BLOG DE: ESTUDOS DA ESCRITURA SAGRADA - YHVHSHÚA:


09/04/2011


SEGUE OBSERVAÇÃO:

PARA VERIFICAR MELHOR O "NOME DE DEUS" NA PÁGINA QUE SEGUE LOGO  A BAIXO, É SÓ CLICAR COM O MAUSE EM CIMA DA FOLHA COM O BOTÃO ESQUERDO - QUE O TEXTO FICA COM LETRAS GRANDES PARA PODER LER-SE MELHOR TODA A VERDADE DESSE NOME DAS ESCRITURAS SAGRADAS.........!! CONHEÇA VC. TAMBÉM A VERDADE E SEJA LIBERTO! Anselmo.

Escrito por anselmo.estevan às 18h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O NOME DE DEUS!

Escrito por anselmo.estevan às 18h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/04/2011


puxa vida acho que consegui mais ou menos veja logo a baixo...

sinais massoréticos.

Escrito por anselmo.estevan às 18h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Escrito por anselmo.estevan às 18h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

FAVOR VERIFICAR NO MEU SEGUNDO BLOG...!!!

INFELIZMENTE NÃO CONSIGO COLAR AS LETRAS - SINAIS MASSORÉTICOS... POR ISSO ESSE TEXTO ESTÁ NO MEU SEGUNDO BLOG COM OS SINAIS QUE AQUI NÃO CONSIGO TRANFERIR OK. FAVOR VERIFICAR OS SINAIS MASSORÉTICOS NO MEU SEGUNDO BLOG ESCRITO LOGO A BAIXO....!!! OBRIGADO. ANSELMO.

Escrito por anselmo.estevan às 16h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

Os sinais massoréticos

Como vimos anteriormente, os sinais massoréticos não faziam parte do hebraico arcaico, originalmente, tendo sido criados numa época em que havia temor de que a língua hebraica caísse no esquecimento e se tornasse impossível saber como as palavras eram pronunciadas. Como efeito disso, pronúncias puderam ser alteradas também, bastando que alguém por falha ou por tendência religiosa inserisse o massorético errôneo.

Os sinais massoréticos, em sua maioria, são colocados abaixo das letras, mas alguns também são colocados acima ou na linha média da letra.

Vamos então conhecê-los:

 

 

 

 

 

LONGAS

BREVES

SEMIVOGAIS

VOGAL "A"

 

 

 

 

Qamatz Gadol
(ver texto)

Patar

Shevau Qamatz
(Qamatz Qaton)

Shevau Patar

VOGAL "E"

 

 

 

 

Tserê

Segol

Shevau

Shevau Segol

VOGAL "I"

 

 

 

 

Hireq Gadol

Hireq Qaton

 

 

VOGAL "O"

 

 

 

 

 

 

Vav Roulem

Roulem

 

 

 

VOGAL "U"

 

 

 

 

Vav Shúreq

Qibuts

 

 

 

 

 

 


Em hebraico existem vogais LONGAS, BREVES e SEMIVOGAIS. Para melhor entendimento, precisaremos explicar alguns dos massoréticos.

Qamatz - O massorético "qamatz" possui um som de vogal que é considerado como "A" para muitos, mas que de fato possui um som de "A" oco, fechado para "O". Não é um som que possua representação em português, visto que em português não possuímos nenhuma vogal com esse som. Por isso, apesar da vogal "qamatz" estar apresentada na vogal "A", seu som seria melhor representado por "AO". Na realidade não são duas vogais e nem dois sons, mas um único som de vogal que, por não possuírmos vogal correspondente em português, a melhor forma de representar é utilizando "AO", porque ao pronunciarmos "AO" rapidamente, o som resultante é o som entre "A" e "O" da vogal "qamatz". Alguns autores se referem ao "shevau qamatz" como "qamatz qaton". O "shevau qamatz", também chamado de "qamatz qaton" é um "AO" tão breve que sua pronúncia é praticamente de "O", em vez de "A". O "qamatz" é a primeira vogal usada tanto no Nome do Criador, YAOHUH (IÁORRU), como no Nome do Messias, YAOHUSHUA (IAORRÚSHUA), conforme as figuras abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Os Nomes do Criador, YAOHUH (IÁORRU), e do Messias YAOHUSHUA (IAORRÚSHUA), acima, apresentam mais três vogais: o "Vav Shúreq" (U longo), o "Qibuts" (U curto) e o "Patar" (A curto), sobre as quais falaremos a seu tempo.

