BLOG DE: ESTUDOS DA ESCRITURA SAGRADA - YHVHSHÚA:


18/06/2011


BAAL? O QUE REPRESENTA??? DEUS TERMINA O QUE COMEÇA:

MUITAS PESSOAS FALAM: POR QUE SABER SEU NOME? SE TIVESSE SALVAÇÃO “ELE” JÁ TERIA FEITO ALGO PARA SALVAR OS SEUS! ELE NÃO DEIXARIA PASSAR TANTO TEMPO. POIS, JÁ ESTAMOS SALVOS MESMOS...O NOME NÃO IMPORTA! ETC.....

            SE, VOCÊ É MAIS UM DESSES QUE PENSA DESSE JEITO, ENTÃO DEVERIA VER ESSE ESTUDO E REFLETIR MAIS SOBRE SUAS ATITUDES.....!!!!!

[O NOME QUE ESTÁ ACIMA DE TODO O NOME]:

[JESUS CRISTO DE NAZARÉ O UNGIDO, ESSE NOME TEM PODER.]:



         [Não me causa preocupação o nome. O que realmente faz a diferença , ou seja, é a diferença que faz a diferença é se somos ou não de Jesus Cristo, o ungido filho de Deus. É isso que faz a diferença e somos nascidos de novo ou não].
        [É também a Salvação no UNGIDO, não depende de nós, mas daquele que DECRETOU, antes da fundação do Mundo. Se você tem certeza da Salvação, mesmo não sabendo explicar como foi alcançado pela graça, agradeça a Deus].
          [A verdade é que o Cristo, o UNGIDO QUE CONHECEMOS é o verdadeiro Deus. O nome aqui não nos interessa muito... Não acredito que JEOVÁ iria deixar passar mais de 2000 anos em branco, se isso realmente colocasse em perigo a nossa salvação que já está garantida].
          [Parabéns pelo seu excelente comentário. Continue exercendo a sua fé no UNGIDO FILHO DE DEUS, VERDADEIRO HOMEM E VERDADEIRO DEUS].


[GRAÇA E PAZ]      Você pensa assim??? Então veja o estudo a seguir:

Escrito por anselmo.estevan às 01h04
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

            O material tirado da Bíblia: (“as pessoas tinham a mesma convicção de que estavam super certas!”). {Material tirado da Bíblia de estudo: GENEBRA – EDIÇÃO REVISTA e AMPLIADA 2ª EDIÇÃO. SENDO, O ESTUDO, FEITO POR MIM: ANSELMO ESTEVAN. COM FORMAÇÃO EM “BACHAREL EM TEOLOGIA” NA FACULDADE IBETEL. E, SOU UM ESTUDIOSO DA PALAVRA HÁ MAIS DE 13 ANOS! ENTÃO NÃO É QUALQUER UM QUEM LHES FALA! E, SÓ QUERO LEVAR A VERDADE POIS ACREDITO QUE A PALAVRA DE UM DEUS ÚNICO E COM NOME (YAOHU) DEVE SER SOMENTE A VERDADE...! NÃO FALO PARA AGRADAR A HOMENS MAS AO MEU DEUS-YAOHU VERDADEIRO E ÚNICO}:

            ROMANOS 11,4: Que lhe disse, porém, a resposta divina?
            Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal!

            Só espero que você que está lendo este texto não se encaixe neste aqui: ROMANOS 11,8: Como está escrito: Deus lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir, até ao dia de hoje!

            Bem, vamos começar o estudo: De Rm 11,4; a referência nos leva a outro capítulo e versículo: (2Rs 1,1-4. vamos ver exatamente como está este texto “adulterado” sem a correção devida para não falarem que é idéia minha):

Escrito por anselmo.estevan às 01h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

            2 REIS 1,1-4: Depois da morte de Acabe; revoltou-se Moabe contra Israel.
            E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, em Samaria, e adoeceu; enviou mensageiros e disse-lhes: Ide e consultai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença. Mas o anjo do SENHOR disse a Elias, o tesbita: Dispõe-te, e sobe para te encontrares com os mensageiros do rei de Samaria, e dize-lhes: Porventura, não há Deus em Israel, para irdes consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom?
           
            Estudo de 2Rs 1,2: Baal-Zebube.Senhor das moscas”, uma alteração proposital do seu nome verdadeiro, Baal-Zabul, “O Senhor é Príncipe” feita pelos israelitas para zombar desse Baal.

            Referência, desse versículo para: Mateus 10,25:

            Mt 10,25: Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo como o seu senhor.
            Se chamaram BELZEBU ao dono da casa, quanto mais ao seus domésticos?
            Estudo de Mateus 10,25:

            Mt 10,25: Belzebu: O Príncipe dos demônios, identificado como Satanás em Mt 12,24-27. Sua derivação pode ser do hebraico “Senhor das moscas”, “Príncipe Baal ou talvez mesmo “Senhor do esterco”.

            Baal – no hebraico é Senhor!
            “Senhor como substantivo para denominar autoridade, tratar alguém como respeito... – é uma coisa!!!”. Agora, como NOME (e um NOME que foi dado por mãos humanas) – representa um “deus – pagão” – com nome de BAAL! Sendo o nome próprio de SATANÁS!! Caindo no erro de pecar contra o Rúkha Qadôsh (o Espírito Santo) pela adulteração e corrupção do texto Sagrado da Sagrada Escritura (Ha kaotav), [Mt 12,31-32; 1Jo 5,16; Mc 4,12; Is 6,9-10]: UM PECADO QUE NÃO HÁ PERDÃO!

Escrito por anselmo.estevan às 01h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Rm 8,9; Ef 4,5; At 4,12; 17,23; Êx 20,7; Fp 2,9-11! (Grifo meu).


            Sofonias 1,4-6: Estenderei a mão contra Judá e contra todos os habitantes de Jerusalém; exterminarei deste lugar o resto de Baal, o nome dos ministradores dos ídolos e seus sacerdotes; os que sobre os eirados adoram o exército do céu e os que adoram ao SENHOR e juram por ele e também por Milcom; os que deixam de seguir o SENHOR e os que não buscam o SENHOR, nem perguntam por ele.

            Estudo de Sofonias 1,4-6:

            Sf 1,4-6: Contra Judá. Três pecados específicos de Judá são denunciados: A idolatria (v.4), o sincretismo (v. 5) e a indiferença religiosa (v.6).

            Sf 1,4: Estenderei a mão. Essa frase refere-se ao poder de Deus (Yaohu) desencadeando contra os seus antagonistas (Sf 2,13; Êx 3,20; Dt 4,34; Is 5,25). O resto de Baal. Ou seja, todos os vestígios do culto a Baal. A expressão talvez estabeleça uma comparação entre a geração de então e as anteriores.
            Dos ídolos ministrantes: Esses sacerdotes funcionavam nos lugares altos e incensavam a Baal, ao sol, e à lua, e aos planetas, e a todo exército dos céus (2Rs 23,5)”.

