor, compare com 3050, 3069.

            Substantivo que significa Deus. A palavra se refere ao nome próprio do Deus de Israel, particularmente o nome pelo qual Ele se revelou a Moisés (Êx 6,2.3). Tradicionalmente, o nome divino NÃO ERA PRONUNCIADO PRINCIPALMENTE EM RESPEITO POR SUA SANTIDADE (cf. Êx 20,7; Dt 25,58). Até à Renascença, ele era escrito sem as vogais no texto hebraico do Antigo Testamento, sendo traduzido como YHVH. Contudo, desde aquela época, as vogais de OUTRA PALAVRA, “ADONAY” (136), FORAM SUPRIDAS NA EXPECTATIVA DE SE “RECONSTRUIR” A PRONÚNCIA. [Essa é a história de que seu povo quer que acreditem! Pois um Nome temível e terrível e que foi proibido de ser falado ou dito e que foi acrescido de “vogais de outra pronuncia..., nunca poderia ser seu Nome Próprio...!? Mas ficou como sendo seu Nome e a bíblia fala de blasfêmia... Veja: Rm 2,24; Lv 24,10-16; Dt 28,15-43.58-59; At 4,12; Fp 2,9-11; Ap 19,13; Jo 1,1-14; Ez 36,20-23; Ef 4,5; etc. Então não sou eu ou o “homem”que fala...!!! Mas a própria Bíblia. Pois, o grifo é meu! Mas a Contradição do que está sendo dito neste texto é da própria Bíblia!!! Ou ninguém consegue ver???? Grifo meu. Anselmo Estevan] Embora a derivação EXATA DO NOME SEJA INCERTA, MUITOS ESTUDIOSOS CONCORDAM QUE O SEU SIGNIFICADO BÁSICO DEVERIA SER COMPREENDIDO NO CONTEXTO DA EXISTÊNCIA DE DEUS, i. e., de que Ele é o “Eu Sou o Que Sou” (Êx 3,14), aquele que era, que é, e que sempre será (cf. Ap 11,17). Traduções mais antigas da Bíblia, e muitas outras mais recentes, usam a prática de representar o nome divino com letras maiúsculas, para distingui-lo de outras palavras hebraicas. [Ok. Mas isso tudo veio a blasfemar seu Nome... Não sou eu quem fala mas a própria Bíblia que seu nome foi blasfemado o comparando com Baal que é Senhor no hebraico e é transliterado exatamente como Senhor!!!! Ou sou eu mudando o texto???? Veja: “Rm 11,1-4; 1Rs 18; 19,18; Os 2,16; Mq 4,5; Zc 14,9; Ml 1,6; 2,1-3; etc. Pois a vontade de “Satanás” é: Dn 8,12; 2Co 4,1-6; 1Co 8,4-6! Ou será que estou inventando ou acrescentando algo no texto e mudando seu conteúdo que contém direitos autorais....!!!”. Mas a Bíblia fala ao contrário!!!! Ou é eu que estou entendendo assim???? Tire suas próprias conclusões!!!] Grifo meu.

            Ele é mais frequentemente traduzido por Senhor. (Gn 4,1; Dt 6,18; Sl 18,31[32]; Jr 33,2; Jn 1,9), [Ok. Mas isso foi com a “Bíblia impressa”! Infelizmente, os originai,s não temos mais; mas, o que temos nas Sagradas Escrituras é: “YHVH” que não é de forma nenhuma – “Senhorsó o é quando é pontuado com o texto masorético para lhe dar esse nome especifico....!!! Daí, a blasfemar seu nome pois essa não foi a sua vontade...!!!!] Grifo meu, mas também por Deus (Gn 6,5; 2Sm 12,22) ou Jeová (Sl 83,18[19]); Is 26,4. A frequente aparição deste nome em relação à obra redentora de Deus enfatiza a sua tremenda importância (Lv 26,45; Sl 19,14[15]). Além disto, ele aparece, às vezes composto com outra palavra, para descrever o caráter do Senhor com maior detalhe (veja: Gn 22,14; Êx 17,15; Jz 6,24).

         3069 (Yehowh) uma variação de 3068 [usada após 136, e pronunciada pelos judeus como 430, para evitar a repetição do mesmo som, uma vez que em outros lugares eles pronunciam 3068 com 136]: - Deus. {Onde, está escrito na Bíblia que isso foi pedido de Deus com Nome que é adulterado! Onde precisaria toda essa prática para falar só Deus – um título!!! Reflita!} Grifo meu Anselmo Estevan.

Escrito por anselmo.estevan às 18h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            3050: (Yah) contração para 3068, como o mesmo significado de; “Jah”, o nome sagrado: Jah, o Senhor, bem veemente. [Não pra mim! Pois no hebraico não temos a letra “j” e isso leva a Senhor! E esse não é seu nome...!!!] Grifo meu. Confira nomes terminados em “-ías”, “jah”.

            Pronome neutro de Deus, uma forma abreviada de Yahweh, frequentemente traduzido por “Senhor”. Esse nome abreviado para Yahweh é usado na poesia, especialmente nos salmos. A palavra é encontrada pela primeira vez em Êx 15,2 e 17,16; nos dois casos, o Senhor é exaltado depois de ter livrado o seu povo de possível aniquilação, primeiramente pelo Egito e em seguida pelos amalequitas. Estas duas passagens poéticas são, então, citadas mais adiante (Sl 118,14; Is 12,2). Numa oração poética. Ezequias usou também o termo afetuoso (Is  38,11). Todos os outros usos do Nome abreviado são encontrados nos Salmos (Sl 68,18[19]; 77,1[12]; 130,3). Muitas vezes, ele é encontrado na expressão “ALELUJAH, louvai a Jah (SENHOR)”. (Sl 104,35; 105,45; 106,1.48). [Nessa passagem a adulteração foi no “aleluia” – tudo para vir a blasfemar seu nome e não descobrirem seu verdadeiro nome então seria assim: “HALLELU-YAH” – ESSE É O TERMO CORRETO POIS LEVA O VERBO COMPOSTO DE SEU NOME EM “LOUVOR A ELE”!] Grifo meu. Anselmo Estevan.

            1961: (Hayah) raiz primitiva [compare com 1933]; existir, i.e., ser ou vir a ser, acontecer (sempre enfático, e não um mero verbo de ligação ou auxiliar): - vir a ser, ser fazer-se, alcançar, cumprir, andar fazendo, haver (semelhante), passar, dar ocasião, será que, fazer, enfraquecer, vir seguir, suceder, ter, durar pertencer, portai-(vos), era (apressado), ser/servir (para).

            Verbo que significa existir, ser, vir a ser, acontecer, suceder, ser feito. É usado mais de 3.500 vezes no Antigo Testamento. Na raiz simples, o verbo frequentemente significa vir a ser, ocorrer, acontecer. Indica que alguma coisa ocorreu ou sucedeu, tal como eventos que acabaram terminando de determinada maneira (1Sm 4,16); alguma coisa que aconteceu a alguém, como com Moisés (Êx 32,1.23; 2Rs 7,20); ou algum acontecimento ocorrido da maneira como Deus predisse (Gn 1,7.9). Muitas vezes, uma construção hebraica especial usando a forma imperfeita do verbo declara que alguma coisa sucedeu (cf. Gn 1,7.9). Menos frequentemente, a construção é usada com a forma perfeita do verbo para se referir a algo que ocorrerá no futuro (Is 7,18.21; Os 2,16).

         O verbo é usado para descrever alguma coisa que passa a existir ou ocorrer. Por exemplo, um grande clamor surgiu no Egito quando os primogênitos foram mortos na

Escrito por anselmo.estevan às 18h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

décima praga (Êx 12,30; cf. Gn 9,16; Mq 7,4); e quando Deus ordenou que a luz aparecesse, e ela apareceu (Gn 1,3). É usada para ligar o sujeito ao verbo como em Gênesis 1,2 onde a terra estava desolada e vazia, ou para dizer que Adão e Eva estavam nus (Gn 2,25). Com certas preposições, ele pode significar seguir ou estar a favor de alguém (Sl 124,1.2). O verbo é usado com uma variedade de outras palavras, normalmente preposições, para expressar diferenças sutis no significado, tais como estar localizado em algum lugar (Êx 1,5) servir ou atuar como alguma coisa (por exemplo, deuses [Êx 20,3]); tornar-se alguma coisa ou como alguma coisa, como quando uma pessoa se torna um ser vivente (Gn 2,7); estar com ou junto a alguém (Dt 22,2); estar ou vir sobre alguém ou algo (por exemplo, o medo dos homens sobre os animais [Gn 9,2]), para expressar a ideia de ser melhor ou uma comparação (Ez 15,2), como na ideia de muito pequeno (Êx 12,4). [Bem, qualquer um pode ver a diferença entre o “verbo” que representa seu nome – todo o seu significado...!!!! E, como podem comparar ou substituir por um simples e comum: “SUBSTANTIVO!”. POIS, SUBSTANTIVO NÃO É NOME!! OU É? E QUANDO FOR USADO PARA NOME DESTRÓI TODOS OS TERMOS ACIMA E NOS LEVA EXATAMENTE A “ÊXODO 20,3 – O COMPARANDO COM DEUSES COMUNS PAGÃOS QUE SÃO FEITOS POR MÃOS HUMANAS.....!!! AÍ ESTÁ A “BLASFÊMIA DO SEU NOME!!!!”. E VC. FALA QUE ESTÁ SALVO? QUE ELE NÃO DÁ IMPORTÂNCIA PARA SEU NOME E ACEITA QUE O CHAMEM DE QUALQUER NOME...???????!!!! HÁ SE EU FOSSE VC. PENSARIA MELHOR NESSE JEITO DE VER SEU NOME!]Grifo meu Anselmo Estevan.

            183: (‘Awah) raiz primitiva; desejar, almejar: - cobiçar, desejar (muito), estar desejoso, ambicionar, desejar ardentemente.

            Verbo que significa, estar disposto a. Esta palavra é usada para indicar cobiça, como no décimo mandamento (Dt 5,21[18]; mas Hamadh [2530] é usada em Êx 20,17). A palavra também pode denotar desejos aceitáveis por coisas, como comida ou beleza (Sl 45,11 [12]; Mq 7,1); bem como anelo por justiça e por Deus (Is 26,9; Mq 7,1). Tanto Deus quanto seres humanos podem ser o sujeito dessa palavra (Sl 132,13.14). [No meu ver isso denota que ao adotarem o substituto: “Senhor” para o nome exclusivo de Deus – estão exatamente comparando-o com a criação invertendo os valores...!!! Ou não? Rm 1,18-27. Pois chamar alguém de Senhor é respeito! Mas em lhe dar esse nome comparamos Deus com Baal que leva esse nome e a deuses ou homens comuns....ou não? Veja 1Co 8!]Grifo meu.

            2530: (Hamadth) raiz primitiva; deleitar-se em: - beleza, (tão) precioso, (mui, muito) amado, mui desejado, cobiçar, desejar muito, (tão) desejável, desejado, desejar, coisa (mais desejável, preferida, agradável, preciosa). Verbo que significa sentir prazer em, desejar, cobiçar, ser desejável, desejar apaixonadamente. O verbo pode significar desejar intensamente mesmo em sua raiz simples: o décimo mandamento proíbe desejar, ao ponto de cobiçar, entes como a casa, a esposa ou outros bens do próximo (Êx 20,17; cf. Êx 34,24). Israel não devia cobiçar prata ou ouro (Dt 7,25; Js 7,21) nem campos ou terras dos outros (Mq 2,2). A palavra também pode expressar ligeiras variações em seu sentido básico as montanhas de Basã, incluindo o monte Hermom, olhavam com inveja os montes escolhidos de Sião (Sl 68,16[17]); o ignorante néscio se deleita em seu modo de vida ingênuo e insensato (Pv 1,22); e um homem não deveria cobiçar a formosura de uma mulher adúltera (Pv 6,25).

            A palavra expressa a ideia de encontrar prazer em alguma coisa, como quando Israel se agradou em cometer a prostituição espiritual em meio aos seus carvalhos sagrados (Is 1,29). O particípio passivo da raiz simples indica alguém amado ou amável (Is 53,2), mas tem um significado negativo em Jó 20,20, indicando desejo ou anseio excessivo (cf. Sl 39,11[12]).

            A raiz passiva indica alguma coisa que é digna de ser desejada, algo desejável; o fruto da árvore da ciência do Bem e do Mal parecia convidativo para tornar sábia uma pessoa (Gn 2,9; 3,6; Pv 21,20) mas provou ser destrutivo. O plural desta forma verbal expressa satisfação ou recompensa por se guardar a Lei de Deus (Sl 19,10[11]).

 

            * De tudo isso – se deriva o nome que deram ao acrescentarem ao TETRAGRAMA (o “a” de Adan – se tornando ADONAY – um deus grego.), onde como: Yehowah – aqui que (por não compreenderem o “acréscimo do Adonay e, a colocação do “e” de elohim – “deuses” houve a corrupção”: Usando letras que nada tem a ver com o TETRAGRAMA: YHVH – tiraram a letra “Y” e acrescentaram – “J”. E, o “E” – derivou de [Elohim – deuses] e o restante de Adonay – tudo sendo para o nome : Senhor – Iavé – Javé – Jeová – tudo sendo referência para “SENHOR” – BAAL – vindo a “adulterar um Nome Santíssimo!” Por vontade humana: 1Co 8,5-7!

            Concupiscência da carne somente: Dn 8,12; Zc 7,10-12; Jr 23,26-27; 1Rs 18; 19,18; 8,43; Os 2,16; Rm 2,24; etc.

            Pois, devemos santificar, seu Nome – não esconde-lo, mas, santificar seu Nome – não um impostor! (Mt 6,9).Grifo meu.

         Vamos ao termo: Elohim:

Escrito por anselmo.estevan às 18h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

            (‘ELOHIM) plural de 433; deuses no sentido costumeiro; mas usada especialmente (assim no plural, especialmente com o artigo) para o Deus supremo; ocasionalmente aplicada, com referência, a magistrados; e, por vezes, como superlativo: - Anjos, excelente, Deus, deuses, deusas, divino (muito) excelente, juízes, poderoso.

            Substantivo masculino plural que significa Deus, deuses, juizes, anjos. Ocorre mais de 2.600 vezes no Antigo Testamento. Esta palavra normalmente designa o único Deus verdadeiro (Gn 1,1) e frequentemente vem junto como o Nome exclusivo de Deus [Yehowah]. {É mas é comumente acrescido a deuses e a concupiscência da carne descrito logo acima como desejos de cobiça, avareza, desejo incessante, coisas naturais a um povo caído que querem que o ETERNO tenha essas características....!!!! Como pode ser???} Grifo meu.

            3068: (Gn 2,4; Sl 100,3). Quando a palavra é usada com a designação genérica de Deus, transmite, nas Escrituras, a noção de que Deus é o Criador (Gn 5,1); o rei (Sl 47,7[8]); o juiz (Sl 50,6); o (YHVH) (Sl 86,12); e o Salvador (Os 13,4). O seu caráter é misericordioso (Dt 4,31); piedoso (Sl 116,5); e fiel ao seu pacto (Dt 7,9). Em um número menor de ocorrências, esta palavra se refere a deuses estrangeiros, como DAGOM (1Sm 5,7) ou BAAL (1Rs 18,24). Ela também pode se referir a juízes (Êx 22,8[7].9[8]) ou anjos como deuses (Sl 97,7). Embora a forma desta palavra seja plural, ela é frequentemente usada como se fosse singular – i.e., como um verbo no singular (Gn 1,1-3; Êx 2,24). A forma plural desta palavra pode ser considerada (1) como intensiva, para indicar a plenitude do poder de Deus (2) como majestoso, para indicar o governo real de Deus; ou (3) como uma alusão à trindade (Gn 1,26). A forma singular desta palavra, ‘Elôah (433) aparece somente na poesia (Sl 50,22; Is 44,8). A forma abreviada da palavra de ‘El (410). [Como pode ser “Trindade” se só há um único Deus – Ef 4,5! E não três deuses...!!! ok]. Grifo meu. Anselmo Estevan.

            433: (‘ELÔAH) raramente (forma curta) (‘ELOAH) provavelmente prolongada (enfática) de 410; DIVINDADE OU DIVINDADES: DEUS, deus, veja 430.

            Substantivo masculino que significa deus ou Deus. Alguns entendem ser a forma singular do substantivo ‘Elohim (430). Esta palavra é usada para se referir a Yehowah (3068) (Sl 18,31[32]) e, com uma negativa, para descrever aquilo que não é Deus (Dt 32,17). A maioria das ocorrências desta palavra encontra-se no livro de Jó, onde os que a usam podem não ser israelitas, e por isso usam outros nomes genéricos para Deus (Jó 3,4), dentre os quais este é um. A palavra é usada uma vez no nome, “Deus de Jacó” (Sl 114,7) e uma vez na expressão, “Deus perdoador” (Ne 9,17). [Será que entenderam....?????? Não? Só fala em “Deus” que pode ser também uma divindade pagã comum pelo uso de deus minúsculo...!!!!! E qual Deus pagão com os mais de 30 mil deuses pagãos? Anjos? Demônios? Homens comuns?? Imagens de pedra, madeira, etc.ou o que?? Mas dão um nome! Senhor que é Yehowah e senhor é Baal!!!! Por isso sou contra títulos mesmo sendo Deus que vem de Zeus que deriva há Theos deuses pagãos que todos levam o nome de um outro deus pagão – Baal que é Senhor!!! Ok. Por isso discuto e procuro seu nome pois não quero fazer essa confusão e  confundi-lo com outros deuses ou anjos ou outra coisa qualquer e a Bíblia não se contradiz: Ef 4,5; At 4,12; Êx 20,7 (ou êx 20,1-17); Fp 2,9-11! Ou estou errado e tenho que ficar com Senhor e fazer parte dessa confusão toda descrita acima???? Eu não! Mas, não mesmo!!!!! Grifo meu].

            Bem, como é bem extenso, o termo “’El” e representa: “deuses” e “divindades” com somente títulos de que levam somente a “SENHOR” – títulos do mais puro paganismo, vou tratar deste termo em separado. Aguardem estudo sobre: “El” para breve. Pois o termo correto é “ULHIM (Ul-Him)” Supremo!

 

            Material tirado da Bíblia de estudo: PALAVRAS CHAVE. COM DICIONÁRIO – HEBRAICO-GREGO. CPAD - ALMEIDA REVISTA E CORRIGIDA.

            ESTUDO FEITO POR MIM: ANSELMO ESTEVAN. COM DIPLOMA DE BACHAREL EM TEOLOGIA PELA FACULDADE IBETEL. REGISTRADO NA FACULDADE EM SUSANO!

            SENDO QUE O MEU INTUITO NÃO É DESMENTIR A BÍBLIA (PALAVRA CHAVE) NEM BOTAR EM DÚVIDA OS ESTUDOS ABORDADOS NESTE DICIONÁRIO COM SEUS DIREITOS AUTORAIS A EDITORA E SEUS AUTORES – RONALDO RODRIGUES DE SOUZA; SPIROS ZODHIATES...(MAS, SIM EM MOSTRAR A MINHA TESE DE QUE DEUS É UM TÍTULO E O É CONSIDERADO TAMBÉM PARA DIVINDADES PAGÃS E O NOME DE DEUS NÃO É FALADO MAS SIM POR ACRESCENTAÇÃO SOMENTE HUMANA COMO PODE UM NOME QUE NÃO PODE SER FALADO E É SANTÍSSIMO, TEMEROSO TEMÍVEL E TERRÍVEL – SER UM TERMO COMUM DE UM VERBO PARA UM SUBSTANTIVO COMUM A TODO SER HUMANO COMO NOME? SÓ PARA ISSO, SEMPRE COLOCO MEU GRIFO PARA SEPARAR DO TEXTO DA BÍBLIA CITADA..............!!!!). ANSELMO ESTEVAN.

            P.S.

Escrito por anselmo.estevan às 18h04
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

 

         O seu POVO (Judeu) escondeu seu NOME! Vindo a “Adulterá-lo!”. O Povo Gentil, O Retirou de vez das ‘Bíblias’ – Vindo a “corrompe-lo”. (Seu NOME) Veja:

B'reshit (GÊNESIS) 11,1; 11,7; 12,8; 19,8; 21,33; 26,5: E era a terra de um só lábio e de um só vocabulário.. (...).
Eia, desçamos e confundamos alí a sua língua, para que não entenda um a língua do outro:
E moveu-se dali para a montanha do lado oriental de Betel, e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente, Ai ao oriente; e edificou alí um altar ao YHVH, e invocou o Nome de (Yahu)!
E Ló disse-lhe: Ora, não, meu YHVH!
E plantou um bosque em Berseba, e invocou o Nome de YHVH (Yahu), 'Elohím ETERNO.
E chamou Abraão o Nome daquele lugar, O YHVH Proverá. No monte de (Yahu) SE PROVERÁ [BEHÁR - YAHU YERA'ÉR].
Então edificou alí um altar, e invocou o Nome do YHVH - Yahu!

Sh'mot (Êxodo) 9,15-16; 20,23-24: Porque agora tenho estendido minha mão, para te ferir ati e ao teu povo com pestilência, e para que sejas destruído da terra; mas, deveras, para isto te mantive, para mostrar meu Poder em ti, e para que o MEU NOME seja ANUNCIADO EM TODA A TERRA!
Não fareis outros elohais (deuses) comigo; elohais de prata ou elohais de ouro não fareis para vós!
Um altar de pedras me farás, e sobre ele sacrificarás os teus holocaustos, e as tuas ofertas pacíficas, as tuas ovelhas, e as tuas vacas; em todo o lugar, onde eu fizer celebrar a memória do meu NOME, virei a ti e te abençoarei!

B'midbar (Números) 6,26-27: O YHVH sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.
ASSIM PORÃO O MEU NOME SOBRE OS FILHOS DE YISRAEL, E EU OS ABENÇOAREI!

D'varim (Deuteronômio) 28,10: E todos os povos da terra verão que É INVOCADO SOBRE TI O NOME DO Y'H'V'H - YAHU, e terão temor de ti.

Y'hoshua (Josué) 1,1: E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do YHVH falou a Y'hoshua (Josué), Filho de NUM, servo de Moisés, dizendo: (...).

Sh'mu'el Bet (2 Samuel) 7,23: E quem Há como o teu Povo, como Yisrael, gente única na terra, a quem 'Elohím foi resgatar para SEU POVO, para fazer-te Nome, e para fazer-vos estas grandes e terríveis coisas à tua terra, diante do teu povo, que tu resgataste do Egito, desterrando as nações e a seus elohais? (deuses).

M'lakhim Alef (1 Reis) 8,43: OUVE TU NOS CÉUS, ASSENTO DA TUA HABITAÇÃO, E FAZE CONFORME A TUDO O QUE O ESTRANGEIRO A TI CLAMAR, A FIM DE QUE TODOS OS POVOS DA TERRA CONHEÇAM O TEU NOME, PARA TE TEMEREM COMO O TEU POVO DE YISRAEL, E PARA SABEREM QUE O TEU NOME É INVOCADO SOBRE ESTA CASA QUE TENHO EDIFICADO!

Divrei-HaYamim Bet (2 Crônicas) 7,14: E se o seu povo, que SE CHAMA PELO MEU NOME, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra!

Yesha'yahu (Isaías) 43,7: A todos que são CHAMADOS PELO MEU NOME E OS QUE CRIEI PARA A MINHA KEVOD (GLÓRIA), OS FORMEI, E TAMBÉM OS FIZ!

Dani'el (Daniel) 9,18-19: Inclina, ó 'Elohím meu, os teus ouvidos, e ouve; abre os teus olhos e olha para a nossa desolação, e para a cidade que é CHAMADA PELO TEU NOME, porque não lançamos as nossas súplicas perante a tua face fiados em nossas justiças, mas em tuas muitas misericórdias.

Escrito por anselmo.estevan às 18h04
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

Ó YHVH (Yahu), ouve; ó YHVH, Perdoa; ó YHVH atende-nos e age; ó YHVH, perdoa; ó YHVH atende-nos e age sem tardar; por amor de ti mesmo, ó 'Elohím meu, porque a tua cidade e O TEU POVO SÃO CHAMADOS PELO TEU NOME!

Mattityahu (Mateus) 1,1; 6,9: A linhagem de Yeschua [(YahuShúa) Há'Maschiyah, filho de David, filho de Avraham (Abraão) [Yeschua] {YahuShúa} (Há'Shem - "Há'Maschiyah") Bem Davidi Bem Avraham].
Vocês, portanto, orem assim:
Pai nosso no céu!
Teu NOME seja mantido santo.

Yochanan (João) 17,11.12.26: E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para tí Pai Santo, guarda em TEU NOME aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós!
Estando eu com eles no mundo, guardava-os em TEU NOME! Tenho guardado aqueles que tu me deste, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que a Escritura se cumprisse.
E Eu lhes fiz CONHECER O TEU NOME, E LHO FAREI CONHECER MAIS, PARA QUE O A(RR)HAVAH (AMOR) COM QUE ME TENS AMADO ESTEJA NELES, E EU NELES ESTEJA!

Romanos 9,17: PORQUE DIZ A ESCRITURA DE FARAÓ:
PARA ISTO MESMO ME LEVANTEI; PARA TI MOSTRAR O MEU PODER, E PARA QUE O MEU NOME SEJA ANUNCIADO EM TODA A TERRA!


E, ONDE, QUE "SEU NOME É ESCONDIDO OU BLASFEMADO???". VEJA E REFLITA NESSAS PASSAGENS:



Rm 2,24; Is 2,10-18; 3,7.17; 7,18.20-21.23; 11,10-11; 24,21; 26,8; 27,1; 42,8; 52,5-6; Ez 16,27; 36,20-23; Os 2,16; Mq 4,5; Zc 14,9; Ml 1,6; 2,1-3; 2Co 4,1-6; Dn 8,12; Jo 8,44-59; Rm 1,18-27; 16,17; 1Co 5,7-11; Êx 20,1-17; Rm 10,13; Mt 22,36-38; Zc 7,12-14; Os 4,6; Jd 12; Mt 7,16-23; 1Co 11,20-34; 2Pe 2,13; Rm 11,1-4; 1Rs 18; 19,18; Rm 11,9-36; 1Co 8,4-7; Lv 24,10-16; Dt 28,15-43.58-59; Ef 4,5; At 4,12; 17,23; Fp 2,9-11; Êx 3,15; 6,1-3; Rm 2,4; Jo 1,1-14; Ap 2,9; 13,1.5-7; 16,17; 17,13; 19,13; 2Ts 2,11-12.

Êx 20,1-17; Dt 6,4-5; 1Rs 18; 19,18; Is 26,8; 42,8; Os 4,6; 2,16; Zc 7,12-14; Mt 22,36-38; Mc 12,29-30; 12,33; At 4,12; 17,23; Rm 2,24; 10,2-3; 11,1-4; 15,4; Ef 4,5; Fp 2,9-11; 2 Tm 3,16-17; Tg 1,22-25; Ap 17,13; Jr 2,1-37!



BÍBLIA PESQUISADA: PESHITTA. COM GRIFOS DE: ANSELMO ESTEVAN. COM FORMAÇÃO DE PASTOR E BACHAREL PELA FACULDADE IBETEL DE SUZANO - S.P.

 

“PALAVRA” – OS CUIDADOS QUE DEVEMOS TER COM:

 

           1 Coríntios 1,10-31:

 

           A Dissensões na Igreja de Corinto:

 

           10 Rogo-vos, porém, irmãos, pelo Nome de nosso Senhor Ya’SHUA (YahuShúa) Há ‘Maschiyah (O Messias), que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.

            11 Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.

           12 Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Sha’ul, e eu de Apolo e eu de Kefa, ou do Maschiyah.

           13 Está o Maschiyah dividido? Foi Sha’ul executado por vós? Ou fostes vós imergidos em nome de Sha’ul?

           14 Dou hesseds (graças) ao ‘Ulhím (ao ETERNO), porque a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Caio.

           15 Para que ninguém diga que fostes imergidos em meu nome.

           16 E batizei também a família de Estéfanas, além destes, não sei se batizei algum outro.

           17 Porque o Maschiyah enviou-me não para batizar, mas para ensinar as Boas Novas; não em sabedoria de palavras, para que o madeiro do Maschiyah se não faça vã.

            18 Porque a palavra do madeiro é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder do ‘Ulhím.

            19 Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a inteligência

Escrito por anselmo.estevan às 18h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

YHVH

dos inteligentes.

           20 Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou ‘Ulhím louca a sabedoria deste Mundo?

           21 Visto como sabedoria do ‘Ulhím o mundo não conheceu ao ‘Ulhím pela sua sabedoria, aprouve a ‘Ulhím salvar os crentes pela loucura da pregação.

           22 Porque os Yahudim (Judeus) pedem sinal, e os Arameus (Gregos) buscam sabedoria.

           23 Mas nós pregamos o Maschiyah, que é escândalo para os Yahudim, e loucura para os Arameus.

           24 Mas para os que são chamados, tanto Yahudim com Arameus, lhes pregamos o Maschiyah, poder do ‘Ulhím, e sabedoria do ‘Ulhím

           25 Porque a loucura do ‘Ulhím é mais sábia do que os homens, e a fraqueza do ‘Ulhím é mais forte do que os homens.

           26 Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos poderosos, nem muitos os nobres que são chamados.

           27 Mas o ‘Ulhím escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir os sábios; e o ‘Ulhím escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir os fortes.

            28 E o ‘Ulhím escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são.

           29 Para que nenhuma carne se glorie perante Ele.

           30 Mas vós sois dele, em Ya’SHUA Há ‘Maschiyah (YahuShúa – O Messias), o qual para nós foi feito por ‘Ulhím sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção.

           31 Para que, como está escrito: Aquele que se gloria gloria-se no Há ‘Shem YHVH no (O NOME).

 

           Romanos 10,10-13: “Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido!”.

           Porquanto não há diferença entre Yahudi (Judeu) e Arameu (Grego), porque um mesmo é o Há ‘Shem (O NOME) YHVH – YAHU de todos, rico para com todos os que o invocam.

           Porque todo aquele que invocar O NOME do [Há ‘Shem] – (O NOME) – YHVH – YAHU será salvo!

 

 

           E é exatamente isso que procuro sempre por em prática nos estudos bíblicos! Procurar pelo seu NOME pois todo ‘Elohím – DEUS/ Deuses têm seu nome próprio e o ETERNO? Não têm NOME? Só Títulos...????

           Mas o que diz mesmo a Palavra? Quem invocar seu Nome não será confundido! A casa que Salomão edificou, tem o seu Nome! O seu povo leva o seu Nome! A sua cidade têm o seu Nome! Só há um Nome que salva! Ele vai reivindicar a santidade de seu Nome! Seu Nome foi blasfemado! O Filho fez conhecer o seu Nome! Os profetas são chamados pelo seu Nome! Mas qual Nome se a Bíblia não colocou o mesmo no papel! Mas um título somente! E, eu sou errado se procuro seu Nome pelos meus esforços pessoais? Acho que não!!!

           Reflitam nessas passagens: 1Rs 8,43; Js 15,63 (Judá) Yahudah; (Yarushalayim) Jerusalém. (At 4,12; 2,21; Jl 2,32; Rm 10,13); Fp 2,9-11; Rm 2,24; ; Dt 28,15-43; Lv 24,10-16; Ez 16,27; 36,20-23; Êx 9,15-16; 20,23-24; Nm 6,26-27; Dt 28,10; 2Sm 7,23; 2Cr 7,14; Is 43,7; Dn 9,18-19; Mt 1,1; 6,9; Jo 17,11.12.26; Rm 9,17! Bíblia Peshitta torah – hebraica! Com grifos meus! Mas, como podem querer me contradizer com as próprias passagens da própria Bíblia na língua portuguesa mas se a mesma esta adulterada!!!! Nunca jamais vai haver concordância! Porque a mesma oculta os Nomes originais do Eterno Criador e a Palavra não é nossa mais Dele!!!!

         Anselmo.

Escrito por anselmo.estevan às 18h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

TEHILLIM:

SALMOS 136

 

1 Dai graças ao Senhor YHVH, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.

2 Dai graças ao ‘Ulhím dos ‘Elohím, porque a sua benignidade dura para sempre

3 Dai graças ao Senhor YHVH dos senhores, porque a sua benignidade dura para sempre;

4 ao único que faz grandes maravilhas, porque a sua benignidade dura para sempre;

5 àquele que com entendimento fez os céus, porque a sua benignidade dura para sempre;

6 àquele que estendeu a terra sobre as águas, porque a sua benignidade dura para sempre;

7 àquele que fez os grandes luminares, porque a sua benignidade dura para sempre;

8 o sol para governar de dia, porque a sua benignidade dura para sempre;

9 a lua e as estrelas para presidirem a noite, porque a sua benignidade dura para sempre;

10 àquele que feriu o Egito nos seus primogênitos, porque a sua benignidade dura para sempre;

11 e que tirou a Yisra’el (Israel) do meio deles, porque a sua benignidade dura para sempre;

12 com mão forte, e com braço estendido, porque a sua benignidade dura para sempre;

13 àquele que dividiu o Mar Vermelho em duas partes, porque a sua benignidade dura para sempre;

14 e fez passar Yisra’el (Israel) pelo meio dele, porque a sua benignidade dura para sempre;

15 mas derrubou a Faraó com o seu exército no Mar Vermelho, porque a sua benignidade dura para sempre;

16 àquele que guiou o seu povo pelo deserto, porque a sua benignidade dura para sempre;

17 àquele que feriu os grandes reis, porque a sua benignidade dura para sempre;

18 e deu a morte a reis famosos, porque a sua benignidade dura para sempre.