Patar - É a vogal "A" breve. É usada sob a letra AYIN final do Nome do Messias YAOHUSHUA (IAORRÚSHUA).

Shevau - Este massorético foi inventado para representar uma semivogal ou "vogal esvaída". Para entendermos tal coisa, devemos pensar nas palavras "advogado" ou "adjetivo", em português. Nestas palavras, após o "d", há, de fato, uma "vogal esvaída", que não é nem escrita, mas que é pronunciada por um tempo muito pequeno. Há pessoas que pronunciam erradamente a palavra como "adevogado", como se ali houvesse uma vogal. Este conceito de semivogal é importante de ser bem entendido, para uma perfeita pronúncia das palavras que contêm o massorético "Shevau" ou seus compostos.

Quando o "Shevau" aparece ligando uma consoante à outra, na mesma sílaba, ele é pronunciado como "E" bem curto, mas é vocálico ou sonoro. Um bom exemplo para este caso é a palavra "mnemônico" em português. Se usássemos massoréticos em português, certamente esta palavra receberia um "Shevau" vocálico entre o "m" e o "n" iniciais. O mesmo é válido para a palavra "pneu", que muitos pronunciam erradamente como "peneu".

Quando o "Shevau" aparece no final de uma sílaba, ele é pronunciado extremamente curto, e não é transliterado, mas atua de forma "secante" na palavra, causando uma pausa como se a palavra tivesse sido dividida em duas palavras. Novamente as palavras "advogado" e "adjetivo", em português, servem de exemplo para este caso, pois é como se pronunciássemos duas palavras "ad-vogado" ou "ad-jetivo". Se usássemos os massoréticos em português, estas duas palavras certamente receberiam o "Shevau" secante.

Shevau-Patar, Shevau-Segol e Shevau-Qamatz - Quando o massorético "Shevau" estiver sob uma consoante gutural (álef, áyin, hê, khêt ou rêsh), ele deve ser representado precedido pelo sinal de uma vogal longa ou breve (qamatz, patar ou segol).

Hireq Gadol e Hireq Qaton - A forma longa da vogal "I" é representada pelo Hireq Gadol, que é composto de um ponto sob a consoante que precede a letra YOD. A forma curta da vogal "I" é representada pelo Hireq Qaton que é apenas um ponto sob uma consoante. Além disso, a própria letra YOD, embora consoante, apresenta som de "I" e, eventualmente, "E".

IMPORTANTE: Quando falamos sobre sinais massoréticos, esclarecemos que são sinais ADICIONADOS à escrita hebraica, e que não faziam parte do hebraico original. Assim, no caso do Hireq Gadol, somente o ponto é, de fato, um sinal massorético. O YOD que aparece depois dele, existiria do mesmo jeito numa escrita onde os sinais massoréticos estivessem ausentes.

Roulem e Vav Roulem - Estas são duas formas de "O" longo. O Vav Roulem é a representação da letra VAV com um ponto sobre ela, apresentando som de "O" longo por natureza. Este é o caso em que o VAV atua como "O" e não como "V". O ponto superior pode também ser usado em palavras onde não há o VAV mas que possuem, contudo, a pronúncia da vogal "O".

IMPORTANTE: Quando falamos sobre sinais massoréticos, esclarecemos que são sinais ADICIONADOS à escrita hebraica, e que não faziam parte do hebraico original. Assim, no caso do Vav Roulem, somente o ponto é, de fato, um sinal massorético. O VAV que aparece sob ele, existiria do mesmo jeito numa escrita onde os sinais massoréticos estivessem ausentes.

Vav Shúreq e Qibuts - São as representações longa e curta, respectivamente, da vogal "U". O Vav Shúreq faz parte do Nome do Criador, YAOHUH (IÁORRU), e também do Nome do Messias,

Escrito por anselmo.estevan às 16h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

SINAIS MASSORÉTICOS...

VEJA NO MEU SEGUNDO BLOG SINAIS MASSORÉTICOS. OS SINAIS QUE DÃO AS "VOGAIS" NO TEXTO HEBRAICO. É SÓ CLICAR EM CIMA DO TEXTO QUE AS LETRAS E SIMBOLOS FICAM MAIORES OK. É SÓ PARA TER UMA LEVE NOÇÃO DA PONTUAÇÃO HEBRAICA NAS "CONSOANTES" OK. VEJA E CONFIRA: http://anselmo7myblog.wordpress.com/

Escrito por anselmo.estevan às 16h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/04/2011


UM PEQUENO RESUMO...!!!