            Sf 1,5: Aos que sobre os eirados adoram o exército do céu. O culto a Baal e o culto aos exércitos do céu eram pecados que haviam contribuído para a extinção do reino do norte (2Rs 17,16). Os altares aparentemente eram erigidos sobre os telhados das casas (2Rs 23,12; Jr 19,13). Milcom ou “Moloque”. O culto a esse deus amonita era especificamente proibido (Lv 18,21; 20,2-5). O hediondo ritual do sacrifício infantil fazia parte do culto dos amonitas (veja: 1Rs 11,5; 2Rs 23,10; Jr 32,35).

Escrito por anselmo.estevan às 01h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

“Há, o que, que eu tenho a ver com esse Baal???? Reflita sobre as passagens da Bíblia”: Somente isto...........!!!


            Rm 11,1-4; 1Rs 18; 1Rs 19,18; Sf 1,4; Os 2,16; (Os 2,13.16-17).

            Oséias 12,5 – Corrupção! Por que eu tenho que me preocupar com isso?????

            Resposta: Ez 36,21-23; Ml 2,2; Zc 14,9; Is 42,8; 26,8; Êx 20,7; Hb 13,5-13; Ml 3,16-18; Ef 4,5!

            Pois não foi a sua vontade de ser chamado de SENHOR: (Êx 3,15; 6,2-3). Lv 24,10-17; Dt 28,15-43; 58-59; 32,37-39. Mas, à vontade de homens que também, são: “Senhores”! Por isso somente. E, como Ele o Criador, falou por parábolas aos incrédulos.....pode neste exato momento, estar -  falando também por parábolas.....!!! Para que os incrédulos ou de coração endurecido jamais vejam a verdade....eu cito Romanos 8,9: pois se o amo o amo em verdade e Espírito.............Jo 4,22-24; Ef 4,5; At 4,12, Êx 20,7; 2Co 2,14-17; 3,6; Fp 1,28; 2,9-11. E porque quero fazer parte do seu tesouro particular: Ml 3,16-18; e o louvor pelos seus sacrifícios de sangue por nós: Hb 13,5-13 – Por isso eu procuro seu Nome verdadeiro e exclusivo para poder adora-lo. Não como sendo à Baal!!!! Anselmo Estevan.

Escrito por anselmo.estevan às 01h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

SOMANDO PONTOS E OBTENDO SOLUÇÕES: CAMARGO/ANSELMO:

cristos não significa yaohushua significa o ungido o abençoado mais o nome do eterno prevalece yaoh+
De josé de camargo para Você
Enviado 8 horas atrás
ResponderResponder TodosEncaminharArquivar MensagemExcluir MensagemBloquear Mensagens Desbloquear Mensagens .
Ungido".[1] O termo grego, por sua vez, é uma tradução do termo hebraico מָשִׁיחַ (Māšîaḥ), translierado para o português como Messias.[1]



Cristo é o termo usado em português para traduzir a palavra grega Χριστός (Khristós) que significa ungido











A palavra é normalmente interpretada como o apelido de Jesus por causa das várias menções a "Jesus Cristo" na Bíblia. A palavra é, na verdade, um título, daí o seu uso tanto em ordem direta "Jesus Cristo" como em ordem inversa "Cristo Jesus", significando neste último O Ungido, Jesus. Os seguidores de Jesus são chamados de cristãos porque acreditam que Jesus é o Cristo, ou Messias, sobre quem falam as profecias da Tanakh (que os cristãos conhecem como Antigo Testamento). A maioria dos judeus rejeitam essa reivindicação e ainda esperam a vinda do Cristo (ver Messianismo judaico). A maioria dos cristãos esperam pela Segunda vinda de Cristo quando acreditam que Ele cumprirá o resto das profecias messiânicas.



A expressão "Jesus Cristo" surge várias vezes nos escritos gregos da Bíblia, no Novo Testamento, e veio a tornar-se a forma respeitosa como os cristãos se referem a Jesus, Homem Judeu que, segundo os evangelhos, nasceu em Belém da Judeia e passou a maior parte da sua vida em Nazaré, na Galileia, sendo por isso chamado, às vezes, de Jesus de Nazaré ou Nazareno. O título Cristo, portanto, confere uma perspectiva religiosa à figura histórica de Jesus.



A área da teologia cujo foco é a identidade, vida, e ensinamentos de Jesus é conhecida como Cristologia.



Khristós no Grego clássico poderá significar coberto em óleo, sendo assim uma translação literal de messias.

Escrito por anselmo.estevan às 00h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O mais antigo painel iconográfico do Cristo Pantocrator, datado do século VI.



Este Jesus não fala não vê não ouve este Jesus é o mais antigo da historia este é o falso deus mundial este Jesus é ambiguação que quer dizer, não esta claro para mim, mais eu aceito. bom este nome grego grega Χριστός (Khristós) desculpe a foto não entrou.este jesus qué é idolatrado pelo povo religioso do mundo inteiro sem exeção de religião .trocaram o criador pela criatura :esta chamada de O ESTATUA pelo proprio yaohu ulhim o criador eterno de yaoshorul.
 
shalom aleichem achi anselmo ,venho por meio desta solicitar a ti. varão de grande valor que seja por voce feito um analise ao nome de oshua-yaoh onde este nome foi pervertido e apostatado de acordo com os seres humanos ; a igualdade de nome esta no (shua ) observe bem o nome da salvação yaohu(shua) analise; e me de uma resposta a respeito pois vi isto atraves da graça que nos foi permitido a ter pela misericordia do yaohu aby assim como o hallelu-yah que é o louvor e adoração segundo a lechon hakodesh shalom vamos somar pontos e obter solução atraves desta graça que esta sendo derramada agora no mundo amado assim diz yaohu não temas eu sou contigo .
SIM! SIM! SIM! CONCORDO COM O QUERIDO IRMÃO EM: GRAU, GÊNERO E NÚMERO! POR QUE? POR ESTES VERSÍCULOS DA "BÍBLIA": ROMANOS 1,18-27 (OS HOMENS QUANDO DERAM UM SUBSTANTIVO COMUM AO QUAL QUAQUER HOMEM É CHAMADO: "SENHOR" SE DENOMINA UM SEMIDEUS E ADORA A SÍ MESMO COMO FALA PAULO EM Rm 1,18-27! E DESTA FORMA ENTREGANDO ESSES HOMENS A OPERAÇÃO DO ERRO: 2Ts 2,7-12. (1Co 5,7-11; Rm 16,17) E, O LIVRO DE JUDAS!!!! MAS VC. TEM CERTEZA DISSO?? SIM!! VEJA: Rm 2,24; Lv 24, 10-16; Is 2,10-18; 3,7,17; 7,18.20-21.23; 11,10-11; 24,21; 27,1; 52,5-6; Ez 16,27; 36,20-23; Os 2,16; Mq 4,5; Zc 14,9.  E SOMENTE PARA REFORÇAR: At 4,12; Ef 4,5; At 17,23; Êx 20,7; Fp 2,9-11; Hb 13,5-13; Ml 3,16-18; Is 42,8; 26,8; 4,12; Cl 1,28!!!! SE NÃO FICA UM CEGO GUIANDO OUTRO E OS DOIS CAÍRAM NO BURACO..........POR ISSO NÃO VEJA O TEXTO CORROMPIDO..........!!!!!!!!!! MAS VEJA COM OS OLHOS DE UM DEUS QUE VAI REIVINDICAR A SANTIDADE DE SEU SANTO NOME: "HALLELU-YAH"!. POIS TODOS SÃO SEUS SEGUIDORES, "OS QUE CREEM NO SEU NOME" NÃO SERÃO ENVERGONHADOS!!! MAS TÊM QUE SER SEU NOME NÃO UMA INVENÇÃO: ROMANOS 9,25-33. 11,12.13-15.16.17.18-19.20; 11,11.29-32!!!!!! TENHO DITO. ANSELMO.