19 a  Sichon (Siom), rei dos emori (amorreus), porque a sua benignidade dura para sempre;

20 e a  ‘Og (Ogue), rei de Bashan (Basã), porque a sua benignidade dura para sempre;

21 e deu a terra deles em herança, porque a sua benignidade dura para sempre;

22 sim, em herança a Yisra’el (Israel), seu servo, porque a sua benignidade dura para sempre;

23 que se lembrou de nós em nossa humilhação, porque a sua benignidade dura para sempre;

24 e nos libertou dos nossos inimigos, porque a sua benignidade dura para sempre;

25 que dá alimento a toda a carne, porque a sua benignidade dura para sempre.

26 Dai graças ao ‘Ulhím (ETERNO) YHVH YAHU dos céus, porque a sua benignidade dura para sempre.

 

 

 

SALMOS 138

 

8 O Senhor  YAHU aperfeiçoará o que me diz respeito. A tua benignidade, ó Senhor YHVH-YAHU, dura para sempre; não abandones as obras das tuas mãos.

 

 

 SALMOS 139

 

1 Senhor YAHU, tu me sondas, e me conheces.

2 Tu conheces o meu sentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.

3 Esquadrinhas o meu andar, e o meu deitar, e conheces todos os meus caminhos.

Escrito por anselmo.estevan às 18h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

4 Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor YAHU, tudo conheces.

5 Tu me cercaste em volta, e puseste sobre mim a tua mão.

6 Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim; elevado é, não o posso atingir.

7 Para onde me irei do teu Rúkha (Espírito), ou para onde fugirei da tua presença?

8 Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também.

9 Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,

10 ainda ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.

11 Se eu disser: Ocultem-me as trevas; torne-se em noite a luz que me circunda;

12 nem ainda as trevas são escuras para ti, mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa.

13 Pois tu formaste os meus rins; entreteceste-me no ventre de minha mãe.

14 Eu te louvarei (HalleluYah), porque de um modo tão admirável e maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha nefesh (alma) o sabe muito bem.

15 Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado, e esmeradamente tecido nas profundezas da terra.

16 Os teus olhos viram a minha substância ainda informe, e no teu livro foram escritos os dias, sim, todos os dias que foram ordenados para mim, quando ainda não havia nem um deles.

17 E quão preciosos me são, ó ‘Ulhím - YAHU, os teus pensamentos! Quão grande é a soma deles!

18 Se eu os contasse, seriam mais numerosos do que a areia; quando acordo ainda estou contigo.

19 Oxalá que matasses o perverso, ó ‘Ulhím, e que os homens sanguinários se apartassem de mim,

20 homens que se rebelam contra ti, e contra ti se levantam para o mal.

21 Não odeio eu, ó Senhor Yahu, aqueles que te odeiam? e não me aflijo por causa dos que se levantam contra ti?

22 Odeio-os com ódio completo; tenho-os por inimigos.

23 Sonda-me, ó ‘Ulhím, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos;

24 vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno.

 

 

Bíblia eletrônica digital! E, Bíblia Judaica Completa. Com grifos de: Anselmo. Formado em Bacharel em Teologia pela Faculdade Ibetel de Suzano!

 

 

 

 

 

 

 

Escrito por anselmo.estevan às 17h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

QUAIS AS PASSAGENS QUE FALA DO SEU NOME BLASFEMADO? [MAS QUAL NOME?]:

(Rm 2,24; Is 2,10-18; 3,7.17; 7,18.20-21.23; 11,10-11; 24,21; 26,8; 27,1; 42,8; 52,5-6; Ez 16,27; 36,20-23; Os 2,16; Mq 4,5; Zc 14,9; Ml 1,6; 2,1-3; 2 Co 4,1-6; Dn 8,12; Jo 8,44-59; Rm 1,18-27; Rm 16,17; 1Co 5,7-11; Êx 20,1-17; Rm 10,13; Mt 22,36-38; Zc 7,12-14; Os 4,6; Jd 12; Mt 7,16-23; 1Co 11,20-34; 2Pe 2,13; Rm 11,1-4; 1Rs 18; 19,18; Rm 11,9-36; 1Co 8,4-7; Lv 24,10-16; Dt 28,15-43.58-59; Ef 4,5; At 4,12; 17,23; Fp 2,9-11; Êx 3,15; 6,1-3; Rm 2,4; Jo 1,1-14; Ap 2,9; 13,1.5-7; 16,17; 17,13; 19,13; 2Ts 2,11-12).

Êx 20,1-17; Dt 6,4-5; 1Rs 18; 19,18; Is 26,8; 42,8; Os 4,6; 2,16; Zc 7,12-14; Mt 22,36-38; Mc 12,29-30; Mc 12,33; At 4,12; 17,23; Rm 2,24; 10,2-3; 11,1-4; 15,4; Ef 4,5; Fp 2,9-11; 2Tm 3,16-17; Tg 1,22-25; Ap 17,13!

Escrito por anselmo.estevan às 17h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

EU ESQUECI...!!! O QUE MESMO QUE LIBERTA? A VERDADE:

publicado em TESHUVÁ.Rita Lemes1 de agosto de 2011 18:32

 

A TEOLOGIA DA SUBSTITUIÇÃO

 

Esta animosidade refletiu nos escritos dos primeiros pais da Igreja. Por exemplo: Justin Martyr (d.M 160) falando a um Judeu: "As escrituras não pertencem a vocês, mas a nós." Se Justino Martyr tivesse lido as carta aos romanos, não teria feito esta afirmação veja o que Paulo diz em romanos 3:1 e 2 “Que vantagem, pois, tem o Judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão? Muita, em todo sentido; primeiramente, porque lhes foram confiados os oráculos de Elohim.” Ou seja, as escrituras sagradas.

Irineu bispo de Lyon (d.M 177) declarou: "Os Judeus foram deserdados da graça de Elohim." Tertuliano (d.M. 160-230), em seu tratado "contra os Judeus", anunciou que Elohim havia rejeitado os Judeus em favor dos Cristãos. Nos primórdios do 4º século, Eusébio escreveu que as promessas das Escrituras hebraicas eram para os Cristãos e não para os Judeus, e as maldições para os Judeus. Ele afirmou que a Igreja era a continuação do “Velho Testamento”(gostaria de lembrar que não existe este termo: velho testamento nos originais da bíblia, o termo correto é Tanach se referindo à 1ª Aliança) e desta forma substituía o Judaísmo. A jovem Igreja declarava ser a verdade de Israel, ou "Israel de acordo com o Espírito", herdeira das promessas divinas. Eles achavam essencial desacreditar o "Israel segundo a carne" para provar que Elohim havia abandonado Seu povo e transferido Seu amor para os Cristãos.

Desta forma, encontramos o princípio da TEOLOGIA DA SUBSTITUIÇÃO, a qual colocou a Igreja triunfante sobre Israel e o vencido Judaísmo. Esta teoria se tornou uma das principais fundações sobre as quais o anti-semitismo Cristão se baseou, até mesmo nos dias de hoje.

“O Novo Testamento”(Lembramos também que não existe nos originais da Bíblia este termo: novo testamento, e sim B’rit Hadasha, se referindo à 2ª Aliança ou renovação da Aliança ) fala do relacionamento da Igreja com Israel e suas alianças como sendo "enxertados" Rom. 11:24, "aproximados" (Efésios 2:13), "descendência de Abraão (pela fé)" (Rom. 4:16), e "participantes" (Rom. 15:27), não usurpadores da aliança e substitutos do Israel físico. Nós, os crentes gentios, nos unimos ao que Elohims tinha estado fazendo em Israel e Elohim não quebrou Suas promessas com Israel (Rom. 11:29).

Apenas um texto das escrituras prova que essa teologia é falsa, se essas pessoas, que fizeram estas declarações tivessem um pequeno conhecimento da palavra do ETERNO não teriam feito tais declarações, porém não são somente eles, nos nossos dias existem várias pessoas que crêem na teologia da substituição e a mesma ainda é ensinada em alguns cursos teológicos.

Veja o texto:

Jeremias 31: 35 a 37 – “Assim diz o YHWH, que dá o sol para luz do dia, e a ordem estabelecida da lua e das estrelas para luz da noite, que agita o mar, de modo que bramem as suas ondas; o YHWH dos exércitos é o seu nome: Se esta ordem estabelecida falhar diante de mim, diz o YHWH, deixará também a linhagem de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre. Assim diz o YHWH: Se puderem ser medidos os céus lá em cima, e sondados os fundamentos da terra cá em baixo, também eu rejeitarei toda a linhagem de Israel, por tudo quanto eles têm feito, diz o YHWH.”

Pergunta: o sol continua iluminando o dia e a lua e as estrelas iluminando a noite? Já é possível medir os céus ou sondar os fundamentos da terra? Portanto, a linhagem de Israel não foi rejeitada por Elohim ou substituída.

Veja mais uma vez esta declaração de Shaul(Paulo) em Romanos 11: 17 e 18:

“E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado no lugar deles e feito participante da raiz e da seiva da oliveira, não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti.”

Paulo está falando aos gentios crentes que estavam começando a idealizar a teologia da substituição, lembrando a eles que eles são ramos enxertados e que não são eles que sustentam a raiz que é Israel, mas sim a raiz que os sustenta.

Vamos meditar um pouco a cerca desta teoria:

Isso caracteriza falta de conhecimento bíblico ou uma aceitação cega das afirmações dos pais da Igreja? Eu diria que as idéias preconcebidas adicionadas ao orgulho (ninguém me convence do contrário, não importa os argumentos ou as provas apresentadas) mantêm este pensamento, puramente anti-semita, vivo nos dias de hoje. Mas Aleluia! Elohim tem mudado este quadro, tenho lido testemunho de Judeus crentes em Yeshua de que o ETERNO tem retirado este pensamento de dentro das Igrejas. Veja estes declarações feitas por Judeus, seus nomes serão omitidos para proteção de suas identidades, também creio que está bem próximo do Adonay restaurar a assim chamada igreja , em Karral novamente.

1 – “Tenho certeza que Yeshua reprovou todos estes atos e com certeza estas pessoas responderam por levarem mensagem de ódio e rancor para gerações que solidificaram o cristianismo ocidental no planeta terra.

Hoje um Cristão tem no DNA o gen de ódio por Israel justamente por causa de imbecis como estes. São raros os Cristãos que procuram limpar a imundice romana de seus pés e olharem para a Verdade com pureza!”

2 – “Esses comentários serviram de inspiração para a “Shoa” (holocausto) e infelizmente até hoje podemos presenciar fragmentos anti-semitas na cristandade.”

3 – “Com certeza, tudo isso é verdade, fora as perseguições que o povo Judeu passou na Espanha e em outros países católicos e até protestantes, os chamados “libelos de sangue”.

acho que a aversão aos costumes bíblicos e judaicos, que até um tempo atráz só era guardado pelos Judeus, está no coração de algumas Igrejas hoje, mas não podemos esquecer que, por receber a influencia romana e pagã, estas Igrejas se afastaram de eretz Israel (terra de Israel). Louvo ao Eterno, bendito seja, que várias Igrejas tem se voltado para Jerusalém, realizando assim aquela profecia que diz: nos últimos dias os gentios subirão no monte sião, para louvar o eterno de Israel. Eles farão Teshuvá (arrependimento)..... como estão já começando.....

Graças ao ETERNO , nós temos esta consciência de desconstruir todo este discurso de Roma e Babilônia e estar voltando á Jerusalém .”

Temos visto a comunidade judaico messiânico crescer e crescer a passos largos e ao mesmo tempo tenho visto crescer o número de Igrejas em busca de suas raízes judaicas, isto revela o mover de Elohim, derrubando mais uma vez, a parede acima mencionada.

Durante muitos anos os olhos da Igreja estiveram fechado para o povo Judeu e os olhos do povo Judeu estiveram fechados para o Messias. Podemos ver através do movimento judaico-messiânico, que Elohim está respondendo a esta oração de Yeshua para que eles sejam um, Elohim tem aberto os olhos da Igreja para o povo Judeu e aberto os olhos do povo Judeus para o Messias, verdadeiramente, vivemos dias proféticos, pois a vinda do nosso Messias está próxima

 

Robespierre Cardoso da Cunha

Escrito por anselmo.estevan às 17h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

JEREMIAS 23,6:

 

 

         - 1Cr 29,10-13: [ORAÇÃO DE DAVI]:

 

         Pelo que Davi louvou ao YHVH perante a congregação toda e disse: Bendito és tu, YHVH, Deus de Israel, nosso Pai, de eternidade em eternidade. Teu, YHVH, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu YHVH, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; contigo está o engrandecer e a tudo dar força. Agora, pois, ó Nosso Deus, graças te damos e louvamos o teu glorioso NOME.

         Salmos 115,1: [Honrar somente a Deus]:

 

         Não a nós, YHVH, não a nós, mas ao teu NOME dá glória, por amor da tua misericórdia e da tua fidelidade.

 

VAMOS A ESSE ESTUDO: [Título do Salmo 115]: (INTRODUÇÃO):

 

          Israel muitas vezes abandonou o YHVH e adorou os falsos deuses das nações circunvizinhas. O Sl 115 é uma liturgia para a adoração pública, reafirmando a fé de Israel no YHVH contra os ídolos inúteis das nações. A adoração era conduzida por um sacerdote que, às vezes, falava com a congregação (vs. 1-8, 12-13, 16-18) e, em outras, se dirigia aos adoradores (vs. 9-11, 14-15).

 

          Qual é a Primeira Petição?

          Resposta: “Santificado seja o teu NOME” (E NÃO: “ESCONDEI O SEU NOME – POR NÃO SEREM DIGNOS DE PRONUNCIÁ-LO! Essa forma foi de vontade e de compilação humana de coração endurecido...!!!! Por isso, continue lendo com muita atenção.....!!!!!”) Grifo meu. Anselmo.

 

          Quer dizer:

            Faze, primeiro, que te conheçamos EM VERDADE e te SANTIFIQUEMOS, HONREMOS e GLORIFIQUEMOS em todas as tuas obras, em que brilham tua ONIPOTÊNCIA, Sabedoria, bondade, Justiça, Misericórdia e VERDADE!

         Faze, também, que dirijamos toda a nossa vida – nossos pensamentos, palavras e obras – de tal maneira que TEU NOME NÃO SEJA BLASFEMADO POR NOSSA CAUSA, MAS HONRADO E GLORIFICADO:

            Sl 119,105; Jr 9,24; 31,33.34; Mt 16,17; Jo 17,3; Tg 1,5; Êx 34,6.7; Sl 119,137.138; 145,8.9; Jr 31,3; 32,18.19; Mt 19,17; Lc 1,46-55; 1,68-69; Rm 3,3.4; 11,22.23; 11,33; Sl 71,8; 115,1; Mt 5,16.

Escrito por anselmo.estevan às 17h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

         LOUVOR A YAOHU: Lv 21,8; Sl 104,24; Is 28,29; Ne 9,6; Hb 1,3; Sl 103,19; Mt 10,29.30; Gn 45,7; Rm 11,36; Is 63,14; 1Co 10,31; Is 43,7; Ef 1,5.6; Sl 73,24-26; Rm 14,7.8; Jo 17,22.24; Is 61,3:

 

         [Todo o Gênero Humano caiu pela Primeira transgressão de Adão? Sim, Visto que o Pacto foi feito com Adão não só para ele, mas também PARA A SUA POSTERIDADE, todo o Gênero Humano, que dele procede por geração ordinária, pecou nele e caiu com ele na sua primeira transgressão. Gn 1,28; 5,3; At 17,26; 1Co 15,21.22; Rm 5,12-14]. Sendo assim, não endureça seu coração! Seje nova criatura e aprenda novamente a honrar seu Único, Santo e Verdadeiro NOME! Continue lendo este estudo:

 

         Vamos ao estudo do Salmo 115:

 

         TÍTULO DO SALMO 115: [INTRODUÇÃO]:

 

         Israel muitas vezes abandonou o YHVH e adorou os falsos deuses das nações circunvizinhas. O Sl 115 é uma liturgia para a adoração pública, reafirmando a fé de Israel no YHVH contra os ídolos inúteis das nações. A adoração era conduzida por um sumo sacerdote (...) ESTE ESTUDO QUE ESTÁ ACIMA, NOS REMETE AO SALMO 113! VAMOS A ESSE ESTUDO:

 

         (Mas, sem a forma corrompida ok! Da palavra “Aleluia” que leva a palavra – “SENHOR” que nos leva a um nome de “ídolo” que Israel cultuou por muito tempo..... ‘BAAL’! A forma correta é: HALLELU-YAH – QUE CONTÉM O NOME CORRETO DE NOSSO DEUS E NINGUÉM SE DÁ CONTA DISSO????!!!!!). GRIFO MEU. ANSELMO.

Escrito por anselmo.estevan às 17h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

         ESTUDO DO SALMO 113: [INTRODUÇÃO]:

 

         No Salmo 113, o salmista celebra a grandeza incomparável do YHVH (transcendência; vs 4-6), enquanto se admira com a intervenção compassiva de Deus na vida do necessitado (imanência; vs 7-9). Esse Hino de Louvor começa e termina com a ordem do (HALLELU-YAH), uma introdução que une os Salmos 111-113 começa com o assim chamado Halel Egípcio (113-118), cujo nome tradicional provavelmente  veio de sua associação com a Páscoa e o Êxodo do Egito. O Halel egípcio era usado para celebrar as três grandes festas anuais de Israel: A Páscoa, a Festa das Semanas e a Festa dos Tabernáculos, bem como a Lua Nova e a consagração do Templo. Os Sl 113-118 eram tradicionalmente entoados durante a celebração da Páscoa, de modo que é provável que Yaohushua e seus discípulos os tenham cantado durante a última noite em que estiveram juntos (Mt 26,26.30; Mc 14,22.26). É interessante observar as semelhanças entre o Sl 113, o Cântico de Louvor de Ana em 1Sm 2 (veja principalmente os vs 5,8) e o Cântico de Maria (Lc 1,46-55).

 

         Esse Salmo, nos remete a outro Salmo (8,1): Ó YHVH, Senhor NOSSO, QUÃO MAGNÍFICO EM TODA A TERRA É O TEU NOME!

         Pois expuseste nos céus a tua MAJESTADE.

 

 

         ESTUDO DESSE SALMO: Sl 1 – Ó YHVH. O NOME Pessoal, ou da Aliança, de Deus que ele revelou a Moisés na sarça ardente (cf. Êx 3). YHVH NOSSO. Um título que também pode ser traduzido [grifo meu: “POR GOVERNANTE” – OK! OU “DONO” – SOMENTE NO TERMO CORROMPIDO – “SENHOR”]. Obs.: Sim, tudo é dele e para ele! Mas não que somos vossos escravos.... como denota a palavra “dono – nosso dono.... Ok!”. Grifo meu.

         Quão magnífico é o TEU NOME!

         O NOME DE DEUS INDICA SEU CARÁTER OU A SUA REPUTAÇÃO! (POR ISSO MESMO SÓ ELE PODE NOS MOSTRAR SEU NOME. E NÃO AO CONTRÁRIO......!!!!!) GRIFO MEU.

 

         Vamos agora a Jeremias 33,8-9:

 

         Purificá-lo-ei de toda a sua iniquidade com que pecaram contra mim; perdoarei todas as suas iniqüidades com que pecaram e transgrediram contra mim.

         JERUSALÉM ME SERVIRÁ POR NOME, POR LOUVOR E GLÓRIA ENTRE TODAS AS NAÇÕES DA TERRA QUE OUVIREM TODO O BEM QUE EU LHE FAÇO; espantar-se-ão e tremerão por causa de toda a paz que eu lhe dou!

 

         ESTUDO DE JEREMIAS 33,9:

 

         POR NOME, POR LOUVOR E GLÓRIA.

         Deus restauraria o seu Povo do Exílio não apenas para o bem de Israel, mas para sua própria GLÓRIA entre todos os povos da terra (Rm 11,36).

 

         Romanos 11,36: PORQUE DELE E POR MEIO DELE, E PARA ELE SÃO TODAS AS COISAS. A ELE, POIS A GLÓRIA ETERNAMENTE. AMÉM!

 

         VAMOS PARA ROMANOS 10,11-13 (SENDO SEGUIMENTO DAS PASSAGENS ACIMA):

 

         Porque com o coração se crê para a justiça e com a boca se confessa a respeito da SALVAÇÃO. POR QUANTO A ESCRITURA DIZ:

         TODO AQUELE QUE NELE CRÊ NÃO SERÁ CONFUNDIDO.

         POIS NÃO HÁ DISTINÇÃO ENTRE JUDEU E GREGO, UMA VEZ QUE O MESMO É O YHVH DE TODOS, RICO PARA COM TODOS OS QUE O INVOCAM. PORQUE TODO AQUELE QUE INVOCAR O NOME “DE” – YHVH – SERÁ SALVO!

 

         Então, chegamos a conclusão de que SEU NOME VERDADEIRO deve ser LOUVADO, HONRADO, GLORIFICADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

         NÃO ESCONDIDO, BLASFEMADO, ADULTERADO, CORROMPIDO, ETC. [Rm 2,24; Jr 2,1-37; Os 4,16; 2,16; Rm 11,1-4; 1Rs 18; 19,18; Ez 16,27; 36,20-23; etc]. (Lv 24,10-16; Dt 28,15-58-59!). Observe 2 Pedro 2,9: É PORQUE O YHVH SABE LIVRAR DA PROVAÇÃO OS PIEDOSOS E RESERVAR, SOB CASTIGO, OS INJUSTOS PARA O DIA DE JUÍZO!

 

         Reflita sobre suas atitudes nessas passagens.:

         - ATOS 28,23-27!

         - ISAÍAS 6,9-10!

         - JEREMIAS 5,21!

         - EZEQUIEL 12,2!

         - MATEUS 13,14-15!

         - MARCOS 4,12!

         - LUCAS 8,10!

         - JOÃO 12,40-41!

         ROMANOS 11,8: Is 29,10.13; Dt 29,3-4; Is 6,9; Mt 13,13-14; Jo 12,40; At 28,26-27!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

         MUDE ESSA SITUAÇÃO! SEJA POVO DE UM ÚNICO DEUS COM NOME – QUE É VIVO COM NOME PRÓPRIO! NÃO, UM NOME INVENTADO POR VONTADE HUMANA QUE NÃO LHE CONFERE SEUS ATRIBUTOS E NEM SUA GLÓRIA OU PIOR: “GLÓRIA ALGUMA”:

 

         REFLITA EM.:

         - ISAÍAS 42,1-6!

         - ISAÍAS 49,6!

         - MATEUS 21,41!

         - LUCAS 2,32!

         - ROMANOS 11,11!

 

         POR ISSO APRENDA EM QUANTO DÁ TEMPO:

Escrito por anselmo.estevan às 17h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

         CONFISSÃO DE FÉ DE WESTMINSTER

 

 

         X. O Juiz Supremo, pelo qual todas as controvérsias religiosas têm de ser determinadas e por quem serão examinados todos os decretos de concílios, todas as opiniões dos antigos escritores, todas as doutrinas de homens e opiniões particulares; o Juiz Supremo, em cuja sentença nos devemos firmas, não pode ser outro senão o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) falando na ESCRITURA.

         Referências “bíblicas”: Mt 22,29.31; At 28,25; Gl 1,20!

 

         Capítulo V

         DA PROVIDÊNCIA (VI):

 

         VI. Quanto àqueles homens malvados e ímpios que Deus, como justo juiz, cega e endurece em razão de pecados anteriores; ele não somente lhes recusa a graça pela qual poderiam ser iluminados no entendimento e movidos no coração, mas, às vezes tira os dons que já  possuíam e os expõe a objetos que a sua CORRUPÇÃO torna ocasiões de pecado, além disso, os entrega às suas próprias paixões, às tentações do mundo e ao poder de SATANÁS; assim, acontece que eles se endurecem sob as influências dos meios que Deus emprega para o abrandamento de outros.

         Referências “bíblicas”: Rm 1,24.26.28. Rm 11,7; Dt 29,4; Mc 4,11-12; Mt 13,12; 25,29; 2Rs 12,13; Sl 81,11.12; 1Co 2,11; 2Co 11,3; Êx 8,15.32; 2Co 2,15.16; Is 8,14.

Escrito por anselmo.estevan às 17h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

   

         Catecismo Maior de Westminster

 

         Pergunta 68. Os eleitos são os únicos eficazmente chamados?

         Resposta: Todos os eleitos e somente eles, são eficazmente chamados; ainda que outros o possam ser, e muitas vezes são exteriormente chamados pelo ministério da Palavra, tendo algumas operações comuns do Espírito (Rúkha), contudo, por sua negligência e desprezo voluntário da graça que é oferecida, são justamente deixados na sua incredulidade e nunca vão sinceramente a YAOHUSHUA – O MASHIACH O MESSIAS – CHRISTÓS!

         Referências “bíblicas”: At 13,48; 2,47; Mt 22,14; 13,20.21; Sl 1,11.12; Jo 12,38-40.

 

 

         Nos seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro; será este o seu nome, com que será chamado YHVH (YAOHU), Justiça Nossa.

Jr 23,6!

 

 

 

         Material tirado da: Bíblia de Estudo de Genebra: Edição Ampliada e Revista. Editora – Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil. Com grifos de: Anselmo Estevan. Com formação de Bacharel em Teologia pela Faculdade Ibetel de Suzano – São Paulo. Anselmo Estevan.

 

Escrito por anselmo.estevan às 17h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

      OLA CAROS LEITORES! VAMOS AGORA, A UM ESTUDO DE ALTA QUALIDADE PARA EVANGELIZAR...! VAMOS AO ESTUDO DA “BÍBLIA – ‘PESHITTA’ (OU MELHOR DA: BÍBLIA HEBRAICA PESHITTA) – EDIÇÃO 2011 ISBN 383.265 LIVRO – CONTENDO A: TORAH E A B’RIT HADASHA!”:

 

         VAMOS AO ESTUDO DO NOME DO PAI ETERNO: YHVH

 

         YHVH

         Expressão como Ye’chua, lê-se Yerrua Eu sou Espírito [Rúkha] – grifo meu. Não se deve Ler como Ye’shua Lido da direita para esquerda: - [a forma hebraica] – grifo meu. (E a transliteração): YHVH – Y (iud) ou [Iôd] – grifo meu. H(r{ê}] V (vav) H(r{ê}]. Obs. {estou usando o “V” e na Bíblia Peshitta traz o “W” no Tetragrama – grifo meu}.

         O Nome do Eterno nas Escrituras Hebraicas, o Tetragrama, lê-se (Há’ Shem(i) o “Há” como o fonema da palavra “Razão” e o “Shem” do verbo chegar e uma menção tão leve da vogal “I” a ponto do fonema dela confundir-se com a vogal “E” Há Shem(i) [Rachem(i)], que traduzido para o português quer dIzer “O NOME” é atribuída ao “Eterno” dAquele que no universo ilimitado do puro hebraísmo é o Absoluto, Criador e de Eternidade a Eternidade a Causa Causadora, O Ser Eternissímo, Bem como o Único Princípio Eternizante, nosso Pai Celestial, o Eterno.

         Entre Judeus e Hebraistas é comum mencionar e registrar “Há’-Shem” diante da ocorrência do Tetragrama, ainda que muitos prefiram menciona-lo como Eterno e outros títulos de grandeza. Nisto, elogiamos e concordamos com nossos conterrâneos mestres, estudantes e apreciadores. Entretanto, Ha’ Shem é mencionado há mais de cinco mil anos.

         Já no que diz respeito ao uso do Nome: Javé, Jeová ou outros iniciados com a consoante “J” advertimos que são deturpações abusivas dos sons originais. Cabe-nos recordar aos interessados que “Je” e “Já” não eram fonemas no hebraico original, inclusive em todos os nomes citados na bíblia ou outras fontes “Javé”, pelas respectivas razões literárias, fonéticas e morfo-lingüística é estranho ao mundo hebraico.

         Adjetivos usados nos respectivos idiomas como, por exemplo: Senhor; Eterno; Absoluto, é permitido usar, desde que não se choquem com a cultura hebraica, e não se torne uma substituição definitiva para o Tetragrama!

         Em relação ao termo “Deus”, convidamos ao estudante das Escrituras a exercer o Máximo da sua atenção espiritual, e mesmo a orar para ampliar a pureza de suas motivações e intenções. Eis o que é digno de tão séria meditação e dedicação:

         “Deus” do Grego “Zeus” cujas declinações:

         (Do Grego) – Ó Zeu.

         (Do Grego) – “Zeus” o mesmo que “Iupiter” Para os Romanos.

         (Do Grego) – Dios.

         (Do Grego) – Dií.

         (Do Grego) – Dia.

         Da palavra “Zeus” surgiu Théos em grego, que em latim é o mesmo que Júpiter. A Palavra “Teologia” surgiu desta raiz pagã, que significa o “Estudo de Deus”, ou seja, “Estudo de Zeus”.

         A partir destas declinações anteriores descritas surgiram palavras latinas como “Deus” dentre muitas outras da mesma natureza. É obvio que houve uma evolução da língua grega, e alguém o denominado foneticamente por esse nome a partir do egípcio antigo “Zeuth”. Vemos claramente que as formas do sincretismo são muito antigas.Querer justificar que “Zeus” ou “Deus” é o mesmo que Pai dos Céus, e que  por isso, não é errado usar esta palavra, é o mesmo que dizer, que na índia, usar o termo Bíblia Sagrada “Shiva” Salvação dos céus está correto; ou referente a “Buda” considerar a utilização desse termo na “Bíblia” como “Deus” ou ser Poderoso; bem assim, Confúcio em outro Pais, e assim sucessivamente. Todos esses termos têm origem Pagã representando os deuses ligados à adoração ao “SOL”.

         No Dicionário: “Deuses e Heróis da Antiguidade Clássica”, de Tassilo Orpheu Spadilg (Cultrix Mec) do Ministério da Educação e Cultura, primeira Edição de 1974 pág., 169  a 171 podemos observar que:

Escrito por anselmo.estevan às 17h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

“Júpiter ou Zeus (genitivo aíos), em grego, que corresponde ao Sânscrito Diaus pitar e ao Latim Juppter (Ju ou Iu – ppiter)”. Diaus significa céu ou luz do céu, (Igual ao Sol) que, por sua vez já indica o caráter desta antiga divindade indo-européia. Para os gregos e romanos, Júpiter era filho de Saturno e Réia.

         O Nome indo-europeu deus ou Deus, que se encontra em Sânscrito, Lituano, antigo prussiano, velho Islandês, Galês, Latim e Grego, significa brilhante, inseparável do vocabulário dia, Zeus (em grego), Dies em Latim.

         Isso Transcreve claramente o que diz Isaías 14,12 a 14 “COMO CAÍSTE DOS CÉUS, TU, O RESPLANDECENTE, FILHO DA ALVA! COMO FOSTES CORTADO POR TERRA TU QUE DEBILITAVA AS NAÇÕES! E TU DIZIAS NO TEU CORAÇÃO: EU SUBIREI AOS CÉUS, ACIMA DAS ESTRELAS DE ELORRIM E EXALTAREI O MEU TRONO. E SEREI SEMELHANTE AO ALTÍSSIMO”.

         Como vemos a estrela da manhã “Brilhante” ou “Dia” se refere a Zeus ou Deus. O culto de Iúpiter ou Zeus graças ao helenismo, estendeu-se à vários povos e a várias línguas.

         O Helenismo do primeiro século combatia arduamente a maneira Helênica, pois se afastava completamente da “Torah”!.... Os Helênicos nunca deixaram de adorar a “Zeus” ou a “Deus” enquanto os que amam as Escrituras Hebraicas reconhecem somente Há ‘Shem. Por esse motivo, não usamos e não recomendamos esse termo fonético grego “Zeus” ou “Deus”.

         Por conseguinte, O “Hebraico” é o idioma primordial de toda esfera da vida. Neste idioma está codificada toda a “Criação” do Eterno. Seu nome está inserido no nome de Yeshua, onde Ele se manifesta como Yeh; Eu Sou, Shua, SALVAÇÃO. “Ehie Asher Ehie” ou O GRANDE “EU SOU”; AQUELE QUE CAUSA QUE VENHA A SER. Quanto à pronúncia, foi amplamente conhecida, enquanto existiu o Templo de Yeruchalayim. Sendo a tradição passada de pai para filho e de mestre para discípulo, com respeito e reverência aos nomes sagrados. Por este motivo recomenda-se a expressão Há ‘Shem (O NOME) como melhor forma de preservar a Santidade de Seu Eterno “Nome”.

        

Bem, agora, vamos ao que eu entendo pelo Nome Sagrado do ETERNO: Pelo TETRAGRAMA YHVH – que é seu Nome (conforme as passagens bíblicas....., seu Nome foi sim pronunciado no seu tempo.....!!!!! Mas, devido a blasfêmia quanto ao mesmo.... Ele foi cessado de ser pronunciado......!!!!!!! E, para não cair em esquecimento, com o “texto masorético, acrescentaram as ‘CONSOANTES DO SEU NOME’ – às: ‘VOGAIS’ – de nomes comuns!” Sendo dessa forma, podia-se pronunciar o seu Nome sem pecar.....!!!!! Só que, quando essa acrescentação, virou NOME próprio, veio a blasfemar seu NOME: (Gn 4,26; Is 26,8; 46,8; Lv

Escrito por anselmo.estevan às 17h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

24,10-16; Dt 28,15-58.59; Êx 20,1-17; Êx 3,14-17; Êx 6,2-3; Is 2,10-18; 3,7.17; 7,18.20-21.23; 11,10-11, 24,21; 27,1; 52,5-6; Ez 16,27; 36,20-23; Os 2,16; Rm 11,1-4; 1Rs 18; 19,18; Mq 4,5; Zc 14,9; Ml 1,6; 2,1-3; Rm 2,24)!

         O que contribuiu para isso?

         Veja: Rm 1,18-27; 2Ts 2,7-12; 2Co 4,1-6; Os 4,6; Zc 7,12-14; Jr 2,1-37; Jd 12; Mt 7,16-23; 1Co 11,20-34; 2Pe 2,13; Dn 8,12.

         Ok! Essa parte já deu para entender!