BEM, O QUE TEMOS HOJE EM DIA, SÃO AS "BÍBLIAS" - NÃO O "ORIGINAL" -, AS "ESCRITURAS SAGRADAS"! MAS, ASSIM FOI PELA VONTADE DIVINA DE YAOHU! ENTÃO VAMOS VER NA PRÁTICA COM USAR ALGUNS VERSÍCULOS DA: BÍBLIA - NA VIDA REAL.:

- No meu serviço, têm uma pessoa, que não quero falar de seu nome mas vou lhe dar um apelido de homem "x". Esse homem x, não vai como a minha cara...tudo bem. Mas o quê devemos fazer? Colocar em prática o que aprendemos na Bíblia. No meu serviço, vejo coisas que estão erradas e que precisam ser corrigidas. E, esse homem x conserta as coisas...! Deixei uma C.I. para seu chefe... e esse homem x me disse: "É, vc. deixou uma carta... o quê precisa ser arrumado??? Simplesmente fui com ele, ignorei o que ele me disse, e mostrei o que precisava ser arrumado...! Para esse resumo, que dura 13 anos, pois ele nunca gostou do meu jeito de trabalhar, posso citar alguns versículos da Bíblia que procuro sempre colocar em prática nessas e em outras ocasiões: (1Jo 3,10-15; 4,10-11.16-21; Mt 5,46; Rm 12,20; 2Tm 3,14-17). Somente um exemplo! Pois, não basta só ler a Bíblia...!!! Mas, colocar em prática o quê aprendemos com ela na hora mais precisa como nesse exemplo. Ok. Anselmo. E, olha que são só alguns versículos em... Medite neles e veja a profundidade da Palavra de Yaohu e coloque-a em prática agora mesmo. Não seja só um fílósofo que ao falar tudo é fácil e simples mas haja... como fez o Filho que deixando de ser um Deus veio na terra em forma humana e colocou a mão literalmente na MASSA! O mundo não foi criado somente por força da Palavra: e HAJA luz. E a luz se formou...etc. Mas Yaohushua poderia fazer igual... Mas não, ele nos mostrou o contrário, que devemos nos instruir na Palavra e coloca-la em prática... o que muita gente não o faz... e isso tem que ser colocado em prática como o Filho o fez e sofreu porque não é fácil não.... Tente e verá como a sua mensagem é mais linda do que só ler e mais nada...........é hora de agir.......................................................Shalôm! Filipenses 2,7; Colossenses 1,15-23!

PAI NOSSO, QUE ESTAIS NO CÉU SANTIFICADO VOSSO NOME (YAOHU). (O SEU REINO É VELOZ). VENHA NÓS O VOSSO REINO. SEJA FEITA A VOSSA VONTADE ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU.

O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE, PERDOAI AS NOSSAS DÍVIDAS ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS OS NOSSOS DEVEDORES E NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRAINOS DO MAL. POIS VÓS SOIS O REINO, O PODER, E A GLÓRIA PARA TODO O SEMPRE "AMÉM"! FILIPENSES 4,13.

Anselmo.

Escrito por anselmo.estevan às 17h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

UM TRECINHO DE "FILIPENSES"

A linha de pensamento. Esta epístola não é um tratado com um plano logicamente articulado, mas nós podemos resumir a linha do pensamento tal como o balizam os subtítulos inseridos na tradução.

            Embora distante, Paulo sente-se próximo dos seus amigos. No princípio, ele entabula um dos temas que permanecerá presente ao longo de toda a epístola, o da comunhão fraterna em Christós, fonte de alegria. Preso, não sabe qual será a sua sorte. Mas seja qual for o desfecho do seu cativeiro, está certo de que a causa do Evangelho sair reforçado, e já vê sinais da vitória de Christós. Seu desejo é recomeçar a tarefa apostólica e convida os amigos a levarem por diante valentemente o seu combate. Que o façam com a preocupação de manter a unidade na humildade e no serviço. Para exorta-los a isso, o apóstolo cita um texto de uma importância toda particular, o hino a Christós, servo sofredor estabelecido por Yaohu, YHWH do mundo (2,6-11). Que na comunhão com Christós vencedor, a comunidade preste o seu testemunho com força e fidelidade. Depois, Paulo evoca os projetos que concernem a Timóteo e a Epafrodito.