Escrito por anselmo.estevan às 00h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O PODER DA ORAÇÃO (p/) QUE TODOS SEJEM SALVOS:

O PERDÃO PERTENCE A YHVH!

            Salmos: 130,4; (Êx 34,7); [Dn 9,9]; Is 55,7…:

            Salmo 130: Está o PERDÃO: O Antigo Testamento está repleto de relato nos quais o YHVH salva o seu povo arrependido (veja 1Rs 8,46-51). Para que te temam. Veja Sl 36,1; 34,7; 128,1. Veja:

Escrito por anselmo.estevan às 00h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Confissão de Fé de Westminster 18,3”:  Essa segurança infalível não pertence de tal modo à essência da fé, que um verdadeiro crente, antes de possuí-la, não tenha de esperar muito e lutar com muitas dificuldades, contudo, sendo pelo Qadôsh Rúkha (Santo Espírito) habilitado a conhecer as coisas que lhe são livremente dadas por Deus-Yaohu, Ele pode alcança-la sem revelação extraordinária, no devido uso dos meios ordinários. É, pois, dever de cada crente fazer toda a diligência para tornar certa sua vocação e eleição, afim de que, por esse modo, seja o seu coração, no Rúkha Qadôsh, confirmado em paz e deleite, em amor e gratidão para com Deus-Yaohu, em firmeza e alegria, nos deveres da obediência, que são os frutos próprios dessa segurança. Esse privilégio está, pois, muito longe de predispor os homens à negligência: 1Jo 5,13; 1Co 2,12; 1Jo 4,13; Hb 6,11.12; 2Pe 1,10; Rm 5,1.2.5; 14,17; 15,13; Sl 119,32; Rm 6,1.2; Tt 2,11.12.14; 2Co 7,1; Rm 8,1.12; 1Jo 1,6.7; 3,2.3.

            Daniel 9,4-19: A ORAÇÃO de Daniel está baseada na compreensão da relação pactual do YHWH com o seu povo (BÊNÇÃO PARA A OBEDIÊNCIA, MALDIÇÃO PARA A DESOBEDIÊNCIA; veja especialmente os vs. 5,7,11-12,14; Lv 26,14-15; Dt 28,15-68; 30,1-5). Para uma oração semelhante, veja Ne 9. A ORAÇÃO contém 4 partes: (1): ADORAÇÃO; (2) CONFISSÃO DE PECADOS (vs. 5-11a); (3) RECONHECIMENTO DA JUSTIÇA DE DEUS-YAOHU EM SEU JULGAMENTO DO PECADO (vs. 11b – 14); e (4) UM APELO A MISERICÓRDIA DE DEUS-YAOHU BASEADO NO CUIDADO PELO SEU NOME, REINO E VONTADE (vs. 15-19). A oração baseia-se nas promessas de Deus-Yaohu (v. 2), foi pronunciada num rûah (espírito) de contrição e humildade (v. 3) e fornece um modelo para os elementos apropriados de uma ORAÇÃO eficiente. Veja:
            “Catecismo Maior de Westminster: 178, 180, 196; O Breve Catecismo de Westminster: 98, 107; Catecismo de Heidelberg: 117”.:

Escrito por anselmo.estevan às 00h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

- CM 178: O que é oração?

            Resposta: A oração é o oferecimento dos nossos desejos a Deus-Yaohu, em Nome do Mashiach (Messias) Yaohushua e como auxílio do seu Rúkha (Espírito), com a confissão de nossos pecados e um grato reconhecimento das suas misericórdias: Sl 62,8; 10,17; Rm 10,1; Jo 16,23.24; Rm 8,26; Dn 9,4; Sl 32,5.6; Fp 4,6.

            - CM 180: O que é orar em NOME DO MASHIACH (YAOHUSHUA)?
            Resposta: Orar em NOME da Mashiach (Yaohushua) é, em OBEDIÊNCIA ao seu Mandamento e com confiança nas suas Promessas, pedir misericórdia por amor dele; não por mera menção de SEU NOME, porém derivando o nosso ânimo para orar e a nossa coragem, força e esperança de sermos aceitos, em oração, por Yaohushua e sua meditação: Jo 14,13.14; Dn 9,17; Mt 7,21; Hb 4,14-16.

            - CM 196: O que ensina a conclusão da Oração?
            Resposta: A conclusão da ORAÇÃO, que é: “Pois teu Reino, o Poder e a Glória para sempre amém”, nos ensina a reforçar as nossas petições com argumentos que devem ser derivados não de qualquer mérito que haja em nós ou em qualquer outra criatura, mas de Deus-Yaohu, a ajuntar louvores às nossas ORAÇÕES, atribuindo a Deus-Yaohu, somente, a sabedoria eterna Onipotente e gloriosa excelência em virtude do que, com Ele pode e quer socorrer-nos, assim nós, pela fé, estamos a instar com Ele que atenda aos nossos pedidos, bem como a confiar tranqüilamente que assim o fará, e, para testemunhar os nossos desejos e certeza de sermos ouvidos, dizemos amém: Jó 23,3.4; Jr 14,20.21; Dn 9,4.7-9.16.19; Fp 4,6; 1Cr 29,10-13; Ef 20,21; Lc 11,13; Ef 3,12; Hb 10,19-22; 1Jo 5,14; Rm 8,32; 1Co 14,16; Ap 22,20.21.

            - BC 98: O que é ORAÇÃO?
            Resposta: ORAÇÃO é um oferecimento dos nossos desejos a Deus-Yaohu, por coisas conformes à sua vontade, em NOME do Mashiach – Yaohushua, com a confissão dos vossos pecados e um agradecido reconhecimento das suas misericórdias: Sl 10,17; 145,19; 1Jo 5,14; Jo 16,23.24; 1Jo 1,9; Fp 4,6.

Escrito por anselmo.estevan às 00h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

            - BC 107: O que nos ensina a conclusão da ORAÇÃO?
            Resposta: A conclusão da Oração, que é: “Pois teu é o Reino, o Poder e a Glória para Sempre. Amém”, nos ensina que na oração devemos confiar somente em Deus-Yaohu e LOUVA-LO: (HALLELU-YAH) em nossas orações, atribuindo-lhe, poder e glória. E, em testemunho do nosso desejo e certeza de sermos ouvidos, dizemos Amém: Dn 9,18.19; Fp 4,6; 1Cr 29,11-13; 1Co 14,16; Ap 22,20.21.