         Agora vamos ao Nome do Pai e do Filho – Em qual Nome a SALVAÇÃO? Nos dois NOMES? Em somente no NOME do Pai? SOMENTE NO NOME DO FILHO? Por que tantas PERGUNTAS????????????????????

         VAMOS A DUAS PASSAGENS DA “BÍBLIA PESHITTA”:

 

         SALMO 113,1: LOUVAI AO YAH [HÁLELUYAH]. LOUVAI, SERVOS “DO” Y’H’V’H. LOUVAI O NOME ‘DO’ Y’H’V’H.

 

         ROMANOS 10,9-13: A SABER: SE COM A TUA BOCA CONFESSARES AO ADHONAY YE’ SHUA, E EM TEU CORAÇÃO CRERES QUE ‘ELO(RR)HÍM(i) O RESSUSCITOU DENTRE OS MORTOS, SERÁS SALVO.

 

         Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a SALVAÇÃO.

         Porque a Escritura diz: TODO AQUELE QUE NELE CRER NÃO SERÁ CONFUNDIDO.

         PORQUANTO NÃO HÁ DIFERENÇA ENTRE YEHUDI E ARAMEU, PORQUE UM MESMO É O HÁ ‘SHEM Y’H’V’H. DE TODOS, RICO PARA COM TODOS OS QUE O INVOCAM.

 

         PORQUE TODO AQUELE QUE INVOCAR O NOME “DO” HÁ ‘SHEM Y’H’V’H. SERÁ SALVO.

 

         Bem – QUAL NOME?

         Se o Nome do Pai é sagrado demais para ser pronunciado!!!!!!

         O Nome do Filho: “Yeh” – que traz SALVAÇÃO!

         Hora, mas só um NOME é dado para SALVAÇÃO! Não há outro!!!!!!!!! Ou mais de um NOME!!!!!!!!!!!!!

         E se: O Pai é o Filho! E o Filho também é o Pai! E só a um NOME para ser invocado para ser SALVO! Mas o NOME do Pai não pode ser  PRONUNCIADO???????????????????????????????????????????????! E no Salmo 113 – TEMOS “YAH” – ENTÃO, TEMOS DOIS (2) NOMES – QUE TRAZEM SALVAÇÃO??????!!!!!!!! E COMO FICA FILIPENSES 2,9-11 – UM TERCEIRO NOME???!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

         NÃO! NADA DISSO! O Filho – lhe foi dado um NOME de Homem – Pela INCREDULIDADE DO SEU POVO QUE NÃO O ACEITOU! ENTÃO “YEH” – FOI ASSIM COLOCADO PARA NÃO REVELAR O NOME DO PAI – POIS, ASSIM, ELE TROUXE A SALVAÇÃO “TERRENA” – AGORA COMO Fp 2,9-11 – PELOS SEUS SACRIFÍCIOS DE SANGUE (PELOS PECADORES) – TROUXE A “SALVAÇÃO CELESTE” – DE ESPÍRITO – HERDANDO O “NOME DO PAI” – DE: “YE ‘SHUA” – PARA: “YA ‘SHUA” – OU MELHOR – “YAOHUSHUA” – SOMENTE OS QUE CREREM NISSO NÃO SERÃO CONFUNDIDOS – Rm 10,9-13. Pois, o que importa é que o “ADOREMOS” – em espírito e em verdade. [YAOHUSHUA] O ÚNICO NOME QUE SALVA – O NOME DO PAI NO FILHO!!!!!

         Não como “HOMEM” – antes da cruz! Mas sim depois da cruz – Pois o Véu já foi rasgado e só a VERDADE pode libertar (nos libertar)! Veja essas passagens que corroboram com meu pensamento: Ef 1,11-14; Sl 104,7; Hb 2,7; Ef 1,8-11; Cl 1,20-22; 2,13.14.20.22; Ef 2,1-9; Jr 14,9; Hb 13,5-13; 2Ts 2,1-12; Ml 3,16-18.

         Is 4,12; 42,8; 26,8; Ef 4,5; Fp 2,9-11; At 26,14; At 4,12; 17,23; Jo 1,1-14; Ap 19,13; Zc 14,9!; Mt 1,21; Lc 6,31; At 10,43; 1Tm 2,5-6; Jo 14,6; Rm 8,15; Jo 8,32; 4,22-24!

 

         Agora se duvidam do meu estudo??????????????!!!!!!!!!!!!! Vejam: acima (ESTUDO A SER POSTADO) – DAS PASSAGENS DA BÍBLIA DOS CAPÍTULOS E SEUS VERSÍCULOS RESPECTIVOS POR EXTENSO: [DEUTERONÔMIO 29,3-4; SALMOS 69,22-23; ISAÍAS 6,9-10; 29,10-16; JEREMIAS 5,21-31; EZEQUIEL 12,2; MATEUS 13,16-17; MARCOS 4,12; LUCAS 8,10; JOÃO 12,37-43; ROMANOS 10,1-21; 11,11; ATOS 7,51; 13,46; 28,23-27; ISAÍAS 29,10-16; ROMANOS 11,8.11 – LITERALMENTE!]. E, LOGO ABAIXO A COMPROVAÇÃO BÍBLICA VERÍDICA DE QUEM PERMANECE COM ESPÍRITO (DADO) PELO (RÚKHA DE YAOHU) DE ENTORPECIMENTO POR CAUSA DO CORAÇÃO ENDURECIDO QUE CAUSA: “CEGUEIRA” E “SURDES”:  “SE VOCÊ NÃO SE ENCAIXA NESSE ESPÍRITO DE ENTORPECIMENTO – NOVO HOMEM É NOVA CRIATURA ÉS.... PARABÉNS! POIS SÓ ASSIM – CRENDO E CONHECENDO SEU ÚNICO NOME QUE AGORA – NO FINAL DOS TEMPOS LHE É REVELADO – SE CRERES COM FÉ – PARABÉNS – VOCÊ JÁ ESTÁ SALVO! SE NÃO.... CONTINUE DORMINDO! E, DEPOIS, FALAM QUE SOU EU QUE DURMO......!!!!!”

 ANSELMO ESTEVAN.

Escrito por anselmo.estevan às 17h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

CONHEÇA: 'ALGUMAS VERSÕES BÍBLICAS...':

RESUMO: HISTÓRIA DA “BÍBLIA”:

 

 

      SEPTUAGINTA (LXX). (gr. hebdomékonta, Setenta) ou Septuaginta (lat. Setenta). Normalmente, designada pelo algarismo romano LXX  (70), Versão grega do texto bíblico hebraico que surgiu a partir do século III a.C., até o século I a.C., ou até I d.C., em Alexandria, no Egito, sendo produzida, principalmente, pela própria comunidade judaica da cidade. Serviu de base para várias versões antigas: Vetus Latina, Copta, Etíope, Armênia, Árabe, Georgiana, Eslavônica, Siro-Héxapla, Gótica, entre outras. Influenciou o vocabulário e as concepções teológicas do (cristianismo) em seus primeiros séculos de existência da Igreja (Cristã) durante séculos. Foi utilizada até o século II pelo judaísmo de fala grega, quando os judeus a substituíram pelas versões gregas de Áquila, Símaco e Teodocião. Segundo os estudiosos, a fonte original hebraica que teria servido de base para a LXX era um tipo textual diferente do TM. Seus principais manuscritos são os seguintes: Códice Sinaítico (S, ou o “Álefe”), Códice Vaticano (B) e Códice Alexandrino (A). Fazia parte da Héxapla, sendo a quinta coluna desta obra. A edição Sixtina (Roma, 1587) tornou-se o Textus Receptus dessa versão bíblica clássica.

 

 

       SEPTIMA, VERSÃO GREGA. Septima (lat. Sétima). Uma das versões gregas utilizadas por Orígenes de Alexandria em seus estudos sobe o texto bíblico. Surgiu por volta do século II ou III. Esta versão aparece no livro de Salmos na Héxapla.

 

 

       SEXTA, VERSÃO GREGA. Sexta (lat. Sexta). Uma das versões gregas utilizadas por Orígenes de Alexandria em seus estudos sobre o texto bíblico. Provavelmente, teria surgido por volta do século II ou III, sendo descoberta em Jericó, na Palestina. Esta versão aparece no livro de Salmos na Héxapla.

 

 

       SÍMACO, VERSÃO GREGA DE. Versão bíblica grega surgida por volta de 170, segundo alguns estudiosos por volta de 200, segundo outros. Uma de suas características é sua fidelidade ao original hebraico, mas com uma boa composição em grego. Esta versão foi feita para os círculos judaicos da época em que surgiu, mas também gozou de boa estima entre os (cristãos), os quais também a utilizaram. A quarta coluna da Héxapla continha à referida versão grega.

 

 

       HÉXAPLA. (gr. Ta Héxapla, Sêxtupla) ou Héxapla (lat. Hèxapla). Obra principal de Orígenes de Alexandria, sendo concluída por volta de 250. Estima-se que continha cerca de 3.250 fólios (ou 6.500 páginas). Tal obra possuía seis colunas dedicadas ao texto bíblico: 1ª coluna: texto hebraico; 2ª coluna: texto hebraico transliterado em letras gregas; 3ª coluna: a versão de Áquila; 4ª coluna: a versão de Símaco; 5ª coluna: a LXX e 6ª coluna: a versão de Teodocião. Do texto LXX, contido na 5ª coluna, foram produzidas as versões Armênia e Georgiana. Somente restaram fragmentos (cf. o verbete SEPTUAGINTA).

 

 

       O HEBREU ou O HEBRAICO. (gr. Ho hebraîos, o Hebreu), (gr. O Hebraico). Títulos usados na literatura patrística dos séculos IV e V e nos manuscritos da LXX, podendo indicar três possibilidades de interpretação: 1. a primeira coluna da Héxapla que continha o texto bíblico hebraico; 2. a segunda coluna da Héxapla que continha uma transcrição do texto bíblico hebraico em caracteres gregos; 3. uma versão bíblica grega, de autoria anônima, feita a partir do texto bíblico hebraico, sendo citada nas margens de manuscritos da LXX e nos escritos dos Pais da Igreja (cf. o verbete HÉXAPLA).

 

 

       TETRAGRAMA. (gr. Tetragrámma, quatro letras), (gr. Tetragrámmatos, quatro letras), tetragrammaton (lat. Composto de quatro letras) ou (hebraico sem hawaya, lit. NOME DE EXISTÊNCIA!). Denominação dada ás quatro letras consoantes hebraicas (YHWH) do Nome PESSOAL DO DEUS DE ISRAEL, não sendo pronunciado por reverência e respeito. No lugar da leitura do “Nome” divino, os judeus “PRONUNCIAVAM TÍTULOS, COMO”: (“ADONAY”) – DO HEBRAICO = “meus Senhores”! Ou, em outra forma hebraica – “hás-sem”, “O NOME”! A massorá assinala casos envolvendo o tetragrama por meio dos termos (aram. ‘adkarâ, menção [do Nome divino]) e (hebraico. ‘azakarâ, LEMBRANÇA [DO NOME DIVINO]. Na época de desenvolvimento do TM, o tetragrama recebeu os sinais vocálicos (no hebraico, de: ‘adonay, resultando nas seguintes formas: (hebr. Yahwah), como aparece na BHS e em outras Bìblias que têm por base manuscritos da época massorética ou (hebr.yahowah), comum em edições baseadas na Segunda Bíblia Rabínica. Alguns estudiosos opinam que a vocalização da forma yehow tem relação com os sinais vocálicos do vocábulo (aram. Sema, o Nome, isto é, o Nome divino). Com o surgimento do Renascimento ( a partir do séc. XV) e da REFORMA PROTESTANTE (a partir do séc. XVI), a INTERPRETAÇÃO DO TETRAGRAMA vocalizado yehow, resultou, de maneira INESPERADA, NO NOME YEHOVAH (JEHOVAH OU JEOVÁ), daí, passando para algumas traduções modernas. Em tempos recentes, vários estudiosos preferem a denominação YAHWEH (Iahweh, Yaveh ou Javé) que teria como base à forma hipotética (hebr. Yahweh). O nome divino é explicado no próprio texto bíblico em Êxodo 3,14, por meio da seguinte locução enigmática (hebr. ‘ehyeh ‘aser ‘ehyeh, lit. serei o que serei). Em textos religiosos judaicos, é comum o uso de abreviações para se representar à denominação divina e as reduções em hebraico, são algumas das utilizadas. Na massorá do Códice: I, encontram-se várias abreviaturas e formas referentes ao tetragrama, sendo (yhwh, uyhwh, yhuh, yhwhu, (cf. o verbete qere perpetuum) ).

 

         Grifo meu: Onde está escrito na Bíblia, sendo dos homens, (compilação dos livros inspirados/revelados. Ou dos Manuscritos da LECHOM há KODESH – A Escrita Sagrada: “que Esse Deus, falou algo a complicarem, ou fazerem essa ciranda de INVENÇÕES E ATRAPALHAÇÕES PARA SEU NOME...??????”. (O QUE TEMOS BIBLICAMENTE SÃO PASSAGENS COMO: Gn 4,26; Êx 3,2-15; 6,2-3; Ef 4,5; Is 26,8; At 17,23; Êx 20,7; At 4,12; Os 2,16; Mq 4,5; Zc 14,9; Fp 1,28; 2,9-11; etc. “Será que o “Homem” não entendeu...?????”. Ou será que se faz de surdo??? “Pelo menos, o povo hebreu e judeu tem um leve respaldo mas veja: Dt 28,15-42; Dt 28,58-59”.  Disto tudo, houve consequÊncias que a própria Bíblia fala, e, não sou eu. Veja: “Is 2,13-18; 2,10-11; 3,7.17; 7,18.20-21.23; 11,10-11; 20,6; 24,21; 26,8; 27,1; 42,8; 52,5; 52,6; Ez 16,27; 36,20-23; Os 2,16; Mq 4,5; Zc 14,9; Ml 1,6; 2,1-3; Rm 2,24”.  E, quando cito essas verdades e tento LEVAR A VERDADE PARA “EVANGÉLICOS” ME XINGAM E FALAM QUE ESTOU DESMENTINDO A “BÍBLIA”! HORA. NÃO DESMINTO A BÍBLIA! MAS AS INTERPRETAÇÕES DE HOMENS QUE A COMPILARÃO ISTO SIM EU DISCUTO E FALO QUE ERRARAM AO COLOCAR TANTOS NOMES FICTÍCIOS EM UM NOME QUE É SAGRADO E “ÚNICO”!!! OU SERÁ QUE ALGUÉM PREFERE A “MENTIRA” EM VEZ DA VERDADE??? OU NÃO SABE OU NÃO QUER AMÁ-LO EM ESPÍRITO E VERDADE...????!!!! SÓ SE É ISSO. MAs NÃO COMIGO VIOLÃO......MODO DE DIZER. PORQUE CITO TAMBÉM: (1Co 5,9-13); Rm 9,11; 10,11.13.15.16.17.20; 11,4.8.29-32; Cl 1,20-22;

Escrito por anselmo.estevan às 17h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

2,13.14.20.22; Ef 2,1-9; 1,11-14; Sl 104,7; Hb 2,7; Ef 1,8-11 – “PORQUE, DEFENDO SEU ÚNICO NOME EXCLUSIVO: YAOHU!”. ANSELMO ESTEVAN.

 

       TEXTUS RECEPTUS. (lat. Texto recebido) ou (hebr. Nussah ham-mequbbal, texto recebido). Texto da Bíblia Hebraica surgindo no final da Idade Média e editado, mais tarde, por Jacó ben Hayyim em sua edição da Bíblia Rabbinica (venezia, 1524-1525). Tal obra usada como base para a maioria das edições até o séc XX e até hoje, é a forma padrão da Bíblia Hebraica para o judaísmo. A expressão Textus Recptus é também utilizada para indicar a terceira edição do Novo Testamento grego editada por Robert Etienne (Robertus Stephanus) (Paris, 1550) e que tornou-se padrão para publicações posteriores. O nome é usado tanto para designar a Edição Sixtina da LXX (Roma, 1587) quanto para a Edição Clementina da Vulgata (Roma, 1592-1593). A mencionada locução é tirada da seguinte sentença contida no prefácio em latim da segunda edição do Novo Testamento grego publicada por Boaventura e Abraão Elzevir (Leiden, 1633): textum ergo babes nunc ab omnibus receptum, in quo nibil immutatum aut corruptum damus (“assim tens agora o “texto recebido” por todos, no qual nada damos de mudado ou corrompido”) (cf. O verbete BÍBLIA RABBINICA).

 

 

       TORÁ. (hebr. Tôrá) ou (aram. ‘ôrayyeta). Ambas as unidades léxicas significam “instrução, ensino, lei”. Primeiro bloco do cânone da Bíblia Hebraica compreendido os seguintes livros: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio: Corresponde ao Pentateuco das Bíblias (cristãs). A massorá da BHS usa as abreviaturas em hebraico, que corresponde ao termo (aram, ‘ôrayyeta) e também a abreviação em hebraico, que é a abreviatura da lexia (hebr. Torá) para designar o mesmo bloco de livros escriturísticos. A tradição judaica possui duas expressões para indicar as duas formas da Torá: (hebr. Tôrá sebbikktab, lit., “Torá que está na escrita”, a Torá Escrita, isto é, o Pentateuco) e (hebr.tôrá sebb’al peh, lit., “Torá Escrita”, isto é, o Pentateuco) e (hebr. Tôrá sebb’al peh, lit., “Torá que está sobre a boca”, a Torá Oral, isto é, o Talmude) (cf. o verbete PENTATEUCO.).

 

 

       APÓCRIFO. (gr. Apókrüphos, oculto, secreto, escondido, misterioso), apocryphus (lat. Sem autoridade) ou (hebr. Hîsôn, externo, herético). Obra não incluída no cânone da Bíblia Hebraica, mas aceita no cânone da LXX, da Vulgata, da Vetus Latina, entre outras. Segundo os judeus e protestantes, os livros apócrifos são os seguintes: TOBIAS, JUDITE, 1MACABEUS, 2MACABEUS, SABEDORIA, ECLESIÁSTICO, BARUQUE, além dos acréscimos a ESTER e a DANIEL. Além destes, há, também, os seguintes livros no cânone da LXX: 3MACABEUS, 4MACABEUS, 1ESDRAS, SALMOS de SALOMÃO e ODES. Todos os livros mencionados são denominados deuterocanônicos pelos católicos romanos e pelos ortodoxos gregos e orientais (cf. o verbete DEUTEROCANÔNICO).

       E, só pra piorar, todas as cópias e recópias de cópias, vieram da Septuaginta e da Vulgata Latina.............por isso mesmo houve a REFORMA DOS CHAMADOS PAIS DA IGREJA............GRIFO MEU. Anselmo Estevan.

 

 

       ÁQUILA, VERSÃO GREGA DE: Versão grega do texto bíblico hebraico surgida por volta de 125-130, sendo produzida por Áquila, um oficial gentio convertido ao judaísmo. Sua característica principal é a marcante fidelidade em relação ao texto hebraico em detrimento da língua grega, resultando em uma versão literal e incompreensível do ponto de vista das regras gramaticais gregas. Esta versão reflete um texto hebraico muito próximo ao tipo massorético. Foi utilizada também por Orígenes de Alexandria na Héxapla (a terceira coluna). Somente restam fragmentos.

         Ta vendo como o GREGO, diferencia e muito do HEBRAICO! E a versão dos LXX foi uma transliteração do hebraico para o grego por vontade de um rei e, por haver também a “Diáspora” dos povos judeus que retornando do “exílio” já não sabia mais o seu próprio idioma......e se acostumara com o idioma falado – o “grego” e seus costumes e tudo o mais..........sendo incorporado no texto bíblico...........!!!!! Grifo meu. Anselmo Estevan.

Escrito por anselmo.estevan às 17h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

       ARMÊNIA, VERSÃO. Versão bíblica surgida no início do século V, na Armênia e seus tradutores principais foram o clérigo Mesrop Mashtots e o Katbolikos (patriarca) Sahak Partev. Seu texto teve por base a recensão da LXX feita por Orígenes de Alexandria (a Héxapla). A versão Armênia é um dos principais testemunhos da transmissão do texto da LXX ao lado da Vetus Latina e das versões Copta, Etíope, Árabe, além de outras. Foi impressa pela primeira vez em Amsterdã, na Holanda, em 1666, pelo bispo Voskan de Ierevan. É considerada a “Rainha das Versões” por alguns estudiosos, devido ao seu estilo literário e fidelidade à sua fonte, a LXX (cf. os verbetes HÉXAPLA e SEPTUAGINTA).

 

       BÍBLIA. (gr. Bíblia, lit. Livrinhos) ou Bíblia (lat. Bíblia). Denominação dada às Sagradas Escrituras do judaísmo (a Bíblia Hebraica) como também do cristianismo (o Antigo e o Novo Testamento). O vocábulo Bíblia foi, primeiramente, usado na Carta de Aristéias (c. 130 a.C) para designar o conjunto de escritos sagrados judaicos em sua versão grega, isso é, a LXX, sendo empregada no escrito à expressão (gr. He bíblos, o Livro). A locução original  (gr. Tà biblía, lit. os Livrinhos) é a forma do nominativo plural do gênero neutro significativo, literalmente, “os livrinhos”, tendo o vocábulo (gr. Biblíon, livrinho) como a forma do nominativo singular do mesmo gênero (cf. 1Mc 12,9 e prólogo de Eclo 33) – ESTRANHO? MANDA PROCURAR NOS LIVROS APÓCRIFOS.....!!!! GRIFO MEU ANSELMO ESTEVAN. Os judeus usam as seguintes locuções para designarem a Bíblia Hebraica (hebr. Miqra’, Sagradas Escrituras), (hebr. Kitbê haq-qodes, Sagradas Escrituras). O correspondente grego para o nome Sagradas Escritura é (he hagía graphé, a Sagrada Escritura). Os (cristãos) usaram a expressão (tà biblía) para indicarem, tanto os livros da Bíblia Hebraica quanto os do Novo Testamento e juntamente com os livros apócrifos/deuterocanônicos, constituiu-se a Bíblia (cristã). A partir da Idade Média, o vocabulário latino Bíblia começou a ser usado como um substantivo feminino singular e não mais como neutro plural, passando, dessa maneira, para os modernos idiomas europeus. A língua original da Bíblia Hebraica é o hebraico, em sua forma denominada hebraico bíblico, salvo algumas passagens escritas, originalmente, em aramaico: Ed 4,8-6.18; 7,12-26; Dn 2,4b – 7,28; Jr 10,11 e Gn 31,47a (cf. o verbete ARAMAICO). A composição das Escrituras hebraicas deu-se entre os séculos XII e II a.C., iniciando com o texto de Juízes, capítulo 5 (o Cântico de Débora), escrito em torno de 1125 a.C., e finalizando com o livro de Daniel, composto em 165 a.C., aproximadamente. O Novo Testamento foi composto, em sua origem, em grego na forma conhecida como coiné, no período entre os séculos I e II, sendo o primeiro texto a Primeira Epístola aos Tessalonicenses, colocada por escrito em torno de 50 ou 51 e o último, a Segunda Epístola de Pedro, escrita entre 130 e 140.

 

 

         BÍBLIA HEBRAICA, A SÉRIE. Bíblia Hebraica (lat. Bíblia Hebraica). Edições críticas publicadas na Alemanha pelo erudito alemão Rudolf Kittel com a colaboração de vários estudiosos da área de Antigo Testamento. Tais edições apresentam, além do texto bíblico hebraico, um aparato de variantes textuais coletadas de textos bíblicos hebraicos, aramaicos, gregos, latinos, coptas, etíopes, além de outros. A primeira edição apareceu em 1905 e 1906 e

Escrito por anselmo.estevan às 17h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

é conhecida como Bíblia Hebraica (GH1) e a segunda apareceu em 1913, sendo denominada Bíblia Hebraica (BH2) e ambas seguem o texto da Segunda Bíblia. A terceira, editada por Rudolf Kittel e Paul E. Kahle, foi elaborada entre 1929 e 1937, sendo conhecida, do mesmo modo, como Bíblia Hebraica (BHK). A quarta é intitulada Bíblia Hebraica Stuttgartensia (BHS), organizada entre 1967 e 1977, tendo como editores responsáveis, Karl Elliger e Wilhelm Rudolph. Atualmente, está sendo preparada a sucessora da BHS e que tem por título Bíblia Hebraica Quinta (BHQ) cujos editores são Adrian Schenker, Yohanan A. P. Goldmam, Aric van der Koij, Gerard J. Norton, Etephen Pisano, Jan de Waard e Richard D. Weis. Prevê-se que em alguns anos tal obra seja concluída e publicada. A BHK, a BHS e a BHQ têm por base o texto e a massorá do Códice L.

 

 

       BÍBLIA RABBÍNICA (lat. Bíblia Rabínica). Título das edições surgidas no início do século XVI, em Veneza, na Itália, sendo denominadas (hebr. Miqra’ôt gedôlôt, textos bíblicos estendidos, ampliados). Tais Bìblias foram produzidas na gráfica do impressor holandês Daniel Bomberg e trazem os seguintes destaques: texto bíblico hebraico, Targum, comentários rabínicos da Idade Média, anotações masoréticas, além de outros detalhes. A primeira edição, conhecida como Primeira Bíblia Rabínica, surgiu em 1516-1517, em Veneza, na Itália e teve como editor o frade agostinho. Felix Pratensis, um judeu convertido à fé (cristã). A edição seguinte, a Segunda Bíblia, apareceu em 1524-1525, também em Veneza, tendo como editor o rabino Jacó bem Hayyim. Esta última obra tornou-se o Textus Receptus da Bíblia Hebraica e texto padrão das subseqüentes publicações até o século XX. Algumas edições atuais ainda seguem seu texto. Sua massorá, do mesmo modo, tornou-se padrão e referência para os estudos masoréticos até o século XX (cf. o verbete TEXTUS RECEPTUS).

 

 

         CÂNONE OU CÂNON. (gr. Kanôn, regra, tipo, molde) ou cânon (lat. Regra, medida, regulamento). Coleção ou lista de livros considerados sagrados e normativos por determinados grupos religiosos. O cânone dos livros da Bíblia Hebraica corresponde, exatamente, ao dos livros do Antigo Testamento das Bíblias protestantes. As Bíblias católicas e ortodoxas possuem um cânone mais ampliado, pois admitem algumas obras rejeitadas tanto pelos judeus quanto pelos protestantes (cf. os verbetes APÓCRIFO E DEUTEROCANÔNICO).

Escrito por anselmo.estevan às 17h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

       CARAÍTA. (hebr. Qara’I, caraíta pl., hebr qara’im, caraítas ou “homens da Escritura”). O caraísmo é uma facção judaica surgida por volta de 765, em Bagdá, na Babilônia. Seu fundador foi Anan bem Davi e seus seguidores foram chamados, inicialmente, de “ananitas”. Entre os anos 830 e 860, o caraíta Benjamim bem Moisés, de Hehavend, no Irã, decodificou as doutrinas do caraísmo e, a partir desse momento, os seguidores passaram a ser conhecidos, igualmente, como (hebr. Benê miqra, filhos da Bíblia). Os caraítas rejeitam as tradições orais rabínicas (a Torá Oral), como o Talmude e só aceitam a autoridade da Bíblia (a Torá Escrita). São rigorosos em relação à guarda do shabbat (o sábado) e a outras leis bíblicas, possuem uma interpretação fundamentalista da Bíblia e rejeitam a festa de Hanuká e a de Purim. Na Babilônia, sofreram oposição por parte de Saadia há-Gaon e no Egito, por parte de Maimônides. No período medieval, eram versados em exegese bíblica, hebraico, filosofia e direito. No final do século XVI, tornaram-se numerosos na Palestina, no Império Bizantino, no Egito, na África setentrional, na Espanha e na Ásia Menor. Contribuíram, intensamente, para a elaboração da vocalização massorética. Segundo alguns estudiosos, tanto Moisés bem Asher quanto seu filho, Aarão bem Asher, teriam pertencido a círculos caraítas da Palestina. Um dos principais manuscritos massoréticos, o Códice C, pertence, desde o período medieval, à sinagoga caraíta Mussa Dar’i, no Cairo, no Egito. Abraham Firkowitch, o responsável pela descoberta do Códice L em uma guenizá de uma sinagoga caraíta na Ucrânia, por volta dos anos 1840, foi um erudito caraíta russo. Hoje, em Israel, os caraítas somam cerca de 7.000 pessoas.

 

 

         EDIÇÕES CRÍTICAS DA BÍBLIA HEBRAICA. Edições produzidas com propósitos acadêmicos e tendo a participação de estudiosos ligados a instituições universitárias.Essas obras possuem aparatos críticos que citam variantes textuais encontradas em manuscritos bíblicos surgidos, tanto na época antiga como no período medieval e nas seguintes versões: hebraico, aramaico, grego, latim siríaco, etíope, copta, armênio e árabe. As primeiras surgiram nos séculos XVIII, XIX, e XX e três são as mais conhecidas: a de Benjamin Kennicott (Oxford, 1776-1780), a de Giovanni B. de Rossi (Parma, 1784-1788) e a de Christian D. Ginsburg. (London, 1908-1926), as quais registram somente variantes encontradas em manuscritos hebraicos. Desde o início do século XX, surgiram as modernas edições críticas conhecidas como BH1, BH2, BHK, BHS, BHQ, e as edições do HUBP, que coletam divergências nas versões bíblicas clássicas (cf. os verbetes  BÍBLIA

Escrito por anselmo.estevan às 17h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

HEBRAICA, A SÉRIE E HEBREW UNIVERSITY BÍBLE PROJECT [HUBP]).

 

 

       PERGAMINHO. (gr. Diphthéra), (gr. Pérgamon) ou (gr. Membrana) (“pergaminho”) ou pergaminum (lat. Pergaminho). Material usado desde 200 a.C., para escrita, tendo como fonte peles de animais como ovelhas, carneiro, entre outros. Segundo alguns estudiosos, provavelmente, originou-se na cidade de Pérgamo, na Ásia menor (hoje Turquia), daí o nome pergaminho. A maioria dos manuscritos bíblicos, hoje existentes é feita neste tipo de material.

 

 

       PESHITTA. Peshitta ou peshitto (sir. Simples, Comum, Vulgar). Em hebraico, a versão é denominada (pesîtta’, Peshitta). Versão síria sucessora da Vetus Syra (lat. Antiga [Versão] Síria) e surgida por volta do século II, na Síria. Foi produzida a partir do texto hebraico, segundo alguns estudiosos ou a partir da LXX, segundo outros. Não está claro se é uma obra feita pelos judeus ou pelos (cristãos) sírios. Tornou-se a Sagrada Escritura oficial para grupos (cristãos) da Síria, nestorianos e jacobitas (cf. o verbete VETUS SYRA).

 

 

       BEM, O TEXTO É BEM MAIS EXTENSO E COMPLEXO...MAS, RESOLVI ABREVIAR, E, ACHO QUE ESTÁ DE BOM TAMANHO PARA QUE NÃO GOSTA DE LER.....!!! MAS ESSE É O MAU DO CRENTE E DO EVANGÉLICO! NÃO GOSTAR DE LER. NÃO SE INFORMAR MAIS SOBRE O ASSUNTO QUE DIZ RESPEITO QUANTO À SUA SALVAÇÃO....!!!! HÁ, EU ESCUTO O PASTOR E PRONTO.....!!! NÃO PROCURA SABER SE É DESSE JEITO MESMO, COMO FOI O POR QUE DESSA INTERPRETAÇÃO E ETC. COMO O PRÓPRIO SALVADOR, POR SUAS PALAVRAS O DISSE MUITO BEM: “ERRAIS POIS NÃO EXAMINAIS AS ESCRITURAS...!”. (Mt 22,29; Mc 12,24) – “CITA: A LECHOM há KODESH [A LÍNGUA SAGRADA]. A KITBÊ haq – QODES [AS ESCRITURAS SAGRADAS]”. “NÃO, À BÍBLIA”!

 

 

 

       Material tirado: “Do livro: MANUAL DA BÍBLIA HEBRAICA”.

       INTRODUÇÃO AO TEXTO MASSORÉTICO.

       GUIA INTRODUTÓRIO PARA A BÍBLIA HEBRAICA STUTTGARTENSIA.

       AUTOR: EDSON DE FARIA FRANCISCO.

       EDITORA: VIDA NOVA (3ª EDIÇÃO REVISTA E AMPLIADA).

       PESQUISA FEITA: ANSELMO ESTEVAN. (COM FORMAÇÃO EM BACHAREL EM TEOLOGIA).