            No cap. 3, ele põe bruscamente os seus leitores de sobreaviso conta os agitadores judaizantes. Trata-se decerto do mesmo erro por ele combatido na Epístola aos Gálatas. Teriam os filipenses já sido atingidos por essa propaganda? [“Ta vendo...! Isto se pode chamar “O NASCER DE NOVO! Pois o ERRO”, deve ser Corrigido! Pois, nascemos em um corpo que pode ser influenciado pela corrupção da “inveja” e sermos levados à cometer erros. Erros esses que podem mesmo ser de ordem: Religiosa, seguindo normas, regras, preceitos humanos, costumes religiosos de antepassados, etc. Aí, entra o que O UNGIDO nos falou em – NASCERMOS DE NOVO – SERMOS NOVAS CRIATURAS. DEIXAR O “VELHO HOMEM” PARA TRÁS!! Não em mudar a “PERSONALIDADE” (Pois, acredito que quem têm duas personalidades é uma pessoa falsa, doente, ou com problemas mentais como por exemplo: uma mente assassina que premeditando um crime... Ninguém fala que tal pessoa, seria capaz de fazer algo de mal mas “mata”). Então, o problema está na “mente da pessoa”, que vê algo de errado onde está certo. E, o Certo onde está o Errado! Não aceitando ser corrigido e muito menos a VERDADE. É isso que tem que ser corrigido esse é o Velho homem que têm que nascer de novo – na inocência e no aprendizado de uma criança!!! E, não na sabedoria de um Velho que acha que tudo o quê tinha pra aprender já aprendeu... e o pior é que nunca soube nada...!”. Resumo: SER HUMILDE. Anselmo.]. Não é certo, visto que Paulo nada diz a tal respeito no começo da epístola. O mais verossímil é que ele queira pô-los de sobreaviso por ter constatado em outras Igrejas os danos causados por essa tendência. Tratar-se-ia de um retorno puro e simples às observâncias judaicas? Parece que se trata também de propensão a uma vida libertina. Paulo lembra o seu encontro com o Ressuscitado, que o levou a renunciar, ele, fariseu irrepreensível, a qualquer superioridade, para se deixar cativar por Christós e, em seu seguimento e sob sua inspiração, dirigir o rude combate da fé. Aos seus amigos pede que façam o mesmo. Eles são cidadãos do mundo novo, aquele que Yaohu prepara e consumará na glória.

            Depois dessas declarações, Paulo volta a sua exortação à concórdia, à paz, à alegria. Em termos delicados, agradece aos amigos a ajuda, recomendando-lhes que não se inquietem com a sorte que o espera.

            Assim termina esta carta, dentre as epístolas paulinas a que, com o bilhete a Filêmon, destaca-se pelo tom e andamento de “carta”. As confidências e os conselhos repassados de amizade se misturam, de ponta a ponta, com a evocação dos mais momentosos temas do pensamento do apóstolo.

 

            Vamos ver o que o Dicionário Aurélio nos diz da “Personalidade”: per-so-na-li-da-de sf. 1. Caráter ou qualidade do que é pessoal. 2. O que determina a individualidade duma pessoa moral; o que a distingue de outra. 3. V. personagem (1).

 

            Per-so-na-gem sf. e m . 1. Pessoa notável; personalidade, pessoa. 2. Cada um dos papéis duma peça teatral que devem ser encarnados por um ator. 3. Cada um daqueles que figuram numa narração, poema ou acontecimento. [Pl.: -gens].

 

            E, a SALVAÇÃO –, é “INDIVIDUAL” CADA UM COM SEU JEITO DE SER! MAS, TODOS COM UM ÚNICO PENSAMENTO – A FÉ E O CRER EM NOSSO DEUS YAOHU! MAS – SENDO HUMILDES DE CORAÇÃO É O QUE BASTA PARA SERMOS NOVAS CRIATURAS POIS QUEM ESTÁ EM CHRISTÓS JÁ É NOVA CRIATURA... DE NADA MAIS PRECISA PARA MUDAR. NÃO A PERSONALIDADE QUE É DE CADA UM! Anselmo Estevan.

 

 

Escrito por anselmo.estevan às 16h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/04/2011


A HORA É ESSA! DE NOS AUTO EXAMINARMOS A NÓS MESMO...!!!