            - CH 117: Como devemos Orar para que a ORAÇÃO seja agradável a Deus-Yaohu?
            Resposta: Primeiro: Devemos INVOCAR, DE TODO O CORAÇÃO, O ÚNICO E VERDADEIRO DEUS que se revelou a nós em sua PALAVRA e ORAR por tudo o que ele nos ordenou para pedir.
            Segundo: Devemos conhecer muito bem nossa necessidade e miséria, a fim de nos humilharmos perante sua MAJESTADE.
            Terceiro: Devemos ter a plena certeza de que Deus-Yaohu, apesar de nossa indignidade, quer atender à nossa ORAÇÃO por causa do Mashiach – Yaohushua, como ele prometeu em sua Palavra: Sl 145,18-20; Tg 4,3.8; Jo 4,22-24; Ap 19,10; Rm 8,26; Tg 1,5; 1Jo 5,14; 2Cr 20,13; Sl 143,2; 2,11; 51,17; Is 66,2; Rm 8,15.16; 10,14; Tg 1,6-8; Dn 9,17-19; Jo 14,13.14; 15,16; 16,23; Sl 27,8; 143,1; Mt 7,8.

            Por isso, temos que procurar seu NOME! Não títulos!!! Para poder louva-lo somente em verdade – Um Único Deus em Oração de comunhão com um Deus vivo e com NOME: “HALLELU-YAH”!

            Passagens para refletir: Romanos: 9,25-33.11.12.13-15.16.17.18-19.20; 11,11.29-32 (todos são seus seguidores, os que crêem no seu NOME). Não serão ENVERGONHADOS!!!!!!!!!!! Agora os outros...........????????? Pois o crente está na carne ou no Espírito? [Rm 8,9].
            (1Co 5,5; 1Tm 1,20; Mt 21,13; Mc 11,17; Lc 19,46; [Mt 12,26/Mc 3,23]; Mt 16,23; Mc 8,33; Tg 2,9).
            {Romanos 1,18-27 – “ADORARAM A CRIATURA OU INVÉS DO CRIADOR!!!!” POR ISSO TODO “HOMEM” QUE LEVAR O NOME DE “SENHOR” SE TRANSFORMA EM UM SEMIDEUS!!! [1Co 5,7-11; Rm 16,17] – 2Ts 2,7-12 – A OPERAÇÃO DO ERRO!!!!! REFLITA SOBRE ESTES VERSÍCULOS DA PRÓPRIA BÍBLIA..................}.E VEJA ESSA HISTÓRIA:

            1º A “Bíblia” – foi somente: O Antigo Testamento! Ou a Antiga Aliança! E veio só para o “Seu Povo Santo”. (Com suas normas e regras ultra-religiosas ortodoxas – humanas....)

Escrito por anselmo.estevan às 00h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

       2º Essa Antiga Aliança – teve que ser revogada e cumprida pelo próprio YHWH – sendo revelado no “Filho”! Com a “proibição de Não falar seu Nome Santo por qualquer ocasião”; e, também, por NÃO consultarem o “Criador” – quanto a este fato?!! E, também por medo que essa tradição fosse perdida para sempre. Pois só o “Sumo Sacerdote, uma vez por ano, somente na cerimônia de ORAÇÃO – dentro do lugar santíssimo falava (vocalizava) SEU NOME!!!” Sendo assim, um grupo de religiosos – ultraconservadores... inventaram: “os sinais masoréticos” – ou seja: as vogais que não existia no alfabeto hebraico....... Assim, com esses “pontos – ou sinais”, tiveram uma brilhante idéia de pontuarem o verdadeiro nome de Deus – YHWH com os sinais masorético! Só que não era o seu nome verdadeiro mas sim uma substituição para pronunciar algo parecido como (AMO, MESTRE) mas, nunca o seu nome verdadeiro..........e assim o foi. E lhe acrescentaram as vogais – pontos masoréticos da palavra: Adonay! Que, nas transliterações de línguas para a nossa, virou: SENHOR! Que não é o nunca foi o seu nome. Somente um  título não nobre! Por que? Porque na terra dos judeus em Canaã tem um mesmo Deus pagão chamado Baal – que na nossa língua é transliterado para Senhor, SENHOR!!! (1Rs 18): Vindo a blasfemar seu nome...!!! Pois, a transliteração de pontuação masorética levou também ao nome – Yehova – que mais tarde seria dado como – Yahweh – Javé – Yavé!!! Que nada significam principalmente na vocalização hebraica. Só na portuguesa..........Mas, aí está a corrupção de um nome adulterado!!! Que ninguém quer ver...........É exatamente por isso que brigo. Pela verdade de seu Nome.........Pois na própria Bíblia não fala nada de que o Criador pediu para lhe darem esses nomes fictícios........de fantasmas....................Ok!!!!!!!!


            Mais alguns versículos para refletir: Rm 1,18-23.28-32; 2,1-24; (Is 52,5).
            Rm 5,1-21 (O SACRIFÍCIO POR TODOS).
            Rm 10,10-13.15.16.17-19.20; Rm 11,1-4: (“NÃO DOBRARAM O JOELHO À BAAL!!! [1Rs 19,18”]).
            Rm 11,9-36 (A SALVAÇÃO QUE ERA SOMENTE PARA SEU POVO – VEIO PARA OS “OUTROS POVOS” – AÍ QUE O POVO JUDEU PECOU POR ESCONDER SEU NOME POR ZELO, OU CIÚMES....).
            O ERRO: 1Co 10,1-30.
            A CORREÇÃO 1Co 2,1-5.
            AS COISAS ESPIRITUAIS....1Co 2,6-16.
            O VÉU (2Co 3,12-18).
            2Co 4,1-6 O Deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos.....!!!!
            Contendas: Rm 13,12; 1Tm 6,4; 2Tm 2,23; BLASFÊMIAS: Lv 24,11; Rm 2,14; Ap 16,9. (Rm 16,17 – 1Co 5,7-11...QUAL É A SUA DECISÃO????? TALVEZ, SUA VIDA DEPENDA DESTE ESTUDO. E, VOCÊ VAI JOGA-LO FORA..?????!!! SAIBA QUE DEUS E O MEU DEUS QUE AGORA SEI SEU NOME (YAOHU); PODE ESTAR ME USANDO NESTE MOMENTO PARA LHE FALAR VERDADES QUE NUNCA OUVIU FALAR O QUE ATÉ AGORA DESPREZAVA.......EU NÃO SOU NINGUÉM MAS O CRIADOR AGE POR MODOS ESTRANHOS A NOSSA CONSCIÊNCIA............E VOCÊ VAI DEIXAR ESSA OPORTUNIDADE PASSAR EM BRANCO OUTRA VEZ............REFLITA.....E ORE EM SEU NOME – YAOHU! ANSELMO ESTEVAN).

Escrito por anselmo.estevan às 00h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A NEFESH O CRENTE PRECISA DE ÓCULOS?

OS OLHOS VÊEM? MAS UM CORAÇÃO ENDURECIDO NÃO ENCHERGA!