 

 

      

 

 

 

 

 

Escrito por anselmo.estevan às 17h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

RESPOSTA AO BLOGUEIROS DA UBE:

VEJA PORQUE SABER SEU NOME Nº 1 E 2:

A NOSSA LUTA, NÃO É CONTRA A "CARNE", E "SANGUE"! "MAS CONTRA AS HOSTES NOS LUGARES CELESTIAIS. A MINHA RESPOSTA É SÓ UMA: A SALVAÇÃO É INDIVIDUAL, TEMOS O LIVRE-ARBÍTRIO, QUEM NÃO "CRER" JÁ ESTÁ CONDENADO POR DESFAZER DE UM ÚNICO SACRIFÍCIO PERFEITO PELOS PECADORES.............!!!!!!!!!! (Ef. 1,3-14.18.22-23; 2,1-10.14-16.19-22; 3,5.9-13; 4,3-16.17-32; 5,1-14.26.17-18; [Efésios 6,12]; PARA REFLETIR: Rm 9,11; 10,11.13.15.16.17.20; 11,4.8.29-32; [1Co 5,9-13]; Hb 2,7; [Ef 1,8-11]; Ef 4,5; At 17,23; Êx 20,7; Fp 1,28; 2,9-11; Is 42,8; At 4,12! {Cl 1,20-22; 13.14.20.22}; Efésios 2,1-9; 1,11-14; Sl 104,7! [Is 2,13-18; {2,10-11}; 3,7.17; 7,18.20-21.23; 11,10-11; {20,6}; 24,21; {26,8}; 27,1; {42,8}; 52,5; 52,6; Ez 16,27; 36,20-23; Mq 4,5; Zc 14,9; Ml 1,6; 2,1-3; FINALIZANDO A MINHA LINHA DE RACIOCÍNIO PARA "REFLEXÃO"! [SENDO, UMA VEZ QUE NÃO TEM MINHA INTERPRETAÇÃO!!! SOMENTE DE TEXTOS BÍBLICOS.....!!!!!], CITO - ROMANOS 2,24!!!!!!!). ESSE É MEU PENSAMENTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! NÃO COLOCO NADA MEU PRA NÃO FALAREM QUE É DE MINHA INTERPRETAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! DEIXO ASSIM A VONTADE DE QUEM LER INTERPRETAR ESTE ESTUDO DA BÍBLIA. E, VOLTO A DIZER QUE NÃO BRIGO CONTRA A "CARNE OU SANGUE" E MAIS: "RESPEITO AS OPINIÕES CONTRÁRIAS DE COLEGAS. POIS SE FICARMOS BRIGANDO ENTRE SÍ. VAI SURGIR UM JARGÃO: "AONDE ESTIVEREM DOIS OU MAIS BRIGANDO ENTRE SÍ PELO MEU NOME, ALI EU NÃO ESTAREI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ENTÃO, NÃO É DE FORMA NENHUMA O QUE QUERO POIS O QUE O CRIADOR DE TUDO ESPERA É QUE TODOS TENHAM UMA ÚNICA CONSCIÊNCIA E TODOS UM MESMO PENSAMENTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! SE NÃO COMO SERIAMOS UMA FAMÍLIA COM ELE SENDO A CABEÇA SE AS PERNAS NÃO OBEDECEM OS OLHOS NÃO ENXERGAREM OS BRAÇOS NÃO OBEDECEM, O CORPO TODO "DOENTE"...........??? NÃO É MESMO. ENTÃO DESTA FORMA EU RESPEITO A OPINIÃO DO COLEGA COLOCADA ABAIXO. QUE FICA PARA LER ESTUDAR INTERPRETAR..................................SOMENTE ISTO. EM NOME DE, CHAMO DE MEU DEUS POIS SEI O SEU NOME PESSOAL E O ACEITO DESTA FORMA, YAOHU! PARA TODOS "HALLELU-YAH". ANSELMO ESTEVAN.



type="text/javascript">POR QUE QUE EU TENHO QUE CORRER ATRÁS DO NOME DE DEUS??

SÓ QUERO COLOCAR UM TRECHINHO MAIS: PORQUE "DEUS YAOHU", PORQUE ACREDITO EM UM ÚNICO DEUS E NÃO EM dEUSES! ESSE DEUS YAOHU PERDOARÁ TODOS OS PECADOS........!!!! TODOS SEJA QUAL FOR. MAS TEM UM. UM SÓ PECADO QUE ELE NÃO PERDOARÁ! QUAL? QUEM PECAR CONTRA O SEU ESPÍRITO (QADÔSH RÚKHA DE YAOHU) POR ISSO SE ELE TEM UM NOME! POR QUE NÃO SABER? POR QUE IGNORAR?? PREGUIÇA? FALTA DE VONTADE DE LER?? ACOMODAÇÃO??? EU NÃO QUERO ESPERAR QUE ELE ME PERDOE DE QUALQUER PECADO E FICAR ESPERANDO NISSO.!!!!!!!!!!!!! EU VOU A LUTA. EU SOU SINCERO E NÃO SEI SE POR ACHAR QUE O NOME QUE COLOCARÃO NA BÍBLIA ESTÁ CERTO E SE FICO NESSA E ESTOU CONFUNDIDO-O COM O BELZEBU OU O DEUS DAS MOSCAS QUE LEVA O NOME DE "SENHOR" E ESTAREI PECANDO CONTRA O SEU ESPÍRITO SANTO E ESSE PECADO NÃO TEM PERDÃO..........!!!!!!!!!!!! (Mt 10,25; 12,24; 12,27; Mc 3,22; Lc 11,15; 11,18; 11,19). NÃO QUERO SER MAIS ESPERTO DO QUE NINGUÉM SÓ QUERO LEVAR A SALVAÇÃO MAS COMO ELA É INDIVIDUAL SÓ POSSO ORAR PARA QUE TODOS TENHAM UM MESMO ENTENDIMENTO.......!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! POIS CITO 1Jo 5,16; Mt 7,23. TEM PECADOS QUE NEM ESSES SÃO PARA ROGAR PARA DEUS YAOHU POIS SÃO PARA MORTE. E ATÉ QUEM ESTÁ DENTRO DA IGREJA FAZENDO MILAGRES PODE NÃO SE SALVAR..........??!!!!!!!!!!!!!!!!!! COMO POSSO ENFIAR A SALVAÇÃO NA CABEÇA DE QUEM NÃO QUER...???????? MATEUS 12,31: "POR ISSO VOS DECLARO: TODO PECADO E BLASFÊMIA SERÃO PERDOADOS AOS HOMENS; MAS A BLASFÊMIA FALA: CONTRA O ESPÍRITO NÃO SERÁ PERDOADO.............HORA, DEUS É O QUE? NÃO É ESPÍRITO!!! E SE É ESPÍRITO O ESPÍRITO SANTO NÃO O É O SEU ESPÍRITO? CLARO QUE É!!! E SE CONFUNDIR SEU NOME COM O DE UM DEUS PAGÃO FEITO POR MÃOS HUMANAS QUE LEVA O MESMO NOME DE BELZEBU, DEUS DAS MOSCAS. ETC. E TAMBÉM LEVA O NOME DE "SENHOR" = "BAAL". ISSO PRA MIM É CONFUNDIR O ESPÍRITO SANTO COM SATANÁS. E ESSE PECADO NÃO SERÁ PERDOADO...........POR ISSO, SE TENHO A CHANCE HÁ EU APROVEITO. E PEGO MAS NÃO DE OLHOS FECHADOS. POR QUE NÃO??? PORQUE ELE NOS DEU E SE FALTAR É SÓ PEDIR! O QUE? INTELIGÊNCIA, E PODEMOS RACIOCINAR AÍ SIM PODEMOS ESCOLHER O CAMINHO MAIS CIENTES DO QUE NOS AGUARDA...........PORQUE FOMOS VER SE É ASSIM MESMO E NÃO SÓ DUVIDAR...............BEM ERA ISSO QUE QUERIA FALAR. ANSELMO ESTEVAN.

 

Escrito por anselmo.estevan às 17h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PARA QUE EU DEVO APRENDER...??? PARA SUA SALVAÇÃO!!!!

RESPOSTA:

OK. ENTENDI A RESPOSTA. MAS A PERGUNTA É BEM SIMPLES! EXATAMENTE AO CONTRÁRIO!!! DE "BURRO" NÃO TEM NADA MAS NADA MESMO...!!! NÃO É QUE QUERO NÃO OFENDER OU ELOGIAR OK. POIS VEJA QUEM NOSSOS ANCESTRAIS FIZERAM EM GN 3,5-7! COMERAM SOMENTE DA ÁRVORE DO CONHECIMENTO DO BEM E DO MAL! DE OUTRA ÁRVORE QUALQUER NEM SE QUER TOCARAM.....!!!! SOMENTE DO CONHECIMENTO DO BEM E DO MAL!!!!!!!!!!!!!!! DO AMOR, E DE OUTRAS ÁRVORES FICARAM A DESEJAR.....!!!!! DESSE ERRO E DESSA DESOBEDIÊNCIA AO ETERNO É QUE VEIO TUDO O MAIS ATÉ A ESCONDER SEU NOME E BLASFEMÁ-LO!!!!!!!!!! E NÃO SOU EU QUEM FALA MAS A PRÓPRIA ESCRITURA........É SÓ QUERER TER ENTENDIMENTO E VER MAS ESSA É A PALAVRINHA CERTA: VEJA ESSES VERSÍCULOS DA ESCRITURA SAGRADA: Gn 3,6; Dt 4,6; 32,28; 1Rs 3,11; 4,29; 7,14; 1Cr 22,12; 2Cr 2,12; 2,13; 30,22; Ne 10,28; Jó 12,3; 12,12; 12,13; 12,20; 12,24; 17,4; 20,3; 26,12; 28,12; 28,20; 28,28; 34,16; 38,4; 38,36; 39,17; Sl 32,9; 49,20; 119,34; 119,104; 119,25; 119,130;199,169; 136,5; 147,5; Pv 2,2; 2,3; 2,6; 3,5; 4,1; 4,5; 4,7; 7,4; 8,1; 8,14; 9,6; 12,8; 14,29; 15,21; 15,32; 16,22; 17,16; 17,18; 18,2; 19,8; 21,16; 23,23; 24,30; Ec 10,3; Is 5,13; 11,2; 27,11; 29,24; 40,14; 40,28; Jr 5,21; Ez 28,4; Dn 2,21; 4,34; 4,36; Os 4,11; 4,14; 7,11; Ob 7; 8; Mt 22,37; Mc 12,30; 12,33; Lc 10,27; 24,45; Rm 10,2; 1Co 14,19; 2Co 4,4; Ef 3,19; 4,18; 4,23; Fp 4,7; Cl 1,9; 1,21; 2,2; 1Pe 1,13; 1Jo 5,20; Ap 13,18.

OBSERVE COM ATENÇÃO O QUE FIZERAM: "LUCAS": 4,17. 20-21.23.26.27-29 (POIS QUANDO NÃO LHE DAMOS O NOME QUE LHE FOI DADA ACIMA DE TODO O "NOME" FAZEMOS IGUALMENTE A ESSE TEXTO...!!!! O EXPULSAMOS DE NOSSAS VIDAS...!).

OBSERVE COM ATENÇÃO O QUE FIZERAM PARA ESTÊVÃO EM "ATOS": 7,1 - 8,1-8!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

AGORA, SE ALGUÉM QUER PRECISA DE ENTENDIMENTO É SÓ PEDIR QUE ELE LHE DARÁ DE BOM GRADO: TIAGO 1,5-7! MAS A SABEDORIA QUE VEM DO ALTO: TIAGO 3,17-18. Veja: 1Rs 4,29; Lc 21,15-18; Rm 11,29-36. (EVITE A SABEDORIA HUMANA PARA NÃO ESVAZIAR A CRUZ: 1Co 1,17; [1,18 - 2,16; 3,18-23] - A VERDADEIRA SABEDORIA).

POR ISSO MESMO, QUANDO SE É FALADA A VERDADE E SOMENTE A VERDADE EM SEU NOME (QUE NUNCA APARECE! SÓ TÍTULOS, E BLASFÊMIAS...) AO INVÉS DE SER VERIFICADO SE É EXATAMENTE ASSIM OU ASSADO....???!!!! O QUE ACONTECE É CADA UM IR PARA SEU LADO E DEIXAR COMO ESTÁ! PRONTO TA BOM. NÃO PRA MIM QUE PROCURO A VERDADE NÃO É ATOA QUE ENFIO A CARA NAS ESCRITURAS OU A COMPILAÇÃO DELAS HÁ 13 ANOS! E SÓ VIM DESCOBRIR A VERDADE HÁ OITO MESES....... E ESTOU ESTUDANDO PARA VER SE É ISSO MESMO..... POIS ENDURECER O CORAÇÃO É FÁCIL MAS DAR O BRAÇO A TORCER É DIFÍCIL............POIS O QUE O PRÓPRIO FILHO FALA: AMARÁS, POIS, O YHVH (YAOHU), TEU DEUS - YAOHU, DE TODO O TEU CORAÇÃO, DE TODA TUA ALMA, DE TODO O TEU ENTENDIMENTO E DE TODA A TUA FORÇA! E, É, EXATAMENTE ISSO QUE PROCURO PORQUE PRA ELE NÃO ME CONTENTO COM POUCO OU ENGANO OU VONTADE DE HOMENS.....POIS SÓ QUEM É DO ESPÍRITO É QUE ENTENDERÁ AS COISAS ESPIRITUAIS............PARA OS QUE NÃO SÃO ISSO É LOUCURA....OU ESTOU ERRADO??? EU NÃO QUERO GLÓRIA NENHUMA MAS PARA O MEU CRIADOR NÃO MEÇO ESFORÇOS.........!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! HALLELU-YAH. ANSELMO ESTEVAN. POIS, DA ÁRVORE QUE NÃO COMEMOS "AMOR" EU ME ESFORÇO EM LHE RETRIBUIR OS SACRIFÍCIOS DE SANGUE QUE ELE FEZ POR TODOS OS "PECADORES..."! O MÍNIMO QUE LHE POSSO OFERECER É DESCOBRIR O QUE ENCOBRIRAM: SEU NOME!!!! Hb 13,5-13; Ml 3,16-18.......................................................!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

 

PERGUNTA RESPONDIDA ACIMA:

 

Não estou afirmando que crente é burro, não penso assim.

 

 

 

Caso alguém tenha entendido assim, então, por favor, leia novamente o texto do e-mail.

 

 

 

Minha intenção é apenas divulgar a nova postagem de meu blog, pois ela trata deste assunto.

 

 

 

É importante, que nós, igreja de Deus, deixemos um pouco de lado o "igrejismo" e "academicismo" inútil e olharmos com a devida atenção para a seara.

 

 

 

Os campos estão brancos para a ceifa.

Escrito por anselmo.estevan às 17h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

 

 

Há dúvidas que precisam ser respondidas. E somos nós quem devemos responder.

 

 

 

A igreja não tem mais respostas para as pessoas do mundo.

 

 

 

E nem para seus próprios fiéis. Já repararam como é grande o número de pessoas que saem da igreja?

 

 

 

Discutir o sexo dos anjos não leva ninguém para o céu. Mas discutir as realidades da vida e mostrar um caminho real (Jesus), é que leva.

 

 

 

O ateísmo está mais forte que nunca e eles possuem respostas que a igreja não tem, embora devesse ter.

 

 

 

Quem o povo vai preferir? Quem o povo vai buscar?

 

 

 

O estereótipo de crente que o mundo conhece hoje em dia é daquele indivíduo intolerante, mal informado, alienado e burro.

 

 

 

Nós não somos assim. Mas temos que PROVAR isso.

 

 

 

A proposta de meu blog é justamente essa: provar a Deus, defender a fé, e trazer respostas para o mundo.

 

 

 

São os doentes que precisam de médicos.

 

 

 

Você é um bom médico, irmão?

 

 

 

Já pensou nisso alguma vez?

 

 

 

Então pense e ore sobre isso.

Escrito por anselmo.estevan às 17h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

 

Graça e paz.

 

De DINAMARTA HONORATO para Christian Brito
Enviado 1 hora atrás

claro que nao meu caro irmao.

 

acreditar em Deus e sinal de sabedoria,significa que voce ou que eu estamos vivos esperando pela volta do seu filho Jesus Cristo.

 

acreditar em Deus e sinal de inteligencia porque o diabo dar e toma mas Deus da e permanece a vida eterna em Cristo Jesus.



De Christian Brito para 2ª IPI de Santo A…, A.Fátima, ALDA REGINA TOLEDO, ANA LAURA ABDALLA, ANDRÉIA- BLESSED…e 94 mais
Enviado 3 horas atrás

Olá,irmãs e irmãos!


Acreditar em Deus é sinônimo de ignorância?

 

 

 

Eu acredito que não, e você?

 


http://pensadorlivre-bill.blogspot.com/2011/07/formacao-escolar-qual-o-nivel-das.html


Abraços,

Graça e paz.

Escrito por anselmo.estevan às 17h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

               QUANDO O  “CONHECIMENTO” – É SINÔNIMO DE “FALTA DE ENTENDIMENTO?”: 1 Pedro: 1,22-25: Purificando a vossa alma na obediência à verdade, para amor fraternal, não fingidos, amai-vos ardentemente uns aos outros, com um coração puro;

            sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus Yaohu, viva e que permanece para sempre.

            Porque toda carne é como erva, e toda a glória do homem, como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor;

            Mas a Palavra de YHVH permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada.

 

            João 1,13: Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus Yaohu.

            1Ts 2,13: Pelo que também damos, sem cessar, graças a Deus Yaohu, pois, havendo recebido de nós a Palavra da pregação de Deus Yaohu, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, a verdade) como palavra de Deus Yaohu, a qual também opera em vós, os que crestes!

 

            Tiago 1,18: Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas. – “VERDADE” QUE PROVEM DO CONHECIMENTO DO “BEM” – VERSUS A “MENTIRA” – QUE PROVÉM DO “CONHECIMENTO DO MAL!”. Pois, os que crêem na “VERDADE”, não receberam, novamente o ESPÍRITO DE ESCRAVIDÃO (CONHECIMENTO DO MAL – MENTIRA [Rm 8,15] POIS A “LIBERDADE” – É DITA EM VERDADE).

            Se foi “comida” somente da “árvore” do conhecimento do “bem” e do “mal”...!!!! Por que o ETERNO fala que ao seu povo falta “ENTENDIMENTO”? Porque ao comerem dessa árvore – se afastaram do CRIADOR (se tornando “INDEPENDENTES”), vindo a assimilarem a ciência do conhecimento do BEM e do MAL – SEPARADOS DE COMO SERIA ESSE MESMO CONHECIMENTO DADO PELO ETERNO...! Sendo, assim, pois, o entendimento, foi dado para o Bem e o Mal! E do “Mal” – só veio a “MENTIRA”. Da mentira a corrupção da corrupção a blasfêmia, etc. (2Co 4,1-6)! Por isso, o Filho sempre fala “EM VERDADE, EM VERDADE VOZ DIGO....!!!!”. Bem, para quem prefere: “EM MENTIRA, EM MENTIRA VOZ DIGO...........”: QUE SEJE UM BOM PRATO PELA SUA FALTA DE ENTENDIMENTO E POR QUERER FAZER A VONTADE DE SEU PAI EM CORRUPÇÃO: VEJA ESTE TEXTO E ESCOLHA QUAL LADO QUER FICAR POIS O LIVRE ARBÍTRIO É SEU E NÃO SOU EU QUEM TENTA LEVAR A VERDADE E SOU AVACALHADO POR LEVAR O NOME DE: DEUS (QUE É UM TÍTULO E NÃO NOME) E LEVO NOME DE ENCRENQUEIRO DE QUE NÃO ME IMPORTO EM LEVAR SALVAÇÃO!!! OK. ENTÃO ESCOLHA SEU CAMINHO POIS EU LEVO O NOME DE NÃO LEVAR SALVAÇÃO POR DIZER A VERDADE!!!!! ESTRANHO NÉ?

            EU FALO DO QUE VI JUNTO DE MEU PAI, E VÓS FAZEIS O QUE TAMBÉM VISTES JUNTO DE VOSSO PAI.

            RESPONDERAM E DISSERAM-LHE: “NOSSO PAI É ABRAÃO, FARÍEIS AS OBRAS DE ABRAÃO”.

            VÓS FAZEIS AS OBRAS DE VOSSO PAI. DISSERAM-LHE, POIS: NÓS NÃO SOMOS NASCIDOS DE PROSTITUIÇÃO; TEMOS UM PAI, QUE É DEUS.

            DISSE-LHES, POIS, YAOHUSHUA: SE DEUS (YAOHU) FOSSE O VOSSO PAI, CERTAMENTE, ME AMARÍEIS, POIS QUE EU SAÍ E VIM DE DEUS YAOHU, NÃO VIM DE MIM MESMO, MAS ELE ME ENVIOU!

            POR QUE NÃO ENTENDEIS A MINHA LINGUAGEM? POR NÃO PODERDES OUVIR A MINHA PALAVRA.

            Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio e não se firmou NA VERDADE, PORQUE NÃO HÁ VERDADE NELE; QUANDO ELE PROFERE MENTIRA, FALA DO QUE LHE É PRÓPRIO, PORQUE É MENTIROSO E PAI DA MENTIRA! [JOÃO 8, 38-44].

 

            MALAQUIAS 3,13: “VOCÊS TEM DITO PALAVRAS DURAS CONTRA MIM”, DIZ O YHVH. “AINDA ASSIM PERGUNTAM” : ‘O QUE TEMOS FALADO CONTRA TI?’.

 

            JOÃO 6,43-60: RESPONDEU, POIS, YAOHUSHUA E DISSE-LHES: NÃO MURMUREIS ENTRE VÓS.

            NINGUÉM PODE VIR A MIM, SE O PAI, QUE ME ENVIOU , O NÃO TROUXER; E EU O RESSUSCITAREI NO ÚLTIMO DIA.

            ESTÁ ESCRITO NOS PROFETAS: E SERÃO TODOS ENSINADOS POR DEUS (YAOHU). PORTANTO, TODO AQUELE QUE DO PAI OUVIU E APRENDEU VEM A MIM.

            NÃO QUE ALGUÉM VISSE AO PAI, A NÃO SER AQUELE QUE É DE DEUS (YAOHU); ESTE TEM VISTO AO PAI.

            NA VERDADE, NA VERDADE VOS DIGO QUE AQUELE QUE CRÊ EM MIM TEM A VIDA ETERNA.

            EU SOU O PÃO DA VIDA.

            VOSSOS PAIS COMERAM O MANÁ NO DESERTO E MORRERAM.

            ESTE É O PÃO QUE DESCE DO CÉU, PARA QUE O QUE DELE COMER NÃO MORRA.

Escrito por anselmo.estevan às 17h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

            EU SOU O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU; SE ALGUÉM COMER DESSE PÃO, VIVERÁ PARA SEMPRE; E O PÃO QUE EU DER É A MINHA CARNE, QUE EU DAREI PELA VIDA DO MUNDO.

            DISPUTAVAM, POIS, OS JUDEUS ENTRE SI, DIZENDO: COMO NOS PODE DAR ESTE A SUA CARNE A COMER?

            (YAOHUSHUA), POIS, LHES DISSE: NA VERDADE, NA VERDADE VOS DIGO QUE, SE NÃO COMERDES A CARNE DO FILHO DO HOMEM E NÃO BEBERDES O SEU SANGUE, NÃO TEREIS VIDA EM VÓS MESMOS.

            QUEM COME A MINHA CARNE E BEBE O MEU SANGUE TEM A VIDA ETERNA, E EU O RESSUSCITAREI NO ÚLTIMO DIA.

            PORQUE A MINHA CARNE VERDADEIRAMENTE É COMIDA, E O MEU SANGUE VERDADEIRAMENTE É BEBIDA.

            QUEM COME A MINHA CARNE E BEBE O MEU SANGUE PERMANECE EM MIM, E EU, NELE.

            ASSIM COMO O PAI, QUE VIVE, ME ENVIOU, E EU VIVO PELO PAI, ASSIM QUEM DE MIM SE ALIMENTA TAMBÉM VIVERÁ POR MIM.

            ESTE É O PÃO QUE DESCEU DO CÉU; NÃO É O CASO DE VOSSOS PAIS, QUE COMERAM O MANÁ E MORRERAM; QUEM COMER ESTE PÃO VIVERÁ PARA SEMPRE!

            ELE DISSE ESSAS COISAS NA SINAGOGA, ENSINANDO EM CAFARNAUM.

            [AGORA SE VC. PREFERE COMER DE OUTRA CARNE E BEBER DE OUTRO SANGUE PROBLEMA SEU!!!! POIS SE ACHAS QUE DO MEU JEITO NÃO ESTOU EVANGELIZANDO POR PROCURAR O NOME NO NOSSO CRIADOR E SE VC. SE CONTENTA COM TÍTULOS E NOMES DE COLOCAÇÃO HUMANA POR ACHAR QUE ESTÁ SALVO (“apelidos como Jesus, Iavé, Iawé, Jeová, Yehowa, Yehova Senhor , SENHOR”), PARABÉNS O LIVRE ARBÍTRIO É TODO SEU MAS NÃO SE QUEIXE SE NÃO TIVER PARTE COM UM DEUS QUE  TEM NOME E NINGUÉM, NINGUÉM MESMO SE IMPORTA COM ISSO!!!!!!! ENTÃO FAÇA BOM PROVEITO E COMA DA CARNE E BEBA DO SANGUE DE OUTRO POIS O NOME NÃO É DELE: “SENHOR” E “DEUS”!! AGORA: SENHOR - YAOHU! OU Deus - YAOHU ESTÁ OK. POIS IDENTIFICA QUAL DEUS E QUAL SENHOR OK. E TENHO DITO ANSELMO ESTEVAN MESMO PORQUE VEJA LOGO ABAIXO]:

         MUITOS, POIS, DOS SEUS DISCÍPULOS, OUVINDO ISSO, DISSERAM: DURO É ESTE DISCURSO; QUEM O PODE OUVIR?

Escrito por anselmo.estevan às 17h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Marina Ferraz enviou uma mensagem para você em Uniao de Blogueiros Evangelicos

 

Assunto: Lance suas ansiedades em Deus

 

------------

Anselmo, nós podemos chamar Deus de várias formas, quando escrevemo Deus com d maiúsculo é notório que estamos falando do único Deus que existe, o Deus Criador como podemos chamar:

 

Deus Altíssimo, Deus Criador, Deus de abraão, isaque e Jacó, Deus dos deuses, Deus de Israel, O Senhor, Deus Juíz, Deus Libertador, Deus Pai, Deus Redentor, Deus Todo Poderoso e etc; basta você ler a sua bíblia todos os dias, mas digo ler mesmo, de gênesis a apocalipse... 

 

Frisando que, existem várias traduções da Bíblia sagrada e nem em todas está escrito Jeová, mas sabemos que Ele também se chama Jeová... o fato é, Deus não quer saber se você vai chamá-lo de Deus Jeová ou de Deus, Ele é Deus pronto e acabou. Ele não olha para isso, mas sim para o nosso coração, para a sinceridade do nosso coração. É isso o que Deus quer de nós: sinceridade de coração e não rivalidade.

 

Você poderia muito bem, ter gasto o tempo que gatou para criticar minha mensagem, ganhando almas através do seu blog, escrevendo com a inspiração de Deus O Todo Poderoso, para que outras milhares de pessoas sejam ganhas através do seu blog.

Mas, é isso né... infelizmente alguns não sabem aproveitar direito o tempo que Deus lhes dá. Fazer o que?! Oremos para que a sabedoria verdadeira invada os corações, somente assim, o evangelho alcançará mais rápido o mundo inteiro e O Senhor Jesus voltará.

Fica na fé.

> Date: Wed, 13 Jul 2011 20:42:49 +0000

> From: Anselmo Estevan

> To: Marina Ferraz, ASM - ASS. SULMIN..., Almir R Dionisio, Andreia Cunha, Antonio Dequer Ma..., Banda Armagedom, Blog Cruz Vazia, Cantora Kellen Cr..., Capelão Nelson Sa..., Claudio Aparecido..., DINAMARTA HONORATO, David Ferreira De..., FATEF, Graziela Sena, Ivan  pereira da..., Jailton Brito, Leo Almeida, Lizza Barros, MILTON RABAYOLI, Michelle Braga, Márcia Varella, Márcio Meireles, PAULO ROBERTO PIR..., Pastor Cicero Man..., Renata Oliveira, Rodrigo Almeida, Sebastião Luiz de..., Thallyta - Adoles..., Viviane Barboza, Web Rádio Palavra..., cosme cardoso, cristiano pires, fatima soares, flavia Oliveira, gabryella J. B. d..., ANTONIO SANTOS LI..., AUGUSTO CÉSAR CAM..., Adriana S. P. V T..., Adriano Daniel Ao..., Alcilene Rodrigue..., Ana Areosa, Angela Maria Cast..., Antonio Alves Bat..., Aparecido sales d..., Cantora: Maria Fe..., Cevanat, Christian Brito, Cleusa Klein, Crislene Pereira, DC.Reginaldo, Davi Lima, Denis Roberto, Dorinha Carvalho, Douglas Fabiano, Douglas Julio Dias, ELIAS ALVES DA CO..., Eliandro Bezerra..., Escarlet dos Sant..., Ezequiel Ferreira, FABIO JOSÉ DA SIL..., Fabio Palmieri, Fabio Serafim Dom..., Francisco de Aqui..., GILSON JORGE MARC..., Gabriell Stevenso..., Geração Jovem Mun..., Gideon Oliveira, Gisely Alves, Gleydiane Aguiar, Gracisé Pereira S..., Guerreiros de Deu..., IETEC-INSTITUTO D..., Igreja Metodista, Isabel Pereira Di..., Jonathas Carvalho..., José Simião dos S..., Juanito Teixeira..., Junior Meireles, LEONTINO SAMPAIO, Ladislau Rodrigue..., Lais Correa Mafra, MARÍLIA RITA DE A..., Marcelo Salvador..., Marcos David Azev..., May Lu, Márcia Eler, Márgara Figueiró, Míriam da Silveir..., Obr.Thuany Sales, Oliveston Dias Pe..., PETRONIO COELHO, Pastor Rafael Est..., Paulo Ricardo e C..., Paulão Áudio Gosp..., Rafael Saito, Raphael Douglas d..., Raul Santos, Regina  Esposito, Regina Célia Simõ..., Renato Cesar dos..., Rita Lemes, Rádio Pentecostal, Sandy Mara de Sou..., Sergio Domingues, Talita Paiva, WELLINGTON CIRILO..., WILSON LOPES PERE..., andre  teixeira, clésia pinheiro g..., diocleia pacheco..., glaucia peixoto s..., jean carlo, joebison j nascim..., jose roberto garc..., jose rodrigues ch..., josé de camargo, lucelia de souza..., maria aparecida d..., nadia grazielle o..., simone abrantes, valter coutinho, valter coutinho

>

Escrito por anselmo.estevan às 17h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

> DESCULPE...............!!! MAS "DEUS" É TITULO! QUAL "DEUS"?? POIS ELE TEVE UM NOME QUE FOI E É ESQUECIDO E BLASFEMADO...................POR ISSO TANTOS PROBLEMAS......SO POR TÍTULOS ATÉ SATANÁS É UM deus!! E UM TÍTULO!!!! E LHE DERAM UM NOME! E O NOSSO NÃO TEM NOME??? TEM SIM POIS EU PROCUREI E DESCOBRI...............!!!!!!!!!!!!!!! TODOS DEVERIAM FAZER O MESMO.............NÃO VOU MAIS FALAR POIS AOS QUE FALAM SE NÃO FICAM BRAVOS COMIGO ME VIRAM AS COSTAS...............ENTÃO QUANDO PUDER VOU FALAR A VERDADE MAS PARA QUEM PELO MENOS TENTE VER REALMENTE POR CONTA PRÓPRIA SE É VERDADE OU NÃO POIS FALAR E NÃO DAR EM NADA É MUITO RUIM..............ANSELMO ESTEVAN. DESCULPE O DESABAFO.................!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

> > Date: Wed, 13 Jul 2011 19:52:44 +0000

> > From: Marina Ferraz

> > To: ASM - ASS. SULMIN..., Almir R Dionisio, Andreia Cunha, Anselmo Estevan, Antonio Dequer Ma..., Banda Armagedom, Blog Cruz Vazia, Cantora Kellen Cr..., Capelão Nelson Sa..., Claudio Aparecido..., DINAMARTA HONORATO, David Ferreira De..., FATEF, Graziela Sena, Ivan  pereira da..., Jailton Brito, Leo Almeida, Lizza Barros, MILTON RABAYOLI, Michelle Braga, Márcia Varella, Márcio Meireles, PAULO ROBERTO PIR..., Pastor Cicero Man..., Renata Oliveira, Rodrigo Almeida, Sebastião Luiz de..., Thallyta - Adoles..., Viviane Barboza, Web Rádio Palavra..., cosme cardoso, cristiano pires, fatima soares, flavia Oliveira, gabryella J. B. d...

> >

> > Não precisa ter medo, Deus te atenderá.

> >

> > Muitas pessoas vivem ansiosas com suas vidas; querem enriquecer rápido, casar rápido, conquistar uma benção rápido... ficam tão ansiosas que, por verem o tempo passar e não acontecer o que ela deseja, acaba tendo dúvidas sobre tudo: sobre a Palavra, sobre Deus...

> > Continue lendo a mensagem: http://worshiperofchrist.blogspot.com/

------------

 

 

Para responder a esta mensagem, clique aqui: http://ubeblog.ning.com/profiles/message/listInbox?xg_source=msg_mes_private

 

--

Para controlar os e-mails que deseja receber emUniao de Blogueiros Evangelicos, vá para:

http://ubeblog.ning.com/?xgo=b8TwTCStuaP8ZoSN5TQCi8WCujmloDlLI/Ja/bJtxJHSLFxl33XsYw&xg_source=msg_mes_private

 

 

 Responder Encaminhar

 

1 mensagem excluída nesta conversa. Exibir mensagem ou excluir para sempre. Nova janela

 Imprimir tudo

 Expandir todos

 Recolher todas

 Encaminhar tudo

 

 

           

           

 

 

 

Escrito por anselmo.estevan às 17h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

'ERROS DO PASSADO....':

   VEJA O QUE, NOSSOS ANCESTRAIS FIZERAM EM GN 3,5-7! COMERAM SOMENTE DA ÁRVORE DO CONHECIMENTO DO BEM E DO MAL! DE OUTRA ÁRVORE QUALQUER NEM SE QUER TOCARAM.....!!!! SOMENTE DO CONHECIMENTO DO BEM E DO MAL!!!!!!!!!!!!!!! DO AMOR, E DE OUTRAS ÁRVORES FICARAM A DESEJAR.....!!!!! DESSE ERRO E DESSA DESOBEDIÊNCIA AO ETERNO É QUE VEIO TUDO O MAIS ATÉ A ESCONDER SEU NOME E BLASFEMÁ-LO!!!!!!!!!! E NÃO SOU EU QUEM FALA MAS A PRÓPRIA ESCRITURA........É SÓ QUERER TER ENTENDIMENTO E VER MAS ESSA É A PALAVRINHA CERTA: VEJA ESSES VERSÍCULOS DA ESCRITURA SAGRADA: Gn 3,6; Dt 4,6; 32,28; 1Rs 3,11; 4,29; 7,14; 1Cr 22,12; 2Cr 2,12; 2,13; 30,22; Ne 10,28; Jó 12,3; 12,12; 12,13; 12,20; 12,24; 17,4; 20,3; 26,12; 28,12; 28,20; 28,28; 34,16; 38,4; 38,36; 39,17; Sl 32,9; 49,20; 119,34; 119,104; 119,25; 119,130;199,169; 136,5; 147,5; Pv 2,2; 2,3; 2,6; 3,5; 4,1; 4,5; 4,7; 7,4; 8,1; 8,14; 9,6; 12,8; 14,29; 15,21; 15,32; 16,22; 17,16; 17,18; 18,2; 19,8; 21,16; 23,23; 24,30; Ec 10,3; Is 5,13; 11,2; 27,11; 29,24; 40,14; 40,28; Jr 5,21; Ez 28,4; Dn 2,21; 4,34; 4,36; Os 4,11; 4,14; 7,11; Ob 7; 8; Mt 22,37; Mc 12,30; 12,33; Lc 10,27; 24,45; Rm 10,2; 1Co 14,19; 2Co 4,4; Ef 3,19; 4,18; 4,23; Fp 4,7; Cl 1,9; 1,21; 2,2; 1Pe 1,13; 1Jo 5,20; Ap 13,18.