Propósito e características

            Paulo escreveu essa carta para expressar tanto alegria quanto preocupação. A epístola é inundada de gratidão pelo modo como Yaohu estava levando adiante a obra de salvação entre os filipenses e pela ligação especial que existia entre Paulo e seus leitores. Ao mesmo tempo, a carta apresenta um tom sério. Os filipenses enfrentavam perseguições (1,27-30) e pressões de falsos ensinamentos (3,2-21). Além do mais, conflitos dentro da Igreja colocavam em risco o ministério em Filipos (1,27 – 2,18; 4,2-3). Paulo escreveu tanto para expressar a sua alegria quanto para dar instruções aos crentes filipenses. Ele enfatizou principalmente os seguintes tópicos: [“Preste muita atenção, pois aqui, não vou resumir o estudo pois é de máxima importância para todos que estão nas DENOMINAÇÕES! POIS “IGREJA” SOMOS TODOS NÓS OS CRENTES QUE CRÊEM EM YAOHU E NA SUA PALAVRA...! MAS QUE SE ENGANAM E SÃO ENGANADOS POR PESSOAS QUE PREGAM O FALSO EVANGELHO... ”]. Anselmo.

            1. A afeição de Paulo por seus leitores. Essa epístola mostra amplamente a ligação especial de amor que Paulo tinha pelos filipenses (1,3-8; 4,10-19). Eles haviam sido fiéis em seu apoio ao ministério de Paulo, e a disposição deles de sofrer juntamente com ele pela causa de Christós era uma fonte de incentivo para Paulo.

            2. Alegria. Apesar das circunstâncias da sua prisão, a carta de Paulo ressoa um tema de alegria. Expressões diferentes refletem essa alegria pelo menos dezesseis vezes na carta. O contentamento de Paulo tinha origem basicamente na fidelidade dos filipenses, e ele desejava o mesmo para eles como um antídoto para todo tipo de ansiedade (4,4-7).

            3. O exemplo da humildade de Christós. Filipenses dá uma grande ênfase ao estado humilde da encarnação de Yaohushua. O majestoso “exemplo de Christós” (2,6-11) oferece um modelo para os crentes. Em seu estado pré-encarnado, Christós Yaohushua estava “subsistindo em forma de Deus” (2,6). Contudo, ele tomou a forma de um escravo e esvaziou-se de si mesmo, revestindo-se da natureza humana e sujeitando-se às suas próprias criaturas. No entanto, mesmo nesse estado de humilhação, Christós não deixou de ser totalmente divino (Jo 1).

            4. Justificação pela graça por meio da fé. Contra aqueles que concordavam com a obediência à lei do Antigo Testamento como uma condição para merecer a salvação, Paulo enfatizou que Yaohu queria que o seu povo fosse salvo pelo recebimento da sua justiça em vez de esforçar-se para firmar a sua própria justiça. Embora Paulo tivesse sido escrupuloso na sua obediência à lei, ele veio a perceber que essa confiança em tal obediência era um grande pecado, porque isso o impedia de confiar em Yaohu. Paulo viu a sua jactância com repugnância (3,7-8) e apegou-se somente a Christós como a sua fonte de confiança (3,3.9).

            5. A vida messiânica. Essa epístola é cheia de instruções acerca da prática do Messianismo. Assim como Christós (O UNGIDO) tornou-se um servo, nós também devemos, como messiânicos, nos tornar “servos” de Christós (1,1) – [aqui, identifico essa palavra “servo” como servir e não como “escravo”; mas sim como pessoas que foram libertas da morte do pecado e sim tendo “liberdade” -  em, e, no seu Filho Yaohushua não fazendo os outros de “servos” trazendo uma palavra errada...! Todos deveríamos era olhar para dentro de nós mesmos corrigir os “erros” da própria interpretação... confiar mais no Filho, e aí sim pregar o verdadeiro Evangelho o dá Salvação da Alma (nepesh), e espírito (rûash) no meu entender é exatamente isso que está faltando hoje em dia!]. (Anselmo). Somente a pessoa comprometida com Christós é livre para amar e servir OUTROS (2,3-5).

            Paulo ressaltou a importância da identificação com Christós em sua morte e ressurreição. Assim como aconteceu com Christós, o sofrimento do crente é um precedente para a ressurreição (3,10-11). Por enquanto, é em meio à lutas que o messiânico sente alegria e obtém forças (3,10; 4,13).

            Paulo enfatizou a importância de nos esforçarmos para alcançar o objetivo da salvação final. Confiante no chamamento de Yaohu, o apóstolo avançava na direção do prêmio celestial (3,13-14). Somente quando os messiânicos trabalham é que eles percebem que Yaohu está trabalhando neles (2,12-13). O esforço humano é exatamente a área onde o poder de Yaohu é manifestado!

 

Escrito por anselmo.estevan às 18h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Perfil

Histórico

Outros Sites

Visitante Número