Levítico 24,10-16: E apareceu um filho de uma mulher israelita, o qual era filho de um egípcio, no meio dos filhos de Israel; e o filho da israelita e um homem israelita porfiaram no arraial.
Então, o filho da mulher israelita BLASFEMOU O NOME “do” (      ) E O AMALDIÇOOU, pelo que o trouxeram a Moisés; e o nome “de” sua mãe era Selomite, filha “de” Dibri, da tribo de Dã. [ONDE, SE USA O ARTIGO “DE”, SE REVELA O NOME CORRETO DA PESSOA...!!! OK!]. GRIFO MEU.
E o levaram à prisão, até que se lhes fizesse declaração pela boca “DO” (      ).
E falou o (      ) a Moisés, dizendo:
Tira o que tem blasfemado para fora do arraial; e todos os que o ouviram porão as suas mãos sobre a sua cabeça; então, toda a congregação o APEDREJARÁ.
E aos filhos de Israel falarás, dizendo: QUALQUER QUE AMALDIÇOAR O SEU (      ) LEVARÁ SOBRE SI O SEU PECADO.
E aquele que BLASFEMAR O NOME “do” (      ) CERTAMENTE MORRERÁ; TODA A CONGREGAÇÃO CERTAMENTE O APEDREJARÁ; ASSIM O ESTRANGEIRO COMO O NATURAL, BLASFEMANDO O NOME “DO” (      ), SERÁ MORTO!
Romanos 2,24: Porque, como está escrito, o Nome de (      ) é blasfemado entre os gentios por causa de vós!
Ezequiel 16,27: Pelo que eis que estendi a mão sobre ti, e diminuí a tua porção, e te entreguei à vontade dos que te aborrecem, as filhas dos filisteus, as quais se envergonhavam do teu caminho depravado.
Isaías 52, 5-6; 2,10-22: E agora, que tenho eu aqui que fazer, diz o (      ), pois o meu povo foi tomado sem nenhuma razão? Os que dominam sobre ele dão uivos, diz o (      ); e o meu NOME é blasfemado incessantemente todo dia.
Portanto, o meu povo saberá o meu NOME, por esta causa, naquele dia, porque EU MESMO SOU O QUE DIGO: EIS-ME AQUI.
Vai, entra nas rochas e esconde-te no pó, da presença espantosa do (      ) e da glória da sua majestade.
Os olhos altivos dos homens serão abatidos, e a altivez dos varões será humilhada; e só o (      ) será EXALTADO naquele dia.
Porque o dia do (      ) dos Exércitos será contra todo o soberbo e altivo e contra todo o que se exalta, para que seja abatido;
e contra todos os cedros do Líbano, altos e sublimes; e contra todos os carvalhos de Basã;
e contra todos os montes altos, e contra todos os outeiros elevados;
e contra toda torre alta e contra todo muro forte;
e contra todos os navios de Társis e contra todas as pinturas desejáveis.
E a altivez do homem será humilhada, e a altivez dos varões se abaterá, e só o (      ) será exaltado naquele dia.
E TODOS OS ÍDOLOS TOTALMENTE DESAPARECERÃO!
Então, os homens se meterão nas concavidades das rochas e nas cavernas da terra, por causa da presença espantosa do (      ) e por causa da glória da sua majestade, quando ele se levantar para assombrar a terra. [“do” e, não “de”! Grifo meu.].
NAQUELE DIA, OS HOMENS LANÇARÃO ÀS TOUPEIRAS E AOS MORCEGOS OS SEUS ÍDOLOS DE PRATA E OS SEUS ÍDOLOS DE OURO, QUE FIZERAM PARA ANTE ELES SE PROSTRAREM.
E meter-se-ão pelas fendas das rochas e pelas cavernas das penhas, por causa da presença espantosa do (      ) e por causa da glória da sua majestade, quando ele se levantar para assombrar a terra. [“do” e, não “de”! Grifo meu.].
Afastai-vos, pois, do homem cujo fôlego está no seu nariz; porque em que se deve ele estimar?
Malaquias 2,2-3; 1,6: Se o não ouvirdes e se não propuserdes no vosso coração dar honra ao meu Nome, diz o (      ) dos Exércitos, enviarei a maldição contra vós e amaldiçoarei as vossas bênçãos; e já as tenho amaldiçoado, porque vós não pondes isso no coração.
EIS QUE VOS CORROMPEREI A SEMENTE E ESPALHAREI ESTERCO SOBRE O VOSSO ROSTO, O ESTERCO DAS VOSSAS FESTAS; E COM ELE SEREIS TIRADOS.
O FILHO HONRARÁ O PAI, E O SERVO, AO SEU senhor; E, SE EU SOU PAI, ONDE ESTÁ A MINHA HONRA? E, SE EU SOU “Senhor”, ONDE ESTÁ O MEU TEMOR? – DIZ O (      ) DOS EXÉRCITOS A VÓS, Ó SACERDOTES, QUE DESPREZAM O MEU NOME E DIZEIS: EM QUE DESPREZAMOS NÓS O TEU NOME?
Zacarias 14,9: E o (      ) será rei sobre a terra; naquele dia, um será o (      ), e um será O SEU NOME!
Oséias 2,16: E ACONTECERÁ NAQUELE DIA; DIZ O (      ), QUE ME CHAMARÁS: MEU MARIDO E NÃO ME CHAMARAS MAIS: MEU BAAL!
Ezequiel 36,20-23: E, chegando às nações para onde foram, profanaram o MEU SANTO NOME, pois se dizia deles: Estes são o povo de (      ) e saíram da sua terra.
Mas eu os poupei por amor do MEU SANTO NOME, que a CASA DE ISRAEL PROFANOU ENTRE AS NAÇÕES PARA ONDE FOI.
Dize, portanto, à casa de Israel: Assim diz o (      ) (      ): Não é por vosso respeito que eu faço isto, Ó casa de Israel, MAS PELO MEU SANTO NOME, QUE PROFANASTE ENTRE AS NAÇÕES PARA ONDE VÓS FOSTES.
Salmos 104,4: Faz dos ventos seus mensageiros, dos seus ministros, um fogo abrasador.
Hebreus 2,7.9-11:Tu o fizeste um pouco menor do que os anjos, de glória e de honra o coroaste e o constituíste sobre as obras de tuas mãos.
Todas as coisas lhe sujeitaste debaixo dos pés. Ora, visto que lhe sujeitou todas as coisas, nada deixou que lhe não esteja sujeito. Mas, agora, ainda não vemos que todas as coisas lhe estejam sujeitas;
vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele (      ) que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de (      ), provasse a morte por todos.
Filipenses 2,9: PELO QUE TAMBÉM (      ) O EXALTOU SOBERANAMENTE E LHE DEU UM NOME QUE É SOBRE TODO O NOME!
"NAQUELE DIA SÓ UM NOME SERÁ EXALTADO: YHWH - YAOHU - YAOHUSHUA - QUE PELOS SEUS SACRIFÍCIOS PARA DERROTAR "SATANÁS" - SE TRANSFORMOU NO YHWH!". NOSSO REI SOBERANO SOBRE TODA A MALDADE HUMANA...........! Fp 2,9-11; At 4,12! (POR ISSO MESMO NÃO VEJA SÓ COM  OS OLHOS!! PROCURE VER TAMBÉM COM O "CORAÇÃO" - NÃO ENDURECIDO - "MAS NO QADÔSH RÚKHA DE YAOHU-UL!! QUE FALA NA SUA NEFESH E NO SEU RÛAH.......!!!!". ANSELMO ESTEVAN. "CITO: Hb 12; Hb 1,8; Hb 1,6": O RESTO SÓ DEPENDE DE VOCÊ: IRMÃO, IRMÃ - NA FÉ......................................!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!).