OBSERVE COM ATENÇÃO O QUE FIZERAM: "LUCAS": 4,17. 20-21.23.26.27-29 (POIS QUANDO NÃO LHE DAMOS O NOME QUE LHE FOI DADA ACIMA DE TODO O "NOME" FAZEMOS IGUALMENTE A ESSE TEXTO...!!!! O EXPULSAMOS DE NOSSAS VIDAS...!).

OBSERVE COM ATENÇÃO O QUE FIZERAM PARA ESTÊVÃO EM "ATOS": 7,1 - 8,1-8!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

AGORA, SE ALGUÉM QUER PRECISA DE ENTENDIMENTO É SÓ PEDIR QUE ELE LHE DARÁ DE BOM GRADO: TIAGO 1,5-7! MAS A SABEDORIA QUE VEM DO ALTO: TIAGO 3,17-18. Veja: 1Rs 4,29; Lc 21,15-18; Rm 11,29-36. (EVITE A SABEDORIA HUMANA PARA NÃO ESVAZIAR A CRUZ: 1Co 1,17; [1,18 - 2,16; 3,18-23] - A VERDADEIRA SABEDORIA).

POR ISSO MESMO, QUANDO SE É FALADA A VERDADE E SOMENTE A VERDADE EM SEU NOME (QUE NUNCA APARECE! SÓ TÍTULOS, E BLASFÊMIAS...) AO INVÉS DE SER VERIFICADO SE É EXATAMENTE ASSIM OU ASSADO....???!!!! O QUE ACONTECE É CADA UM IR PARA SEU LADO E DEIXAR COMO ESTÁ! PRONTO TA BOM. NÃO PRA MIM QUE PROCURO A VERDADE NÃO É ATOA QUE ENFIO A CARA NAS ESCRITURAS OU A COMPILAÇÃO DELAS HÁ 13 ANOS! E SÓ VIM DESCOBRIR A VERDADE HÁ OITO MESES....... E ESTOU ESTUDANDO PARA VER SE É ISSO MESMO..... POIS ENDURECER O CORAÇÃO É FÁCIL MAS DAR O BRAÇO A TORCER É DIFÍCIL............POIS O QUE O PRÓPRIO FILHO FALA: AMARÁS, POIS, O YHVH (YAHU), TEU DEUS - YAHU, DE TODO O TEU CORAÇÃO, DE TODA TUA ALMA, DE TODO O TEU ENTENDIMENTO E DE TODA A TUA FORÇA! E, É, EXATAMENTE ISSO QUE PROCURO PORQUE PRA ELE NÃO ME CONTENTO COM POUCO OU ENGANO OU VONTADE DE HOMENS.....POIS SÓ QUEM É DO ESPÍRITO É QUE ENTENDERÁ AS COISAS ESPIRITUAIS............PARA OS QUE NÃO SÃO ISSO É LOUCURA....OU ESTOU ERRADO??? EU NÃO QUERO GLÓRIA NENHUMA MAS PARA O MEU CRIADOR NÃO MEÇO ESFORÇOS.........!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! HALLELU-YAH. ANSELMO ESTEVAN. POIS, DA ÁRVORE QUE NÃO COMEMOS "AMOR" EU ME ESFORÇO EM LHE RETRIBUIR OS SACRIFÍCIOS DE SANGUE QUE ELE FEZ POR TODOS OS "PECADORES..."! O MÍNIMO QUE LHE POSSO OFERECER É DESCOBRIR O QUE ENCOBRIRAM: SEU NOME!!!! Hb 13,5-13; Ml 3,16-18.......................................................!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

QUANDO O  “CONHECIMENTO” – É SINÔNIMO DE “FALTA DE ENTENDIMENTO?”: 1 Pedro: 1,22-25: Purificando a vossa alma na obediência à verdade, para amor fraternal, não fingidos, amai-vos ardentemente uns aos outros, com um coração puro;

            sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de ‘Ulhím Yahu, viva e que permanece para sempre.

            Porque toda carne é como erva, e toda a glória do homem, como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor;

            Mas a Palavra de YHVH permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada.

 

            João 1,13: Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de ‘Ulhím Yahu.

            1Ts 2,13: Pelo que também damos, sem cessar, graças a ‘Ulhím Yahu, pois, havendo recebido de nós a Palavra da pregação de ‘Ulhím Yahu, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, a verdade) como palavra de ‘Ulhím Yahu, a qual também opera em vós, os que crestes!

 

            Tiago 1,18: Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas. – “VERDADE” QUE PROVEM DO CONHECIMENTO DO “BEM” – VERSUS A “MENTIRA” – QUE PROVÉM DO “CONHECIMENTO DO MAL!”. Pois, os que crêem na “VERDADE”, não receberam, novamente o ESPÍRITO DE ESCRAVIDÃO (CONHECIMENTO DO MAL – MENTIRA [Rm 8,15] POIS A “LIBERDADE” – É DITA EM VERDADE).

         Se foi “comida” somente da “árvore” do conhecimento do “bem” e do “mal”...!!!! Por que o ETERNO fala que ao seu povo falta “ENTENDIMENTO”? Porque ao comerem dessa árvore – se afastaram do CRIADOR (se tornando “INDEPENDENTES”), vindo a assimilarem a ciência do conhecimento do BEM e do MAL – SEPARADOS DE

Escrito por anselmo.estevan às 17h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

COMO SERIA ESSE MESMO CONHECIMENTO DADO PELO ETERNO...! Sendo, assim, pois, o entendimento, foi dado para o Bem e o Mal! E do “Mal” – só veio a “MENTIRA”. Da mentira a corrupção da corrupção a blasfêmia, etc. (2Co 4,1-6)! Por isso, o Filho sempre fala “EM VERDADE, EM VERDADE VOZ DIGO....!!!!”. Bem, para quem prefere: “EM MENTIRA, EM MENTIRA VOZ DIGO...........”: QUE SEJE UM BOM PRATO PELA SUA FALTA DE ENTENDIMENTO E POR QUERER FAZER A VONTADE DE SEU PAI EM CORRUPÇÃO: VEJA ESTE TEXTO E ESCOLHA QUAL LADO QUER FICAR POIS O LIVRE ARBÍTRIO É SEU E NÃO SOU EU QUEM TENTA LEVAR A VERDADE E SOU AVACALHADO POR LEVAR O NOME DE: DEUS (QUE É UM TÍTULO E NÃO NOME) E LEVO NOME DE ENCRENQUEIRO DE QUE NÃO ME IMPORTO EM LEVAR SALVAÇÃO!!! OK. ENTÃO ESCOLHA SEU CAMINHO POIS EU LEVO O NOME DE NÃO LEVAR SALVAÇÃO POR DIZER A VERDADE!!!!! ESTRANHO NÉ?

            EU FALO DO QUE VI JUNTO DE MEU PAI, E VÓS FAZEIS O QUE TAMBÉM VISTES JUNTO DE VOSSO PAI.

            RESPONDERAM E DISSERAM-LHE: “NOSSO PAI É ABRAÃO, FARÍEIS AS OBRAS DE ABRAÃO”.

            VÓS FAZEIS AS OBRAS DE VOSSO PAI. DISSERAM-LHE, POIS: NÓS NÃO SOMOS NASCIDOS DE PROSTITUIÇÃO; TEMOS UM PAI, QUE É DEUS.

            DISSE-LHES, POIS, YAHUSHÚA: SE ‘Ulhím (YAHU) FOSSE O VOSSO PAI, CERTAMENTE, ME AMARÍEIS, POIS QUE EU SAÍ E VIM DE DEUS YAHU, NÃO VIM DE MIM MESMO, MAS ELE ME ENVIOU!

            POR QUE NÃO ENTENDEIS A MINHA LINGUAGEM? POR NÃO PODERDES OUVIR A MINHA PALAVRA.

            Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio e não se firmou NA VERDADE, PORQUE NÃO HÁ VERDADE NELE; QUANDO ELE PROFERE MENTIRA, FALA DO QUE LHE É PRÓPRIO, PORQUE É MENTIROSO E PAI DA MENTIRA! [JOÃO 8, 38-44].

 

            MALAQUIAS 3,13: “VOCÊS TEM DITO PALAVRAS DURAS CONTRA MIM”, DIZ O YHVH. “AINDA ASSIM PERGUNTAM” : ‘O QUE TEMOS FALADO CONTRA TI?’.

 

            JOÃO 6,43-60: RESPONDEU, POIS, YAHUSHÚA E DISSE-LHES: NÃO MURMUREIS ENTRE VÓS.

         NINGUÉM PODE VIR A MIM, SE O PAI, QUE ME ENVIOU , O NÃO TROUXER; E EU O RESSUSCITAREI NO ÚLTIMO DIA.

Escrito por anselmo.estevan às 17h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

ESTÁ ESCRITO NOS PROFETAS: E SERÃO TODOS ENSINADOS POR ‘Ulhím (YAHU). PORTANTO, TODO AQUELE QUE DO PAI OUVIU E APRENDEU VEM A MIM.

            NÃO QUE ALGUÉM VISSE AO PAI, A NÃO SER AQUELE QUE É DE ‘Ulhím (YAHU); ESTE TEM VISTO AO PAI.

            NA VERDADE, NA VERDADE VOS DIGO QUE AQUELE QUE CRÊ EM MIM TEM A VIDA ETERNA.

            EU SOU O PÃO DA VIDA.

            VOSSOS PAIS COMERAM O MANÁ NO DESERTO E MORRERAM.

            ESTE É O PÃO QUE DESCE DO CÉU, PARA QUE O QUE DELE COMER NÃO MORRA.

            EU SOU O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU; SE ALGUÉM COMER DESSE PÃO, VIVERÁ PARA SEMPRE; E O PÃO QUE EU DER É A MINHA CARNE, QUE EU DAREI PELA VIDA DO MUNDO.

            DISPUTAVAM, POIS, OS JUDEUS ENTRE SI, DIZENDO: COMO NOS PODE DAR ESTE A SUA CARNE A COMER?

            (YAHUSHÚA), POIS, LHES DISSE: NA VERDADE, NA VERDADE VOS DIGO QUE, SE NÃO COMERDES A CARNE DO FILHO DO HOMEM E NÃO BEBERDES O SEU SANGUE, NÃO TEREIS VIDA EM VÓS MESMOS.

            QUEM COME A MINHA CARNE E BEBE O MEU SANGUE TEM A VIDA ETERNA, E EU O RESSUSCITAREI NO ÚLTIMO DIA.

            PORQUE A MINHA CARNE VERDADEIRAMENTE É COMIDA, E O MEU SANGUE VERDADEIRAMENTE É BEBIDA.

            QUEM COME A MINHA CARNE E BEBE O MEU SANGUE PERMANECE EM MIM, E EU, NELE.

            ASSIM COMO O PAI, QUE VIVE, ME ENVIOU, E EU VIVO PELO PAI, ASSIM QUEM DE MIM SE ALIMENTA TAMBÉM VIVERÁ POR MIM.

            ESTE É O PÃO QUE DESCEU DO CÉU; NÃO É O CASO DE VOSSOS PAIS, QUE COMERAM O MANÁ E MORRERAM; QUEM COMER ESTE PÃO VIVERÁ PARA SEMPRE!

            ELE DISSE ESSAS COISAS NA SINAGOGA, ENSINANDO EM CAFARNAUM.

            [AGORA SE VC. PREFERE COMER DE OUTRA CARNE E BEBER DE OUTRO SANGUE PROBLEMA SEU!!!! POIS SE ACHAS QUE DO MEU JEITO NÃO ESTOU EVANGELIZANDO POR PROCURAR O NOME NO NOSSO CRIADOR E SE VC. CONTENTA-SE COM TÍTULOS E NOMES DE COLOCAÇÃO HUMANA POR ACHAR QUE ESTÁ SALVO (“apelidos como Jesus, Iavé, Iawé, Jeová, Yehowa, Yehova Senhor , SENHOR”), PARABÉNS O LIVRE ARBÍTRIO É TODO SEU MAS NÃO SE QUEIXE SE NÃO TIVER PARTE COM UM DEUS QUE  TEM NOME E NINGUÉM, NINGUÉM MESMO SE IMPORTA COM ISSO!!!!!!! ENTÃO FAÇA BOM PROVEITO E COMA DA CARNE E BEBA DO SANGUE DE OUTRO POIS O NOME NÃO É DELE: “SENHOR” E “DEUS”!! AGORA: SENHOR - YAHU! OU ‘Ulhím - YAHU ESTÁ OK. POIS IDENTIFICA QUAL ‘Ulhím E QUAL SENHOR OK. E TENHO DITO ANSELMO ESTEVAN MESMO PORQUE VEJA LOGO ABAIXO]:

            MUITOS, POIS, DOS SEUS DISCÍPULOS, OUVINDO ISSO, DISSERAM: DURO É ESTE DISCURSO; QUEM O PODE OUVIR?

 

 

Escrito por anselmo.estevan às 17h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

REMANESCENTE:

REMANESCENTE:

 

AQUI É SÓ UM PEQUENO RESUMO DO QUE ESSA PALAVRA REPRESENTA OK. MAS PRIMEIRO ISTO SE ENCAIXA NESSE TERMO: ESSA PASSAGEM DE 'NOME TEOFÓRICO - UM NOME DERIVADO DE OUTRO NOME': YirmeYahu ESSE NOME DERIVA DO NOME VERDADEIRO DO ETERNO! POIS NINGUÉM ACHA QUE ELE TEM NOME????? O CHAMAM POR TÍTULOS COMO "DEUS" SENHOR!!! MAS QUAL???? ISSO NÃO É SER UM REMANESCENTE.....AQUI VAI PRIMEIRA PARTE DE REMANESCENTE.....SE ACHAR MELHOR ME APROFUNDO MAIS NO ASSUNTO. COLOCO MAIS MATERIAL! VAMOS LÁ: "YIRMEYAHU - JEREMIAS":  . Sabemos que essa solidão de modo algum, correspondia a uma disposição natural de sua parte. Foi-lhe imposta por uma força externa que o violentava, agredia, invadia, prendia, exigindo uma adesão total à sua vontade e que tinha necessidade de sua solidão como de um meio para agir no seio do povo de Judá. Essa força implacável era a Palavra de Yaohu. Nenhum profeta evoca a Palavra de Yaohu e sua maneira de agir com tamanha e dolorosa exatidão quanto Jeremias. “A Palavra do ETERNO veio a mim” – é uma fórmula freqüente em Jr, que introduz e qualifica seu discurso (cf. 1,2). “Ao encontrar tuas palavras, eu as devorava” (15,16); {faço de Jeremias, minhas palavras: “ACHADAS AS TUAS PALAVRAS, LOGO AS COMI; AS TUAS PALAVRAS ME FORAM GOZO E ALEGRIA PARA O CORAÇÃO, POIS PELO TEU NOME SOU CHAMADO, Ó “YAHU”, ‘ULHÍM DOS EXÉRCITOS”.}

 

 

VAMOS AGORA, AO TEXTO DE EZEQUIEL: REMANESCENTE:

O próprio Yaohushua foi antecipado quando Ezequiel mencionou “o príncipe” em 34,24; 37,25; 44,3; 45,7.16-17.22; 46,2.4.8.10.12.16-18. Esse príncipe seria o filho de Davi que reinaria sobre o povo de Yaohu após o exílio. Da época do exílio até Yaohushua, nenhuma figura real da casa de Davi reinou sobre Israel (Lc 1,32-33). Assim, Yaohushua cumpre as esperanças que Ezequiel tinha para a restauração da casa de Davi após o exílio. Veja a nota sobre 37,24.

         Ezequiel depositava muitas de suas esperanças para o futuro de Israel na restauração do templo e do seu sacerdócio (caps. 40 – 48). Como filho encarnado de Yaohu, Yaohushua é o cumprimento final tanto do templo de Yaohu (Jo 2,19-22; Ap 21,22) como do sacerdócio (Hb 7,1 – 8,6). Sua morte foi um sacrifício expiatório (Rm 3,25; Hb 2,17). Ele agora ministra diante do trono de Yaohu no céu, intercedendo pelos santos (veja Hb 8). Quando retornar em glória, Yaohushua santificará os novos céus e a nova terra para ser uma morada santa para Yaohu (Ap 21,22-23), substituindo o templo como lugar de sua presença especial – 1Rs 8.

 

         Como a palavra “Christós” – O UNGIDO – foi transliterada erroneamente para o português – “CRISTO”. E, dessa palavra, se derivou a palavra: CRISTÃO – (At 11,26; 26,28; 1Pe 4,16). Entendendo que esse termo é: SEGUIDOR DE CRISTO – DE SUAS OBRAS...! Mas o correto é: REMANESCENTE – OU SEJA: “O QUE RESTA DE ALGUMA COISA, O QUE SOBROU, O SEGUIMENTO MAIS PURO O DNA, ETC”. Sendo desta forma quando houver a palavra: cristão, leia-se REMANESCENTE – OS VERDADEIROS SEGUIDORES DE YAOHUSHUA – SUA SEMENTE – O QUE BUSCA A VERDADE PURA DOS CÉUS SOMENTE...!!! (Is 49,6; Jr 50,20; Rm 9,27; Rm 11,5). Por isso que é fundamental conhecer o seu verdadeiro Nome Pessoal único e intransferível: “Yaohu”, “Yaohushua”, “Rúkha hol – Rodshua” – O ÚNICO NOME QUE “SALVA”! Anselmo Estevan.

 

         Vamos ver o que diz a Enciclopédia Bíblica, O ANTIGO TESTAMENTO INTERPRETADO versículo por versículo; da editora HAGNOS. R.N. Champlin. Dicionário – pág. 5154:

 

         REMANESCENTE:

         No hebraico temos três palavras diversas, com o sentido de “aquilo que resta”, “escape” e “remanescente”. No N.T. também temos três palavras gregas, Katáleimma, leîmma e loipós, todas com o sentido de “remanescente”.

         O conceito de remanescente encontra-se ao longo da Bíblia, com vários aspectos e significações. Aquelas palavras originais algumas vezes eram usadas em combinações que lhes emprestavam um efeito intensificador ou especial. Podiam indicar objetos ou pessoas que sobraram, após o uso ou alguma mortandade ou destruição. Os profetas se utilizaram especialmente de expressões como “restantes de Sião” (Is 4,3; Jr 6,9, “resíduos de Israel”; Mq 2,12, “restante de Israel”; Mq 5,6ss, “restante de Jacó”) e expressões similares. Essas expressões têm um sentido teológico e escatológico, um resumo das esperanças dos crentes israelitas. O povo ao qual seria dada a salvação final consiste na comunidade daqueles que, pelo desígnio gracioso de Yaohu, vierem a escapar do juízo condenatório, por haverem sido escolhidos pelo ETERNO. Todavia, como muitos outros conceitos teológicos, o conceito de “remanescentetambém sofreu uma evolução ao longo da revelação bíblica:

         1. Uso profano ou natural. A idéia de algo que sobrou é comum no uso secular. A Bíblia alude ao resto das ofertas de manjares ou de cereais (Lv 2,3), ao resto do azeite (Lv 14,18), os restantes dos prostitutos cultuais (1Rs 22,46), etc. A palavra “restante” é usada, especialmente, para indicar minorias políticas de vários tipos (ver Js 23,12; Dt 3,11; 2Sm 21,12; Is 14,22.30; 16,14; 1Rs 14,10; 2Rs 25,11; Ez 14,22; etc.). Os grupos de exilados que retornaram da Babilônia em companhia de Zorobabel e Esdras também eram chamados remanescente”.

Escrito por anselmo.estevan às 17h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

         2. Uso teológico. É nesse campo que a palavra se reveste de grande importância. O destino político de Israel é uma questão escatológica, profetizada. Um exemplo pertinente disso é Mq 5,3: “Portanto os entregará até ao tempo em que a que está em dores de parto tiver dado à luz; então o restante de seus irmãos voltará aos filhos de Israel”. Estão em foco os eleitos de Yaohu dentre todas as nações, que serão unidas aos israelitas salvos no fim de nossa dispensação, completando a Igreja. Os profetas do A.T. apenas vislumbravam o que o N.T. descreve com maior clareza.

         Aquele que faz a vontade de Yaohu é irmão, irmã ou mãe de Yaohushua (Mt 12,50); Yaohushua não se envergonha de chamá-los irmãos (Hb 2,11). A promessa se estende a todos quantos são chamados por Yaohu (At 2,39).

         Que a Bíblia ensina um retorno literal dos judeus à Palestina que pode ser identificado ou não ao contemporâneo movimento sionista, parece claro, através de trechos como Jr 31,7-9 e Mq 5,7.8. Mas, quando chegamos ao N.T., a palavra “remanescenteé usada especialmente em relação aos judeus que, em cada geração, se vão convertendo a Yaohushua, até à grande colheita final de Israelitas, nos dias da grande tribulação. Romanos 9,27-29 é passagem crucial dentro da teologia de remanescente. Só o remanescente de Israel será salvo. Esses são a semente espiritual de Abraão, em contraposição à sua descendência natural – aqueles que são tão numerosos como as estrelas, em contraste com aqueles que são tão numerosos como a areia dos mares. Portanto, é um erro equiparar a moderna nação de Israel com o remanescente profetizado. Contudo, apesar de esse remanescente visar especialmente aos judeus eleitos por Yaohu, também estão em pauta os gentios eleitos (ver Rm 9,24.25: “... a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios...”). Isso esclarece que a Igreja de Yaohushua, em seu estágio final, consistirá de judeus e gentios eleitos, tal como se deu no começo do cristianismo, fortalecendo a posição pós-tribulacional, que não concebe a Igreja gentílica arrebatada antes da tribulação, somente após o que os judeus se voltariam para Yaohushua. As promessas bíblicas, acerca do povo de Yaohu do fim, visam igualmente a judeus e gentios, pois, em Yaohushua são eliminadas todas as distinções que os separavam, formando-se um único corpo místico de Yaohushua. (Ver João 17,22.23).

         Romanos 11,4.5 é trecho que fala de um remanescente escolhido de acordo com os propósitos da graça divina. A base histórica disso é a experiência do profeta Elias, que foi relembrado, em um período de grande apostasia em Israel, que havia ali muitos que não tinham dobrado os joelhos diante de Baal. O ponto frisado pelo apóstolo foi que esses fiéis do passado são paralelos ao remanescente da graça na dispensação atual. A soberana eleição de Yaohu está em foco. Apesar de a maioria da nação de Israel ter caído em apostasia, o remanescente permaneceu fiel ao ETERNO. O mesmo sucederá no período escatológico do fim. Outro pensamento que se salienta é que Yaohu jamais rejeita os seus escolhidos, pois a eleição para a salvação não depende das realizações morais dos escolhidos, mas do beneplácito de Yaohu. A ênfase recai sempre sobre a profundíssima misericórdia do ETERNO, em todas as discussões sobe o remanescente!

 

ENTÃO AQUI FICA A RESPOSTA PARA A PESSOA QUE ME INTERROGOU! O SR. ANSELMO SERÁ QUE ELE É UM REMANESCENTE????? COM TODA CERTEZA. POIS PROCURO SEU NOME EM VERDADE DE ESPÍRITO NÃO DE PAPEL OU DE LETRA DE TRADUÇÕES DE DUAS BÍBLIAS...."SEPTUAGINTA LXX; VULGATA LATINA"! E MEU SABER VEM DE 'ULHIM YAHU POIS O HONRO NO SEU ESPÍRITO - RÚKHA! NÃO NO PAPEL E AGRADAR A HOMENS DE CARNE E OSSO FALHOS QUE SOMOS 70% ÁGUA E 30% PÓ. MAS NESSE VASO DE BARRO ESTÁ MORANDO O SEU QADÔSH RÚKHA (SANTO ESPÍRITO) RÚKHA hol - RODSHÚA!!! POIS MUITOS SERÃO VASOS DE DESONRA!!!!!!! EU QUERO SER UM VASO DE HONRA POR ISSO SOU REMANESCENTE SIM COM TODAS AS LETRAS MAIÚSCULAS E FALO SEU NOME SANTO SIM! POR QUE NÃO FALARIA??? SE O AMO E SE DESCOBRI A VERDADE!!!! POR QUE VOU TROCAR PELA MENTIRA??? NÃO TROCO MEU 'ULHIM YAHU POR DEMÔNIO, DIABO, OU OUTRO NOME QUALQUER DE ÍDOLO PAGÃO......FAÇO DE ROMANOS 11,1-4 MINHAS PALAVRAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ROMANOS 11,1-5!!!!!!!!!!! REMANESCENTE - ANSELMO ESTEVAN COM TODA HONRA EM SEU ÚNICO NOME PERFEITO E ETERNO PARA SEMPRE EM VERDADE!!!!! ASSINO ESSA MENSAGEM: ANSELMO ESTEVAN. COM FORMAÇÃO DE PASTOR, BACHAREL EM TEOLOGIA. FORMADO PELA FACULDADE IBETEL DE SUZANO. SP. DO TEXTO ACIMA, ALÉM DA ENCICLOPÉDIA BÍBLIA CONSULTADA, QUE ME REFIRO ACIMA, TAMBÉM FORAM USADAS NO TEXTO: BÍBLIA DE ESTUDO TRADUÇÃO ECUMÊNICA, BÍBLIA DE ESTUDO DE GENEBRA EDIÇÃO REVISTA E AMPLIADA!!!!!! SHALÔM ALECHEM!

Escrito por anselmo.estevan às 17h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

ANSELMO ESTEVAN.

 

 

O QUE SIGNIFICA: “B’RIT HADASHAH? TANAKH? TORAH?”:

 

 

B’rit Há-da-shah. Nova aliança, novo testamento. O termo é usado na introdução, mas não no corpo do texto do Novo Testamento Judaico. {Entretanto a nova aliança é mencionada em Mt 26,28; Mc 14,24; Lc 22,20; 1Co 11,25; Gl 4,25; e por todo o texto de Jm 7,22 – 10,31, bem como no tanakh em YirmeYahu [Jr] 31,30-33[31-34]}.

 

Ta-nakh. Acrônimo das letras iniciais das três partes da Bíblia hebraica: Torah {“Ensino”, os primeiros cinco livros de Mosheh, ou Pentateuco: B’reshit (Gênesis) Sh’mot (Êxodo), Vayikra (Levíticos), B’midbar (Números) e D’varim (Deuteronômio), Nevi’im (“Profetas”), os livros históricos Y’hoshua (Josué), Shof’tim (Juízes) Sh’um’el (Samuel) M’lakhim (Reis), os três profetas maiores: Yesha’Yahu (Isaías), YirmeYahu (Jeremias), Yechezk’el (Ezequiel) e os doze profetas menores, e K’tuvim (“Escritos”), Telhilim (Salmos), Mishlei (Provérbios), Iyov (Jó), as cinco megillot (rolos) – Shir Hashirim (Cântico dos Cânticos), Rut (Rute), Ester, Eikhah (Lamentações) Kohelet (Eclesiastes) -, Dani’el (Daniel), ‘Ezra – NechemYah (Esdras – Neemias) e Divrei Hayamim (Crônicas)}.

         Ou seja, o Antigo Testamento. Na maior parte das traduções, a expressão é traduzida por “Escritura” ou “está escrito”. A razão pela qual os escritos do Novo Testamento citam o Tanakh com tanta frequência é o fato de considera-la palavra divina, detentora de autoridade, para todos os homens (Mt 4,4).

 

To-rah, Literalmente, “ensino”, mas comumente traduzida por “Lei” porque os gregos usaram nomos para verter torah. 1. Os cinco livros de Mosheh, o Pentateuco, chamados Torah Shebikhtav (“Torá Escrita”) [Mt 5,17], 2. A primeira, acrescida de Nevi’im [Profetas] e K’vim [Escritos], isto é, todo o Tanak. 3. A segunda, com material adicional, chamada Torah Sheb’at-peh (“Torah Oral”), e considerada em diferentes níveis detentora de autoridade no judaísmo (Gl 5,3), 4. A palavra torah com inicial minúscula pode ser entendida de forma genérica como “lei” ou “princípio” (Rm 7,21ss).

 

To-rah. Mestre da. Essa expressão é a tradução da palavra grega grammateus, que corresponde ao hebraico sofer (pl. sofrim), geralmente vertida como “escriba”. Aparentemente os escribas da Torah (Mt 2,4).

 

         Bíblia de Estudo pesquisada: Bíblia Judaica Completa (Tanakh [AT] e a B’rit Hadashah [NT]. Autor: David H. Stern).

 

 

         Passagens da minha 3ª apostila para refletirem: Introdução ao: Tanakh (AT): Bíblias consultadas: Bíblia de Estudo Tradução Ecumênica. Bíblia de Estudo de Genebra Edição Revista e Ampliada (Bíblia de Estudo – Temas em Concordância. Editora Gospel. Bíblia de Estudo do Peregrino) – pesquisa feita por: Anselmo Estevan. Com formação de: Pastor, Teologia, e Bacharel em Teologia pela Faculdade Ibetel de Suzano Sp.

 

O livro de Joel tem ocupado um lugar importante na vida da Igreja. O Novo Testamento deixa claro que Yaohushua e seus seguidores estavam familiarizados com os escritos de Joel, e sua influência está mais evidente nas passagens do Novo Testamento que falam dos últimos dias. Essas passagens baseiam-se nas imagens vívidas usadas por Joel para descrever o Dia do ETERNO e a praga dos gafanhotos (p. ex., Mc 13,24; Lc 21,25; Ap 6,9; 9,2). De igual importância são as promessas encontradas em 2,28-32, citadas por Pedro e consideradas como cumpridas durante o acontecimento do Pentecostes (At 2,16-21). Paulo também fez referências a essa profecia em Rm 10,13, onde usou Jl 2,32 para embasar seu argumento de quenão há distinção entre judeu e grego” (Rm 10,12). A salvação é para todos, como declarou o profeta Joel: “E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do ETERNO – Yaohu - será salvo” (2,32).

Escrito por anselmo.estevan às 17h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A Igreja continua a considerar o ensinamento de Joel sobre o Dia do ETERNO como uma importante fonte de esperança e conforto, por um lado, e uma palavra de advertência, por outro. Em momentos de aflição e desespero, os Remanescentes têm considerado consoladoras e inspiradoras as promessas em relação à bênção, à proteção e à defesa da comunidade da aliança do ETERNO. Ao mesmo tempo, a vívida descrição que Joel faz dos terríveis aspectos do Dia do ETERNO tem servido como um lembrete da santidade e do julgamento de Yaohu como um chamado contínuo ao arrependimento pleno e à santidade de vida. Por fim, o grande Dia do ETERNO é o dia da volta de O UNGIDO, o dia em que ele julgará o mundo inteiro, lançando seus inimigos no inferno e abençoando os Remanescentes com uma herança eterna nos novos céus e na nova terra.

 

        

 

Veja as referências de Joel 2,32, e o estudo desse versículo (Bíblia de estudo de Genebra. Edição Revista e ampliada pág. 1.135).:

 

         - Referências: ([d] todo aquele que invocar o nome de Yaohu será salvo; porque, Jr 33,3; At 2,21; Rm 10,13; [e] no monte Sião e em Jerusalém, estarão os que forem salvos, como o ETERNO prometeu; e, Is 46,13; {Rm 11,26}; [f] entre os sobreviventes, aqueles que o ETERNO chamar! Is 11; Jr 31,7; {Mq 4,7}; Rm 9,27.).

 

         - Estudo: 2,32 Invocar o nome de “Yaohu”. Essa frase refere-se a adorar o ETERNO (Gn 12,8), especialmente para fazer O SEU NOME CONHECIDO POR AQUELES QUE NÃO O CONHECEM OU QUE SE OPÕEM A ELE (1Rs 18,24; Sl 105,1; Is 12,4; Jr 10,25; Zc 13,9). Sobrevivente. Os chamados pelo ETERNO que responderam com fé. (ASSIM, YAOHU GUARDOU PARA SI, NA PERIGOSA ÉPOCA DE ACABE, SETE MIL HOMENS QUE NÃO TINHAM DOBRADO OS JOELHOS A BAAL – 1Rs 19,18; Rm 11,4). Confissão Belga. ARTIGO 27, pág. 1.756  - “Westminster”. 

 

         “Seja você, que está lendo esta apostila, agora, participante do grupo dos SETE MIL que não dobraram os joelhos... Receba, conheça, fale do Nome de Deus. Pois como disse Joel: Todo aquele que invocar o seu nome será salvo – YAOHU!”.

 

         Esse é o meu propósito que todos conheçam, e, glorifique, novamente, o seu Nome Sagrado  - Yaohu. Amém. Anselmo Estevan.