Escrito por anselmo.estevan às 00h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/06/2011


OS OLHOS VÊEM? MAS UM CORAÇÃO ENDURECIDO NÃO ENCHERGA!

Levítico 24,10-16: E apareceu um filho de uma mulher israelita, o qual era filho de um egípcio, no meio dos filhos de Israel; e o filho da israelita e um homem israelita porfiaram no arraial.
Então, o filho da mulher israelita BLASFEMOU O NOME “do” (      ) E O AMALDIÇOOU, pelo que o trouxeram a Moisés; e o nome “de” sua mãe era Selomite, filha “de” Dibri, da tribo de Dã. [ONDE, SE USA O ARTIGO “DE”, SE REVELA O NOME CORRETO DA PESSOA...!!! OK!]. GRIFO MEU.
E o levaram à prisão, até que se lhes fizesse declaração pela boca “DO” (      ).
E falou o (      ) a Moisés, dizendo:
Tira o que tem blasfemado para fora do arraial; e todos os que o ouviram porão as suas mãos sobre a sua cabeça; então, toda a congregação o APEDREJARÁ.
E aos filhos de Israel falarás, dizendo: QUALQUER QUE AMALDIÇOAR O SEU (      ) LEVARÁ SOBRE SI O SEU PECADO.
E aquele que BLASFEMAR O NOME “do” (      ) CERTAMENTE MORRERÁ; TODA A CONGREGAÇÃO CERTAMENTE O APEDREJARÁ; ASSIM O ESTRANGEIRO COMO O NATURAL, BLASFEMANDO O NOME “DO” (      ), SERÁ MORTO!
Romanos 2,24: Porque, como está escrito, o Nome de (      ) é blasfemado entre os gentios por causa de vós!
Ezequiel 16,27: Pelo que eis que estendi a mão sobre ti, e diminuí a tua porção, e te entreguei à vontade dos que te aborrecem, as filhas dos filisteus, as quais se envergonhavam do teu caminho depravado.
Isaías 52, 5-6; 2,10-22: E agora, que tenho eu aqui que fazer, diz o (      ), pois o meu povo foi tomado sem nenhuma razão? Os que dominam sobre ele dão uivos, diz o (      ); e o meu NOME é blasfemado incessantemente todo dia.
Portanto, o meu povo saberá o meu NOME, por esta causa, naquele dia, porque EU MESMO SOU O QUE DIGO: EIS-ME AQUI.
Vai, entra nas rochas e esconde-te no pó, da presença espantosa do (      ) e da glória da sua majestade.
Os olhos altivos dos homens serão abatidos, e a altivez dos varões será humilhada; e só o (      ) será EXALTADO naquele dia.
Porque o dia do (      ) dos Exércitos será contra todo o soberbo e altivo e contra todo o que se exalta, para que seja abatido;
e contra todos os cedros do Líbano, altos e sublimes; e contra todos os carvalhos de Basã;
e contra todos os montes altos, e contra todos os outeiros elevados;
e contra toda torre alta e contra todo muro forte;
e contra todos os navios de Társis e contra todas as pinturas desejáveis.
E a altivez do homem será humilhada, e a altivez dos varões se abaterá, e só o (      ) será exaltado naquele dia.
E TODOS OS ÍDOLOS TOTALMENTE DESAPARECERÃO!
Então, os homens se meterão nas concavidades das rochas e nas cavernas da terra, por causa da presença espantosa do (      ) e por causa da glória da sua majestade, quando ele se levantar para assombrar a terra. [“do” e, não “de”! Grifo meu.].
NAQUELE DIA, OS HOMENS LANÇARÃO ÀS TOUPEIRAS E AOS MORCEGOS OS SEUS ÍDOLOS DE PRATA E OS SEUS ÍDOLOS DE OURO, QUE FIZERAM PARA ANTE ELES SE PROSTRAREM.
E meter-se-ão pelas fendas das rochas e pelas cavernas das penhas, por causa da presença espantosa do (      ) e por causa da glória da sua majestade, quando ele se levantar para assombrar a terra. [“do” e, não “de”! Grifo meu.].
Afastai-vos, pois, do homem cujo fôlego está no seu nariz; porque em que se deve ele estimar?
Malaquias 2,2-3; 1,6: Se o não ouvirdes e se não propuserdes no vosso coração dar honra ao meu Nome, diz o (      ) dos Exércitos, enviarei a maldição contra vós e amaldiçoarei as vossas bênçãos; e já as tenho amaldiçoado, porque vós não pondes isso no coração.
EIS QUE VOS CORROMPEREI A SEMENTE E ESPALHAREI ESTERCO SOBRE O VOSSO ROSTO, O ESTERCO DAS VOSSAS FESTAS; E COM ELE SEREIS TIRADOS.
O FILHO HONRARÁ O PAI, E O SERVO, AO SEU senhor; E, SE EU SOU PAI, ONDE ESTÁ A MINHA HONRA? E, SE EU SOU “Senhor”, ONDE ESTÁ O MEU TEMOR? – DIZ O (      ) DOS EXÉRCITOS A VÓS, Ó SACERDOTES, QUE DESPREZAM O MEU NOME E DIZEIS: EM QUE DESPREZAMOS NÓS O TEU NOME?
Zacarias 14,9: E o (      ) será rei sobre a terra; naquele dia, um será o (      ), e um será O SEU NOME!
Oséias 2,16: E ACONTECERÁ NAQUELE DIA; DIZ O (      ), QUE ME CHAMARÁS: MEU MARIDO E NÃO ME CHAMARAS MAIS: MEU BAAL!
Ezequiel 36,20-23: E, chegando às nações para onde foram, profanaram o MEU SANTO NOME, pois se dizia deles: Estes são o povo de (      ) e saíram da sua terra.
Mas eu os poupei por amor do MEU SANTO NOME, que a CASA DE ISRAEL PROFANOU ENTRE AS NAÇÕES PARA ONDE FOI.
Dize, portanto, à casa de Israel: Assim diz o (      ) (      ): Não é por vosso respeito que eu faço isto, Ó casa de Israel, MAS PELO MEU SANTO NOME, QUE PROFANASTE ENTRE AS NAÇÕES PARA ONDE VÓS FOSTES.
Salmos 104,4: Faz dos ventos seus mensageiros, dos seus ministros, um fogo abrasador.
Hebreus 2,7.9-11:Tu o fizeste um pouco menor do que os anjos, de glória e de honra o coroaste e o constituíste sobre as obras de tuas mãos.
Todas as coisas lhe sujeitaste debaixo dos pés. Ora, visto que lhe sujeitou todas as coisas, nada deixou que lhe não esteja sujeito. Mas, agora, ainda não vemos que todas as coisas lhe estejam sujeitas;
vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele (      ) que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de (      ), provasse a morte por todos.
Filipenses 2,9: PELO QUE TAMBÉM (      ) O EXALTOU SOBERANAMENTE E LHE DEU UM NOME QUE É SOBRE TODO O NOME!

"NAQUELE DIA SÓ UM NOME SERÁ EXALTADO: YHWH - YAOHU - YAOHUSHUA - QUE PELOS SEUS SACRIFÍCIOS PARA DERROTAR "SATANÁS" - SE TRANSFORMOU NO YHWH!". NOSSO REI SOBERANO SOBRE TODA A MALDADE HUMANA...........! Fp 2,9-11; At 4,12! (POR ISSO MESMO NÃO VEJA SÓ COM  OS OLHOS!! PROCURE VER TAMBÉM COM O "CORAÇÃO" - NÃO ENDURECIDO - "MAS NO QADÔSH RÚKHA DE YAOHU-UL!! QUE FALA NA SUA NEFESH E NO SEU RÛAH.......!!!!". ANSELMO ESTEVAN. "CITO: Hb 12; Hb 1,8; Hb 1,6": O RESTO SÓ DEPENDE DE VOCÊ: IRMÃO, IRMÃ - NA FÉ......................................!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!).

Escrito por anselmo.estevan às 12h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

12/06/2011


PEDRO E SUAS DIFICULDADES EM SER ACEITO PELA "IGREJA":

4ª CARTA GERAL/CATÓLICA

 

SEGUNDA EPÍSTOLA DE PEDRO

 

 

 

            INTRODUÇÃO

 

 

 

            Visão geral

            Autor: O apóstolo Pedro.

            Propósito: Encorajar os messiânicos perseguidos e confusos a permanecerem unidos em sua fé.

            Data: 65-67 d.C.

            Verdades fundamentais:

            Os messiânicos devem crescer espiritualmente em virtude das grandes bênçãos em O Mashiach.

            A certeza do retorno do Mashiach vem do testemunho de pessoas que viram O Mashiach pessoalmente e das Escrituras. (Não, a “Bíblia”)!

            Yaohu irá julgar com rigor os FALSOS MESTRES que negam a volta de Christós – O MASHIACH!

            Yaohushua ainda não voltou porque Yaohu é paciente com seu povo.

            Os messiânicos devem ser pacientes; contudo, devem procurar acelerar o dia do retorno do Mashiach pela oração, pela obediência e pelo evangelismo.

 

 

            Propósito e características

            (Lembrando que os “GNÓSTICOS”, SÃO FALADOS NOS LIVROS DE: 1Jo; 2Jo; 3Jo; 2Jo 9). Grifo meu.

            2 Pedro foi escrita para messiânicos que estavam sendo ameaçados por falso ENSINO (2,1). Em resposta a esse falso ensino, Pedro enfatizou a verdade e as implicações morais do evangelho.

            Esse falso ensino parece ter sido um precursor do GNOSTICISMO, um termo que designa uma variedade de movimentos heréticos nos primeiros séculos messiânicos (ESPECIALMENTE NO SÉCULO 2) que combinavam as idéias da FILOSOFIA GREGA, do misticismo oriental e do CRISTIANISMO. O protognosticismo com que

Escrito por anselmo.estevan às 14h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Pedro deparou ensinava que a salvação se dava por meio do conhecimento intuitivo e esotérico, e não por meio da fé no Mashiach.

            Como eles prezavam muito mais a mente do que o corpo, os GNÓSTICOS DO SÉCULO 2 MUITAS VEZES CAÍAM EM FRAGRANTE IMORALIDADE OU RIGOROSO ASCETISMO. O ascetismo não foi tratado em 2 Pedro, mas a imoralidade é claramente repreendida (2,13-19). Os FALSOS MESTRES aparentemente usavam a liberdade messiânica como uma licença para pecar, especialmente para cometer imoralidade sexual (2,14). Além do mais, eles eram culpados de negar a Yaohu (2,1), desprezar as autoridades e os seres celestiais (2,10) e zombar da segunda vinda do Christós O Mashiach (3,3-4).

 

 

 

            Gênero literário e teologia. Após a saudação de praxe (1,1-2), o autor recorda a índole da vocação messiânica (1,3-11). Vivendo em comunhão com a natureza divina (1,4), o messiânico é chamado à santidade, que supõe a fidelidade à palavra apostólica (1,12-21). De fato, a pregação messiânica não se apóia sobre fábulas fictícias (1,16), mas sobre o testemunho apostólico e sobre a palavra dos profetas pelo Rúkha Qadôsh (1,21).

            A seguir o autor lança um violento ataque, em tom exaltado, contra os falsos mestres, cuja perversão doutrinal e moral ele denuncia (2,1-22). O castigo deles é inevitável, como outrora o dos anjos culpados e dos habitantes de Sodoma e Gomorra (2,6).

            Após este longo trecho, o desenvolvimento iniciado no cap. 1 prossegue com o problema criado pela demora da parusia (3,3-13); o YHWH é paciente, mas seu dia chegará (3,9).

            A carta termina com um apelo á vigilância (3,14-18).

            Mais do que com o gênero epistolar propriamente dito, este escrito se aparenta com o gênero “testamento”, freqüente nas tradições judaicas dessa época: um discurso de despedida que se admite uma pessoa importante faça antes da morte permite desenvolver alguns pontos de doutrina que convêm recordar à comunidade.

            Será que esta epístola de aspecto tão especial merece um lugar no NT? O leitor moderno, cioso do “diálogo”, pode fazer tal pergunta diante da lista de insultos e injúrias do cap. 2

            Não obstante, a epístola fornece enfoques precisos e novos sobre a interpretação e a inspiração das Escrituras, como também sobre a formação do cânon; as profecias do AT e o testemunho apostólico são postos no mesmo nível e servem de base para uma fé sólida (1,19; 3,2). Em nenhum outro lugar do NT, a natureza inspirada das Escrituras é afirmada tão explicitamente: “Nenhuma profecia da Escritura é o objeto de interpretação pessoal: porque nunca uma profecia foi proferida pela vontade humana, mas foi movidos pelo Rúkha Qadôsh que alguns homens falaram da parte de Yaohu” (1,20-21).

            É também nesta epístola que se encontra a primeira menção de uma coletânea de cartas de Paulo (3,15-16), a qual, embora não contenha necessariamente todo o conjunto do corpus Paulino é entretanto considerada como parte integrante das Escrituras.

            Finalmente, a epístola focaliza outro ponto de interesse, tratando resolutamente do problema da demora da parusia: “Que é feito da promessa de sua vinda? Pois desde que os Pais morreram, tudo continua como estava no início da criação” (3,4). O autor denuncia com violência esta falta de fé e se esforça por dar uma resposta: o dilúvio acontecido é uma prefiguração do juízo final, que o autor descreve consciente as categorias de sua época (3,6). O mundo antigo será destruído pelo fogo, para dar lugar a “novos céus e uma nova terra, nos quais habitará a justiça” (3,13). Sobretudo a noção de tempo não existe para o YHWH: “Um só dia é como mil anos e mil anos, como um dia” (3,8). A demora que se lhe atribui provém apenas da sua amorosa paciência. Ele quer deixar a cada um o tempo de se converter. Por isso, vivam todos desde já na santidade. Através deste ensinamento escatológico, o autor recorda uma dimensão importante da vida messiânica.