§ Caros leitores, neste momento, se encontram a necessidade – de  abrir um “parêntese”, e, mudar um pouco a seqüência dos estudos, que, pela ordem é: MIQUÉIAS; para mostrar-lhes dois estudos que se encaixam nos estudos do livro a ser estudado.(MIQUEIAS). Vamos lá.:

 

         Eu, Anselmo Estevan, não aceito em  ANDAR” no NOME de um substituto – como o fez o seu próprio povo ao entrar em Canaã e se misturar como o “povo gentio” – sem Deus – que todos os “HOMENS” – querem agradar cada um a sua vontade – assim, andando entre deuses criados por suas próprias mãos... Veja:

 

         Quero começar a minha linha de raciocínio da seguinte forma: (Bíblia de estudo – “Temas em Concordância”). Da Editora Central Gospel. Ano de 2.005 – Versão NVI – traduzida por Bruno Destefani. Diretor Presidente – Senhor Silas Malafaia.

 

         Gênesis 4,26 (Ou Proclamar).

 

         “Como, essa é uma Bíblia, de ESTUDO que: A própria Bíblia – fala por si, vamos lá”. Do versículo de Gn 4,26 a Bíblia de estudo nos remete aos versículos seguintes como resposta dada a esse questionamento:

 

        Gn 4,26; 13,4; Dt 3,23; 1Sm 1,12-16; 15,31; 2Cr 20,4; Ne 2,4; Sl 12,1; 25,1; 30,8; 66,17; 80,17; 84,9; 116,4; 142,1; Jr 32,16; Dn 6,10-13; Jn 2,7; Zc 8,20.21; At 1,13.14; 12,5.12; 18,7. Veja também: Dt 3,24; Zc 7,2; Ml 3,16; (Is 42,8; 26,8).

         Sendo assim: “Entendo que “toda a Bíblia fala do NOME DE DEUS!!!”. Mas como? SIM! O “homem” – como ENFRAQUECEU a “Lei” de “Yaohu” – pelos pecados da “Queda” – erroneamente também quis desfazer do seu Nome por um substituto que não o seu NOME VERDADEIRO E PESSOAL – A última obra de Satanás para o homem caído – seu plano maligno. Esse é o meu ver!”.

         Vamos a outro estudo:

        

         Eu, Anselmo Estevan, sou uma pessoa comum. Com pouquíssimos amigos, mas YAOHU – me fez perfeito e com dois ouvidos – para poder escutar...! Então: “Muitos perguntam”.:

         - Para que saber o Nome de Deus?

 

         - Será que só sabendo o “Nome de Deus”, (o Nome correto e não colocações humanas por motivos diversos...?); a pessoa já é salva?

 

         - Se a pessoa – souber o “Nome Pessoal” – verdadeiro de Deus – e, AGIR TODA “ERRADA”!? ADIANTA ALGUMA COISA? (Neste caso é NÃO...!).

 

            - ETC...

Escrito por anselmo.estevan às 17h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

         Como resposta: “Há todo um compromisso com a verdade, mas não uma regra para ser SALVO! Isso, só Ele pode, nos SALVAR! Agora, pra mim, é muito mais que importante , saber o NOME do meu SALVADOR! NÃO ME CONTENTO COM UM “SUBSTANTIVO – QUE POR VONTADE HUMANA – VIROU NOME PRÓPRIO”. E mesmo porque ELE quer que seu verdadeiro Nome seja conhecido, louvado, glorificado como o diz esses estudos que estou buscando na BÍBLIA,  EM NENHUM OUTRO LUGAR. DA EXEGESE DO PRÓPRIO HOMEM QUE COMO EU ESTAMOS INTERESSADOS NA VERDADE SOMENTE: (Nm 23,19; Js 24,27; Sl 52,3; Pv 14,5; Ez 13,19; Cl 3,9; Hb 6,3.18; Tg 3,14; etc.)”.

 

         A minha resposta só pode ser uma: Cito Mateus 22,29; Marcos 4,22; Provérbios 25,2.

 

         Partindo única e exclusivamente, pelas escrituras, vamos aonde tudo começou, (o recomeço – pelas maldades do próprio coração do “homem” – uma verdade que não poderia ficar esquecida), vamos ao estudo do versículo de: ÊXODO 3,13-15.

 

         Bíblia de estudo DO PEREGRINO. Do Senhor – Luís Alonso Schökel. 2ª edição – 2.006.

 

         3,13-15. Segunda objeção. Ele se fia em Deus; o povo se fiará nele? Querendo saber qual Deus o envia – dado decisivo na missão profética, p. ex. Dt 13; Jr 23,13; - perguntarão pelo nome da divindade. A resposta é ao mesmo tempo positiva e ambígua; vale para Moisés e vale para o povo.

         Estes três versículos estão entre os mais analisados e discutidos de todo o AT. Qual a origem do nome Yhwh? Existia fora e antes de Israel? Que significa em si? Que função tem no relato? Sobre as duas primeiras perguntas se multiplicaram as conjeturas, sem oferecerem uma resposta plausível. Sobre a terceira: começamos confessando que nossa vocalização é duvidosa, pois nos nomes compostos encontramos as formas Yah, Yo, Yeha. A corrente, Yahwe, é uma forma factitiva do verbo hyh = ser, existir, aquele que dá o ser, faz existir. Assim podia soar aos ouvidos hebreus.

            No texto, Deus muda o verbo em primeira pessoa e forma uma frase aparentemente tautológica. Se o traduzirmos pelo indefinido, “o que foi”, a resposta é evasiva (como em Gn 32): o nome não importa, sou o Deus dos patriarcas e estou contigo. Se o traduzirmos como enunciado, “Sou o que sou”, presta-se para  a reflexão. Primeiro, encontra-se na esfera do ser ou existir (cf. Jo 8,58; Ap 1,4); segundo, não se define por predicados externos, mas por si mesmo; em nossa terminologia refinada, diríamos: “um ser absoluto”. Pois bem, para os israelitas vale o sentido enunciativo, “Eu sou”, que se oferece como explicação de um nome conhecido e se identifica com o Deus dos patriarcas. E acrescenta uma ordem perpétua: daí em diante Deus será INVOCADO COM O NOME DE Yhwh. E, assim foi (Is 42,8; 26,8) até que em tempos posteriores se evitou tal NOME, SUBSTITUINDO-O POR ADONAI.

Escrito por anselmo.estevan às 17h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

       Na teoria documentária: o Eloísta considera que neste ponto se REVELA O NOME DE YHWH; ATÉ O PRESENTE ELE SÓ USOU O NOME ‘elohim ou um SUBSTITUTO.

 

 

       Vamos retornar a seqüência normal dos estudos, mas com outro parêntese que ainda preciso fazer para terminar a minha linha de raciocínio dentro desse livro maravilhoso que é Miqueias:

Propósito e características

         Miqueias organizou suas dezenove profecias em três ciclos (caps. 1 – 2; 3 – 5; 6 – 7). Cada ciclo começa com profecias de julgamento e termina com uma profecia (ou profecias) de salvação, e cada uma delas começa com a mesma palavra hebraica traduzida como “ouvi” (1,2; 3,1; 6,1). O ciclo inclui três oráculos de julgamento (cap. 3) e sete oráculos de salvação (caps. 4 – 5). Miqueias usou trocadilhos inteligentes e citou seus adversários, os quais tentaram silencia-lo (2,6-7).

         Nos seus oráculos de salvação, Miqueias previu que a salvação de Jerusalém durante a invasão de Senaqueribe (701 a.C.) dependeria somente da misericórdia de Yaohu em relação a um remanescente (2,13). Ele também previu que Yaohu libertaria o seu povo do cativeiro babilônio (4,9-10). Como resultado disso, o POVO DA ALIANÇA DEVERIA ANDAR NO NOME DE YHWH – YAOHU – O ETERNO (4,5) e depender da graça soberana de Yaohu (5,9), não dos trabalhos de suas próprias mãos (5,10-15). Durante esse julgamento, assim como no futuro, um REMANESCENTE perdoado resistiria por causa da misericórdia de Yaohu, pois Yaohu havia prometido em juramento ser fiel aos patriarcas (7,18-20).

 

 

         § TERMINANDO A MINHA LINHA DE RACIOCÍNIO, VAMOS AO ÚLTIMO ESTUDO – ANSELMO ESTEVAN.:

 

         O que sempre digo (“PALAVRA”) –, todo deus “pagão” feito pelas mãos “humanas” (conforme: Is; Jr; Ez; etc.), tem olhos mas não enxergam. Têm pés mas não andam. Têm boca mas não falam – são carregados de um lado para o outro... E, se caem “NÃO CONSEGUEM SE LEVANTAR...!” Ok. Mas, TODOS SEM EXCEÇÃO, TÊM UM NOME PRÓPRIO! POR QUE O ÚNICO DEUS – VIVO, CRIADOR DE TUDO E DE TODOS, SÓ ELE NÃO TEM UM NOME?

         Isso, termina aqui. E, para isso, a Bíblia – É A RESPOSTA:

 

         Miqueias 4,5 Porque todos os povos andam, cada um em nome do seu deus; mas, quanto a nós, andaremos em o NOME DE YHWH – YAOHU, o nosso Deus, para todo o sempre.

            Zacarias 10,12 Eu os fortalecerei no YHWH – Yaohu, e andarão no seu nome, diz YHWH – Yaohu.

Escrito por anselmo.estevan às 17h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

         Salmo 31,3 Porque tu és a minha rocha e a minha fortaleza; por causa do teu nome, tu me conduzirás e me guiarás.

         Salmo 33,21 Nele, o nosso coração se alegra, pois confiamos no seu santo Nome.

         Salmo 68,4 Cantai a Deus, salmodiai o seu nome; exaltai o que cavalga sobre as nuvens. YHWH – Yaohu é o seu Nome, exultai diante dele.

         Êxodo 6,2-3 Falou mais Deus a Moisés e lhe disse: Eu sou o YHWH – Yaohu. Apareci a Abraão, a Isaque e a Jacó como Deus Todo-poderoso; mas pelo meu nome, “O YHWH – Yaohu”, não lhes fui conhecido. (UL-ELOHIM = TODO PODEROSO, E NÃO EL-ELOHIM – CONOTAÇÃO DE UM “DEUS GREGO”).

         Deuteronômio 28,58-59 Se não tiveres cuidado de guardar todas as palavras desta lei, escritas neste livro, para temeres este NOME GLORIOSO E TERRÍVEL, O YHWH – YAOHU, teu Deus, então, o YHWH – Yaohu fará terríveis as tuas pragas e as pragas de tua descendência, grandes e duradouras pragas, e enfermidades graves e duradouras!

 

         OK. “TEMER” SIM! “ESCONDER, BLASFEMAR, TROCAR, OU OUTRO VERBO QUALQUER” – NÃO! É ISSO QUE ENTENDO NA PALAVRA DE YAOHU. POIS, NINGUÉM TEME UM ÍDOLO QUE NADA É, SIMPLESMENTE UMA IMAGEM FEITA POR MÃOS HUMANAS QUE NA VERDADE É UM “DEMÔNIO....”. “COMO A PRÓPRIA BÍBLIA” –, EXPLICA MELHOR DO QUE EU... VEJA O QUE DIZ A BÍBLIA QUANTO A ISTO:

 

         Romanos 2,23-24  TU, QUE TE GLORIAS NA LEI, DESONRAS A DEUS PELA TRANSGRESSÃO DA LEI? POIS, COMO ESTÁ ESCRITO, O NOME DE DEUS É BLASFEMADO ENTRE OS GENTIOS POR VOSSA CAUSA.

         Isaias 52,5-6 AGORA, QUE FAREI EU AQUI, DIZ O YHWH – YAOHU, VISTO TER SIDO O MEU POVO LEVADO SEM PREÇO? OS SEUS TIRANOS SOBRE ELE DÃO UIVOS, DIZ O YHWH – YAOHU; O MEU NOME É BLASFEMADO INCESSANTEMENTE TODO O DIA. POR ISSO, O MEU POVO SABERÁ O MEU NOME; PORTANTO, NAQUELE DIA, SABERÁ QUE SOU EU QUEM FALA: EIS-ME AQUI!

         Ezequiel 36,21-23  MAS TIVE COMPAIXÃO DO MEU SANTO NOME, QUE A CASA DE ISRAEL PROFANOU ENTRE AS NAÇÕES PARA ONDE FOI.

         DIZE, PORTANTO, À CASA DE ISRAEL: ASSIM DIZ O YHWH – YAOHU DEUS: NÃO É POR AMOR DE VÓS QUE EU FAÇO ISTO, Ó CASA DE ISRAEL, MAS PELO MEU SANTO NOME, QUE PROFANASTES ENTRE AS NAÇÕES PARA ONDE FOSTES. VINDICAREI A SANTIDADE DO MEU GRANDE NOME, QUE FOI PROFANADO ENTRE AS NAÇÕES, O QUAL PROFANASTES NO  MEIO DELAS; AS NAÇÕES SABERÃO QUE EU SOU YHWH – YAOHU; DIZ O YHWH – YAOHU DEUS, QUANDO EU VINDICAR A MINHA SANTIDADE PERANTE ELAS!

         Etc.

 

         Veja, agora, o que diz o Salmo 138,2 e outros:

 

         Salmo 138,2 Prostrar-me-ei para o teu santo templo e louvarei o teu NOME, por causa da tua misericórdia e da tua verdade, pois magnificaste acima de tudo o teu NOME e a tua palavra.

         Salmo 8,1 Ó YHWH – Yaohu nosso, quão magnífico em toda a terra é o TEU NOME!

         Pois expuseste nos céus a tua majestade.

 

            Estudo do Salmo 8,1 Ó YHWH. O nome pessoal, ou da aliança, de Deus que ele revelou a Moisés na sarça ardente (cf. Êx 3). Quão magnífico... é o teu nome! O nome de Deus indica o seu caráter ou a sua reputação. A repetição desse verso inicial no final

Escrito por anselmo.estevan às 17h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

do salmo dá um ar reverente a toda a composição. (Por isso, é mais do que importante falar seu nome próprio e pessoal!). Anselmo Estevan.

 

         Salmo 8,5 Fizeste-o, no entanto, por um pouco, menor do que Deus e de glória e de honra o coroaste.

 

         Estudo do Salmo 8,5 Deus. Do hebraico Elohim, normalmente traduzido por “Deus”. A Septuaginta (a tradução grega do AT) o traduz por “anjos” (conforme citado em Hb 2,7). “ANJOS” é uma tradução apropriada, pois o termo em hebraico pode significar “seres sobrenaturais” ou até “governadores” (veja a nota sobre Dn 10,13). Só que no meu entender “Deus”, não é “criatura”, e, sim CRIADOR! Por isso no meu entender essa conotação é errônea! Anselmo Estevan.

         Daniel 10,13 estudo: Mas o príncipe da Pérsia me resistiu. No contexto fica aparente que esse príncipe se refere a um ser espiritual poderoso, mas maligno (cf. Jó 1,6-12; Sl 82; Is 24,21; Lc 11,14-26), designado por Satanás para agir no interesse do governo persa. Do mesmo modo, o arcanjo Miguel é chamado “o grande príncipe, o defensor” de Israel (12,1). Em outras ocasiões no Antigo Testamento os exércitos do céu são mencionados como lutando por Israel (Jz 5,20; 2Rs 6,15-18; Sl 103,20-21), porém Miguel, um dos primeiros príncipes veio para ajudar-me. Miguel é retratado como comandante dos santos anjos em Jd 9 e em Ap 12,7. Aqui temos um vislumbre das batalhas espirituais travadas no céu e que afetam os acontecimentos sobre a terra (Ef 6,12; Ap 12,7-9).

 

         Obs.: Século II a.C., (285-247 a.C.) – De Israel foram enviados 72 sábios (6 para cada uma das doze tribos de Israel) com a incumbência de traduzir as escrituras do hebraico para o grego, trabalho que cada um completou, segundo o Talmude ou Guemará (estudo), em 72 dias, estando cada um desses sábios confinado em celas separadas, na ilha de Faros. Somente o Pentateuco – Torá, foi traduzido nesta etapa, os demais livros, completando o Tanách – Bíblia, a saber, Nevii – Profetas (8) e ketuvin – Escritos (11), foram traduzidos posteriormente, até o final do século II a.C. (a Bíblia em hebraico é composta somente do Velho Testamento – Primeira Aliança). O Novo Testamento, também em grego, não é acoplado a Septuaginta, somente existindo em separado.

 

         A Vulgata de São Jerônimo – A Bíblia Latina da Igreja Católica.

         Devido às dificuldades reinantes no século III d.C., grandes divergências dogmáticas agitaram o mundo cristão e provocaram sanguinolentas perturbações, até que o imperador Teodósio conferiu a supremacia ao papado, impondo a opinião do bispo de Roma à cristandade.

 

         A fim de por termo a essas divergências de opinião, no momento em que vários concílios discutiam acerca da natureza de Jesus, uns admitindo e outros rejeitando sua divindade, o Papa Damásio confia a São Jerônimo, no ano 384, a missão de redigir uma tradução latina do Antigo e do Novo Testamento. Essa tradução passaria a ser a única reputada ortodoxa e aceita pela  Igreja!

 

         Veja um resumo da resposta de São Jerônimo ao Papa Damásio:

         “Da velha obra me obrigais a fazer obra nova?” Quereis que, de alguma sorte, me coloque como árbitro entre os exemplares das Escrituras que estão dispersos por todo o mundo (...). É um perigoso arrojo, da parte de quem deve ser por todos julgado, julgar ele mesmo os outros, querer mudar a língua de um velho e conduzir à infância o mundo já envelhecido.

         “Qual de fato, o sábio e mesmo o ignorante que, desde que tiver nas mãos um exemplar novo, depois de o haver percorrido apenas uma vez, vendo que se acha em desacordo com o que está habituado a ler (...). Não se ponha imediatamente a clamar que eu sou um sacrilégio, um falsário, porque terei tido a audácia de acrescentar, substituir, corrigir alguma coisa nos antigos livros?”.

 

         Material tirado: (http://www.nossosaopaulo.com.br/Reg_SP/Educacao/M_BibliaTraducoes.htm) 15/09/2010.

.

         Finalizando:

 

         Salmos 148,13 LOUVEM O NOME DO YHWH – YAOHU - , PORQUE SÓ O SEU NOME É EXCELSO; A SUA MAJESTADE É ACIMA DA TERRA E DO CÉU!

 

Leia: Miqueias 4,6-13. Anselmo Estevan.

 

 

 

 

 

Escrito por anselmo.estevan às 17h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

"QUEM........................!!!!!":

QUEM OU O QUE “ELE” É? SERÁ QUE É INVENÇÃO DE HUMANOS? OU FOI UMA TENTATIVA DE EXPLICAR O QUE OU QUEM É (DEUS) ‘ULHÍM! COM NOME PRÓPRIO YAHU!!!!! COMO EXPLICAR ESSA SITUAÇÃO? POR ONDE COMEÇAR? VAMOS VER:

 

          AQUI, SEGUE UM RESUMO, POIS SERIA IMPOSSÍVEL FALAR ABERTAMENTE SEM ESCREVER VÁRIAS PÁGINAS E NINGUÉM ENTENDER NADA POIS O ASSUNTO É LONGO...!!! E O INTUITO É DE MOSTRAR SE FOI UM ENGANO? UMA ARMADILHA DA IGREJA CATÓLICA? OU UMA TENTATIVA DE HOMENS BEM INTENCIONADOS DE EXPLICAR O QUE OU QUEM É O CRIADOR? VOCÊ DECIDE:

 

          Lutero, Tomás de Aquino, Anselmo, Abelardo, Zuínglio, Calvino, Agostinho, Cipriano de Cartago, Atanásio, Nestório, Tertuliano, e outros. Quem foram? Será que estavam de acordo com o Papado para enganar os crentes....????

 

          Quem foram os pais apostólicos? A partir do século XVI, os historiadores incluem nessa categoria entre oito e dez autores e documentos anônimos. (Os historiadores tradicionalmente referem-se a certos documentos anônimos como “pais apostólicos”.)  Entre os aceitos por todos estão Clemente, Inácio, Policarpo, o Didaqué (....). A nossa atenção se voltará apenas àqueles praticamente aceitos por todos os estudiosos como pertencentes aos escritos dos cristãos na primeira geração depois da morte dos apóstolos.

          Outra questão que vale notar antes de examinar individualmente os pais apostólicos é que muitos (talvez a maioria) dos escritos dessa categoria eram tratados como Escritura junto aos evangelhos e epístolas dos apóstolos por algumas igrejas cristãs no século II. Na verdade, uma maneira de entender essa categoria é como a de livros que foram julgados ortodoxos mas que, por pouco, não foram considerados escritos canônicos inspirados quando de definia o cânon cristão. Por outras palavras, esses livros quase foram confundidos com os escritos apostólicos por alguns cristãos do Império Romano, mas acabaram sendo excluídos porque não receberam apoio universal como Escritura e porque foram julgados como não apostólicos, nem mesmo tendo qualquer relação com eles, da mesma forma que o Evangelho de Lucas, os Atos dos Apóstolos e a Epístola aos Hebreus.

 

            Bem, resumidamente, esses homens foram homens comuns a nós...! Que na sua juventude, seguiram a sua intuição e começaram estudar com padres ou seja, entraram na igreja, a sua religiosidade aflorava. Como aquela pergunta: O que você vai ser quando crescer? Seria como uma intuição que vinha de dentro nasceram para isso! Tentar explicar o que era ou seria o ETERNO? É difícil falar desse assunto pois veja o que ele abarca.:

Escrito por anselmo.estevan às 16h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

          Visões cristãs conflitantes no século II:

          Críticos e sectários provocam confusão.

          Os pais apostólicos explicam o caminho.

          Os apologistas defendem a fé. (...).

 

          A trama se complica: Tensões e transformações do século III.

          Uma grande crise abala a igreja: A controvérsia a respeito da Trindade:

          As escolas de Antioquia e de Alexandria divergem sobre (Cristo).

          Os alexandrinos discutem a respeito do Filho do ETERNO.

          A igreja responde no Concílio de Nicéia. (...).

 

          Outra crise abala a igreja: O conflito sobre a pessoa do UNGIDO.

          As escolas de Antioquia e de Alexandria divergem sobre o Ungido.

          Nestório e Cirilo levam a controvérsia a uma decisão.

          Calcedônia protege o mistério. (...).

 

          A saga de duas igrejas: A Grande Tradição divide-se entre o Oriente e o Ocidente.

          Agostinho confessa a glória do ETERNO e a depravação humana.

          A igreja ocidental torna-se Católica Romana.

          A igreja oriental torna-se Ortodoxa Oriental.

          O Grande Cisma transforma uma tradição em duas.

 

          A saga da rainha das ciências: Os escolásticos reavivam e entronizam a teologia:

          Anselmo e Abelardo especulam sobre os caminhos do ETERNO.

          Tomás de Aquino resume a verdade cristã.

          Os nominalistas, os reformadores e os humanistas desafiam a síntese escolástica.

 

          Uma nova guinada na narrativa: A Igreja ocidental é reformada e dividida:

          Lutero redescobre o evangelho e divide a igreja.

          Zuinglio e Calvino organizam o pensamento protestante.

          Os anabalistas voltam às raízes do cristianismo. (...).

 

          O centro do enredo se fragmenta: Os protestantes seguem caminhos diferentes:

          Os arminianos tentam reformar a teologia reformada.

          Os pietistas procuram renovar a teologia luterana.

          Os puritanos e os metodistas esforçam-se para reavivar a teologia inglesa.

          Os deístas tentam tranformar a teologia protestante.

          CONCLUSÃO: O FUTURO DE UMA HISTÓRIA INACABADA!

 

          É nesse contexto da história das Bíblias que temos hoje em dia, que os “Pais da igreja” se viam envolvidos a estudar e tentar interpretar o que os “Apóstolos” deixaram depois de sua morte! Por que? Porque cada um via dum jeito e o outro achava outro jeito...mas era desmentido por um ou outro lá na frente....que aparecia uma e outra escola de estudo.....e crescia a vontade de explicar o que era esse ser absoluto eterno que fez, criou o mundo! Quem ou o que ele é? Como pode gerar um Filho para nossa Salvação? Quem é o Espírito Santo? Por que a TRINDADE? Etc. Confuso? Sim, bastante! Mas é aí que os Pais da igreja tentam levantar ou ao menos explicar essa história!!!! Os dois mil anos de reforma de que algo estava errado entre os homens que compilaram a Bíblia – OS PAPAS! TRADIÇÕES E REFORMAS!

         POR ISSO MESMO QUE EU DEFENDO A 3ª PESSOA DA TRINDADE NÃO COMO SEPARADA! MAS, SIM, UMA MESMA ESSÊNCIA SENDO TRÊS PESSOAS DISTINTAS COM O MESMO DOM E ETERNAMENTE EXISTENTES....!!!! NÃO CADA UMA SEPARADA DA OUTRA! E ISSO, AS PESSOAS DAQUELA ÉPOCA, JÁ NASCIAM NESSA DISCUSSÃO! CRESCIAM, ESTUDAVAM ENTRAVAM EM ESCOLAS QUE ENSINAVAM A RELIGIÃO...! E ASSIM CRIAVAM SUAS PRÓPRIAS IDÉIAS QUE OUTROS A ACHAVAM ERRÔNEA... E A DISCUSSÃO ESTAVA FEITA! POR ISSO NÃO ACREDITO QUE FOI UMA MANOBRA POLÍTICA DA IGREJA PAPAL DE ROMA PARA COLOCAR OS CRENTES EM PERDIÇÃO.....!!!

 

         Como seria impossível explicar cada um dos parâmetros do texto acima, o mesmo é somente para compreensão do assunto!

         Veja resumidamente alguns exemplos:

 

         O pensamento de Teófilo a respeito da Trindade era um pouco confuso. Ele não conseguiu fazer distinção clara do Verbo (Logos) do ETERNO e do Espírito do ETERNO. Outros teólogos cristãos primitivos simplesmente consertaram isso, de modo que o Espírito do ETERNO é sua eterna Sabedoria e o Filho é seu Verbo (Logos) eterno. É interessante notar, no entanto, que Teófilo claramente interpretava o Filho do ETERNO (Verbo, Logos) como eterno em (Deus). A ortodoxia posterior, porém, rejeitou a ideia de que o ETERNO o tenha “emitido” imediatamente antes da Criação, porque isso significaria uma mudança tanto em O ETERNO Pai como no seu Verbo. (...).

 

         A controvérsia a respeito do papado.

 

         Os cristãos ocidentais dos séculos IX e X olhavam para o Oriente e viam um imperador governando a igreja. A isso deram o nome de cesaropapismo: “César é papa”.

 

Escrito por anselmo.estevan às 16h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Acreditavam firmemente que o bispo de Roma era o sucessor de Pedro, seguindo a sucessão apostólica, porque Pedro tinha sido o primeiro bispo de Roma, segundo a tradição eclesiástica: COMO (JESUS) ENTREGOU A PEDRO AS CHAVES DO REINO DO CÉU [MT 18,19] E PROMETEU QUE EDIFICARIA SUA IGREJA SOBRE “ESTA PEDRA” [QUE A IGREJA DE ROMA INTERPRETOU COMO SENDO PEDRO], ACREDITAVAM QUE TODOS OS BISPOS DE ROMA TERIAM PRIMAZIA SOBRE TODA A IGREJA DE (JESUS CRISTO) ATÉ SEU RETORNO!

 

         LUTERO:

 

         Portanto, se a razão e a filosofia sem ajuda da graça e da revelação são de pouca ou nenhuma serventia, onde Lutero foi buscar o conhecimento sobre O ETERNO que lhe permitiria desenvolver e estabelecer a doutrina verdadeira? Contra a teologia da Igreja Romana, apelou somente à Escritura – sola scriptura -  como guia, norma e autoridade finais para a fé e a prática cristãs. A Igreja Católica nos dias de Lutero ensinava que a tradição oral era tão válida quanto as Escrituras. Além disso, ensinava que a Bíblia foi produzida pela igreja e, portanto, somente sua hierarquia poderia interpreta-la de modo apropriado. Lutero, entretanto, considerava que o evangelho e as Escrituras que o refletem se encontravam em um nível de autoridade muito superior ao da filosofia ou da tradição, sendo que estas podiam errar e não raro erravam mesmo.

 

         Zuínglio e Calvino organizam o pensamento protestante:

 

         (...). Os reformadores suíços dedicaram mais atenção ao organizar e sistematizar a nova teologia protestante. Com isso, deram seu toque especial, de modo que a teologia proveniente do trabalho deles é usualmente identificada como reformada, ao passo que a de Lutero é chamada luterana ou evangélica (em alguns lugares da Europa, evangélico significa simplesmente “protestante” em oposição a católico romano). A teologia reformada é a representação do pensamento protestante cujas raízes se encontram nos ensinos de Ulrico Zuínglio e João Calvino. (...).

 

         A Teologia de Calvino:

        

         A Teologia de Calvino baseou-se em Lutero, Zuínglio e no reformador de Estrasburgo, Bucer, e aproveitou muito do pensamento deles. Calvino rejeitou a teologia natural, optando pela Palavra do ETERNO como o caminho mais seguro para alcançar o conhecimento divino, e enalteceu as Escrituras, inspiradas e iluminadas pelo ESPÍRITO SANTO, como autoridade única e suprema para a fé e prática cristãs. Embora O ETERNO seja adequadamente revelado na natureza e na sua Palavra, o pecado cegou de tal maneira os seres humanos que eles não

Escrito por anselmo.estevan às 16h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

podem obter o verdadeiro conhecimento do ETERNO sem a iluminação especial do ESPÍRITO SANTO – o testemunho interior do ESPÍRITO, segundo Calvino -, que é outorgada somente aos eleitos quando são regenerados (nascem de novo). Calvino baseou seus argumentos doutrinários e suas crenças inteiramente nas ESCRITURAS E, RARAS VEZES, APELOU À FILOSOFIA OU À TRADIÇÃO CRISTÃ COMO AUTORIDADE ABSOLUTA, PORQUE ELAS ERRAM EM QUESTÕES PERTINENTES AO ETERNO E À SALVAÇÃO COM FREQUÊNCIA! (....).

 

         Resumidamente é isso! QUE O QUE ENTENDO: “QUE NÃO FOI INVENÇÃO DO PAPADO O ‘ESPÍRITO SANTO’ PARA FAZER O CRENTE CAIR...OU OUTRA COISA QUALQUER...!!!” Mas sim, de pessoas que cresciam nessa expectativa de entender o que é o ETERNO? O que foi o FILHO? E, NISSO ENTENDERAM QUE HAVIA UMA 3ª PESSOA! FALANDO INSPIRADAMENTE! Pelo menos é o que entendo! DEIXE SEU COMENTÁRIO! (Porque se foram 2 mil anos de reformas e estudos e escolas e filosofias e teologias etc.... não poderia ser um embuste religioso ortodoxo para sei lá tipo uma artimanha de Satanás! Pois creio fielmente na TRINDADE! NÃO EM TRIO! OK. Veja esse estudo logo abaixo e deixe seu comentário para vermos quem tem razão!).

 

         O ESPÍRITO SANTO: REALMENTE EXISTE? É UMA PESSOA? O QUE VOCÊ ACHA? [“Deixe o seu porque acho assim!!!!!!”]:

 

 

INTRODUÇÃO: ESPÍRITO SANTO? VENTO, SOPRO OU UMA PESSOA DIVINA!

 

 

 

 

OLHA, EU PELOS MENOS, SE ACREDITAR QUERO ACREDITAR DA SEGUINTE FORMA: COMO O (ESPÍRITO SANTO) É DE YAHU (DEUS) E É SEU SOPRO...!!!! E TUDO DELE É DIVINO! ENTÃO ACHO QUE OS “PAIS DA IGREJA” TENDO ESSE ENTENDIMENTO, O COLOCARAM COMO SENDO E TENDO ESSA CONOTAÇÃO.....!!!! SENDO UMA OUTRA PESSOA DIVINA! E NÃO EM UMA ARMADILHA COMO DIZEM...!!! POIS DISSO TUDO DEPENDEM VÁRIAS PROFECIAS...!!! E SE FOR COMO FALAM , MUITA COISA VAI CAIR POR TERRA.....!!!!! NÃO PRECISO NEM EXPLICAR O PORQUE!!!!!!  OBS. VOU USAR TERMOS COMUNS PARA QUE TODOS POSSAM ENTENDER, VOU VOLTA ATÉ A RAIZ PAGÃ PARA NINGUÉM DIZER A O QUE É ISSO??? OU AQUILO, ENTÃO UM, OU OUTRO TERMO VOU USAR NO HEBRAICO, MAS ENTRE PARÊNTESES VAI FICAR O TERMO COMUM! VAMOS A UM BREVE ESTUDO POIS O MESMO É LONGO AÍ VÃO FALAR QUE FICO DANDO VOLTAS E NÃO CHEGO A LUGAR ALGUM! QUE ESCREVE DEMAIS E NÃO DIGO NADA ETC....É SÃO O CRÍTICO DE PLANTÃO! VAMOS AO ESTUDO:

 

VAMOS AO ANTIGO TESTAMENTO: Joel 2,28: E há de ser que, depois, derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão os vossos velhos terão sonhos, e os vossos jovens terão visões!

 

UMA PROFECIA E TANTO! (AGORA, SE O ESPÍRITO SANTO, COMO DIZEM, É UM SOPRO, AR, VENTO... E, JÁ TEMOS ESSE AR DENTRO DE NÓS A NOSSA VIDA! PORQUE QUANDO (DEUS) SOPRAR DE NOVO.... SÓ AÍ PROFETIZAREMOS....??? BEM, VAMOS A PALAVRA ESPÍRITO SANTO NO TERMO HEBRAICO):

 

(rûah) raiz primitiva; (propriamente) soprar, i.e. respirar; somente (literalmente) cheirar; (por implicação) perceber; (figurado) antecipar, desfrutar – aceitar, receber, cheirar, cheiro, chamuscado, deleitar-se.

Verbo que significa sentir alívio, ser espaçoso cheirar. Esse verbo raramente é usado na Bíblia hebraica. Na forma simples, aparece duas vezes, com o significado de obter ou sentir alívio. Quando Davi tocou a harpa, Saul ficou aliviado (1Sm 16,23); o loquaz Eliú  teve que falar para aliviar-se de sua ansiedade (Jó 32,20). Em seu único uso na raiz passiva intensiva, a palavra significa espaçoso ou amplo. O vaidoso rei Salim se propôs a construir para si um palácio com aposentos espaçosos e amplos (Jr 22,14)........Bem, já deu para se ter ideia desse termo! Agora, vamos para a mesma palavra só que com o termo de “espírito”.

(rûah) vento; (por semelhança) respiração, i.e. uma exalação sensível (ou mesmo violenta); (figurado) vida, ira, insolidez (por expansão) uma região do céu, (por semelhança) espírito, mas somente de um ser racional (incluindo sua expressão e funções). Ar, ira, sopro, resfolgar, vento, respiração, sopro, frio, coragem, mente, lado, espírito, espiritual, tempestade, vão, redemoinho.

Substantivo feminino  que significa espírito, vento, sopro. A palavra é usada para se referir ao ESPÍRITO DE (DEUS) OU DO (SENHOR). O Espírito do (Senhor) inspirou os profetas para profetizarem (Nm 11,17.25; 1Sm 10,6; 19,20); o (Espírito do Senhor) moveu os profetas no tempo e no espaço, como no caso de Elias (1Rs 18,12; Ez 2,2). A Palavra podia ser modificada por um adjetivo para se referir a um espírito mais da parte do Senhor {YAHU} (1Sm 16,15.16; 1Rs 22,22.23). O Espírito de (Deus) {de Yahu} é mencionado apropriadamente como o Espírito Santo (Sl 51,11[13]; 106,33; Is 63,10.11). O Espírito produziu e controlou a mensagem dos profetas, mesmo de um profeta mesopotâmio como Balaão (Nm 24,2). Davi foi inspirado pelo Espírito a falar como um profeta (2Sm 23,2). O Espírito esteve presente entre os exilados que retornaram a (Jerusalém) (Ag 2,5; Zc 4,6); e seria derramado nos últimos dias, sobre toda carne, concedendo profecias, sonhos, e visões (Jl 2,28[3,1]). O Espírito de (Deus) constristou-se por causa da rebelião do povo de (Deus) (Is 63,10). {Ué! Não ENTENDI??? POIS O HEBRAICO FALA QUE RÛAH É SOPRO, VENTO, ESPÍRITO COMUM AO QUAL TODOS NOS TEMOS....ETC. E COMO PODE SE ENTRISTECER???? ESTRANHO NÉ!!!! HÁ SIM, ÀS VEZES NÃO FALAMOS: “ESTOU ESTRANHO!” ESTOU COM UMA TRISTEZA NA ALMA...OU SERIA DE ESPÍRITO.....} GRIFO MEU.

Escrito por anselmo.estevan às 16h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O Espírito do (Senhor) distribuiu outros dons: dando a Bezalel perícia e habilidade em todo artifício (Êx 31,3; 35,31); incluindo a habilidade de ensinar outras pessoas (veja Êx 35,34); o Espírito dá também entendimento (Jó 32,8), O Espírito do (Senhor) tomou parte na criação do universo; o Espírito de (Deus) se MOVEU SOBRE A FACE DAS ÁGUAS E DEU VIDA ÀS PESSOAS (Gn 1,2; Jó 33,4), e fez até mesmo reviver os mortos (Ez 37,5.10; 39,29). Poxa vida em! Pra ser só um vento, sopro, que sopro em!!!! Faz tanta coisa??? Claro porque é DIVINO! E se Ele pode fazer qualquer coisa!!!! Porque o seu sopro não o pode????? Se for um AR, VENTO, SOPRO, É PODEROSO É SUA PARTE!!! PODE ATÉ NÃO SER SEI LÁ, COMO DIZEM NÃO A OUTRA PESSOA!!!! MAS É SEU E TUDO SEU É DIVINO!!! OU SEU SOPRO NÃO TEM VALOR ALGUM? É COMO UM BAFO QUE CHEIRA MAL???? DE FORMA ALGUMA!!!! É SEU SOPRO DIVINO DE VIDA MESMO QUE FOI INTERPRETADO SENDO OUTRA PESSOA!!!! MAS DE JEITO NENHUM É UM EMBUSTE UMA ARMADILHA BABILÔNICA!!!!! COMO O PODE SE O AR, VENTO SOPRO É SEU E NÃO DA ARTIMANHA DE HOMENS QUE DETIVERAM O PODER!!!!! HÁ TEM COISA ERRA NISSO VIL!!! POIS SE HOJE NÃO SABEMOS EXPLICAR NO ANO SEI LÁ NÃO ME LIGO MUITO EM DATAS, VOU CHUTAR TIPO 300 OU MENOS, OS PAIS DA IGREJA, SABERIAM EXPLICAR TUDO ISSO???? ACHO QUE ACERTARAM.... É SEI, VÃO METER O PAU EM MIM POR CAUSA DE NÃO ME IMPORTAR COM DATAS......MAS O IMPORTANTE É O ESPÍRITO O SOPRO O VENTO O AR DO ETERNO!!!!!!! GRIFO MEU!

O espírito humano e o Espírito de (Deus) de Yahu estão intimamente relacionados com o caráter moral e os atributos morais. (Deus) dará a seu povo um novo espírito para que eles sigam os seus decretos e leis (Ez 11,19; 36,26). O Espírito de (Deus) estará sobre o seu povo para transforma-lo (Is 59,21). O (Senhor) preserva os que possuem espírito contrito e coração quebrantado (Sl 34,18[19]; Is 65,14).

O espírito humano por vezes é retratado como a sede da emoção da mente e da vontade. Num cântico de louvor, Isaías declarou que o espírito deseja o (Senhor) Yahu (Is 26,9; Jo 7,11). O espírito propícia sabedoria para entendimento (Êx 28,3; Dt 34,9); e para cada um execute suas responsabilidades. Davi orou por um espírito voluntário para ser ajudado (Êx 35,21; Sl 51,10[12])

O espírito deu vida à carne e é a força vital de seres humanos e animais. O (Senhor) forma o espírito das pessoas, o espírito que lhes dá vida (Zc 12,1). Este espírito em de (Deus) e se afasta na morte (Gn 6,3; Sl 78,39; Ez 3,21). O espírito é retratado como dando animação, agitação ou vivacidade: A rainha de Sabá se viu arrebatada em seu espírito ao ver os esplendores do mundo de Salomão (1Rs 10,5).Não ter nenhum espírito é perder toda a coragem; os reis amorreus não tinham em si espírito quando souberam como Israel havia cruzado o Jordão. Ter pouco espírito é estar desesperado ou impaciente (Ec 6,9).

A PALAVRA TAMBÉM DESCREVE O FÔLEGO DE UM SER HUMANO OU O VENTO NATURAL QUE SOPRA. OS ÍDOLOS DE OUVIRES NÃO TÊM FÔLEGO EM SI, SÃO INANIMADOS (Jr 10,14; 51,17). O DISCURSO HUMANO CONSISTE, ÀS VEZES, APENAS EM PALAVRAS DE VENTO QUE NADA SIGNIFICAM (Jó 16,3). COM O SOPRO DE SUAS NARINAS, O (SENHOR) YAHU AMONTOOU ÀS ÁGUAS DO MAR VERMELHO (Êx 15,8). MUITAS VEZES, A PALAVRA SE REFERE AO VENTO OU A UM SINÔNIMO DE VENTO. O (SENHOR) ENVIOU UM VENTO SOBRE A TERRA PARA SECAR AS ÁGUAS DO DILÚVIO (Gn 8,3; Êx 15,10; Nm 11,31), JEREMIAS FALOU ACERCA DOS QUATRO VENTOS, REFERINDO-SE A TODA A TERRA (Jr 49,36; Ez 37,9). A PALAVRA TAMBÉM É USADA PARA INDICAR VENTO, COMO O SENTIDO DE NADA (Ec 1,14; 2,11; Is 26,18). O VENTO, COMO O ESPÍRITO, NÃO PODE SER CAPTURADO, DOMADO OU ENCONTRADO (Ec 2,11). NISSO PODE-SE FICAR IGUALZINHO A UM ATEU A PESSOA DESCRENTE DE TUDO O QUE SE REFERE AO DIVINO POR NÃO VER, PALPAR, SABER...???? VAI FALAR DO ETERNO PARA UM ATEU!!! A SUA RESPOSTA VAI FALAR QUE O VENTO É DA GRAVIDADE DA TERRA QUE GIRA.......BLÁ, BLÁ, BLÁ.....DESACREDITAR EM CERTAS COISAS É CONCORDAR COM OS QUE SÃO ATEUS NA PALAVRA....!!!! GRIFO MEU.

 

Bem, a Bíblia que estou levantando esses termos traz a mesma palavra hebraica (rûah, aramaico) correspondente a – MENTE, ESPÍRITO, VENTO.

Substantivo aramaico que significa vento; espírito de uma pessoa, mente; espírito divino. Todas as ocorrências da palavra estão no livro de Daniel. Para a mente hebraica, o termo em seu âmago condensava a experiência de algum poder misterioso, invisível, impressionante, vivo. Isto indica força como o vento (Dn 2,35; 7,2); {ORA BOLAS! SE [DEUS] É ESPÍRITO! COMO PODE SOPRAR? E TEM AR? NÃO É MATÉRIA! É ESPÍRITO! E COMO PODE DAR SOPRO..........??? É ENTÃO ME RESPONDA ISTO: HÁ ALGO IMPOSSÍVEL PARA O ETERNO???? ALGO QUE ELE NÃO POSSA FAZER???? SERÁ QUE ISSO É IMPOSSÍVEL PARA ELE???? NÃO! DE FORMA ALGUMA! POIS A MESMA PALAVRA FALA: QUE NADA É IMPOSSÍVEL PARA O ETERNO! PODE SER POSSÍVEL PARA OS DESCRENTES DE PLANTÃO NÃO ACREDITAR NO QUE ELE PODE FAZER!!! MAS PARA ELE NADA É IMPOSSÍVEL!!!!! (FAÇO DE PAULO MINHAS PALAVRAS: “PORTANTO”, OS QUE ESTÃO NA CARNE NÃO PODEM AGRADAR A ‘ULHIM YAHU. VÓS, PORÉM, NÃO ESTAIS NA CARNE, MAS NO “RÚKHA” – ESPÍRITO – (RÛAH) - , SE, DE FATO, O ESPÍRITO DE YAHU HABITA EM VÓS. E, SE ALGUÉM NÃO TEM O ESPÍRITO {RÚKHA – RÛAH} DE MASCHIYAH – O MESSIAS – YAHUSHÚA , ESSE TAL NÃO É DELE!). ROMANOS 8,9 GRIFO MEU.}; o ser interior ativo de uma pessoa onde residiam as atitudes, os sentimentos e o intelecto (Dn 5,12.20; 6,3(4); 7,15); o Espírito divino que podia descer de (Deus) e habitar às pessoas, dando-lhes frequentemente habilidades sobrenaturais, como a habilidade de Daniel de interpretar sonhos (Dn 4,8(5).9(6),18(15); 5,11.14). Esta palavra é idêntica, em forma e significado, ao substantivo hebraico rûah!

Escrito por anselmo.estevan às 16h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MATERIAL PESQUISADO DA BÍBLIA DE ESTUDO: PALAVRAS-CHAVE. HEBRAICO-GREGO. (EXEGESE ESTUDOS BÍBLICOS HOMILÉTICA). ALMEIDA REVISTA E CORRIGIDA. EDITORA CPAD 4ª EDIÇÃO. PESQUISA FEITA POR: ANSELMO ESTEVAN – EM DEFESA DA 3ª PESSOA DA TRINDADE! MESMO QUE SEJE UM SOPRO, VENTO, AR, MAS É DIVINO!!! E DÁ VIDA!!! TUDO O QUE DÁ A VIDA TEM VIDA EM SI MESMO!!!!!! SE HOUVER ALGO DE ERRADO! NÃO SOU EU QUEM VAI EXPLICAR! POIS OS DIREITOS AUTORAIS DE QUEM FIZERAM A BÍBLIA ESTÃO AÍ PARA SEREM VISTOS......OBRIGADO A TODOS. SHALÔM ALECHEM

 

ANSELMO ESTEVAN.

 

 

 

            O ESPÍRITO SANTO [RÚKHA hol – RODSHUA]:

 

         (DICIONÁRIO DA EDITORA: AGNOS. “O ANTIGO TESTAMENTO” INTERPRETADO VERSÍCULO POR VERSÍCULO. AUTOR: “R. N. CHAMPLIN, Ph D.”).

         ESTUDO FEITO POR ANSELMO ESTEVAN. COM FORMAÇÃO DE BACHAREL EM TEOLOGIA PELA FACULDADE IBETEL (SUZANO) – EM DEFESA DA TERCEIRA PESSOA (E.S. EXISTE?). COM A OBSERVAÇÃO DOS NOMES DA TRINDADE, SER GRIFO MEU!

 

 

 

         ESPÍRITO (RÚKHA) DE DEUS (YAHU).

         Esboço.

         I. Operações Históricas entre os Homens.

         II. Nomes do Espírito (Rúkha).

         III. O Espírito (Rúkha) é uma Pessoa.

         IV. Sumário de Qualidade e Atribuições.

         V. Espírito (Rúkha) da Verdade.

         VI. Testemunha da Salvação dos Crentes.

         VII. A Obra e a Orientação do Espírito (Rúkha).

         VIII. Autor de Inspiração.

         IX. O Espírito (Rúkha) de Cristo (Christós) é o Espírito (Rúkha) de Deus (Yaohu).

         X. Dons do Espírito (Rúkha) SEPARADAMENTE EM OUTRO ESTUDO!

 

         I. Operações Históricas entre os Homens.

 

         1. Ele atuou na criação, Gn 1,2 mas como agende de Deus (Yahu), em relação aos homens, nas páginas do AT, o Espírito Santo (Rúkha hol RODSHUA) não era outorgado como dádiva permanente. Aparentemente isso sucedia até mesmo no caso dos profetas, embora seja seguro pensarmos que os homens mais profundamente espirituais daquele período possuíam o dom do Espírito (Rúkha) por tempos mais dilatados que o comum. (Ver Ml 2,15; e Sl 51,11). A operação do Espírito Santo (Rúkha hol RODSHUA), nos tempos do AT, era equivalente ao que sucede no período neotestamentário, pelo menos em termos gerais, excetuando o fato de que ele então não habitava permanentemente no crente, conforme sucede aos crentes do NT, segundo é expressamente ensinado nas Escrituras. No AT o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é retratado a lutar com os homens (ver Gn 6,3), a ilumina-los (ver Jó 32,8), a dar-lhes forças especiais (ver Jz 14,6.19), a conceder-lhes sabedoria (ver Jz 3,10; 6,34), a outorgar-lhes revelações (ver Nm 11,25 e 2Sm 23,2), a outorgar-lhes revelações (ver Nm 11,25 e 2Sm 23,2), a prestar-lhes instruções sobre a sabedoria, o entendimento, o conselho, o poder, a bondade e o temor de Deus (Yaohu) [ver Is 11,2] e a administrar-lhes a sua graça (ver Zc 12,10).

         2. Durante a vida terrena de (YHVH – Yaohushua) [Senhor Jesus, pelo livro DA EDITORA AGNOS...], a atuação do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) acompanhava as linhas gerais estabelecidas no AT, com a exceção que houve então a promessa da vinda do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) como alter ego de Cristo (Christós), como quem haveria de dar continuidade à presença e à obra de Cristo (Christós) no mundo, como agente de sua personalidade. (Ver João 14,15-17.25.26; 15,27; 16,5-15). O Senhor Jesus (O YHVH – Yahushua) ensinou aos seus discípulos, quando de sua presença entre os homens, que o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) lhes seria dado em resposta às suas orações. (Ver Lc 11,13).

         3. Quando do encerramento de seu ministério terreno, Jesus (Yaohushua) prometeu que ele mesmo rogaria ao Pai, a fim de que o dom do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) fosse amplamente outorgado aos seus seguidores. (Ver João 14,16.17).

         4. Na noite do dia em que ressuscitou, Cristo (Christós – O UNGIDO O MESSIAS – Mashiach) deu aos seus discípulos, no cenáculo, um balejo preliminar do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), como promessa e garantia do dom mais completo que se seguiria, ao soprar sobre eles, provavelmente no mesmo cenáculo. (Ver João 20,22).

         5. No dia de Pentecostes, o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) desceu sobre todos quantos estavam reunidos no mesmo cenáculo, em um total de cerca de 120 pessoas. Não se há de duvidar que essa dádiva do Espírito (Rúkha) envolveu mais do que os doze apóstolos, segundo fica subentendido no trecho de Atos 2,14, como também na profecia de Joel, conforme Simão Pedro mencionou em seu sermão, como interpretação daquela extraordinária ocorrência, que acabara de suceder. Ver (Atos 2,16-21 e Joel 2,28-32). Essa profecia revela-nos como o Espírito (Rúkha) haveria de ser derramado sobre toda a carne, de modo pleno e transbordante. Os cento e vinte irmãos reunidos no cenáculo, pois foram os primeiros a experimentar isso.

         6. O restante da história diz respeito a como esse dom se expandiu a ponto de abarcar todos os povos; tanto aos judeus (evidentemente através da imposição de mãos, como método principal – ver Atos 8,17 e 9.17) como aos gentios (sem imposição de mãos, mas assim exerceram fé – ver Atos 10,44 e 11,15-18).

         7. Todo crente deve possuir o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), pois de outro modo nem crente é. Isso pelas seguintes razões: A. Todo crente é nascido do Espírito (Rúkha) [ver João 3,3.6 e 1 João 5,1]. B. Todo crente é habilitado pelo Espírito (Rúkha) [ver 1Co 6,19; Rm 8,9-15; 1 João2,26 e Gl 4,6], e é assim que o crente se torna templo de Deus (Yahu). C. Todo crente possui o que se chama de batismo do Espírito (Rúkha) [ver 1Co 12,12.13; 1 João2,20.27]. D. Esse batismo é o selo de Deus (Yaohu) que lhe assegura a obra final e completa da graça divina em sua vida (ver Ef 1,13 e 4,30).

         8. Mas nem  todo crente é igual aos demais, na questão da experiência da presença

Escrito por anselmo.estevan às 16h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

habitadora do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) ou da vida espiritual que ele nos concede (ver Atos 2,4 em comparação com Atos 4,29-31). Esses passos bíblicos mostram-nos que até mesmo os discípulos originais, que miraculosamente receberam o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), no dia do Pentecostes, depois receberam-no novamente, da maneira notável. Com base nessa informação, podemos supor que não há limites para o que o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) pode e que fazer na vida do crente, dependendo das circunstâncias e da obediência pessoal a quem o Espírito (Rúkha) infunde. Outrossim, nem todos os seguidores de Cristo (Christós) são iguais na questão dos dons que o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) dá, porque isso depende, por semelhante modo, da experiência espiritual que o indivíduo tem com Deus (Yahu), de sua obediência, de sua receptividade e de sua busca diligente pelas realidades espirituais.

         No que concerne à questão do batismo do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), conforme o termo é usado em trechos como 1Co 12,12.13 e 1 João 2,20.27, esse é o batismo que unifica todos os crentes, vinculando-os uns com os outros. Essa é a operação fundamental do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) na comunidade da Igreja messiânica (o livro traz cristã) mas como entendo o termo errôneo pois o correto é Christós então coloco o grifo meu como (messiânico – seguidores do Messias) – grifo meu; pois como a mesma ele infunda em todos os crentes algo da realidade que Cristo (Christós) é, assegurando-lhes o seu destino apropriado, como discípulos seus. Todavia, se todos bebem assim do Espírito (Rúkha), por outro lado, no tocante à questão de alguma dádiva especial, como preparação para o serviço cristão (messiânico), dotação de poder e de dons espirituais, como o falar em línguas e outras manifestações (segundo o parecer de muitos, nem sempre há o acompanhamento do falar em línguas, nossas manifestações especiais), é mister que se diga que nem todos os crentes são assim “batizados”.

         II Nomes do Espírito (Rúkha)

         Quais são os nomes que o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) recebe nas páginas do NT? Ele é chamado de: A) Espírito de Deus (Rúkha de Yaohu) [ver Rm 8,14]; B) Espírito de Cristo (Rúkha de Christós ou Yaohushua) [Rm 8,9]; o Espírito do Pai (Rúkha do Pai ou Rúkha de Yaohu) [ver Mt 10,20]; D) Espírito do Senhor (o correto: Rúkha de YHVH) [ver 2Co 3,17]; e, Espírito Santo {Rúkha Qadôsh} (Rúkha hol – RODSHUA) [ver Atos 2]; F) Espírito de sabedoria e revelação (Rúkha de sabedoria e revelação) [ver Ef 1,17]; G) Espírito de poder (Rúkha de poder); de amor e de bom senso [ver 2Tm 1,7]; H) Espírito de adoção ou de oração (Rúkha de adoção ou de oração) [Rm 8,15]; I) Espírito de santificação (Rúkha de santificação [ver Rm 1,4]; J) Espírito de vida (Rúkha de vida) [ver Rm 8,10]; L) Espírito de mansidão (Rúkha de mansidão) [ver 1Co 4,21] M) Espírito de consolo (Rúkha de consolo [ver Atos 9,31]; N) Espírito de glória (Rúkha de glória) [ver 1Pe 4,14]; O) Espírito de selagem (Rúkha de selagem), garantia da vida eterna [ver Ef 1,13.14]: P) Espírito de todas as bênçãos carismáticas cristãs (Rúkha de todas as bênçãos carismáticas messiânicas) [ver 1Co 12,4]; Q) Espírito da verdade (Rúkha da verdade) [ver João 14,27; 15,27; e 16,13]; R) Paracleto, Ajudador [ver João 14,16].

         III O Espírito (Rúkha) é uma Pessoa.

         Às obras e características desta Pessoa Divina.

 

         O Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é um ser vivo, dotado de personalidade própria, não sendo meramente uma influência ou emanação de Deus (Yaohu). Antes, é uma pessoa, claramente divina, que faz parte da trindade da deidade. (Ver João 14,16.17.26; 16,7-15 e Mt 28,19).

         1. Como o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é visto no AT? Ele é visto como: A) Uma pessoa divina, dotada de atributos divinos (ver Gn 1). B) compartilhou da obra da criação, o que nos pode dar a entender a sua onipotência (ver Gn 1,2; Jó 26,13 e Sl 104,30). C) dotado de onipresença (ver Sl 139,7). D) testifica aos homens no tocante ao pecado e à justiça (ver Gn 6,3). E) age como agente iluminador do entendimento humano (ver Jó 32,8). F) dota os homens de poder (ver Êx 28,3 e 31,3). G) aparece como o Espírito (Rúkha) de sabedoria (ver Jz 3,10 – 6,34; 11,29 e 13,25). H) inspira as declarações divinas e as profecias (ver Nm 11,25 e 2Sm 23,2). I) É um agente que ajuda aos servos de Deus (Yaohu) [ver Sl 51,2; Jl 2,23; Mq 3,8 e Zc 4,6]. J) é santo e bom (ver Sl 51,11 e 143,10). I) age como juiz (ver Is 4,4). M) possui os atributos de sabedoria, entendimento, conselho, poder, bondade, conhecimento, e inspira o temor de Deus (Yaohu) [ver Is 11,2]. N) influencia e vem habitar nos homens em ocasiões especiais, para realizar propósitos especiais, não o fazendo permanentemente (ver Sl 51,11; não havendo nenhuma indicação no AT de que o Espírito (Rúkha) descesse sobre qualquer pessoa, exceto os profetas ou outros indivíduos de importância, para alguma finalidade específica). O) a influência do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é vista atuante em três níveis, no AT, a saber: I, no nível intelectual (ver Êx 28,3; 35,3.31; Dt 34,9); II, no nível moral (ver Sl 51,11; Is 63,10 e 143,10); III, no nível espiritual ou religioso (ver Os 9,7; Ez 2,2 e 3,24). P) o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) foi prometido para uma nova dispensação futura, em que se manifestaria de outras formas, a tal ponto que, nos tempos do Messias, ele seria derramado sobre “toda carne” (ver Joel 2,28ss).

         2. Como o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é visto no NT? Em face do fato de que o Novo Testamento se alicerça sobre o Antigo , é natural que a nova dispensação comparti-lhe, em termos gerais, das idéias da antiga, ainda que com algumas adições e esclarecimentos.

         A) Em relação a Cristo (Christós), o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é visto na concepção da Virgem Maria (ver Mt 1,18-20 e Lc 1,23), é visto como aquele que ungiu e fortaleceu a Cristo (Christós), quando de seu batismo, para que ele pudesse dar início à sua missão especial como o Messias (ver Mt 3,16).

 

(Mt 3,16). Também o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é visto como o agente capacitador de Cristo (Christós) em seu labor, maneira de andar e serviço (ver Lc 4,1.14), como a força ressuscitadora (ver Rm 8,11) e, desde então até o presente, na qualidade de “alter ego” de Cristo (Christós) neste mundo, o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é visto a realizar a obra de Cristo (Christós), como sua testemunha poderosa (ver João 15,26; 16,8-11.13.14).

         B) Em relação a todos os homens o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é

Escrito por anselmo.estevan às 16h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

visto como uma força influenciadora universal, que testifica sobre o pecado, a retidão e o julgamento. Ele controla o mal que há no mundo e convence os homens do pecado, atuando sobre todos os homens através de sua influência, personalidade e presença (ver João 16,7-11). Podemos supor que o mundo seria intoleravelmente mau, não fora à influência do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), que constrange a iniquidade inerente nos homens.

         C) Em relação à Igreja, o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é visto como o único que pode regenerar a uma alma, mediante seu toque operador e transformador (ver João 3,3-5). Todos os crentes, portanto, devem possuir o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) [ver Rm 8,9], ainda que a sua influência varie grandemente de um crente individual para outro, dependendo isso exclusivamente de como cada qual permite que o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) o controle (ver Atos 2; Ef 1,13.14 e 5,18). É igualmente o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) que forma a unidade da Igreja, em um corpo (ver Mt 16,18; Hb 12,23 e 1Co 12,12.13, o que pode ser chamado de “batismo”, ainda que não se trate de um batismo da mesma natureza com que o crente individual pode ser batizado). E é desse modo que a Igreja se torna O TEMPLO DO ESPÍRITO (Rúkha), seu lugar especial de manifestação (ver 1Co 3,16.17). A presença habilitadora do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), entre os crentes, deve ser contínua e perpétua (ver João 14,16). Essa presença habilitadora produz frutos no crente, semelhantes à natureza moral positiva de Deus (Yahu) [ver Gl 5,22.23]. O alvo precípuo da implantação dos frutos do Espírito (Rúkha) no crente, bem como de todas as suas operações na alma, é o de transformar os crentes segundo a imagem de Cristo (Christós), nos termos mais literais possíveis, de tal modo que estes venham a compartilhar da natureza moral e metafísica essencial de Cristo (Christós) [ver Rm 8,29; Ef 1,23 e 2 Co 3,18]. E, sendo o Espírito (Rúkha) aquele que nos impulsiona na direção desse alvo, ele é o intercessor em favor dos crentes, orando naquilo que o crente nem ao menos é capaz de proferir, visando o benefício dos mesmos (ver Rm 8,2-17). O Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é igualmente a garantia da herança que os crentes têm em Cristo (Christós) [ver Rm 8,15-17]. No funcionamento das Igrejas locais, o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é o distribuidor de todas as manifestações carismáticas espirituais (ver 1Co 12 – 14).

         3. Os símbolos do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) são os seguintes: A) O azeite (ver João 3,34 e Hb 1,9). B) A água (ver João 7,38.39). C) O vento (ver Atos 2,2 e João 3,8). D) O fogo (ver Atos 2,3) E) A pomba [descer como pomba! Pousar. Grifo meu] (ver Mt 3,16). F) O selo (ver Ef 1,13 e 4,30). G) O pagamento inicial ou garantia (ver Ef 1,14).

         4. O Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é o terceiro membro da Trindade santa (ver as notas expositivas referentes a João 5,6 no NTI).

         “O pano de fundo sobre o que Paulo tem a dizer concernente ao Espírito Santo” (Rúkha hol – RODSHUA) tem bases no AT. Ali o Espírito (Rúkha) aparece como o ‘sopro de ‘ULHIM (Yahu)’, no sentido de ser a presença de ‘ULHIM (Yahu) ou o poder de ‘ULHIM (Yahu) como algo visível e operante no mundo. Somos informados de que o Espírito (Rúkha) de ‘ULHIM (Yahu) pairava por sobre o caos primevo (ver Gn 1,2); que os profetas foram iluminados e fortalecidos pelo Espírito (Rúkha) [ver 1Sm 10,10, além de muitas outras referências]; que ninguém é capaz de fugir da presença do Espírito (Rúkha) de ‘ULHIM (Yahu) [ver Sl 139,7]. O Espírito (Rúkha) de ‘ULHIM (Yahu) é a presença auto-autenticadora do poder de ‘ULHIM (Yahu). É ensinado no AT que o Messias seria especialmente dotado pelo Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA). E a nova dispensação, que Cristo (Christós) inauguraria haveria de ser uma era do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA). Ora, um dos fatos mais certos e íntimos da primitiva comunidade cristã (messiânicos) é que ela vivia em um ambiente de manifestações do Espírito (Rúkha). Esse Espírito (Rúkha) se apresenta tanto como o Espírito (Rúkha) eterno de ‘ULHIM (Yahu) quanto como o Espírito (Rúkha) de Jesus (Yahushua), - que era relembrado como companheiro e Mestre. A possessão do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), pois, era considerada o selo da ressurreição e o sinal seguro de que a nova era de fato começava. O Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é como o pagamento inicial da glória futura, - que, portanto, deixa de ser assim inteiramente futura. O Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) [descrito em Rm 5,5 como ‘amor de ‘ULHIM (Yahu)...derramado em nossos corações’] é, portanto, a base empírica da fé e da esperança. Ele é a garantia tanto da significação do que ocorreu (isto é, a morte e ressurreição de Jesus (Yahushua), bem como a justificação dos crentes) como da realidade do que ainda acontecerá (ou seja, à volta de Cristo (Christós) e a nossa total libertação do poder do pecado e da morte). É o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) que reúne todas as peças componentes daquele acontecimento e que denominamos de revelação em Cristo (Christós), transpondo o hiato entre o passado e o futuro, o que, até este ponto, com tanta freqüência tem aparecido como importante característica e elemento do “pensamento Paulino”. (John Knox, na introdução ao oitavo capítulo da epístola aos Romanos).

         IV Sumário de Qualidade e Atribuições

         Um sumário de ensino bíblico sobre as qualidades e atribuições do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), seria mais ou menos o seguinte: 1. Ele é o Espírito (Rúkha) de Deus (Yahu) [ver Rm 8,14]. 2. O Espírito (Rúkha) de Cristo (Christós) [ver Rm 8,9]. 3. O Espírito (Rúkha) do Pai (ver Mt 10,20). 4. O Espírito (Rúkha) do YHVH (ver 2Co 3,17). 5. O Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) [ver Atos 2]. 6. O Espírito (Rúkha) de sabedoria e revelação (ver Ef 1,17). 7. O Espírito (Rúkha)  de poder, de amor e de bom senso (ver 2Tm 1,7). 8. O Espírito (Rúkha) de adoção e de oração (ver Rm 8,15). 9. Espírito (Rúkha) de santificação (ver Rm 1,4). 10. O Espírito (Rúkha) de vida (ver Rm 8,10). 11. O Espírito (Rúkha) de mansidão (ver 1Co 4,21). 12. O Espírito (Rúkha) de consolo (ver Atos 9,31). 13. O Espírito (Rúkha) de glória (1Pd 4,14). 14. O Espírito (Rúkha) de selagem, a garantia da vida eterna (ver Ef 1,13.14). 15. O Espírito (Rúkha)

Escrito por anselmo.estevan às 16h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

de todas as manifestações cristãs (messiânicas) carismáticas (ver 1Co 12,4). (Extraído do comentário de Lange).

         V. Espírito (Rúkha) de Verdade

         João 14,17; a saber, o Espírito (Rúkha) da verdade, o qual o mundo NÃO PODE RECEBER; PORQUE NÃO O VÊ NEM O CONHECE; MAS VOS CONHECEIS, PORQUE ELE HABITA CONVOSCO, E ESTARÁ EM VÓS.

         “...O Espírito (Rúkha) de verdade, que o mundo não pode receber...” o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) é chamado de Espírito (Rúkha) da verdade por causa dos seguintes pontos:

         1. Ele vem de ‘ULHIM (Yahu) e representa a verdade de ‘ULHIM (Yahu), a fonte de toda a verdade. Ensina os homens a verdade de Cristo (Christós – o Messias).

         2. Ele é a revelação especial e a iluminação da verdade do “Logos” ETERNO.

         3. Ele é o revelador da verdade de Jesus (Yahushua) em sua encarnação, bem como de sua manifestação entre os homens, isto é, das verdades que ele veio desvendar, visando o benefício da humanidade, por causa do ministério terreno de Jesus (Yahushua), o “Logos” ENCARNADO.

         4. Ele torna a verdade objetiva (a verdade divina) subjetiva para os homens, transmitindo-a para eles e fazendo-os compreenderam-na. Essa aplicação consiste particularmente na iluminação da plena verdade de ‘ULHIM (Yahu), segundo ela tem sido revelada em Cristo (Christós), para benefício dos homens.