 

 

            Adversários e destinatários. O autor denuncia “ímpios” que se infiltraram na Igreja (2,1). Quem são eles? Convertidos à fé messiânica, eles a renegaram e ameaçam por então perverter a comunidade, prometendo-lhe uma falsa liberdade (2,19). A heresia deles é simultaneamente teológica – estes falsos doutores renegam o YHWH que os remiu e desprezam os anjos (2,10-11) – e moral: eles levam uma vida devassa e são insaciáveis no pecado (2,14).

            Para os identificar, tem-se falado de “GNÓSTICOS”; estes, julgando-se dotados de um conhecimento superior e de uma total liberdade, professam o desprezo pela carne, mas nem por isso deixam de levar uma vida dissoluta; assim se poderiam explicar os aspectos moral e teológico de seus erros e a insistência do autor sobre o “conhecimento” messiânico, que ele opõe à falsa ciência dos hereges (1,2.3.5.8.12.16; 2,20.21; 3,17-18). Com relação ao seu desprezo pelas “Glórias” (2,10) difícil é captar exatamente a alusão: cometem eles, a juízo do autor, o pecado de nomear os anjos? De fato, encontra-se no judaísmo – e em particular entre os essênios – a menção a semelhante proibição, motivada pelo respeito aos anjos e pelo temor de recorrer a seu nome para fins mágicos. Ou, pelo contrário, negam-lhes eles toda realidade ou toda superioridade, ultrapassando nisto o pensamento de Paulo, que se contentava em sublinhar a inferioridade dos anjos com relação ao Mashiach (Ef 12,1; Cl 2,15)? É difícil precisa-lo bem, pois, na longa série de invectivas do cap. 2 o autor se vale de expressões convencionais, traçando, como foi dito, uma espécie de “retrato-robô” do ímpio.

Escrito por anselmo.estevan às 14h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Os destinatários da carta estão familiarizados com a ESCRITURA e as tradições apocalípticas judaicas, às quais o autor faz numerosas alusões sem nunca as citar explicitamente (exceto em 1,17): os anjos culpados (2,4), o dilúvio (2,5), Sodoma e Gomorra (2,6-7), Balaão de Bosor (2,15), tradições referentes à origem do mundo pela água e sua destruição pelo fogo.

            Esta epístola, especialmente em 2,1 – 3,3, e a de Judas acusavam ligações evidentes e estreitas. Encontram-se nelas concepções muito parecidas, expressas freqüentemente nos mesmos termos, aliás raros em todo o NT; as duas epístolas parecem seguir o mesmo fio condutor. Assim, ambas polemizam contra os falsos doutores qualificados, nos dois casos, de “céticos zombeteiros” (2Pe 3,3; Jd 18), que proferem enormidades (2Pe 2,18; Jd 16), banqueteiam-se sem vergonha (2Pe 2,13; Jd 12); o pecado deles é comparado ao dos anjos culpados de Sodoma e Gomorra e de Balaão.

            A menos que 2 Pedro e Judas se inspirem de modo independente num texto mais antigo – o que é pouco verossímil – parece incontestável que 2 Pedro depende de Judas; em muitas passagens, o texto parece secundário; em geral, o autor esclarece os passos paralelos da epístola de Judas; suprime alguns elementos estranhos para leitores menos informados a respeito das tradições apócrifas: o combate do arcanjo Miguel (Jd 9), a prostituição dos anjos (Jd 6), a citação de Henoc (Jd 14). Teria havido em 2 Pedro alguma reticência com relação aos apócrifos? Difícil é resolve-lo.

            De outra parte, 2 Pedro levanta a objeção sobre a demora da parusia, enquanto em Judas a questão nem sequer é aventada.

            Estes diferentes indícios revelam um ambiente solidamente enraizado nas tradições judaicas, mais tardio do que o de Judas; é também mais aberto ao helenismo, como indicam, além das omissões já apontadas, uma linguagem elegante, que não exclui sequer certa preciosidade no abuso de palavras compostas e rebuscadas – chegou-se a contar 56 palavras que são empregadas unicamente nesta epístola: é a proporção mais alta do NT. Seria esta epístola fruto de um esforço pastoral de conciliação ente as tendências mais particularistas manifestadas na epístola de Judas, e outras correntes mais abertas, como as que se manifestam nas epístolas de Paulo? Provém ela de um esforço de síntese entre tendências diversificadas no seio da Igreja primitiva?

            Por outro lado, visto esta epístola ter sido aceita primeiro na Igreja de Alexandria e contestada pela da Síria, nós sugeriríamos de bom grado que ela provém de um ambiente judeu-messiânico da Diáspora helenista.

 

 

            Autor e data. O autor se identifica com o apóstolo Simão Pedro (1,1). Se, em 3,1, esta carta é apresentada como a “segunda”, espontaneamente se pensa que a primeira seja 1 Pedro. Além disso, o autor recorda sua presença na Transfiguração do YHWH (1,16); enfim, ele anuncia sua morte como próxima (1,14).

            Esta identificação sempre discutida levanta uma série de dificuldades. De um lado, não se devem urgir demais as indicações biográficas pelas quais o autor se identifica com o apóstolo; isto pertence ao gênero literário dos “Testamentos”.

            De outro lado, as diferenças estilísticas são numerosas entre as duas epístolas; 599 palavras divergentes contra 100 comuns. A problemática referente à escatologia não é a mesma; esta diferença supõe que um lapso de tempo assaz longo separa as duas epístolas.

            O autor não parece pertencer à primeira geração messiânica, que despareceu (3,4). A epístola é posterior à de Judas, dotada comumente nos últimos decênios do século I. Enfim e acima de tudo, como já vimos, ela contém uma menção explícita do cânon das Escrituras: existe uma coleção de cartas de Paulo, que, embora incompleta, é contada entre as “ESCRITURAS”, assim como os demais escritos apostólicos e proféticos.

            Por outro lado, como não é possível recuar demais a composição de uma epístola tão farta de tradições judeu-messiânicas, pode-se propor como data provável de redação a ano 125, período que exclui uma origem petrina direta. Entretanto, poder-se-ia falar de um “círculo petrino”, no qual, para lembrar, em continuidade aos ensinamentos do apóstolo, a necessidade de manter a fé, teria sido composta esta carta em forma de testamento espiritual? Recordemos, a este respeito que, segundo uma tradição de Eusébio (História Eclesiástica, II, 16,1), Marcos, que por certo tempo foi colaborador de Pedro (cf. 1Pe 5,13), teria evangelizado Alexandria, ambiente em que esta epístola foi aceita por primeiro.

 

 

            Canonicidade. Justamente com o Apocalipse, este foi o livro do NT que teve mais dificuldades para ser reconhecido como canônico. Foi através da Igreja de Alexandria que esta carta penetrou lentamente no universo das Igrejas. Ausente do cânon de Muratori (pouco antes do ano 200), ela é citada pela primeira vez por Orígenes (nascido em 185/6 e falecido em 254), que a aponta como contestada. Eusébio (falecido em 340) ainda a relaciona entre os escritos controversos. Foi só no século V que a epístola foi reconhecida pela maioria das Igrejas e no século VI, na Síria. No entanto, por volta de 200, ela consta de uma versão egípcia do Novo Testamento e, lá pelos fins do século III, no papiro 72.

 

Escrito por anselmo.estevan às 14h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Perfil

Histórico

Outros Sites

Visitante Número