         5. Em sua própria pessoa ela é a verdade, porquanto ele mesmo é ‘ULHIM (Yahu), sendo especialmente por seu intermédio que os homens estão sendo transformados, para que venham atingir com êxito o seu destino como homens. Ele é a verdade metafísica revelada aos homens, porquanto produz essa revelação nos homens, administrando a vontade de ‘ULHIM (Yahu) Pai. Ele produz em nós aquela transformação ética diária, e é através dessa operação que ele produz a transformação metafísica do ser humano, a fim de que os remidos se tornem participantes da natureza divina. (Ver 2Co 3,18).

         Além da presente referência ao Espírito Santo (Rúkha hol RODSHUA) , chamando-o de “Espírito de verdade” (Rúkha de verdade), também vemos essa verdade exposta nos trechos de João 15,26; 16,13; e 1 João 4,6.

         6. Entre as cinco afirmativas atinentes do divino Ajudador, três chamam-no de Espírito da verdade (Rúkha da verdade): João 14,17; 15,26; e 16,13.

         Cristo (Christós) era a verdade, João 14,6.

         Aquela fé religiosa que negligencia a Cristo (Christós), ou lhe confere posição inferior à que ele tem no NT, é falsa. Ver Gl 1,8.9.

         O Espírito (Rúkha) será o agente que conduzirá os homens a Cristo (Christós), aqueles que o Pai lhe deu. Ver João 15,26.

         7. Na qualidade de “Espírito da verdade (Rúkha da verdade), o divino Paracletos guiaria os remidos a “...toda a verdade....” “Tenho ainda muito que vos dizer...” Isso teria lugar quando da continuação da obra de Cristo (Christós) no mundo e nos corações de seus discípulos, mediante o ministério do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), antes e depois de sua ascensão aos lugares celestiais.

         VI Testemunha da Salvação dos Crentes:

         Rm 8,16: O Espírito (Rúkha) mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de ‘ULHIM (Yahu).

Escrito por anselmo.estevan às 16h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

         “...O próprio Espírito (Rúkha) testifica com o nosso espírito (rûah) que somos filhos de ‘ULHIM (Yahu)...”, O Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) contínua em foco em Rm 8,16, e não o espírito (rûah)  humano ou o homem interior. Embora o Espírito (Rúkha) de ‘ULHIM (Yahu) é quem dê testemunho da filiação dos crentes, é o espírito (rûah) humano que recebe esse testemunho.

         “...testifica com...”. Essas palavras que o Espírito (Rúkha) de ‘ULHIM (Yahu) reforça e acompanha o testemunho já existente no homem interior.

         É devido a essa consciência de filiação que tem origem divina, que os crentes aprendem, de maneira bem real, a chamar ‘ULHIM (Yahu) de “Abba, Pai”. Um indivíduo qualquer pode ter alguma inclinação para invocar a um poder superior, como se pedisse auxílio de seu pai, mas é o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) que produz, no crente, o conhecimento espiritual e a intima convicção dessa realidade, assegurando-lhe que ‘ULHIM (Yahu), o mais elevado de todos os poderes, é seu Pai, espiritualmente falando. Isso assegura a consciência não somente da dignidade de sua posição, mas também da natureza de sua transformação segundo a forma de vida divina. Ver Ef 3,19.

         O trecho de Gl 4,6 é um paralelo quase exato deste versículo. Ali vemos que o Filho foi enviado por ‘ULHIM (Yahu) Pai com o propósito distinto de criar, no coração humano, o clamor que diz: “Abba, Pai”.

         A certitudo gratiae, ou seja, a “certeza da graça”, tem sido corretamente deduzida deste versículo, contrariamente ao parecer daqueles que pensam que ninguém pode ter real certeza de que está “salvo”, ou que tem sido levado à justificação e à regeneração por meio da graça divina.

         Testes de confirmação.

         1. O próprio impulso íntimo que nos impele a considerar ‘ULHIM (Yahu) como nosso Pai, invocando-o como tal.

         2. A consciência que disso temos, intuitiva, e não racional, mas nem por isso, irracional.

         3. A “comunhão” assim criada, e isso com ‘ULHIM (Yahu) Pai e com ‘ULHIM (Yahu) Filho, o que pressupõe um contacto espiritual genuíno. (Ver 1 João 1,3).

         4. A comunhão que é criada entre nós e os outros crentes, em um profundo amor, formando uma espécie de laço familiar. (Ver 1 João 1,7).

         5. Um andar santo, em que há vitória sobre o pecado, apresentando por todo o oitavo capítulo da epístola aos Romanos, bem como no trecho de 1 João 1,7.

         6. A importantíssima consciência de que o alvo dessa nossa comunhão é fazer-nos semelhantes ao Filho de ‘ULHIM (Yahu), sendo nós progressivamente conformados segundo a sua imagem, por obra e graça do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA). [Ver Rm 8,29 e 1 João 3,2, que são trechos que expressam esse mesmo conceito].

         VII. A Obra e a Orientação do Espírito (Rúkha)

         1. Os antigos títulos atribuídos ao livro de Atos, incluíam aquele sugerido por alguns dos primeiros pais da Igreja: “Atos do Espírito Santo” (Atos do Rúkha hol - RODSHUA). Esse livro pressupõe, do princípio ao fim, que o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA é a força dirigente do movimento dos primeiros missionários cristãos [messiânicos]).

         2. O Pentecostes (ver Atos 2), foi o princípio das operações do Espírito (Rúkha); e esse ato proveu para a Igreja o seu nascimento e o poder necessário para sua expansão.

         3. Por ser criador (ver Gn 1,26.27), o Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) também é capaz de realizar criações espirituais (ver 2Co 5,17) e assim sendo, ele é a força por detrás de toda a espiritualidade (ver Gl 5,22.23), a começar pela conversão (ver João 3,3).

         4. Ele dirige ativamente os ministros do evangelho (ver Atos 16,6.7.10).

         5. Ele santifica àqueles que converte (ver Rm 15,16).

         6. Ele exerce um ministério no mundo, e não apenas na Igreja (ver João 16,8-11).

         7. Ele é o mestre supremo (ver João 14,26).

         8. Glorificar Cristo (Christós) e promover a sua causa é o objetivo de seus esforços (ver João 15,16).

         9. Ele habita nos santos (ver Ef 2,20), tornando-os templos de Deus (Yaohu) e conferindo-lhes acesso a ‘ULHIM (Yahu).

Escrito por anselmo.estevan às 16h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

         10. Ele ajuda-nos em nossas fraquezas (ver Rm 8,26).

         11. Temos a capacidade de resistir ao Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) [ver Atos 7,51], bem como de entristece-lo (Ef 4,30).

         VIII. Autor de Inspiração

         Referências e ideias. A inspiração dada pelo Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA):

         1. A inspiração do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) foi predita (ver Joel 2,28 com Atos 2,16-18). 2. Toda a Escritura foi dada por ela (ver 2Sm 23,2; 2Tm 3,16 e 2Pe 1,21) [não a Bíblia mas a escritura sagrada] grifo meu. 3. O seu desígnio é revelar os acontecimentos futuros (ver Atos 1,16; Atos 28,25 e 1Pe 1,11). 4. É revelar os mistérios de ‘ULHIM (Yahu) [ver Amós 3,7 e 1Co 2,10]. 5. É conferir poder aos ministros (ver Mq 3,8 e Atos 1,8). 6. É dirigir aos ministros (ver Ez 3,24-27; Atos 11,12 e 13,2). 7. É controlar aos ministros (ver Atos 16,6). 8. É testificar contra o pecado (ver 2Rs 17,13; Ne 9,30; Mq 3,8 e João 16,8.9). 9. Seus modos de manifestação são diversos (ver Hb 1,1). 10. Por impulso secreto (ver Jz 13,15; 2Pe 1,21). 11. Por uma voz (ver Is 6,8; Atos 2,29 e Ap 1,10). 12. Por visões (ver Nm 12,6 e Ez 11,24). 13. Por sonhos (ver Nm 12,6 e Dn 7,1). 14. É necessária às profecias (ver Nm 12,6 e Dn 7,1; 20,14-17). 15. É irresistível (ver Amós 3,8). 16. Os desprezadores da inspiração do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) são castigados (ver 2Cr 36,15.16; e Zc 7,12).

         IX. O Espírito de Cristo é o Espírito de ‘ULHIM (O Rúkha de: Christós [O UNGIDO] – {YAHUSHUA} é o Rúkha de ‘ULHIM [YAHU]): Rm 8,9.

         Não se pode demonstrar, pelas Escrituras, que o “Espírito de Cristo” (Rúkha de Christós) não é o mesmo “Espírito Santo” (Rúkha hol – RODSHUA). Dá-se justamente o contrário, pois o Espírito de ‘ULHIM (Rúkha de Yahu) recebe muitas designações nas páginas da Bíblia, {Olhem que cita somente nas páginas da “Bíblia!” Não “na Escritura!!! Ok!”} Grifo meu, conforme também se vê claramente nas notas expositivas, no NTI, sobre o 1º vs. Deste capítulo. Este versículo requer a – identificação – desses dois termos, pois o texto mostra-nos que essas duas expressões são sinônimas. Ainda que deixássemos inteiramente de lado a porção final deste versículo, que encerra a referência ao “Espírito de Cristo” (Rúkha de Yahushua – o UNGIDO [Christós] – o MESSIAS!), a primeira parte do mesmo já afirma que todos os crentes devem contar com a presença habitadora do Espírito de ‘ULHIM (Rúkha de Yahu), já que os verdadeiros crentes são descritos como pessoas que estão “no Espírito” (Rúkha), e não “na carne”. Esse “estar no Espírito” (Rúkha) é imediatamente esclarecido pelo próprio versículo como a presença habitadora do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA). É essa presença habitadora que faz o crente estar “no Espírito” (Rúkha), e não “na carne...” Toda essa verdade pode ser determinada sem fazermos qualquer vinculação ao “Espírito de Cristo” (Rúkha de Christós – o UNGIDO – Yahushua). A sentença que diz que o Espírito de Cristo (Rúkha de Christós) está em nós foi acrescentada a fim de declarar a mesma verdade ao contrário, o que já havia sido afirmado direta e positivamente. Por conseguinte “estar no Espírito” (estar no Rúkha) significa contar com a presença habitadora do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA), pois, sem a presença habitadora do Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) {ou Espírito de Cristo} [Rúkha de Christós], o individuo não pertence a Jesus Cristo (Yahushua mashiach – o Messias), nem ao menos sendo um crente.

         Pondo para um lado todas as controvérsias, deve-se asseverar que o presente versículo ensina, bem especificamente, que o verdadeiro crente deve ter uma vida vitoriosa, algo que não pode ser conseguido pelos legalistas, porquanto é dentro do sistema da graça divina que o Espírito Santo de ‘ULHIM (Rúkha hol – RODSHUA de Yahu) é propiciado aos homens, a fim de neles habitar, com o resultado óbvio e necessário que andarão santamente na fé cristã (messiânica – seguidor do Messias!). Portanto, a graça divina exige um andar santo, dando-nos, igualmente, as armas necessárias para cumprimento desse alvo, longe de dar-nos licença para pecar. O crente é o templo de ‘ULHIM Yahu. O Espírito Santo (Rúkha hol – RODSHUA) purifica esse templo quando se muda para ali, a fim de que faça do crente a sua habitação apropriada. Porém, se esse templo não for limpo no sangue de Cristo (Christós) e através da regeneração do Espírito (Rúkha), não é possível encontramos o Espírito de ‘ULHIM (Rúkha de Yahu) ali abitando.

 

            Bem, resumidamente é isto! Agora para quem não acredita na terceira pessoa por não ter um Nome? Esta desacreditando também nas outras duas Pessoas. Sendo, assim, um Anti-Christós! Por isso cuidado!!!!! Anselmo Estevan.

Escrito por anselmo.estevan às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Gn 1,2; 6,3; 41,38; Êx 31,3; 35,31; Nm 11,17; 11,25; 11,26; 11,29; 24,2; 27,18; Jz 3,10; 6,34; 11,29; 13,25; 14,6; 14,19; 15,14; 1Sm 10,6; 10,10; 11,6; 16,13; 16,14; 19,20; 19,23; 2Sm 23,2; 1Rs 18,12; 22,24; 2Rs 2,16; 1Cr 12,18; 2Cr 15,1; 18,24; 20,14; 24,20; Ed 5,1; Ne 9,30; Jó 33,4; Sl 51,11; 104,30; 106,33; 139,7; 143,10; Is 4,4; 11,2; 32,15; 34,16; 40,13; 42,1; 44,3; 48,16; 59,19; 59,21; 61,1; 63,11; 63,14; Ez 2,2; 3,12; 3,14; 3,24; 8,3; 11,1; 11,5; 11,24; 36,27; 37,1; 37,14; 39,29; 43,5; Jl 2,28; 2,29; Mq 2,7; 3,8; Ag 2,5; Zc 4,6; 6,8; 7,12; Mt 1,18; 1,20; 3,11; 3,16; 4,1;

10,20; 12,18; 12,28; 12,31; 12,32; 22,43; 28,19; Mc 1,18; 1,10; 1,12; 3,29; 12,36; 13,11; Lc 1,15; 1,35; 1,41; 1,67;

2,25; 2,26; 2,27; 3,16; 3,22; 4,1; 4,14; 4,18; 10,21; 11,13; 12,10; 12,12; Jo 1,32; 1,33; 3,5; 3,6; 3,8; 3,34; 7,39; 14,17; 14,26; 15,26; 16,13; 20,22; At 1,2; 1,5; 1,8; 1,16;2,4; 2,14; 2,18; 2,33; 2,38; 4,8; 4,25; 4,31; 5,3; 5,9; 5,32; 6,3; 6,5; 6,10; 7,51; 7,55; 8,15; 8,17; 8,18; 8,19; 8,29; 8,39; 9,17; 9,31; 10,19; 10,38; 10,44; 10,45; 10,47; 11,12; 11,15; 11,16; 11,24; 11,28; 13,2; 13,4; 13,9; 13,52; 15,8; 15,28; 16,6; 16,7;19,2; 19,6; 20,23; 20,28; 21,4; 21,11; 28,25; Rm 5,5; 8,2; 8,4; 8,5; 8,6; 8,9; 8,11; 8,13; 8,14; 8,16; 8,23; 8,26; 9,1; 14,17; 15,13; 15,16; 15,19; 15,30; 1Co 2,4; 2,10; 2,11; 2,12; 2,13; 2,14; 3,16; 6,11; 6,19; 7,40; 12,3; 12,4; 12,7; 12,8; 12,9; 12,11; 12,13; 2Co 1,22; 3,3; 3,8; 3,17; 3,18; 5,5; 6,6; 13,13; Gl 3,2; 3,3; 3,5; 3,14; 4,6; 4,29; 5,5; 5,16; 5,17; 5,18; 5,22; 5,25; 6,8; Ef 1,13; 2,18; 2,22; 3,5; 3,16; 4,3; 4,4; 4,30; 5,18; 6,17; 6,18; Fp 1,19; 2,1; 3,3; Cl 1,8; 1Ts 1,5; 1,6; 4,8; 5,19; 2Ts 2,13; 1Tm 4,1; 2Tm 1,14; Tt 3,5; Hb 2,4; 3,7; 6,4; 9,8; 9,14; 10,15; 10,29; Tg 4,5; 1Pe 1,2; 1,11; 1,12; 4,14; 2Pe 1,21; 1Jo 3,24; 4,2; 4,13; 5,6; 5,7; 5,8; Jd 19; 20; Ap 1,4; 2,7; 2,11; 2,17; 2,29; 3,6; 3,13; 3,22; 14,13; 22,17!

 

 

          E aí. O Espírito Santo não pode ser considerado como a 3ª Pessoa da Trindade? Sim, Ou Não? Responda o que você acha? Eu creio Nele sim, como a terceira Pessoa da Trindade, Sim! Deixe seu comentário e porque acredita assim ok!

 

 

         PESQUISA FEITA POR: ANSELMO ESTEVAN. (FORMADO PELA FACULDADE IBETEL DE SUZANO EM: TEOLOGIA, BACHAREL EM TEOLOGIA E COM AUTORIDADE DE PASTOR). LIVROS E BÍBLIAS CONSULTADAS: BÍBLIA DE ESTUDO DE GENEBRA EDIÇÃO REVISTA E AMPLIADA. BÍBLIA DE ESTUDO PALAVRAS CHAVE HEBRAICO-GREGO. DICIONÁRIO BÍBLICO DA EDITORA AGNOS. O ANTIGO, E, O NOVO TESTAMENTO INTERPRETADO VERSÍCULOS POR VERSÍCULOS! O LIVRO: HISTÓRIA DA TEOLOGIA CRISTÃ – 2000 ANOS DE TRADIÇÃO E REFORMAS!

 

         O INTUITO DESSA OBRA É DE MOSTRAR QUE ACREDITO NA CONCEPÇÃO DA TERCEIRA PESSOA DA TRINDADE! EM, SE, TENTAR EXPLICAR O QUE É O “ETERNO” CRIADOR! APÓS A MORTE DOS APÓSTOLOS... QUE ACHARAM ESSA MANEIRA DE EXPLICAR O CRIADOR UNIVERSAL TODO PODEROSO E SEU FILHO DE SALVADOR QUE VEIO PARA NOSSA SALVAÇÃO – ATRAVÉS DA 3ª PESSOA...!!! DEIXE SUA OPINIÃO E PORQUE ACHA ASSIM?! (MATERIAL POSTADO NO FÓRUM)! VOU TENTAR EXPOR ESSA IDEIA. VAMOS VER NO QUE DÁ......!!!!).

         ANSELMO ESTEVAN.

 

 UM E TRÊS: A TRINDADE

IS 44,6

O Antigo Testamento insiste constantemente na afirmação de que há somente um 'Ulhim, o Criador que se revela a si mesmo, que deve ser cultuado e louvado com exclusividade (Dt 6,4-5; Is 44,6 - 45,25). O Novo Testamento concorda (Mc 12,29-30; 1Co 8,4; Ef 4,6; 1Tm 2,5), mas fala de três agentes pessoais, Pai, Filho e Espírito Santo, que operam juntos para realizar a salvação (Rm 8; Ef 1,3-14; 2Ts 2,13-14; 1Pe 1,2). A formulação histórica da Trindade (do latim trinitas, que significa "estado de ser três") não é uma tentativa de explicá-la, propósito que estaria além da nossa capacidade. Apenas oferece limite e salvaguarda aos nossos pensamentos a respeito desse mistério, que nos confronta, talvez, com o mais difícil pensamento que a mente humana pode elaborar. Não é fácil de entender, mas é verdadeiro.

Escrito por anselmo.estevan às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A doutrina surge dos fatos históricos da redenção registrados e explicados no Novo Testamento. YahuShúa orou a seu Pai ensinou seus discípulos a fazerem o mesmo. Contudo, YahuShúa os convenceu de que era pessoalmente divino. Crer na sua divindade e no seu direito de receber culto e orações é básico para a fé no Novo Testamento (Jo 20,28-31; cf. At 7,59; Rm 9,5; 10,9-13; 2Co 12,7-9; Fp 2,5-6; Cl 1,15-17; 2,9; Hb 1,1-12; 1Pe 3,15). YahuShúa prometeu enviar outro "Consolador" ou "Parácleto" (do grego; Jo 14,16); para continuar sua obra como primeiro Ajudador (Jo 14,16-17). Um "Parácleto" é um advogado, ajudador, aliado e sustentador (Jo 14,26; 15,26-27; 16,7-15) O advogado prometido é o Espírito Santo, que desceu no Pentecostes para cumprir o seu ministério. Desde o início, ele foi reconhecido como a terceira Pessoa divina, mentir a ele - disse Pedro não muito depois do Pentecostes - é mentir para 'Ulhim (At 5,3-4).

MaschiYah prescreveu o batismo "em Nome (singular: um "Deus", um Nome) do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo" - três Pessoas que são um único 'Ulhim a quem os cristãos se dedicam (Mt 28,19). Do mesmo modo, encontramos as três Pessoas no relato do próprio batismo de YahuShúa: o Pai reconheceu o Filho, e o Espírito mostrou sua presença na vida e ministério do Filho (Mc 1,9-11). A bênção de 2Co 13,14 é trinitária, como o é a oração por graça e paz do Pai, do Espírito, e de YahuShúa MaschiYah, em At 1,4.5. João inclui o Espírito entre o Pai e o Filho só porque ele ensina que o Espírito é divino no mesmo sentido em que o Pai e o Filho o são. Estes são alguns dos mais notáveis exemplos de ensino trinitariano no Novo Testamento. Embora a linguagem técnica da teologia posterior não se encontre no Novo Testamento, a fé e o pensamento trinitariano estão presentes em todas as suas páginas. Nesse sentido, a Trindade é uma doutrina bíblica. (Não um trio! Ok.) Grifo meu.

Basicamente, a doutrina é que a unidade do 'Ulhim único é complexa. As três "substâncias" pessoais, como são chamadas, são centros coiguais e coeternos de auto consciência, sendo cada um um "Eu" em relação aos outros dois, que são "Vós", e cada um possuindo a plena essência divina de 'Ulhim, a existência específica que pertence só a 'Ulhim. 'Ulhim não é uma só pessoa que desempenha três papéis separados; este é o erro denominado "modalismo"; nem são três deuses que apenas parecem ser um por atuarem sempre juntos, isso é "triteísmo". O teólogo B.B. Walfield coloca o problema de modo simples: "Quando dizemos estas três coisas - que não há senão um só 'Ulhim; que o Pai, o Filho e o Espírito, cada um é 'Ulhim; que o Pai , o Filho e o Espírito, cada um é uma pessoa distinta - então enunciamos a doutrina da Trindade em sua inteireza". Isso sumariza o que foi revelado através das palavras e obras de YahuShúa e é a realidade que subjaz à salvação do Novo Testamento.

Praticamente falando, a doutrina da Trindade exige que demos honra igual a cada uma das três Pessoas na unidade do 'Ulhim único. Além do mais, conhecer essa doutrina estabelece fé pessoal e enriquece não menos o forte senso de unidade com outros cristãos!

 

 

Escrito por anselmo.estevan às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

10/02/2012


"RUACH HAKODESH" [RÚKHA hol - RODSHÚA] - QUE É ELE?

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

 

EU ACREDITO NO ESPÍRITO SANTO DE YAH! E REAFIRMO ISSO:

ANSELMO, EM DEFESA DO QADÔSH RÚKHA DE YAH (COMO O GOSTAM DE CHAMA-LO: RUACH) EU PREFIRO: RÚKHA hol – RODSHUA! EU, EM PARTICULAR! VAMOS LÁ A ESSE ESTUDO DO (ESPÍRITO SANTO):



COMO O (ESPÍRITO SANTO) PODE SER CHAMADO DE: “UMA PESSOA” SE ELE PODE SER SOPRADO NAS NARINAS DE HOMENS??? PODE-SE SER DERRAMADO SOBRE PESSOAS? ETC. BEM, SE EU ESTIVER ERRADO???? TODA A PALAVRA DO ETERNO E TUDO O QUE CONHECEMOS ATÉ HOJE, TAMBÉM ESTÁ ERRADO???? POR QUE? POR ESTA FRASE DAS ESCRITURAS QUE ESTÁ NAS “BÍBLIAS” NO B’RIT HADASHAH (NOVO TESTAMENTO):


TODA A TORAH OS KETUVIM (ESCRITURAS) E NAVI’IM (PROFETAS), É INSPIRADO, E PROVEITOSA PARA ENSINAR, PARA REDARGÜIR, PARA CORRIGIR, PARA INSTRUIR EM JUSTIÇA!



BÍBLIA – TORAH HEBRAICA PESHITTA! 2 TIMÓTEO 3,16 (SABEMOS QUE O AUTOR DESSA INSPIRAÇÃO É O PRÓPRIO ‘ULHIM ATRAVÉS DO SEU RÚKHA – O QADÔSH RÚKHA DE YAHU – O SEU SANTO ESPÍRITO!!!! É NO QUE ACREDITO!). E, PARA PROVAR ISTO VEJA OS VERSÍCULOS LOGO ABAIXO, OS QUE ESTIVEREM EM NEGRITO E GRIFADOS SÃO DE MÁXIMA IMPORTÂNCIA PARA MIM E COM CERTEZA SEU SIGNIFICADO NÃO PODE SER MUDADO OU ALTERADO, TIRE SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES:


ESTE ESTUDO NÃO É PARA DESMENTIR NINGUÉM QUE ACHA OU POSSA PROVAR AO CONTRÁRIO!!! É SÓ PARA MOSTRAR QUE EU ACREDITO DESSE JEITO!

Escrito por anselmo.estevan às 19h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Gn 1,2; 6,3; 41,38; Êx 31,3; 35,31; Nm 11,17; 11,25; 11,26; 11,29; 24,2; 27,18; Jz 3,10; 6,34; 11,29; 13,25; 14,6; 14,19; 15,14; 1Sm 10,6; 10,10; 11,6; 16,13; 16,14; 19,20; 19,23; 2Sm 23,2; 1Rs 18,12; 22,24; 2Rs 2,16; 1Cr 12,18; 2Cr 15,1; 18,24; 20,14; 24,20; Ed 5,1; Ne 9,30; Jó 33,4; Sl 51,11; 104,30; 106,33; 139,7; 143,10; Is 4,4; 11,2; 32,15; 34,16; 40,13; 42,1; 44,3; 48,16; 59,19; 59,21; 61,1; 63,11; 63,14; Ez 2,2; 3,12; 3,14; 3,24; 8,3; 11,1; 11,5; 11,24; 36,27; 37,1; 37,14; 39,29; 43,5; Jl 2,28; 2,29; Mq 2,7; 3,8; Ag 2,5; Zc 4,6; 6,8; 7,12; Mt 1,18; 1,20; 3,11; 3,16; 4,1; 10,20; 12,18; 12,28; 12,31; 12,32; 22,43; 28,19; Mc 1,18; 1,10; 1,12; 3,29; 12,36; 13,11; Lc 1,15; 1,35; 1,41; 1,67;



2,25; 2,26; 2,27; 3,16; 3,22; 4,1; 4,14; 4,18; 10,21; 11,13; 12,10; 12,12; Jo 1,32; 1,33; 3,5; 3,6; 3,8; 3,34; 7,39; 14,17; 14,26; 15,26; 16,13; 20,22; At 1,2; 1,5; 1,8; 1,16;2,4; 2,14; 2,18; 2,33; 2,38; 4,8; 4,25; 4,31; 5,3; 5,9; 5,32; 6,3; 6,5; 6,10; 7,51; 7,55; 8,15; 8,17; 8,18; 8,19; 8,29; 8,39; 9,17; 9,31; 10,19; 10,38; 10,44; 10,45; 10,47; 11,12; 11,15; 11,16; 11,24; 11,28; 13,2; 13,4; 13,9; 13,52; 15,8; 15,28; 16,6; 16,7;19,2; 19,6; 20,23; 20,28; 21,4; 21,11; 28,25; Rm 5,5; 8,2; 8,4; 8,5; 8,6; 8,9; 8,11; 8,13; 8,14; 8,16; 8,23; 8,26;
9,1; 14,17; 15,13; 15,16; 15,19; 15,30; 1Co 2,4; 2,10; 2,11; 2,12; 2,13; 2,14; 3,16; 6,11; 6,19; 7,40; 12,3; 12,4; 12,7; 12,8; 12,9; 12,11; 12,13; 2Co 1,22; 3,3; 3,8; 3,17; 3,18; 5,5; 6,6; 13,13; Gl 3,2; 3,3; 3,5; 3,14; 4,6; 4,29; 5,5; 5,16; 5,17; 5,18; 5,22; 5,25; 6,8; Ef 1,13; 2,18; 2,22; 3,5; 3,16; 4,3; 4,4; 4,30; 5,18; 6,17; 6,18; Fp 1,19; 2,1; 3,3; Cl 1,8; 1Ts 1,5; 1,6; 4,8; 5,19; 2Ts 2,13; 1Tm 4,1; 2Tm 1,14; Tt 3,5; Hb 2,4; 3,7; 6,4; 9,8; 9,14; 10,15; 10,29; Tg 4,5; 1Pe 1,2; 1,11; 1,12; 4,14; 2Pe 1,21; 1Jo 3,24; 4,2; 4,13; 5,6; 5,7; 5,8; Jd 19; 20; Ap 1,4; 2,7; 2,11; 2,17; 2,29; 3,6; 3,13; 3,22; 14,13; 22,17!



Agora, para não dizerem que é algo meu pessoal, vamos a um resumo da “Pessoa do Espírito Santo!”. Como um Espírito pode ser chamado de: Pessoa???



Estudo tirado da: ENCICLOPÉDIA BÍBLICA: O ANTIGO TESTAMENTO, E, O (NOVO TESTAMENTO – COM AS PASSAGENS EM PORTUGUÊS E EM GREGO), INTERPRETADOS VERSÍCULO POR VERSÍCULO!



DA: EDITORA HAGNOS.



AUTOR: R.N.CHAMPLIN, Ph. D.



2ª EDIÇÃO – SÃO PAULO: HAGNOS, 2001.


VAMOS AO TEXTO: (LIVRO Nº 6. Páginas 4267-4272 (Resumo):



O ESPÍRITO SANTO É UMA PESSOA As obras e características desta Pessoa Divina.


O Espírito Santo é um ser vivo, dotado de personalidade própria, não sendo meramente uma influência ou emanação de (Deus) ‘Ulhim Yahu. Antes, é uma pessoa, claramente divina, que faz parte da trindade da deidade (Ver João 14,16.17.26; 16,7-15 e Mateus 28,19).



1. Como o Espírito Santo é visto no AT? Ele é visto como: A. Uma pessoa divina, dotada de atributos divinos (ver Gn 1). B. Compartilhou da obra da criação, o que nos pode dar a entender a sua onipotência (ver Gn 1,2; Jó 26,13 e Sl 104,30). C. Dotado de onipresença (ver 139,7). D. Testifica aos homens no tocante ao pecado e à justiça (ver Gn 6,3). E. Age como agente iluminador do entendimento humano (ver Jó 32,8). F. Dota os homens de poder (ver Êx 28,3). G. Aparece como o Espírito de sabedoria (ver Jz 3,10 – 6,34; 11,29 e 13,25). H. Inspira as declarações divinas e as profecias (ver Nm 11,25 e 2Sm 23,2). I. É um agente que ajuda aos servos de Yahu (ver Sl 51,2; Jl 2,23; Mq 3,8; e Zc 4,6). J. É santo e bom (ver Sl 51,11 e 143,10). L. Age como juiz (ver Is 4,4). M. Possui os atributos de sabedoria, entendimento, conselho, poder, bondade, conhecimento, e inspira o temor de Yahu (ver Is 11,2). N. Influência e vem habitar nos homens em ocasiões especiais, para realizar propósitos especiais, não o fazendo permanentemente (ver Sl 51,11; não havendo nenhuma indicação no AT, de que o Espírito descesse sobre qualquer pessoa, exceto os profetas ou outros indivíduos de importância, para alguma finalidade específica). O. A influência do Espírito Santo é vista atuante, no AT, a saber: I, no intelectual (ver Êx 28,3; 35,3.31; Dt 34,9); II, no nível moral (ver Sl 51,11; Is 63,10 e 143,10); III, no nível espiritual ou religioso (ver Os 9,7; Ez 2,2; e 3,24). P. O Espírito Santo foi prometido para uma nova dispensação futura, em que se manifestaria de outras formas, a tal ponto que, nos tempos do Messias, ele seria derramado sobre “TODA A CARNE” (ver Joel 2,28 e ss).



2. Como o Espírito Santo é visto no NT? Em face do fato de que o Novo Testamento se alicerça sobre o Antigo, é natural que a nova dispensação comparti-lhe, em termos gerais, das idéias da antiga, ainda que com algumas adições e esclarecimentos.



a. Em relação ao Messias, o Espírito Santo é visto na concepção da Virgem Maria (ver Mt 1,18-20 e Lc 1,23), é visto como aquele que ungiu e fortaleceu ao Messias, quando de seu batismo, para que ele pudesse dar início à sua missão especial como o “MESSIAS” (ver Mt 3,16). Também o Espírito Santo é visto como o agente capacitador do Messias em seu labor, maneira de andar e serviço (ver Lc 4,1.14), como a força ressuscitadora (ver Rm 8,11) e, desde então até o presente, na qualidade de “alter ego” do Messias neste mundo, o Espírito Santo é visto a realizar a obra do Messias, como sua testemunha poderosa (ver João 15,26; 16,8-11.13.14).



B. Em relação a todos os homens o Espírito Santo é visto como uma força influenciadora universal, que testifica sobre o pecado, a retidão e o julgamento. Ele controla o mal que há no mundo e convence os homens do pecado, atuando sobre todos os homens através de sua influência, personalidade e presença (ver João 16,7-11). Podemos supor que o mundo seria intoleravelmente mau, não fora à influência do Espírito Santo, que constrange a iniquidade inerente nos homens.

Escrito por anselmo.estevan às 19h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

C. Em relação à Igreja, o Espírito Santo é visto como o único que pode regenerar a uma alma, mediante seu toque operador e transformador (ver João 3,3-5). Todos os crentes, portanto, devem possuir o Espírito Santo (ver Rm 8,9), ainda que a sua influência varie grandemente de um crente individual para outro, dependendo isso exclusivamente de como cada qual permite que o Espírito Santo o controle (ver Atos 2; Ef 1,13.14 e 5,18). É igualmente o Espírito Santo que forma a unidade da Igreja, em um corpo (ver Mt 16,18; Hb 12,23 e 1Co 12,12.13; [2,12.13], o que pode ser chamado de “batismo”, ainda que não se trate de um batismo da mesma natureza com que o crente individual pode ser batizado). E é desse modo que a igreja se torna o templo do Espírito, seu lugar especial de manifestação (ver 1Co 2,26.17). A presença habitadora do Espírito Santo, entre os crentes, deve ser continua e perpétua (ver João 14,16). Essa presença habitadora produz frutos no crente, semelhantes à